Skip to content

AGEL: outra nova Herbalife no mercado brasileiro?

08/09/2008

Transcrevo, ipsis literis, um convite que recebi para trabalhar numa empresa chamada AGEL (americana). Percebam só a similaridade com a HBL e outros MMNs, no que diz respeito ao conteúdo sedutor da mensagem. Detalhe: eu não trabalho nem trabalharei com empresas de MMN.

Viva

O meu nome é Paulo Aboim Pinto e obti o seu email site e vi que trabalhar com uma empresa de Marketing Multinivel.

Eu também trabalho com Marketing Multinível e venho lhe propor um negócio absolutamente fantástico. A AGEL é uma empresa fundada nos Estados Unidos em Outubro de 2005 e vem-se espalhando neste último dois anos por todo o mundo. Digo e repito, NESTES ÚLTIMOS 2 anos. Não nos
últimos 10 anos ou 15 anos.

Neste momento está próxima a abertura do mercado brasileiro. Esta empresa comercializa produtos relacionados com o Bem-estar e complementos nutricionais.
Como sabe, qualquer pessoa que tenha entrada no negócio do Marketing de Multinível no início tem grandes hipóteses de obter um rendimento verdadeiramente extraordinário.
No Brasil esta empresa ainda não chegou e Você tem aqui uma oportunidade de ser um dos primeiros a contruir uma rede realmente gigantesca consigo no topo e ganhar percentagens sobre o consumo de toda a rede.

Tenho uma página que ainda está em contrução:
http://mysite.producoes.com mas que já pode ver o que pode realmente ganhar com esta empresa.
Na secção de vídeos poderá ver uma apresentação em aproximadamente 30m que lhe deverá esclarecer sobre a potencialidade destes negócio.

Com os seus conhecimentos de Marketing Multinível, tenho a certeza que irá logo entender que esta é uma empresa que rapidamente vai pagar aos distribuidores os maiores cheques do negócio do Multinível. Temos é que agarrar esta oportunidade de iniciarmos este negócio, seja aqui em
Portugal, seja na sua cidade, seja no Brasil, seja no mundo.

Espero que veja esta oportunidade com muita atenção e que possamos voltar a conversar.
Este endereço de email é também MSN e para tirar dúvidas ou esclarecer melhor o negócio terei todo o gosto de conversar consigo. Não lhe enviarei mais nenhum email e este email não foi SPAM.

Abraços

Paulo Aboim Pinto
Odivelas – Portugal

Bem, agora explanarei meus breves comentários a respeito dessa “fantástica” oportunidade….

O recrutador diz que é uma empresa fundada nos EUA, está só dois anos no mercado e por isso possibilitaria ganhos “extraordinários” aos potenciais entrantes. Nas próprias palavras contidas no site do recrutador:

“A AGEL foi fundada em Outubro de 2005 e cresceu rapidamente por cerca de 40 países com enorme sucesso. Esse sucesso deve-se à inovação dos suplementos nutricionais e ao excelente plano de marketing multinivel que paga os maiores bonus a distribuidores independentes.

Ao longo de 2 anos a AGEL deu estabilidade a mais pessoas que qualquer outra empresa do meio e no mesmo período de tempo. Isto porque, temos os produtos mais revolucionarios do mercado e um plano de sucesso para todos os representantes da AGEL. Tendo em conta que nos encontramos na década da industria da Saúde e Bem-estar.”

Reparem a similaridade com os argumentos contidos no Plano de Marketing da HBL:

1) crescimento vertiginoso e com sucesso da empresa, nos 40 países em que ela está presente (essa palavra é crucial para as pretensões de seus discursos), o que possibilitaria ganhos extraordinários aos seus vendedores.

2) o “sucesso” se deve aos excelentes produtos, que utilizariam tecnologia de ponta, e ao “fantástico” Plano de Marketing, que propiciaria ganhos extraordinários a seus distribuidores (uma empresa emergente, sendo comparada ao Santo Graal dessa indústria).

3) Esses produtos seriam os melhores e os mais “revolucionários do mercado” (rsrsrs). http://mysite.producoes.com/Modules/olimpoText/Default.aspx?textKey=ProdutosAGEL

4) A empresa está situada na indústria do bem-estar, uma “tendência de mercado”.

5) Mas o pior de tudo foi o seguinte: Ela estaria se abrindo no mercado brasileiro, e segundo o próprio recrutador, quem entrasse nesse momento ganharia rios de dinheiro por ser pioneiro, por estar no topo da pirâmide, construindo uma rede gigantesca e ganhando sobre o consumo de todos os membros da rede!! Segundo fonte que está em seu próprio site:

Oportunidade. Será este o timming?

SIM. Como pode ver na figura em baixo, a AGEL só existe à dois anos no mercado mundial e ainda estamos a criar as fundações para construir uma rede à escala global.
Tem sido um trabalho árduo, mas há 70% de hipóteses de quem entrar nesta fase do negócio tornar-se uma pessoa bem sucedida.

Agel

Quando é que quer juntar-se a nós? Quando a percentagem cair para os 20% ou 10%?
Claro que não. Tenho a certeza que quer começar a trabalhar já hoje com a AGEL e para isso necessita efectuar o seu registo.

Pode escolher entre estar no nível de Retail ou no nível Executive. Recomendamos que se inscreva no nível Executive, pois, garante 3 centros de negócio e ainda se qualifica a muitos dos bónus descritos na página de Rendimento Extra.

http://mysite.producoes.com/Modules/olimpoText/Default.aspx?textKey=StartNow

Percebam só o argumento de sedução que ele utilizou, e o que está por trás dele: a malandragem, a pilantragem, a enganação e a falta de ética (leiam só a frase embaixo do gráfico: “Esteja no local certo, no momento certo, e faça qualquer coisa com isso”…. quer dizer que vale tudo?). Vejam só o conceito de ética, através de um elucidativo vídeo abaixo, e se perguntem: é ético esse tipo de comportamento, que dizem respeito não só à AGEL, como à Herbalife, Amway, Noni, Omni? (a exigência à qual, individualmente, os distribuidores sejam éticos, mas a cultura geral da organização, seu modo de ser, não permite que isso ocorra!)

Realmente os pioneiros ganham com a atividade, mas somente eles!! E os outros que virão depois, como é que ficam? Como justificar para os que entrarem, daqui a 5 anos por exemplo, que NÃO irão ganhar dinheiro? Só existe uma possibilidade: mentindo e fazendo vista grossa para esses acontecimentos, assim como as augústias que serão vividas pelos “distribuidores tardios”, dizendo para os que faliram que não deram certo por incompetência deles, fracasso deles, e que isso seria de inteira responsabilidade dos coitados, entre outros argumentos!!!

A idéia de fundo que está por trás do item 5, então, é que NÃO EXISTE ESPAÇO PRA TODOS OS DISTRIBUIDORES NESTE MERCADO!! Em outras palavras, existem limites sócio-econômicos e também culturais, que são ESTRUTURAIS (concorrência, saturação, preço, características regionais específicas de renda, costumes, ocupação de nichos específicos, informações imperfeitas etc), e que não permitem que todos tenham “sucesso” praticando AGEL, HBL, OMNI ou qualquer outra atividade multinível – a não ser pra quem está no topo da pirâmide, quem entra como “EXECUTIVE” (= SUPERVISOR na HBL)!!! Nessa mensagem, o cara tenta deliberadamente persuadir o potencial recruta através da idéia de que, se você estiver no topo da pirâmide, os ganhos serão ilimitados!!! E pra isso faz um forte apelo através dos vídeos:

http://mysite.producoes.com/Modules/olimpoText/Default.aspx?textKey=Videos

E o que se pode concluir através desses vídeos? Que eles incitam às pessoas fazerem vista grossa pra esses limites, que são externos à atividade e fogem ao controle dos distribuidores (assim como ocorre no vídeo de apresentação da HBL, contida no DVD “Você merece muito mais”)!! Quem é esperto já percebeu que as técnicas de persuasão seguem o mesmo molde das técnicas da HBL, com a aplicação dos dizeres da auto-ajuda e manipulação mental, fazendo o distribuidor pensar que existe apenas o LIMITE INDIVIDUAL e que o futuro distribuidor felizardo que estará no topo da pirâmide pode, com muito esforço, persistência e consistência, e acreditando em si mesmo, superar esse limite!! Se já é difícil para os pioneiros, como será para as pessoas que entrarem depois? Aonde é que está a ética aí? E reparem só a sedução pelo “rendimento residual”, trabalhando de 5 a 10 horas por semana…. o que lembra isso? A famosa “renda extra” da HBL (ganhar ATÉ 500 reais trabalhando duas horas por dia….)!!!!!

Transcrevendo uns dos argumentos de persuasão do vídeo. Existiriam 3 tipos de pessoas:

1) Aquelas que ganham somente pra sobreviver;

2) Aquelas que ganham bem, mas não possuem vida social e estão infelizes em seus empregos;

3) E aquelas que ganham bem e possuem vida social, no caso, os futuros vencedores distribuidores da AGEL!! E como eles exploram esse terceiro ponto (!), utilizando-se de técnicas primordiais de PNL e hipnose pra tentarem fisgar potenciais recrutas: induzem a pessoa a se IMAGINAR como bem sucedida e feliz ela estará vendendo produtos da AGEL. Uma vez que a MOTIVAÇÃO seja grande a ponto de gerar uma EXPECTATIVA maior ainda com o negócio, a pessoa se sentirá compelida a, no mínimo, buscar maiores informações sobre esse “grande negócio”. A “fisgada” é feita DESVIANDO A ATENÇÃO do potencial recruta, com sons ritmados e imagens vívidas, ASSOCIADAS à idéia de sucesso, tempo com a família, estilo de vida, transportando a vítima para o mundo criado pelos recrutadores, focando-as nesse universo pré-fabricado. A partir daí, depende só dela e de sua atitude!! Nada mais pode segurar o novo distribuidor vencedor!! E qual é o próximo passo se ela deseja ser uma pessoa feliz e de sucesso? Inscrever-se na AGEL!!!!!!

Pra finalizar, cito a frase final de seu e-mail:

“Espero que veja esta oportunidade com muita atenção e que possamos voltar a conversar.
Este endereço de email é também MSN e para tirar dúvidas ou esclarecer melhor o negócio terei todo o gosto de conversar consigo. Não lhe enviarei mais nenhum email e este email não foi SPAM”.

Percebam só as frases ver esta oportunidade com muita atenção” (pessoas que se utilizam primordialmente do canal visual para entenderem e comunicarem com o mundo externo) e a frase “Não lhe enviarei mais nenhum email e este email não foi SPAM”…. quer dizer, incitando o possível contato comigo pela curiosidade…. afinal de contas, como diz o ditado popular, oportunidade de ouro não aparece em qualquer esquina!! Ela é escassa!!

Fiquem espertos com essas tentativas de aliciamento. Os argumentos de persuasão para as empresas multinível possuem a mesma natureza.

.

Leia também:

.

Agel e agelóides

.

Blog O Esgoto do Capitalismo

.

Entrevista com o especialista em fraudes do MMN – Jon Taylor

Entrevista com a especialista em fraudes do MMN – Tracy Coenen

A procura do MMN perfeito

O que está errado com o marketing multinível?

Sofismas e falácias dos distribuidores de MMN

Herbalife, Agel, Amway: MMN legítimo ou MMN pirâmide?

Herbalife: lavagem cerebral na prática – parte 1

Herbalife: lavagem cerebral na prática – parte 2

Um olhar psicanalítico acerca de grupos de distribuidores das empresas de marketing de rede e de fiéis de várias instituições religiosas

Algumas relações entre supervisores e distribuidores da Herbalife

Teste para avaliar se uma empresa de MMN é ou não é pirâmide

Scripts para recrutar trouxas – parte 1

Scripts para recrutar trouxas – parte 2

Scripts para recrutar trouxas – parte 3

Scripts para recrutar trouxas – parte 4

162 Comentários leave one →
  1. Milena permalink
    08/10/2007 22:23

    Oi geovani, estou lendo todo seu blog e está muito interessante, críticas inteligentes e racionais, meus parabéns!

    Gostaria de dar uma contribuição aos que ainda não conhecem esta empresa AGEL, em um post na Arena de Debates – Herbalife escrito e pesquisado por mim, para futuras consultas: http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=7903318&tid=2499889835658837796&kw=agel

    Provavelmente já retiraram os videos, mas faendo uma busca no Youtube, sempre encontramos algo: http://www.youtube.com/results?search_query=agel&search=Search

  2. Paulo Aboim Pinto permalink
    11/10/2007 8:23

    Viva,

    Desde já obrigado pela publicidade ao meu negócio. Como cada um tem direito à sua opinião e vivemos num mundo que cada vez mais caminha para a livre expressão, penso que tanto eu como você tem direito a uma opinião.

    Em relação a Agel, desde já, não tenho qualquer razão de queixa. Trabalho com MMN desde 1994 (Amway, Herbalife, ACN e agora Agel) e apesar de nem sempre ter tido sucesso efectivo nunca embarquei em loucuras financeiras.
    Sei de pessoas que de uma forma errónea pegaram em todas as suas economias e apostaram na compra de produtos que depois não conseguiram vender.

    Cada um tem que saber das suas reais possibilidade e capacidades de desenvolver um negócio. Há pessoas que nasceram para serem lideres e outros para serem mandados. Uns tem capacidade de enganar o próximo e outros são sinceros.

    Eu não creio que a Agel seja uma próxima Herbalife e não o será devido ao Plano de Marketing. Enquanto a Herbalife é uma empresa vocacionada para as vendas (compra de $2.500 USD mês para ganhar as comissões do mês), com esta compra-se o que se pretende consumir (aproximadamente $50 USD para ganhar todos os bonus da rede).
    Logo com esta diferença vemos (ou não) que esta empresa não está vocacionada para levar pessoas a gastarem mensalmente mais do que podem.

    Inves de ser uma rede baseada em vendas (como você descreve) esta é uma rede virada para o consumo.

    Outro ponto que gostaria de rebater é o facto do timming. Claro que quem entrar no inicio terá mais possibilidades de ter sucesso. Isto é com o MMN e é com qualquer outra empresa, pois senão vejamos:

    Quem é vai realmente ganhar dinheiro? A empresa que vende escovas de dentes e que tem acesso a mercado onde não existe nenhuma ou uma empresa que entra num mercado 10 anos depois onde já operam 5 empresas de escovas de dentes?

    Se você responder que é a segunda empresa, claro que não conhece técnicas de marketing e viabilidade económica de empresas. Não é necessário ter um MBA em economia para entender que a empresa que entra primeiro terá uma porbabilidade maior de ser a empresa que irá dominar o mercado.
    Voltando para o MMN, qual é o problema em eu ser o primeiro a levar este negócio para um país? Não quero o mesmo que a empresa de escovas de dente, que é ser lider no mercado podendo assim obter mais lucros?

    Tenho muita pena que você esteja xatiado com a MMN, mas, existe oportunidade e oportunidade. Umas são ilegais (piramides) e outras são legais. Umas são de vendas e outras são de consumo. Umas estão na tendência de mercado e outras nem por isso.

    Penso que o teu site é importante para alertar para alguns esquemas, mas, criticar por criticar não é a melhor opção.

    Como eu também tenho direito ao contraditório, espero que este comentário não seja apagado.

    Cumprimentos
    Paulo Aboim Pinto
    Odivelas – Portugal

  3. augustohf permalink*
    13/10/2007 0:51

    Olá Paulo

    Primeiro, o blog não é meu. Sou um colaborador dele. E o foco central não é falar de mim ou de você, da minha experiência ou da sua experiência com MMN. Antes de mais nada, a crítica diz respeito à natureza e aos limites desse sistema, como forma de alocação e distribuição da renda; se você ler novamente o post verá que eu NÃO critico por criticar!!!

    Segundo, obviamente seu post não será apagado. Liberdade de expressão pra ambas as partes. Você nos faz um favor ao vir aqui defender sua posição, pra que todos que lerem o debate estejam cientes de até aonde vão seus argumentos para defender sua empresa!!!!

    Terceiro: eu não estou CHatEado com o MMN!! Começo minha resposta com duas perguntas (que serão respondidas):

    1)Repare na sua intervenção:

    “Cada um tem que saber das suas reais possibilidade e capacidades de desenvolver um negócio. Há pessoas que nasceram para serem lideres e outros para serem mandados. Uns tem capacidade de enganar o próximo e outros são sinceros (…) Sei de pessoas que de uma forma errónea pegaram em todas as suas economias e apostaram na compra de produtos que depois não conseguiram vender.”.

    O que temos aí: a presença de rótulos (certo e errado), a noção do inatismo e do indivíduo autocentrado, presentificado, que possui domínio total sobre suas ações. Será que é mesmo sempre assim, principalmente pra essas pessoas que passaram pelos eventos dessas empresas? Você nunca se perguntou porque elas pegaram suas economias que tinham e que não tinham NO IMPULSO e apostaram na compra de produtos que depois não conseguiram vender? Depois leia meu post nesse mesmo blog, intitulado “Herbalife: um negócio como outro qualquer?” pra você entender um pouquinho do que eu to falando….

    2) Preste atenção no que tu disseste “Em relação a Agel, desde já, não tenho qualquer razão de queixa. Trabalho com MMN desde 1994 (Amway, Herbalife, ACN e agora Agel) e apesar de nem sempre ter tido sucesso efectivo nunca embarquei em loucuras financeiras”
    .
    Ou seja, você já pulou de galho em galho, de uma pra outra…. AMWAY, HBL, ACN, e agora, AGEL. A minha pergunta é: pq você passou por tantas empresas de MMN nesse período, e não fincou raízes? O que não deu certo pra você nessas outras empresas “agressivas”. O que te seduziu na AGEL? Provavelmente você responderá novamente, mas eu também responderei através do que você já escreveu: você se encantou com a possibilidade de ser pioneiro em várias regiões do globo, e se encantou com o plano de marketing!! Encantou-se com a possibilidade de ser um “líder”, de “mandar” ao invés de “obedecer”.

    Mas aí é que o negócio começa a se enrolar, pois a despeito do que você disse:

    “Voltando para o MMN, qual é o problema em eu ser o primeiro a levar este negócio para um país? Não quero o mesmo que a empresa de escovas de dente, que é ser lider no mercado podendo assim obter mais lucros?”,

    em primeiro lugar, você fala como se fosse dono da empresa que você representa, como se você fosse ser “o líder” desta empresa em determinada região. Então me responda umas coisinhas: Vc por acaso tem Cadastro de Pessoa Jurídica? Possui ações ON da AGEL pra ter poder de decisão lá dentro da empresa? É sócio dela? Resposta: NÃO!!! Nem mesmo comissões são eternas!! Vc não pode parar de ver downlines entrando em sua rede, pois a taxa de rotatividade na base de qualquer sistema MMN é grande!!! Além disso, você abstrai dos riscos da atividade de distribuição, não possuindo direitos trabalhistas, estando mergulhados nas dificuldades do setor informal da economia. Sim, O SETOR INFORMAL DA ECONOMIA!!! Mas pra você as perdas seriam menores ou até mesmo não haveria perdas, pelo fato de você ser PIONEIRO!!

    Por isso você está TOTALMENTE CORRETO quanto à defesa do TIMMING!! Para um pioneiro é isso mesmo!! Mas e para a maioria que entrar bem depois, como é que fica? Aonde é que está a ética aí. Esse é o problema, que é travestido e ignorado por quem desenvolve o “negócio”!!!!

    Em segundo lugar, entremos então na questão dos produtos, plano de marketing e da concorrência.

    Quantos aos produtos, vou ser breve: estou lendo os produtos e suas características: MIN, OHM, UMI, EXO, FIT etc possuem a mesma descrição padrão e características chamativas da Herbalife e da Forever Living, por exemplo. A MESMA COISA!! A ESSÊNCIA É A MESMA!! “propriedades fantásticas”, “produtos revolucionários”, “tecnologia de ponta”, “indústria do bem-estar – mega-tendência”… ou seja, PROPAGANDA!!! PROMOÇÃO PURA!!!

    Quanto ao plano de marketing, vamos dar uma olhada nesses dois vídeos do youtube, sobre seu plano de compensações (copie e cole no seu navegador):

    Discutamos, então, as 6 formas de ganho propiciadas pelo Plano de Marketing AGEL:

    1ª)Lucros de venda “a retalho” (tssss, uma rebuscada básica nos termos….): 20% na venda de seu estoque ao consumidor final, sendo que nada impede que o produto possa ser vendido por mais ou por menos. Ou através do “formulário do cliente direto” (ou preferencial), que é feito através do cadastramento do distribuidor na empresa (parecido com o da Herbalife, por exemplo).
    Há uma diferença de 5 dólares entre o preço pedido para o preço retalho e o cliente preferencial. Quando o cliente é preferencial, seu upline embolsa esse diferencial.
    Aqui o palestrante se esforça para mostrar que a AGEL não é parecida com a AMWAY: pelo fato da venda não ser necessariamente porta-a-porta.
    Estrutura da rede baseada em duas linhas pra cada pessoa, sendo uma perna menor que a outra, com vários “filhos” (downlines).
    Incentivo para o “empreendedor” AGEL possuir de 5 a cada 10 clientes em cada perna, e incentivá-los a encomendar produtos todos os meses para ganhar bônus.
    Qualificações baseadas no nº de “Diretores” (semelhantes aos supervisores HBL) patrocinados.
    a) Diretor Sênior: 2 patrocinados DIRETOS.
    b) Diretor Diamante: 6 patrocinados diretos.
    c) Diretor Duplo-diamante: 8 patrocinados diretos
    d) Diretor Diamante Quádruplo: 20 patrocinados diretos.

    Segundo o palestrante “TODAS as pessoas farão volumes de 20000 a 30000 pontos, pq estarão fazendo exatamente a mesma coisa!! (…) o poder da duplicação…..” (rsssss, essa é conhecida…. fazendo projeções baseado em um otimismo fora da realidade….).

    2ª) Comissões de início rápido, que são de 3 valores; 35, 75 e 200 dólares. Conseguidos através da venda de kits, o que o palestrante prefere chamar de “comissão sobre encomendas de ativação”, que provém de comissões de venda de produtos que chegam ao consumidor final. Ele se esforça imensamente pra tentar mostrar que isso não configuraria uma pirâmide, pois não se pagaria a pessoa só pra recrutar, e sim pra estimular a pessoa a consumir os produtos (mesma coisa na Herbalife!).

    3ª) Plano Executive – um “Plano Brilhante”: bônus que dá dinheiro quando os distribuidores estão nos estágios intermediários do plano de marketing. Preconiza-se trabalhar sempre em cima da perna forte e da perna fraca, pra dar maior “profundidade” à organização. A cada US$ 1000,00 gerado pela rede, tem-se direito ao uma fatia do “pote” destinado a armazenar 3% do faturamento global da empresa. Ou seja, só tem direito ao bônus executivo do pote quem, em cada linha, “arrecada” US$ 1000,00. Limite máximo de 40 shares.

    4ª) Ajuda de custo da AGEL: para Diretor Sênior, Corporativo…. as premiações sempre são feitas através de qualificação.

    5ª)Fundo para carros da AGEL: Diamantes

    6ª)Fundo de viagens: pra consegui-lo, a pessoa sempre tem de estar em qualificação contínua, e tem de ser pelo menos DIRETOR SÊ NIOR. Consoante o palestrante: “As vendas flutuam…. portanto, quanto mais pessoas se qualificam, mais dinheiro haverá no POOL.”

    O que essas formas de ganho nos indicam, meu caro? Ora, que o fundamental é você sempre estar recrutando pessoas se você quiser se qualificar! Novamente o consumo é SECUNDÁRIO na história toda. O objetivo final é o recrutamento para a qualificação, promoções, viagens, bônus!! Na Herbalife também é assim: o produto é um recurso para encobrir a verdadeira natureza da atividade!!

    Quanto à questão que vc disse “existem aquelas voltadas pra consumo e aquelas voltadas pra vendas (…) umas são tendência de mercado, outras não”….

    Meu caro, TODA e qualquer atividade no capitalismo se compõe de compra e venda, ou de consumo e venda. Elas não são dissociadas, mas são duas faces distintas das relações de troca!! Para você comprar a mercadoria da AGEL, esta última tem de vendê-la pra ti. E pra você vender sua mercadoria a um consumidor final (preferencial) como um intermediário, é necessário outra pessoa comprá-la!!

    Portanto, não estamos falando das possibilidades de cada um, e sim da estrutura de alocação e seus limites e rebatimentos sobre os distribuidores/consumidores.

    Saudações

  4. Paulo Aboim Pinto permalink
    15/10/2007 7:26

    Caro,

    Gosto imenso da sua visão um tanto ou quanto pessimista do retrato da sociedade em que parece que todos estamos ou queremos enganar alguém.

    A questão importante que levantas com este ‘post’ é: Para que eu aderi à AGEL? A minha resposta é mesmos simples e tem haver com sonhos. Sonhos que infelizmente eu com o meu trabalho normal não consigo atingir ou obter.
    Eu não ganho mal em Portugal (aproximadamente 1500€ o que dá 3.600 reais), vivo sozinho, pago as minhas contas, dá pra juntar alguma coisa, mas, não dá para atingir alguns luxos que gostaria de ter como: um bom carro, uma melhor casa, poder viajar 2x ou 3x por ano para o estrangeiro. Mesmo ganhando bem eu não tenho capacidade para estas coisas todas, por isso o MMN é uma alternativa.

    Sem querer culpar outros pela minha falta de sorte no passado, não tive sucesso com outros sistemas porque era novo demais, problemas num casamento que acabou, problemas pessoais que não me deixaram fazer o negócio com a força que eu desejava e queria. Estas foram as razões pela minha falta de sucesso.

    Agarrar esta oportunidade, AGEL é um misto de diversas situações como: não tenho pressões matrimoniais, estou muito bem a nível pessoal com muita confiança e neste momento é para mim o timming certo.

    Esta é a minha razão pela qual a AGEL é uma boa oportunidade para mim, é porque é para mim o timming certo……

    Se é para mim, porque não hei-de encontrar outras pessoas que estejam na mesma situação e todos juntos ganharmos dinheiro? Não vejo razão nenhuma para tal..

    Outro ponto que gostaria de rebater era o Bónus de Iniciação Rápida. Apesar de veres que ele se tenta esforçar para isto ou para aquilo a minha forma de ver este bónus é uma forma da AGEL me pagar para dar a formação ao novo distribuidor. Isto é: invés da AGEL pagar a um formador para ensinar ao(s) novo(s) distribuidores, a AGEL paga-me a mim para fazer levar a cabo essa formação e consequentemente paga-me para isso.
    Eu sou a pessoa mais interessada no sucesso do meu distribuidor, logo, irei dar-lhe a melhor formação possível para que ele conheça da melhor forma os produtos, o plano de marketing e ainda o irei acompanhar nas duas primeiras reuniões de apresentação.
    Se olharmos desta forma, se calhar isto já não parece esquemas ilegais como tenta fazer ver.
    Num esquema de piramide, a pessoa que está em cima na piramide ganha sempre mais que a pessoa que está em baixo. Com uma empresa de marketing de rede, a pessoa que está em baixo pode ganhar muito mais que a pessoa que está em cima… esta é a diferença.

    Propaganda. O que não se vende sem propaganda. Quando ligamos a TV, andamos na rua, abrimos um site, o que encontramos? PROPAGANDA a qualquer coisa. Há sempre pessoas a vender alguma coisa e a ganhar dinheiro… pq eu não posso fazer o mesmo?

    Projeções são isso mesmo, previsões de lucros. As pessoas é que tem que trabalhar para atingir esses valores projectados. Nunca há promessas de sucesso, especialmente porque o sucesso é algo inerente a cada um.

    Rede de consumo X Rede de Vendas
    É verdade que estamos a vender algo, mas, não estamos necessáriamente a andar de porta em porta. Quem necessita comprar $2.500 USD para se menter num determinado nível (como a herbalife) tem mesmo que vender, enquanto que dispender somente $50 USD mês não é para vender, é para consumo próprio.
    Claro que se tivermos algumas cententas de pessoas na perna menos que consomem $50 USD, o valor de bonus é bem elevado.

    É este o bónus que pretendo rceber e ganhar. Não estou minimamente preocupado com o Bónus de Início Rápido, pois, esse só recebo uma vez, o consumo eu recebo sempre que a pessoa consumir.

    Mais uma vez, obrigado pela publicidade
    Paulo Aboim Pinto

  5. Milena permalink
    15/10/2007 12:41

    O MMN só se diferencia do esquema piramidal por um único detalhe: A existência de um produto ou serviço. É criado um produto para escapar pelas lacunas da lei de ser tipificado como esquema piramidal, pois o objetico é o mesmo: multiplicação!

    Foi a saída que encontraram para não serem chamados de pirâmide. Apenas isto. Os mais estudiosos sabem muito bem que MMN é uma pirâmide disfarçada.

    E outra, se o pessoal de baixo pode ganhar mais do que o pessoal de cima, então por que os de cima não descem para ganhar mais?

    Ninguém pára para calcular o quanto se gasta com consumo próprio dos produtos, gasolina, conta de telefone, luz, propagandas, compra de ingressos de eventos, cds, dvds, viagens etc antes de ficarem feliz com meros bônus que nem chegam a cobrir 1 terço das despesas…

    Quem tá rico com este esquema é quem tem muito dinheiro pra investir sem sentir falta depois, para que ele se torne rapidamente um PALESTRANTE e ser requisitado para muitos eventos e assim ganhar muito dinheiro! Além disso ele ganha muito dinheiro vendendo cds e dvds, dando depoimentos em vídeos, vendendo objetos autografados! E assim dizer para as vítimas que está rico por causa das vendas dos produtos! Não é verdade!

    O pior cego é aquele que não quer ver…

  6. augustohf permalink*
    15/10/2007 23:40

    Desculpe Paulo, mas o foco da conversa não é pq vc aderiu a AGEL, mas diz respeito à natureza da empresa que possui o MMN por trás como forma de distribuição. Se vc disser que o foco da conversa é sua vida, está distorcendo o cerne da questão. Evidentemente que todos temos sonhos, e vc tem os seus. É claro que também que vc deve ter alguma responsabilidade sobre seu desempenho nos outros MMNs anteriores em sua vida. Mas será que isso aconteceu somente por conta de seu desempenho? Deixe um pouco a visão individualista de lado e tente enxergar o cenário inteiro.

    Então a pergunta que fica é: a AGEL pode ser capaz (assim como Herbalife, AMWAY, Teleextreme etc) de dar condições, ESTRUTURALMENTE, para todos os distribuidores terem sucesso dentro dela? Resposta: NÃO. E o não é por conta dos limites do sistema de distribuição (MMN).

    Outra coisa: eu não estou dizendo que vc é enganador e pilantra, mas que o SISTEMA é enganador e pilantra e o MMN é uma fábrica de mentirosos, que podem estar conscientes ou não conscientes dessa situação (na verdade, a maioria não possui consciência).

    Quanto à formação do distribuidor, o interesse no sucesso do distribuidor, essa é uma justificativa pra legitimar a continuidade dos distribuidores, em que a sua visão é típica representante dessa realidade.

    Quanto à propaganda, o problema não está nela em si, mas na natureza da propaganda e o que está por trás dela. Leia meu post nesse mesmo blog “Herbalife: um negócio como outro qualquer?” e você entenderá isso que eu acabei de dizer.

    No que diz respeito à rede de consumo X rede de vendas, eu já tinha dito isso sobre a venda porta-a-porta:

    “Aqui o palestrante se esforça para mostrar que a AGEL não é parecida com a AMWAY: pelo fato da venda não ser necessariamente porta-a-porta.”.

    A questão é que a natureza da atividade, que tende ao comportamento piramidal e acelera-se com o passar do tempo, INDEPENDE do fato da atividade ser venda porta-a-porta ou não. E aí vale o que a Milena postou acima. Pois como você vai encarar os limites estruturais à atividade? Ou vc vai dizer que a AGEL não possui concorrentes? Que não há um limite para sua expansão? Ou vc se esqueceu que é uma briga do cão pra ela roubar market share das outras empresas?

    Cara, eu respeito a sua vontade de melhorar de vida. O que não dá pra engolir é dizer que “as projeções são feitas pra isso mesmo, basta trabalhar duro, ser persistente e consistente, não desistir nunca que os resultados virão”. Portanto, a questão é: até quando e quantas pessoas poderão ter condições de ganhar dinheiro com a AGEL (ou HBL, OMNI, NONI etc)? Todo MMN tem prazo de validade, e a cada dia esse prazo é mais curto.

    Como você desviou do assunto, voltarei a todas as perguntas que tinha feito anteriormente:

    1) Até onde vão os limites dos “ganhos extraordinários” que a AGEL pode proporcionar a seus distribuidores?

    2) Vc tinha disse no post anterior que o sucesso depende da dedicação de cada um.

    “Nunca há promessas de sucesso, especialmente porque o sucesso é algo inerente a cada um”

    Mas vc diz veladamente no e-mail que me enviou e explicitamente no seu site que:

    ““A AGEL foi fundada em Outubro de 2005 e cresceu rapidamente por cerca de 40 países com enorme sucesso. Esse sucesso deve-se à inovação dos suplementos nutricionais e ao excelente plano de marketing multinivel que paga os maiores bonus a distribuidores independentes”

    Ou seja, o “sucesso” se deve aos excelentes produtos, que utilizariam tecnologia de ponta, e ao “fantástico” Plano de Marketing, que propiciaria ganhos extraordinários a seus distribuidores. A minha pergunta é: O SUCESSO SE DEVE AO DESEMPENHO DO DISTRIBUIDOR OU DA EMPRESA? COMO VOCÊ EXPLICA ESSA CONTRADIÇÃO? Quer dizer que, quando a pessoa possui sucesso, o mérito é da AGEL, mas quando ela fracassa, a responsabilidade é só dela?

    3) Os produtos são os melhores e os mais revolucionários do mercado?

    4) Como você me explica a frase abaixo da figura do Timming
    “Esteja no local certo, no momento certo, e faça qualquer coisa com isso”….

    Quer dizer que vale tudo? Por favor, me explique melhor o “faça qualquer coisa com isso”, e me explique como você pode controlar esse “qualquer coisa” dos outros distribuidores.

    5) E as outras pessoas que virão depois, como é que ficam? Como justificar para os que entrarem, daqui a 5 anos por exemplo, que NÃO irão ganhar dinheiro? (dado que o MMN possui prazo de validade)

    6) Me explique, por favor, qual é a magnitude dos LIMITES ESTRUTURAIS à atividade (concorrência, saturação, preço, características regionais específicas de renda, costumes, ocupação de nichos específicos, informações imperfeitas etc), e que não permitem que todos tenham “sucesso” praticando AGEL, HBL, OMNI ou qualquer outra atividade multinível – a não ser pra quem está no topo da pirâmide, ou quem garimpa uma “linha boa”?

    7) É legítima a utilização de técnicas de PNL, Hipnose e mensagens subliminares para induzir as pessoas a entrarem na atividade?

    8) Quanto às pessoas que aderiram à propostas de adesão em empresas de MMN e se deram mal, você nunca se perguntou PORQUE elas pegaram suas economias que tinham e que não tinham NO IMPULSO e apostaram na compra de produtos que depois não conseguiram vender?

    9) Você não percebeu que o recrutamento é a principal meta da atividade, que o consumo é “SECUNDÁRIO” na história toda?

    10) A AGEL pode ser capaz (assim como Herbalife, AMWAY, Teleextreme etc) de dar condições, ESTRUTURALMENTE, para TODOS os distribuidores terem sucesso dentro dela?

    Se possível, responda todas, e sem desviar a atenção para outro foco.

    Obrigado. Saudações.

  7. Milena permalink
    16/10/2007 0:29

    Excelente, Augusto! São questões que sempre eles procuram fugir, ou procuram adotar respostas com sofismas e falácias para desviar do foco da pergunta, ou simplesmente dão respostas vagas, a especialidade deles.

    Um bom negócio não se vende assim para qualquer um. Posições hierárquicas em empresas não são compradas, são conquistadas por tempo e merecimento de trabalho.
    Não é preciso consumir diariamente o produto que se vende para saber que ele é bom, basta CONHECER o produto, estudá-lo a fundo e qualquer um fará uma boa venda.
    Para se investir em um negócio é preciso muito ESTUDO, análise da viabilidade financeira, exaustivas pesquisas de mercado, estudo da concorrência, hábitos de consumo, e principalmente: Um estudo aprofundado em ECONOMIA! E estas funções só a própria pessoa pode fazer, ninguém mais poderá fazer por ela. É justamente por isso que existe um SEBRAE, um SENAC…
    Fórmulas milagrosas de sucesso não existem, nem fazem o menor sentido! É preciso tempo de dedicação para se lançar um produto viável e comercializável, de acordo com a cultura local etc.
    Seria bom se num piscar de olhos tudo se materializasse na nossa frente mas… Bem-vindo à realidade! Nada vem fácil nem pronto!

    Quer ter sucesso na vida? Trabalhe, estude muuuito, desenvolva sua inteligência e crie produtos ou serviços! Explore o mercado! Invente!

    Não caia nesses golpes velhos…

  8. renata24 permalink*
    16/10/2007 13:31

    Pessoal

    Assisti a três vídeos do Sr. Pedro Cardoso.

    Antes mesmo de vê-los, já tinha opinião formada sobre o MMN e a Herbalife. Mas, por uma questão de justiça (e até mesmo por conhecer várias pessoas que acreditam e estão trabalhando na empresa), fui verificar no que efetivamente consiste o esquema de recrutamento da Herbalife.

    Em um dos vídeos, o Sr. Pedro Cardoso está em uma lancha potente, e descreve como é a rotina de trabalho…..em determinado momento (talvez o insconsciente…) ele menciona que as pessoas “pensam que ele trabalha”….O intuito desta observação é mostrar para todos o quão é prazeroso trabalhar na Herbalife…..quem não gostaria de estar atendendo celular em uma lancha super potente enquanto leva o “bem estar” ao mundo? Deve ser este o sonho de DEUS, se estivesse no plano terreno.

    Em outros dois vídeos, este muito bem sucedido empresário, com formação hein (adivinhem??? nutrição, antropologia, administração, sociologia……não) em MATEMÁTICA explica de forma sucinta como funciona o esquema…..utilizando as seguintes expressões, dentre outras mais técnicas (??????):

    “MUITOS SUPERVISORES FAZENDO POUCO, AÍ VOCÊ FICA MILIONÁRIO”
    “TODO MUNDO SOBE DA MESMA FORMA” (recrutando pessoas – sendo que a grande maioria não tem o perfil “empresarial” tão necessário ao sucesso na Herbalife, como já foi dito por aqui)
    “ESSES PONTOS TODOS TÊM A VER COM O NÚMERO DE PESSOAS QUE VOCÊ LEVA AOS STS” (quanto mais gente recrutada, melhor…..SERÁ QUE O TOPO TÊM PREOCUPAÇÃO COM O QUÊ ESTÁ SENDO FEITO NA BASE????? Pelo visto, não)

    Sinceramente, ao assistir aos vídeos, convenci-me de que, se a Herbalife não é uma PIRÂMIDE, por gentileza, Colaboradores, expliquem-me o que é.

    E por quê (isto ainda não foi respondido de forma convincente…) o distribuidor INDEPENDENTE TEM comprar um valor mínimo de produtos? Se eu quiser vender os produtos, tenho que comprá-los antes? As pessoas precisam pagar para ser “independentes”??? E a pontuação é proporcional ao número de PESSOAS recrutadas?
    Por quê não se negocia o recebimento em percentual sobre as vendas, como em uma legítima representação comercial?

    Claro, há algo de podre neste reino. Podem defendê-lo. Mas há podridão aí (por favor, estou falando de MMN e Herbalife, utilizei os vídeos para sustentar minha posição e não estou aqui para atacar as pessoas que acreditam e sustentam todas as teses da Herbalife e MMN…..)

    Matematicamente falando, apenas 5% ganha muito dinheiro. Imagino às custas de quantos que foram iludidos com a promessa de ter uma vida de sonhos…….

  9. augustohf permalink*
    18/10/2007 0:53

    Não, não é pirâmide não…. é só um tetraedro de alguns VÁRIOS Km de altura. Lá dentro temos uma fábrica de múmias (que vão ficar ricas daqui a uns 1000 anos!) e zumbis, prontos pro que der e vier…. o Pedro Cardoso deve ser sócio da múmia do faraó Quéops, que dá nome a uma das pirâmides de Gizé, no Egito!! (rsrsrsrsrs)

    Bom, quanto às perguntas, para respondê-las temos que saber qual é a natureza da “plebe” da Herbalife. Existem 4 tipos de distribuidores:

    1) Aqueles que assinam o kit cadastro apenas pra consumo próprio, comprando os produtos de seu supervisor (esses ganham realmente os 25% de desconto LÍQUIDO; só que nesse caso seu supervisor perde dinheiro potencial);
    2) Aqueles que assinam o kit cadastro apenas pra consumo próprio, comprando os produtos diretamente da Herbalife (esses possuem 25% de desconto BRUTO, pois têm que arcar com as despesas do envio dos produtos);
    3) Aqueles que assinam o kit cadastro e pegam produtos de seu supervisor para revender (e consumir alguma coisa);
    4) E aqueles que assinam o kit cadastro e compram os produtos diretamente da Herbalife pra revender (e, talvez….. consumir um pouquinho);

    Então, o distribuidor não tem que comprar um valor mínimo de produtos quando ele vai somente consumir. Compra-se do próprio supervisor ou da Herbalife a “quantidade acordada” com o supervisor ‘médico-nutricionista’ para satisfazer suas necessidades. O cadastro nesse caso só serve para o desconto. Mas geralmente os distribuidores compram da Herbalife, mesmo no caso de ser somente para consumo próprio, pois a grande maioria dos supervisores também não possui muitos produtos estocados (imaginem o porquê….), e mesmo que tenham, incentivam seus distribuidores a comprarem diretamente da Herbalife, seja para consumo ou para vendas.

    Por quê?

    Por dois motivos interconectados: o supervisor, quando vende seus produtos para seu distribuidor, é obrigado a dar o desconto de 25% integralmente. Isso quer dizer que sobraria pra ele 25% BRUTO. Ora, mas ele não tem que pagar, PROPORCIONALMENTE aos produtos, as despesas com frete, impostos, gasolina, material promocional, eventos pagos, consumo próprio dos produtos? Quer dizer, o que era 25% vai se transformar em 14, 15%!!! Em outras palavras, os 50% de desconto transformam-se em 14%, com a venda do produto ao distribuidor!!

    Então o supervisor diz: “Nãããããão, compre seus próprios produtos, isso será bom pra sua independência, pra ir aprendendo como é comprar da Herbalife”, e blábláblá….

    Qual é a idéia que está por trás disso? A idéia de fazer pontuação em cima da compra do distribuidor!! Quanto maior a pontuação acumulada, maior o VOLUME PESSOAL (volume de vendas + recrutamento) do supervisor, e melhor estará sua situação para promoções, premiações, viagens de incentivo, treinamentos para vendedores top em volume pessoal etc.

    Dito de outra forma: se o supervisor comprou 10 shakes, qual é o volume pessoal dele junto a Herbalife? 10 shakes, claro!! E se ele vende dois shakes para seu distribuidor, qual será seu volume pessoal? 10 shakes…. o volume pessoal é definido no ato da compra na HBL!! Mas, como a compra do distribuidor conta como volume pessoal para o supervisor, se o distribuidor comprar 5 shakes diretamente da HBL, esses 5 shakes contam como volume pessoal DO SUPERVISOR!! Quer dizer, agora ele não possui mais os 10 shakes de volume pessoal, mas 15 shakes!!

    É POR ISSO QUE AS PESSOAS SÃO INDUZIDAS A PAGAREM PARA SEREM “INDEPENDENTES”! É POR ISSO QUE NÃO SE NEGOCIA O RECEBIMENTO EM PERCENTUAL SOBRE AS VENDAS, COMO EM UMA LEGÍTIMA REPRESENTAÇÃO COMERCIAL!! Começa-se assim, comprando da Herbalife. Depois disso vem o próximo passo: a compra da SUPERVISÃO PELO DISTRIBUIDOR!! Pois, como dizem as lideranças, “A supervisão é para quem tem visão, para quem busca sua independência financeira”!! Agora, imaginem essa frase apoiada com técnicas de PNL, mensagens subliminares e hipnose… podem imaginar a força que ela ganha??

    E esse sistema também é benéfico para a EMPRESA, pois é melhor pra ela ter garantido a venda de 10 shakes ou de 15 shakes? (os 10 do supervisor mais os 5 do distribuidor). Resposta: a venda de 15 shakes, com distribuidores e supervisores cadastrados e ligados a ela (lembremo-nos: antes de qualquer coisa, para a empresa tanto supervisores quanto distribuidores são CONSUMIDORES)!!

    Quanto à pontuação, esta NÃO É PROPORCIONAL ao número de pessoas recrutadas, mas ela NECESSITA do número de pessoas que são recrutadas para a rede de dado supervisor, dependendo dos objetivos deste último. Por exemplo. Se um supervisor deseja se tornar Equipe Mundial, ele num único mês precisa gerar 10.000 pontos de volume de organização – aproximadamente R$ 26000,00. ele pode fazer isso comprando ele mesmo os R$ 26.000,00, ou pode colocar 2 supervisores (4.000 pontos de volume cada) mais desembolsar o equivalente a 2000 pontos, totalizando os 10.000 pontos, ou pode fazer 10 construtores de sucesso que compram 1000 pontos de volume cada, totalizando 10.000 pontos…. enfim, existem várias maneiras TEÓRICAS em que isso pode ser feito. Se ele quiser passar de Equipe Mundial para GET (Global Expansion Team), a organização dele tem que gerar 30.000 pontos de volume. Aí ele necessita da ajuda de seus downlines para gerar os pontos de volume necessários, recrutando mais distribuidores e supervisores. E isso por 3 meses consecutivos. Pra se tornar Millionaire, a organização tem que gerar 80.000 pontos de volume por 3 meses consecutivos, e pra se tornar Presidente, 200.000 pontos de volume por 3 meses oonsecutivos.

    Essa é a ingrata trajetória que nossos amigos envolvidos com a Herbalife tem que trilhar “a caminho do sucesso”….

    Pra terminar, digo que menos que 5% ganham realmente algum dinheiro com essa atividade (pelo menos uns R$ 10.000,00 líquidos). Temos cerca de 140.000 distribuidores no Brasil. 1% desse montante equivale a 1.400 distribuidores. Desses 1.400, 75 são Presidentes, uns 350 são Millionaires e uns 550 são GET’s que estão mais próximos no nível Millionaire do que do nível Equipe Mundial. Isso dá mais ou menos 0,7% do total de 140.000 distribuidores. É MUITO POUCO!!!!

    Outro dado, de DENTRO DE TREINAMENTOS DE STSs: 85% dos SUPERVISORES que entram na Herbalife SAEM ao término do 1º ano!!! 85%!! Explicação do líder treinador do porquê saem: “Ah, não sei…. saem por que saem….”!

    É MOLE?

  10. antimmn permalink
    18/10/2007 14:49

    Paulo.
    Só porque vc não consegue viajar ao estrangeiro 2X ao ano – vc mora ao lado da Espanha, cara, quer passeio melhor que esse? – isso não te dá o direito de tentar disseminar no Brasil outro golpe americano, disfarçado de oportunidade de negócio. Aliás, a última coisa que o Brasil precisa no momento é de outra empresa de MMN.
    US$50 = R$100, e com R$100 no Brasil nós vamos na feirinha da esquina e compramos um monte de frutas e verduras da melhor qualidade que existe, plantados e colhidos aqui mesmo. Só vejo os médicos norte-americanos defenderem o uso de suplementos. Suplementos americanos foram feitos para os americanos. Nossa alimentação aqui é diferente, não almoçamos no McDonald’s. E quem, por ventura, precisar de suplementos por aqui, pode ir até o supermercado e comprar ótimos suplementos a partir de apenas R$18. O MMN da Agel, pra variar, entrega aos seus “felizes” consumidores um produto carissimo e que, na minha opinião, não tem validade alguma fora dos costumes alimentares dos norte-americanos. Não existe suplementação pra um bom feijão, arroz, carne e legumes; mas infelizmente os brasileiros tendem a copiar tudo que o yankees fazem. Um dia nós aprendemos a lição.
    E a última noticia é que aqui as classes mais abastadas, que possuem condições de participar de MMN, andam com o pé atrás quando o assunto é MMN, por causa do fiasco Herbalife e do golpe Telextreme.

  11. Paulo Aboim Pinto permalink
    19/10/2007 13:53

    Gosto imenso dos vossos argumentos, mas, não estou minimamente de acordo com voces.

    Primeiro
    Os suplementos alimentares num são substitudos alimentares. Quem acha que um produto da Agel podem substituir Feijão e Arroz, está muito enganado!
    Sempre que vamos ao médico ele nos diz que temos deficiência em vitaminas … minerais e outras coisas. Muitas das doenças que temos é devido a essas deficiências. Sabem pq? Se calhar só o feijão e arroz não é suficiente para que a máquina que é o corpo humano funcione correctamente.
    Se não acreditam nisto, perguntem a qualquer médico.

    Segundo
    Muitos de vós parecem estar muito xatiados e zangados é com a Herbalife. Esta companhia é execelente e tem produtos excelente, um pouco caros é verdade, mas bons.
    Como o negócio da herbalife baseia-se na comprar de muitos produtos ($500 USD, $1000 USD, $2.500 USD) há uma pressão louca pelos nossos uplines para que compremos e se compramos, temos que vender.
    Muitas das pessoas que foram atrás dessa ideia de comprar, depois não venderam e o que aconteceu? Não ganharam nada e desistem e passam a falar mal do negócio.

    Terceiro
    O preço dos produtos não é diferente dos preços que são praticados normalmente pelo mercado. Qual a diferença? É que estas empresas partilham os lucros com os as pessoas que vendem enquanto as demais empresa ficam com os lucros.
    Entendo que não acreditam nisso, mas, é verdade.
    Eles só usam o Marketing Multi-Nível porque é uma forma de poupar em edificios e logistica. Desta forma podem levar os seus produtos a todas as pessoas mais facilmente.

    Quarto
    Qualquer que seja o produto que comprarmos acontece só sair dinheiro. Com o marketing MultiNivel para além de o usarmos podemos ganhar dinheiro. Eu acho isto uma boa ideia.

    Espero que tenham entendido que isto nada tem haver com Agel ou Herbalife, mas, haver com o MMN ser ou não ser uma boa oportunidade.
    Nãão podemos ser influenciáveis. Se o formos iremos comprar tudo o que o nosso upline quiser. Temos que fazer o nosso negócio ao nosso ritmo e à nossa velocidade e não à velocidade que eles querem.

    Eu escolhi a Agel pq não necessitamos vender. O que as pessoas tem ke comprar é para seu consumo proprio e não é algo que não vamos usar. É algo que usamos pq é bom para nós e que os médicos dizem que temos que tomar: Suplementos Alimentares.

    Beijos e Abraços
    Paulo Aboim Pinto
    Odivelas – Portugal

  12. Milena permalink
    19/10/2007 23:27

    Primeiro: O que vejo os médicos frequentemente advertirem é sobre o uso indiscriminado de suplementos alimentares, pois eles não contém todos os nutrientes que declaram no rótulo e além disso (não sei a AGEL) o pessoal da Herbalife substitui refeições sim, pelos produtos, basta vc ler um pouco mais sobre.
    E que se fracionarmos as refeições em pequenas porções 5 a 6 por dia, comermos alimentos leves como frutas e legumes, carnes magras etc teremos uma excelente alimentação. É isso que os médicos sempre nos falam. Os suplementos servem para apenas completar nossa alimentação, para determinadas situações de vida mas que não devem ser utilizados por mais de 3 ou 4 meses sob risco de nosso organismo sentir outras deficiências.

    Segundo: Não temos nada a acrescentar pois o assunto já foi exaustivamente debatido e explicado nos mínimos detalhes o que acontece na realidade.

    Terceiro: “O preço dos produtos não é diferente dos preços que são praticados normalmente pelo mercado.”
    Tem certeza? Dê uma volta pelo supermercado da sua cidade de vez em quando…

    “É que estas empresas partilham os lucros com os as pessoas que vendem enquanto as demais empresa ficam com os lucros.”
    Ou seria o contrário? Empresas mmn ficam com um lucro exorbitante (bilhões de dólares) pagando merrecas aos vendedores que mal conseguem vender um produto caro e com o mercado saturado de concorrentes.
    E as tradicionais pagam salário + comissões sobre vendas, sendo que os vendedores não precisam PAGAR para trabalhar. Algumas pagam pouco, é certo, mas não sugam a pessoa até a alma, eis a diferença!

    Os médicos não dizem para usarmos suplementos alimentares, eles dizem para termos uma alimentação saudável com exercícios físicos e uma vida light sem stress, é isso que eles falam.
    Suplemento alimentar apenas é indicado para uma grande deficiência de vitaminas, e só pode ser indicado por médicos e nutricionistas, e não por um vendedor qualquer.

    Com saúde não se brinca! E com o bolso também!

  13. Paulo Aboim Pinto permalink
    23/10/2007 14:22

    Milena,

    Em alguns pontos tens razão, mas, obviamnete tiras as conclusões completamente erradas.
    Eu não estou minimamente de acordo com a substituição das refeições e por isso é que não sou distribuidor Herbalife.
    Estou totalmente de acordo com suplementos que nos adicionam à nossa alimentação nutrientes que por vezes não conseguimos ingerir na nossa alimentação.

    Falas em ter uma alimentação saudável com “(…) pequenas porções 5 a 6 por dia, comermos alimentos leves como frutas e legumes, carnes magras etc (…)”, estou totalmente de acordo, mas, quantos de nós já tentaram fazer este tipo de refeição todos os dias quando temos menos de 1h para almoçar porque a nossa vida está sempre a correr? Não é mais simples comermos um Hamburger no botequim com batatas que não sabemos em que óleo foram fritas e quantas batatas já não fritou e enchemos de maionese que nos faz m bem óptimo…. ou talvez não.

    É para estas pessoas que correm .. correm que não tem outra forma de alimentação (pelo menos em uma refeição do dia) que os suplementos ajudam. Ajudam a equilibrar esta única refeição onde a pessoa estraga tudo, mas, não pode fazer diferente.

    Sempre que as pessoas puderem parar e realmente fazer uma refeição decente, essa é mais cara que a outra, ainda por cima a outra é mais gostosa, mas, o médico diz que não devemos comer…… é aqui que os suplementos ganham terreno. É nesta vida onde somos ratos dentro de uma gaiola que andam.. andam .. andam na roda e não chegam a lado nenhum.

    Os suplementos não são para todos, mas, todos podem beneficiar deles.

    Nem eu nem tu Milena estamos certos, mas, algo no meio está o que é o mais certo!!!

    Beijos
    Paulo Aboim Pinto

  14. 24/10/2007 6:50

    Milena, mas que argumento mais parvo?

    Tu compras o frango no supermecado para a tua constituição fisica? Quando vais comprar o feijão, compras o desenvolvimento para pessoas com o teu peso e altura?

    Resposta: desculpa, não há resposta. O que disseste não faz qualquer sentido pq não comprar comida por tipo de pessoa.

    Paulo Aboim Pinto

  15. 30/10/2007 8:14

    De um topico ao outro o que voces estao fazendo e gastando suas energias. Cada um faz o que pensa – Milena MMM e pilantragem : nao faca parte disto, nao se envolva com isso. Paulo – MMM e um caminho por onde voce pode conseguir realizar os seus sonhos – nao deixe que ninguem te tire esta esperanca.

    Quanto tempo perdido tentando provar que o outro esta errado. Minha opiniao, – Querem mesmo saber ?- estudei como uma escrava, tenho 3 universidades, falo seis linguas. Sempre escutei falar mal de MMM, por todas as razoes que Milena descreveu acima. Alguns anos atras abri uma clinica de pscicologia, e a quantidade de dinheiro que investi voces imaginem … …

    Dois anos atras meu jardineiro me apresentou a Agel – na situacao financeira que estavamos agarramos com as duas maos. Dois anos depois, tanta coisa aconteceu: este espaco e pequeno para contar quantas vidas foram mudadas. Minha melhor amiga Siana agora pode mandar as criancas para uma escola melhor, pela primeira vez ela tem um carro ( sem ter que dividir com o marido). Ela e o marido tem tempo juntos durante o dia e com as 4 criancas. Ja foram para a disney – realizando um sonho para as criancas.

    A nutricionista que cuida do meu filho, recomenda os produtos e tambem faz parte da Agel. Ela tem obtido resultados maravilhosos com pacientes idosos que, por usar produtos da Agel – podem ter uma vida mais feliz fisicamente.
    A minha mae que tem problemas de colosterol e pressao alta, tem a saude estabilizada depois de usar os produtos da Agel. Tenho muitas outras estorias para contar, que me tocam o coracao cada vez que penso.

    Ja paguei a minha casa, tenho dinheiro no banco. Ajudo 3 fundacoes para criancas defeituosas. Trabalho 3 dias da semana e atendo de graca criancas que foram sexualmente abusadas. Minha vida se modificou totalmente. Faco coisas que antes eu era limitada por dinheior. Hoje honestamente ofereco Agel para pessoas que tenho contato, se elas aceitam fico feliz, se nao agradeco pelo tempo que ela dispensou. Eu estou consciente de que nao exite uma compania que vai ser boa para todas as pessoas no mundo. Cada um escolhe o que e melhor para si. Nao me considero uma pessoa enganadora, nao rouba a ninguem e faco oo melhor com o meu conhecimento.

    Antes de falar mal de uma organizacao, compania, produto ou meio de comercio – as pessoas devem experimentar por si mesma. Sou uma pessoa honesta, nao minto a ninguem, se mentem para mim. nao sei pois tenho sido muito bem tratada e recompensada por meu trabalho honesto.

    O que mais posso dizer – boa sorte na profissao que voce segue Milena – Paulo meu nome e Regina e eu tambem sou Agel !!!!!!

    O mundo seria um lugar melhor se cada um usasse o seu tempo para edificar o seu proximo nao o destruir. Afinal de contas vivemos num mindo livre – e tambem faz parte do crescimento aprender com os nossos erros. SEJAM FELIZES !!!!!!

  16. 31/10/2007 1:13

    Milena

    Nao gasto as minhas energias falando com peassoas com mentes tao fechada como voce. Espero que por tentar abrir os olhos das pessoas sobre ” a piramide” voce possa estar pagando as suas contas, se educando e ajundando outros a se educarem ( isto custa muito caro !), morando na casa dos seus sonhos, mandando os seus filhos para uma boa escola, contribuindo na sociedade com doacoes para pessoas menos afortunadas, doando o seu tempo e trabalho para ajudar pessoas que precisam. E assim que eu vivo, depois que conheci “a piramide”!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Cada um na sua . Seja feliz – tenha um bom dia !

  17. antimmn permalink
    31/10/2007 10:34

    sinceramente, Regina, eu conheço muito bem a ladainha do pessoal do MMN, e já percebi que vc está blefando feio, quando fala que possui 3 diplomas e fala 6 idiomas. Vc peca no português básico, minha filha. O pessoal que defende MMN parece ter uma auto-estima tão baixa que precisam ficar inventando titulos pra justificarem sei lá o quê… O post deixou bem claro a pilantragem disso tudo: talvez quem entre agora na Agel faça dinheiro. E aqueles que entrarem daqui a 10 anos, quando o mercado já estiver saturado, o que vcs vão fazer? Óbvio que vão apelar para eventos do tipo STS. Vc acha isso correto? Eu não acho, por isso o nosso blog está ai: para questionar.

  18. Milena permalink
    31/10/2007 11:43

    Os erros de português denunciam mesmo. E quem faz o bem para as pessoas não cobra NADA em troca, não fica se gabando do que supostamente fez como vossa senhoria está fazendo e muito menos critica quem está tentando abrir os olhos das pessoas que caem neste golpe de azar.
    O linguajar sinceramente não parece ser de alguém tão culto assim.
    Eu vivo bem sim, graças a Deus, fruto de meus estudos e minha vontade de aprender, questionar e investigar. Ajudo as pessoas financeiramente na medida do possível, quando dá, mas procuro não me gabar disto, prefiro manter sigilo, ao contrário de certas pessoas que precisam de reconhecimento da mídia para se auto-promoverem.

  19. Milena permalink
    31/10/2007 11:47

    Eu não ajudo as pessoas empurrando um produto caríssimo, não registrado nos órgãos de saúde e sem nenhum estudo científico que possa comprovar sua eficácia e comprovar que não fazem mal à saúde. Neste caso sou bem ruim mesmo com as pessoas rsrsrsrsrsrsrs
    Prefiro ajudar dando informações sobre golpes.

  20. 31/10/2007 11:50

    Querido Antimmn

    Eu peco no meu portugues sim, voce sendo brasileiro e perfeito ? ( se e dificil para voce pegar nao vivo no Brazil meu teclado nao tem acentos ou cedilhas, etc…. tambem nao falo portugues no meu dia a dia – acho que meu portuges e muito bom !!!!!!)- voce pode me escrever duas frases em 6 linguas sem olhar no dicionario? Me escreve em frances espanhol alemao italiano ou ingles e te respondo em portugues, docinho !!!!!

    Tao sincero /a que es que nem o seu nome verdadeiro poe … …

    Estou indo para o Brasil e levarei a Agel para os que estiverem interessados. Antes de falar mal de uma compania, se informe bem ou ate mesmo faca parte dela. Talvez ja tenha feito parte de alguma e nao consegui fazer dinheiro porque pensou que fosse magica, ou como muitos pensam que alguem vai trabalhar duro em seu lugar !!!!

    Um beijo amigo/a !!!! Ler os seus comentos me fazem rir ! Boa diversao para terminar o meu dia….

    SEJA FELIZ – SORRIA MAIS AO INVES DE PROCURAR O NEGATIVO AO SEU REDOR. A VIDA E CURTA PARA VIVER COM IDEAIS TAO NEGATIVOS! DEIXE O PILANTRA SER FELIZ – ELE VAI PAGAR O SEU KARMA – O QUE ELE FAZ AO OUTROS LHE VOLTARA O DOBRO !!!!!!!

    Voce pode terminar com a ultima palavra, prometo que nao vou responder – vou usar o meu tempo com alguma coisa mais produtiva – mais uma vez SEJA FELIZ E SE PUDER FACA ALGUEM FELIZ TAMBEM – SEM JULGAMENTOS…

  21. 31/10/2007 21:19

    Um beijo Milena – Deus te abencoe nan sua missao !!!!!!! O editor este Blog tem o meu website e pode conferir minhas credencias. nao tenho que provar nada a ninguem. Eu estou rindo e sempre vou rir porque a apesar de tantas injusticas no mundo aqui tambem tem muita coisa para ser feliz !

    SEJA FELIZ – mais uma vez procure o positivo no mundo e com o mesmo entusiasmo tente mostrar para aqueles que estao cegos.

    Tudo de bom Milena !

  22. 01/11/2007 0:45

    Eu sou contra MMN nunca trabalhei com isso, meu filho estuda em uma ótima escola, moro bem, como bem (sem substituir refeições) somos magros saudáveis e felizes. Quanto a caridade cada um preste contas a Deus n vou ficar me gabando concordo com a Milena.
    Ah e estou gávida e sem sobrepeso rs…
    Se alguns precisam aderir a esse esquema pra se sentirem mais felizes, tentando enganar a si mesmos que não prejudicam outras pessoas, então Regina seja feliz você também!
    Porque nós aqui somos!

    BjoS!

  23. Sergio permalink
    01/11/2007 3:32

    Olá Sra Milena tenho 27 anos e sempre trabalhei de empregado desde os 16 anos até os 25 e com o tempo fui analisando que nunca consegueria minha liberdade financeira nesse sistemade trabalho fiz um curso de corretor de imóveis na intenção de fazer negócios para meus clientes e neste meio se benefíciar de de alguns negócios bons devido a pesquisa de campo e conhecimento fiz investimentos e comprei casa mesmo sem ter muito dinheiro ,fiz a aquisição de uma posse de terra sem dar um real de entrada , bom descobrir um jeito de vencer na vida com um trabalho que eu acho interessante e dinâmico e que adoro fazer , mas tenho reparado no sistemade mmn sua vantagem como eu tenho pesquisado percebi que você pode alcançar o trabalho de uma vida inteira com uma rede de pessoas gerando comissões para você mas o que me atraiu foi o sistema como pode ser tão simples e o que você deve saber é duplicar a mensagem pois os produtos temos que comprar mesmo lógico que deve ser um produto que você use que saeja de necessidade para você e sua família por exemplo Sra Milena e Sra marilia se você disse que como sempre o sagrado arroz com feijão correto , e você gosta do arroz camil ou tio joão e você tem a oportunidade de representar esta empresa , agora você está com um produto indispensável ao consumo à mesa do brasileiro em geral e sabendo que se você montar sua equipe de vendas e ter todas essas pessoas comercializando gerando comissôes para você isso seria muito interessante! que mal tem por exemplo 3.000 pessoas abaixo de você comprando no distribuidor de arroz um pacote no valor de 6,7,8 reais onde 1,00 seria seu de cada saco de 5 kilos ainda não estou em nenhum mmn mas estou já procurando uma empresa por enquanto não encontrei quero um produto vendavel com sistemas de pontuação facil de se qualificar e sei que vou achar em breve estou sentindo isso pois estou apaixonado pelo sistema até porque li um livro de titulo (virando a mesa ) onde o jornalista perguntava para os empresários mais ricos de cada parte do mundo qual é a sensção que eles mais gostam após se tornarem um dos empresários bem sucedidos em seu país a maioria das respostas foi que eles disse que você sendo rico mesmo para saber este sentimento que era ” Depois que você chega neste estado você fica muito contente por dar condições de outras pessoas ganharem dinheiro ,ajudar a ganhar dinheiro ” .
    Bom sabemos que esses empresários só fizeram média com esse comentário pois a realidade é outra rsrs mas no fundo esse seria um bom sentimento para um rico se orgulhar e sentir-se bem para com os próximos um amigo meu faz este sitema de trabalho e fico admirado pela pessoa que ele era e agora sua desenvoltura , ajudou pessoas daqui do meu bairro em muitas coisas ajudou as ganhar dinheiro , perde o medo do mundo , a encarar a vida com coragem e garra olha fiquei atraido mesmo rs Sra Marilia você pode -se dizer que tem uma vida boa seu esposo te dá de tudo ! na frase que você diz moro bem , somos magros reze para seu esposo não te deixar pois não estaria preparado para nem sequer vender um perfume ou um batom para sua melhor amiga você precisa de ser mais indenpendente do seu esposo e não cusppa para cima pois você talvez pode até se ver um dia em uma empresa de mmn quem sabe eu possa estar vendendo um imóvel para você com o dinheiro do mmn que você desenvolveu ou até estar comigo na mesma empresa de mmn e milena e você milena é mais fácil criticar do que fechar a boca ou fazer um regime a base de algum produto ou academia você esta com um rosto que demonstrar que estar fora do peso !
    meninas porque não metem o pau na Souza Cruz dizem que a cocaína a maconha poderiam ser remédios !!! tem varias empresas que exploram abusam do funcionário humilhão ,crianças carentes , governo corrupto tantas coisas para vocês gastarem suas energias e vão logo críticar as companhias de mmn pessoas de bem e intelectuais já aprovaram o poder do mmn e a receita que isso gira ao país a ( ABVD) este orgão tem respeito no governo se for ingreçar em uma empresa como qualquer uma outra consulte o procon , a justiça , o orgão responsável por dar informãçoes sobre o passado da empresa exixte empresas de mmn serias e empresas convencionais serias também como vice e versa !!!! xau

  24. 01/11/2007 11:59

    Essa foi boa, como vc sabe que não estaria preparada?
    Eu tenho a minha profissão querido, ganhava muito bem obrigada. Resolvemos que iria parar de trabalhar para ter outro filho, mas assim que eu achar que devo volto pro mercado de trabalho, que consegui ocupar uma posição boa ESTUDANDO e pelas minhas competências fazendo um networking.
    E nunca ovu usar MMN não, fique sossegado, não vou ser mais uma concorrente ou alguém que dá um pouquinho mais de lucro pra vc.
    E temos todo o direito de criticar sim que eu saiba a censura não voltou. Assim como vc tem o direito de criticar a nossa crítica (hehe…). Somos livres baby. E quanto ao meu marido me deixar, obrigada pela preocupação, mas vivemos um casamento livre de opressões financeiras, o que é meu é dele e o que é dele é meu. Sempre foi assim até mesmo quando eu estava trabalhando fazem 9 anos. Ele não me dá nada, nós temos tudo o que precisamos É incrível como as pessoas tentam mexer com coisas pessoais suas pra tentar convencer vc de algo. Esses dias um dos nossos amigos que está na Herbalife foi falar pro meu esposo que trabalhar empregado era ruim. Mas metendo o pau mesmo. Contra fatos não há argumentos, como eu disse não precisamos de MMN pra viver ou ser mais feliz pois temos o que PRECISAMOS! E antes de fazer suposições sobre a vida pessoal dos outros acho melhor começarem a conhecer as pessoas. mas isso deve ser comum pra vcs já que pessoas no MMN são como números.
    Como disse a Regina:
    Seja feliz!

    BjoS!

  25. Sergio permalink
    01/11/2007 17:24

    EI logo em breve o dono deste blog vai tirar este recado rs desculpa eu ter falado que você era gorda na verdade estava com raiva de alguma coisa mas nem me lembro mais Marilia e milenna regina e paulo bom que todos sejam felizes e deus os abençoes onde quer que estejma e milena vc foi muito paciente não ter agido de forma hostil comigo rsrs bom mas de duas uma ou vc é uma mulher bacana e legal ou é uma chata mas deixarei meu msn caso heee bom para qualquer coisa cergioss@hotmail.com xau

  26. Milena permalink
    01/11/2007 20:50

    Ah sim, Sergio, na foto estou gordinha mesmo, vc tem razão. Mas esqueci de dizer que perdi 6 quilos fazendo uma reeducação alimentar e fazendo caminhadas pela manhã (ainda não fui para a academia hehe), ainda não tirei outra foto porque pretendo perder mais 2 quilos (Na foto eu estava com 59k e agora estou com 53k).

    Já tem uns 3 meses que comecei a fazer e sei que demora muito para perdermos algum peso fazendo reeducação alimentar, porém é duradoura e posso comer de tudo um pouco, sem traumas rsrs e não preciso depender de produtos para manter.

    Decidir fazer isso porque é imprescindível ser um exemplo de boa forma sem utilizar os produtos que tanto criticamos.

    Foi legal vc ter questionado isso, mostra que vc é uma pessoa observadora e atenta, o que ajuda muito a não cair na lavagem cerebral que algumas empresas fazem, vc parece ser uma pessoa bem antenada mesmo.

    Obrigada pelo msn! Não precisamos ser inimigos só porque temos opiniões diferentes.
    Abraços!

  27. 03/11/2007 8:48

    Oi antimmn

    Voltei por teres me convidado. Muito obrigado ! Primeiro de tudo se voce volta nas entradas que coloquei no Blog, nao maltratei ninguem com palavras. Nao chamei ninguen de pilantra, gorda,ladrao, mentiroso, enganador,como fui chamada. Defendi o meu ponto de vista sem diminuir a ninguem. Esta e a minha filosofia, se eu nao tenho nada de bom a falar fico calada.

    Tenho algumas pessoas as quais eu admiro e tento fazer algumas coisas que elas fizeram – o que fez tanta diference no mundo. Madre Tereza – sempre participou de campanhas- nao participou de protestos contro sempre ia a favor de … ” nao me chamem para participar de protestos contra, me chamem para fazer campanhas a favor de…” Eu tambem penso assim. cada vez que falamos debatemos o negativo, ele tem que passar por nos antes de ser expressado. Se falamos do bem, ele tambem passa por nos. E isso que quero expressar. Minha suguestao e : falem das companias que estao fazendo o que voces acham que e o melhor para a sociedade. na realidade o que estao fazendo e muito bem e dar publicidade sem cobrar para as companias de mmn.

    Muitas coisas que foram ditas neste Blog, nao somente sobre a Agel, mas sobre outras companias, simplesmente nao sao fatos verdadeiros. Eu estava no Brasil quando uma compania, nao me lembro o nome, que faz o “suco Noni” foi pega operando ilegalmente ( fundo de quintal). Acredito que esta compania nao agiu corretamente de acordo com a lei. Tenho que condenar atitudes como esta, sem duvida. Quanto a qualidade de um produto, nao posso falar mal. Se acho que nao e bom, simplesmente nao consumo ! Se me interessa, vou pesquisar e conhecer antes de falar mal. Nao acredito em defamacao.

    Bem nao tenho que provar nada a ninguem. Sou feliz ! Mas posso te falar sobre a minha vida, como voce disse que eu … “precisa participar mais deste Blog e nos contar melhor sobre a sua vida”. estudei na Allemanha, morei na Suica – Basel ( onde se fala laemao suico, frances e italiano) e na Italia Merano ( norte da Italia, onde se fala italilano e alemao). Faz 14 anos que moro na Austraila, Perth. Um lugar lindissimo. Tem a mesma latitude que Sao Paulo, e um clima bem semelhante. Moro perto da praia, 20 minutos e estou la !

    Na Australia fiz 2 faculdades administracao de turismo ( tive a oportunidade de viajar pelo pais todo), a outra faculdade e um ramo da psicologia, onde se concentra no cliente, nao em estatisticas ou pesquisas. Uso a admistracao de negocios ( no meu proprio negocio) mas o que faco dia dia e psicologia. Amo meu trabalho. Chama se aconselhamento – onde se aplica as terapias Gestalt, CBT, TLT entre outras( me desculpa mas nao sei a terminologia em portugues). Sou especializada em traumas, 3 anos trabalho com criancas que foram separadas de suas familias po teram sido sexualmente abusadas. E triste, mas e uma realidade assustadora aqui… este trabalho mexe muito com o emocional mas, quando vejo os rostinhos iluminados por um sorriso, isto me da forca de continuar. Os traumas sao tratados com a TFT ( terapia do campo do pensamento), e uma terapia nova que esta no mercado cerca de 25 anos, o fundador e Dr Roger Callahan ( ele ainda esta vivo).

    Trato adultos tambem – trabalho com sindrome do panico, agorafobia. TOC, e condicoes similares.

    Trabalho 3 dia por dia, nao importa aqui o que faco nos outros dias da semana. Nao vou me gabar, como ja fui acusada anteriormente. Aqui tambem existe pessoas com muita qualificao e sem trabalho, como no mundo todo, nao e so no Brasil ! Sim passei por dificuldade finaceira… agora estou bem… pode acontecer novamentge, se acontecer – trabalho mais !!!!

    Bom, se voce olha no que escrevi, nunca disse que era muito culta. E muito importante para mim estudar, estudo constantemente e o farei o quanto puder. Quanto ao meu portugues, bem poderia me esforcar mais e escrever melhor, mas tem fala portugues perfeito no Brazil?? Bomm para esta pessoa !

    Sim posso te contar mais sobre a aminha vida.

    Eu tenho um trabalho serio e honesto aqui no Australia. Voce perguntou porque nao vou ao Brasil para trabalhar serio e honesto. Eu vou ao Brazil 3 vezes por ano, a trabalho. Ensino profissionais na area de psicologia, terapia holistica, terapias vibracionais, assim como terapeuta da ortomolecular, canisiologistas, terapeutas de balanceamento muscular, reiki master, e tambem treino pessoas que buscam desenvolvimento pessoal. Nunca tive reclamacao do meu portugues, eles me entendem e por vezes, tenho que confessar que dao risada de algums erros que cometo. O feedback que tenh e fantastico ! Sou orgulhosa do meu trabalho.

    A TFT esta fazendo um sucesso maravilhoso, treino em sao Paulo, para o meu treino vem gente da bahia, Foz do Iguacu, Espirito Santo, BH e cidades do interior de Sao Paulo. Grupos de professioais estao difundindo esta terapia e fazendo um trabalho incrivel. O instituto que me convida para ensinar e eu temos projetos de ajudar a populacao carente do Brasil. Nao vou me gabar, paro por aqui. Os terapeutas tem trabalhado com jovens que sofrem de anorexia e o resultado e impressionante. Sou pioneira em levar esta terapia ao Brasil. Se fizer uma pesquisa sobre a TFt no Brasil, provavelmente vai encontrar o meu nome ( Regina e meu nome verdadeiro ).

    Voltando a Agel – me desculpe, pode me chamar de cega, burra, mas por mais que me esforco nao consigo ver a palhacada !!!!! Francamente… esta compania esta ajudando a muita gente, especialmente a mim e minha familia. Gracas a Agel posso realizar meus projetos. Como Martin Luther disse ” I have a dream ” traduzindo – eu tenho um sonho, – eu preciso de dinheiro, nao quero pouco, quero muito ( nao tenho vergonha de dizer), quanto mais tenho mais posso dar. O meu sonho e grande.

    Tem muita gente disonesta por ai, e estao soltas sim, o que posso fazer? Posso ajudar a quem precisa, faco diferenca na minha propria realidade, dentro do meu circulo de alcance. Mas ainda prefiro faze-lo em campanhas de a favor, nao protestos de contra.

    Tem mais alguma pergunta sobre a minha vida? Bem, o que a Agel vai fazer daqui a 15 anos, sinceramente nao sei, acredito que voce pode especular mas tambem nao sabe por certo!!! Em feveiro estou novamente ai para treinar e com certeza vou falar da Agel. Mas com certaza tambem vou esperar que a compania esteja legalizada a operar no Brasil ( o que no momento esta no Ministerio da Saude para examinar os produtos). Sei disso com certeza pois me encontrei com profissionais no brasileiros em Salt Lake City no comeco de outubro e sei com certeza que que o processo de legalizacao esta acontecendo.

    Tenha um bom dia antimmn – agora esta entardecendo aqui, com o horario de verao sao 7.37 da noite e ainda esta claro. Meu marido esta preparando uma comidinha gostosa, posso sentir o cheiro daquido escritorio.

    Beijos – seja feliz !!!

    Tenha um bom dia !

  28. augustohf permalink*
    03/11/2007 14:48

    Paulo, como você desviou do assunto, repetirei as perguntas que tinha feito anteriormente: Procure não FUGIR e desviar do assunto novamente, tentando fazer pura e simples publicidade para sua atividade, com base nos argumentos em que você individualmente ACREDITA estarem corretos. Se você não sabe, diga: “não sei te responder isso, vou me informar melhor a respeito”. É mais honroso, e ninguém vai te recriminar por isso!

    1) Até onde vão os limites dos “ganhos extraordinários” que a AGEL pode proporcionar a seus distribuidores?

    2) Vc tinha disse no post anterior que o sucesso depende da dedicação de cada um.

    “Nunca há promessas de sucesso, especialmente porque o sucesso é algo inerente a cada um”

    Mas você diz veladamente no e-mail que me enviou e explicitamente no seu site que:

    ““A AGEL foi fundada em Outubro de 2005 e cresceu rapidamente por cerca de 40 países com enorme sucesso. Esse sucesso deve-se à inovação dos suplementos nutricionais e ao excelente plano de marketing multinível que paga os maiores bônus a distribuidores independentes”

    Ou seja, o “sucesso” se deve aos excelentes produtos, que utilizariam tecnologia de ponta, e ao “fantástico” Plano de Marketing, que propiciaria ganhos extraordinários a seus distribuidores. A minha pergunta é: O SUCESSO SE DEVE AO DESEMPENHO DO DISTRIBUIDOR OU DA EMPRESA? COMO VOCÊ EXPLICA ESSA CONTRADIÇÃO? Quer dizer que, quando a pessoa possui sucesso, o mérito é da AGEL, mas quando ela fracassa, a responsabilidade é só dela?

    3) Os produtos são os melhores e os mais revolucionários do mercado?

    4) Como você me explica a frase abaixo da figura do Timming
    “Esteja no local certo, no momento certo, e faça qualquer coisa com isso”….

    Quer dizer que vale tudo? Por favor, me explique melhor o “faça qualquer coisa com isso”, e me explique como você pode controlar esse “qualquer coisa” dos outros distribuidores!

    5) E as outras pessoas que virão depois, como é que ficam? Como justificar para os que entrarem, daqui a 5 anos por exemplo, que NÃO irão ganhar dinheiro? (dado que o MMN possui prazo de validade). Como é que fica a questão do “Timming” e do “um pouco de sorte” pra essas pessoas?

    6) Me explique, por favor, qual é a magnitude dos LIMITES ESTRUTURAIS à atividade (concorrência, saturação, preço, características regionais específicas de renda, costumes, ocupação de nichos específicos, informações imperfeitas etc), e que não permitem que todos tenham “sucesso” praticando AGEL, HBL, OMNI ou qualquer outra atividade multinível – a não ser pra quem está no topo da pirâmide, ou quem garimpa uma “linha boa”?

    7) É legítima a utilização de técnicas de PNL, Hipnose e mensagens subliminares e outras para induzir as pessoas a entrarem na atividade?

    8) Quanto às pessoas que aderiram à propostas de adesão em empresas de MMN e se deram mal, você nunca se perguntou PORQUE elas pegaram suas economias que tinham e que não tinham NO IMPULSO e apostaram na compra de produtos que depois não conseguiram vender?

    9) Você não percebeu que o recrutamento é a principal meta da atividade, que o consumo é “SECUNDÁRIO” na história toda?

    10) A AGEL pode ser capaz (assim como Herbalife, AMWAY, Teleextreme etc) de dar condições, ESTRUTURALMENTE, para TODOS os distribuidores terem sucesso dentro dela?

    Até mais então

  29. augustohf permalink*
    03/11/2007 14:54

    E esses argumentos elaborados para o Paulo valem pra você também, Sra Regina. Gostaria que respondesse, além dos 10 itens acima, as seguintes perguntas abaixo:

    a) Como nós definimos o bem e o negativo? É lícito qualificá-los através de rótulos, como “bom ou ruim”?

    b) Qual a relevância do “bem e do mal” para um debate RACIONAL?

    c) Você disse que passou por dificuldades financeiras, e hoje está bem, viaja pelo mundo….. qual a sua definição de “dificuldade financeira”? Ou seja, de que padrão de vida você está falando, em termos de renda per capita e de custo de vida para com a sociedade à qual você pertence? Qual é a ligação dessas variáveis com a possibilidade de uma pessoa levar sua vida adiante com o mínimo de dignidade? (a “dificuldade financeira” é diferente de uma pessoa que ganha US$ 1000,00/mês pra uma pessoa que ganha US$15.000,00/mês).

    d) Perceba sua intervenção “(…) e um ramo de psicologia, onde se concentra no cliente, NÃO EM ESTATÍSTICAS OU PESQUISAS. USO A ADESTRAÇÃO DE NEGÓCIOS (no meu próprio negocio) mas o que faço dia é psicologia. Amo meu trabalho”. Baseado nessa frase, você pode me explicar como você encara a dimensão global do “negócio”, que é o que nós do blog trabalhamos, se seu foco de trabalho está na questão individual, no cliente? Gostaria de perceber a natureza da generalização, da eliminação e da distorção que você faz para chegar à conclusão de que isso aquilo vai crescer “por isso e por aquilo”. Em outras palavras, como se liga essa “percepção positiva das coisas” com a dinâmica das leis de mercado em geral e a natureza da atividade específica da AGEL e do MMN, em particular?

    e) Especificamente, o que você entende por “adestração de negócios”?

    f) Como você trabalha a questão de utilizar técnicas como a Análise Transacional, a TFT, a Terapia Gestalt, dentre outras, COMO AUXÍLIO DE ARGUMENTAÇÃO para oferecer a quem você encontra a oportunidade AGEL? Realmente essas técnicas são positivas do ponto de vista do ângulo da terapia: integrar as partes fragmentadas do “eu” com vistas a ajudar a pessoa fazer a transição da dependência para a auto-suficiência, além de dá-la maiores possibilidades de escolha, a fim de expandir seu modelo de mundo e propiciar uma experiência de vida mais rica. Mas como não confundir, por exemplo, as fantasias e representações da terapia Gestalt, advindas do método da representação de papéis, com a própria realidade? Como evitar que essa extrapolação se concretize? Huuummm… será que essas representações, quando ligadas a atividades ligadas às leis de mercado, podem criar uma representação de mundo descolada da realidade, sendo que inicialmente ela objetivava o contrário? Ou você vai negar que no seu dia-a-dia com a AGEL você não utiliza essas técnicas ou parte delas? (até mesmo inconscientemente, dada pelo condicionamento à qual a mente está submetida).

    Por enquanto é isso. Até mais. Abraços

  30. Nuno Andrade permalink
    03/11/2007 19:28

    Basicamente o MLM é uma coisa que fazemos no dia a dia e sempre que damos uma sugestão de algum produto. ( Um produto pode ser uma ideia , uma conduta de vida etc, ou outras formas intrincadas de nos auto promovermos) O ideal era que sempre que sugiro um restaurante a um amigo o dono do restaurante me pagasse por isso, já que estou a efectuar uma venda. MLM é uma Industria em Crescimento e um motor de desenvolvimento social importante. Um Automóvel é um produto e pode ser comercializado de variadíssimas formas e o MLM poderia ser uma dessas formas. O MLM está com um crescimento exponencial por ser uma industria de fácil percepção e entendimento. A Agel é um produto de consumo igual a triliões de produtos existentes no Mundo, mas é comercializado de uma forma diferente e simples e que dá ao seu consumidor a possibilidade de ganhar dinheiro com o consumo e publicidade desse produto. Nesta conformidade cabe a cada um tomar a sua opção, e espero que passem a existir mais empresas que promovam os seus produtos de consumo desta forma, pois todos somos consumidores mas são raros os produtos que nos podem trazer pelo seu consumo benefícios financeiros.

  31. Maria Cruz permalink
    03/11/2007 22:42

    Sem comentários para tamanha ignorancia, não só a escrever o português mas a argumentar. Não existe ignorancia maior do que falar mal do´que não experimentámos, e obrigar – ainda que indirectamente – os outros a submeterem-se aos nossos ´valores´.
    Além disso, conseguiram estragar o que começou bem: a prática da livre expressão. Quando reagimos negativamente a uma opinião contrária, isso ocorre por não estarmos seguros do que defendemos …. e termos a mente condicionada por um desenvolvimento que não passou da fase infantil. ‘Fico furioso porque me contrariam’.
    A ironia, ao ser usada para reforçar uma posição, seja de defesa ou de ataque, é reflexo de fraqueza e alguma ignorância
    E achei curioso – não defendo nenhuma das 2 posições definidas – que as pessoas que utilizaram a ofensa, mesmo sub-reptícia, foram os que atacam o MLM.
    Como disse alguém, usem o blogue de forma mais construtiva. Ajudem quem precisa, pois é isso que o mundo espera de cada um de nós: ajudar o próximo.
    Maria, Portugal

  32. 03/11/2007 23:33

    Oi gente ( o pessoal esta aumentando , muito bom )

    Milena fico desapontada que pessoas continuam a fazer coisas ilegais. Voce esta certa a Agel nao tem papeis legais das autoridades brasileiras para operar, pessoas sem escrupulos o fazem e dao mal fama a compania. Os produtos nao deveriam estar no Brasil, de forma nenhuma. Ninguem da propria compania Agel – ninguem esta autorizado a utilizar os produtos ate que se tenha autorizacao legal das autoridades brasileiras. Nao e a compania, sao pessoas mal intencionadas.

    Obrigado Milena, eu faco o meu melhor de coracao pelas criancas e esta e a minha missao. Prometo que nao vou me corremper – nao tem compromisso quando se trata do nosso futuro. Da maneira que falas imagino que tambem faca a sua parte – e nao esta se gabando.

    Oi Augusto – voce gostaria que eu respondesse as perguntas voce fez ao Paulo ( 1-10 ) e a para mim ( a-ate f). O que voce gostaria e o que acontece, como na vida, sao duas coisas diferentes. Entre as suas perguntas, tem pelo menos duzentas outras envolvidas, e muita repeticao. Devo dizer tambem que usas palavras muita bonitas, algumas ate tive que usar dicionario. cada dia aprendo mais, muito obrigado pela oportunidade. Para cada pergunta que fizeste acima, voce ja tem uma resposta na ponta da lingua para nos dar. Qual e o sentido de responde-las. Como ja vi, as respostas que foram dadas por outros foram usadas contra eles. Nao acho justo, mas de qualquer forma … o que e justo ??

    Bom para comecar voce misturou filosofia – conceitos de bem e negativo… com psicologia, comercio, e outras materias. No meu trabalho como psicologa eu nao envolvo nenhuma outra atividade. As pessoas que procuram o meu trabalho geralmente estao numa condicao muito vulneravel e qualquer outra atividade que nao seja o tratamento terapeutico seria abuso. Isto nao se discute , nao recruto clientes- se voce duvida disto estaria duvidando da minha integridade ( o que seria um julgamento muito severo quando nao se conhece uma pessoa. Ai a nossa conversa terminaria – julgamento para mim e uma coisa que nao posso aceitar, me descupa).

    Amigo esta pergunta nao tem cabimento para mim !!!!!”Como você trabalha a questão de utilizar técnicas como a Análise Transacional, a TFT, a Terapia Gestalt, dentre outras, COMO AUXÍLIO DE ARGUMENTAÇÃO para oferecer a quem você encontra a oportunidade AGEL? ” Usar estrategias de psicologia em pessoas para se afiliar ou comprar um produto ou servico, tambem considero um abuso. Seria forcar pessoas a fazerem o que normalmente nao fariam, mas o fazem porque estao sobre influencia de outra pessoa .Eu estudei adminstracao tambem, aprendi muito sobre tecnicas de vendas, marketing e propaganda. E isto que uso. Bem voce pode nao acreditar, mas nao me importo com que os outros pensem, eu sei o que faco. Nao sei a sua profissao mas posso postar que nao andas 24 horas ao dia exercendo-a. Um cabelereiro nao anda com uma tesoura no bolso para dar cortes de cabelo a cada minuto do dia quando nao esta no trabalho, ou um engenheiro cada vez que entar numa edificio comeca a analizar a sua estrutura, ou mesmo um nutricionista analizar cada coisa que poe na boca. Eu vivo, se tivesse psicologia 24 horas na minha mente acho que ficaria louca.

    Acredito que sempre existe lugar no mercado para todo bom profissional, assim como para uma boa compania. Sinceramente estou mal informada, nao sei o que a Herbalife fez no Brasil. O que se tem que distinguir e – a compania e pessoas sem escrupulos que fazem parte de uma compania. Um meio de comercio e o abuso que individuos fazem. Duas coisas bem diferentes.

    Nuno Andrade – falou pouco e falou muito bem! Obrigado. A MLM e uma maneira legal de se comercializar, com leis e regularizacoes que a regem. Voce nao pode contestar Augusto,i sto e um fato. Assim como o comercio, tem leis e e regularizado, e quanta coisa ilegal acontece na atividade de troca de servico ou produtos por dinheiro. MLM e uma forma de comercio. Nao entendo qual e o drama. Uma das primeira companias de refrigerante a Coca cola tantos anos atras, hoje temos mil outros refrigerantes, as pessoas tem mais escolhas. O mercado esta saturado, sim a coca cola ainda esta no mercado, sim. Guarana, quando conheci so tinha dois, bhrama e antartica. Agora tem tantos outros. Ultimo quando conheci Manus, fiquei admirada por conhecer mais uma dezenas de marcas de guarana. Deliciosos com certeza. Tem mercado para todos, deixa a populacao decidir os produtos que querem comprar e a maneira de como quer comprar.

    Sou uma pessoa madura, mas talvez seja inocente ( ou burra, voce pode pensar) em relacao ao MLM pois esta e a minha primeira experiencia. Mas por enquanto so tive boas experiencias,so posso falar bem… Sou bem afortunada pois pude pesquisar bem antes me envolver com MLM. Tive a possibilidade de visitar a compania, conversar pessoalmente com o fundador, visitar a fabrica, conversar com medicos que endorsam os produtos. me considero privilegiada.

    Acredito que este Blog e importante para pessoas que nao tem ideia do que a MLM e. Apesar de ter mais negativos do que positivis a respeito desta forma de comercio, elas podem ter uma visao maior do que esta acontecendo. E tambem podem tirar conclusoes por elas mesmas ( ou serem influenciadas). A parte mais importante para mim e saber que somos livres de escolher o que concluimos ser o melhor. Cada um tem diferentes necessidades, o que e melhor para um nao serve para o outro. Livre escolha. Mundo livre.

    Obrigado pelo tempo de quem esta lendo as minhas mensagens – me desculpe pelo portugues, espero que nao tenha ofendido ninguem, nao tenho intensao de ofender.

    Tudo de bom – sejam felizes ( mal posso esperar para ir ao Brasil novamente – adoro o pais, as pessoas a beleza do pais, e a amor com que sou recebida… o verao ai e maravilhoso !!!!!!!! Sou feliz !!)

    Beijos Regina

  33. antimmn permalink
    03/11/2007 23:53

    ok Regina, agora estou mais confortável em relação a suas credenciais. Entendi direitinho sua trajetória de vida, e estou ciente de que vc está falando a verdade. Só não entendi uma coisa: por que tanto interesse no Brasil? Você me disse que precisa de bastante dinheiro pra realizar seus sonhos. Correto? Sendo assim, vc não teria muito mais lucro desenvolvendo seu negócio na Europa? Ou nos EUA e Canadá que são paises muito mais ricos que o Brasil. Concorda? Vc fala 6 idiomas, então ficaria fácil desenvolver o negócio na Europa e na América do Norte. Não estou julgando; somente questionando. Só gostaria que vc me respondesse isso. Por que tanto interesse no Brasil?
    abraço

  34. 04/11/2007 3:38

    Oi antimmn

    Obrigado por me entender !! Sou aberta e nao vejo valor em mentir .
    Respondo a sua pergunta sincera: os europeus sao fechados para tudo o que e novo, como o nome do continente diz Velho Continente. Tenho colegas que usam a mesma terapia e nao conseguem por comida na mesa com o dinheiro que ganham, sempre teem um trabalho extra com o qual se sustentam. Sem brincadeira, isto acontece com muito pouca variacao na area de terapias. Os sulamericanos sao mais abertos, e por incrivel que pareca os asiaticos tambem estao se abrindo mais, nao sei se isto e bom ,mas, pelo menos abrir a mente para o que e novo. Ouvir e se for bom pega, se nao discarta.

    Estou comecando em Singapura, quero treinar na Malasia Tailandia e tambem na Indonesia. Nao falo a lingua destes paises, mas eles tem representantes que falam ingles. Sao paises que tem muita pobreza, prostituicao de criancas e exploracao de mao de obra. Temos que fazer algo por eles tambem ( assim eu me sinto )

    Amo o povo brasileiro, nao importa como esta a situacao, este povo da com o coracao aberto. Feliz de estar vivo e tem esperanca de que tudo vai dar certo. De coracao amo o Brasil. O Brasil e lindo – muito mais desenvolvido do que os brasileiros imaginam. Com este coracao, muita gente ve o pais como um lugar de “exlporar, sem dar muito ou quase nada em troca”.

    Trabalhar num lugar como o Brasil e um sonho ! levo o que tenho de melhor – o meu conhecimento de sou muito grata pela recepcao que recebo. O farei o quanto puder. So quero fazer o bem, nunca faria sacanagem com vidas e tarbalho suado que sei e presencio ai no Brasil.

    Obrigado, beijos
    Regina

    Regina

  35. 04/11/2007 23:16

    Oi Milena

    Como escrevi acima – a uma diferenca entre compania e pessoas mal intencionadas que trabalham em uma compania. A Agel nao esta operando no Brasil. O que esta acontecendo e que pessoas que tem acesso aos produtos querem ser os “pioneiros” . Estao comerciallizando quando nao sao autorizados. Nao temos os valores que serao cobrados no Brasil. Mais uma vez – o que estao fazendo nao e autorizado pela Agel.

    Estive com profissionais brasilerios em Salt Lake City no comeco de outubro. Eles foram contratados para fazer a legalizacao da Agel no Brasil. Eles visitaram a compania Agel, os escritorios, a fabrica e conheceram alguns dos representantes internacionais, o fundador da Agel, eu estava com eles. O que estao fazendo e no Brasil nao e a compania Agel, sao pessoas que querem fazer dinheiro!

    Quando tiver os precos vou te dizer, com certeza. Nao temos uma data especifica mas por volta do final do primeiro semestre do proximo ano, as coisas devem estar legalizada. Eu irei ao Brasil pelo menos uma vez antes que a Agel estaja legalizada, ajo de acordo com a lei – nao se pode comercializar os produtos!

    Sou honesta Milena, sigo a lei. Pergunta eu te respondo. Tenha uma boa noite. ( espero que tenha respondido a sua pergunta)

    Beijos

    Regina

  36. augustohf permalink*
    07/11/2007 22:31

    Oi Regina!!

    PRIMEIRO: a intenção deste BLOG é debater temas relacionados às empresas de MMN, seus métodos, técnicas, além da própria natureza do MMN, os limites desse sistema de distribuição. Entende isso? Quero dizer, o funcionamento da “coisa” que nós procuramos entender e explicar independe da minha ou da sua vontade, de nossa vontade enquanto indivíduos (pelo menos enquanto investigamos o objeto em questão). Nós procuramos PADRÕES de funcionamento implícitos e explícitos nessas empresas, ou seja, características que são comuns e que estão presentes nelas (novamente, e essa repetição é necessária, padrões que independem da minha ou da sua vontade). E o que são padrões? São relações entre relações, que patenteiam a estrutura de funcionamento que existe por trás das empresas que utilizam o MMN. Exemplo: a história que contam quando vão promover a empresa, os produtos (produtos revolucionários, os melhores do mercado…), o negócio (o melhor plano de marketing do mercado, o melhor plano de compensações etc), e as chamadas para conhecer melhor a empresa, através dos eventos (com todos os scripts, técnicas de persuasão e de manipulação mental. Aliás, a base dessas técnicas é a mesma utilizada em várias escolas de terapia, diga-se de passagem). Nós focamos o debate em torno das empresas de MMN agressivos, e não todos os MMNs.

    Por quê?

    Porque elas (Noni, Herbalife, AMWAY, OMNI, e preliminarmente, ao que os padrões indicam, a AGEL, dentre outras) utilizam uma característica nociva que está implícita no MMN de forma tendencial, e que se manifesta por conta de suas especificidades, da maneira como elas utilizam o MMN: tender ao comportamento piramidal. A maneira mais clara em que isso se manifesta é o foco no recrutamento, que enseja sim aquelas perguntas que eu havia feito ao Paulo e algumas a você, como por exemplo:

    1) “E as outras pessoas que virão depois, como é que ficam? Como justificar para os que entrarem, daqui a 5, 10 anos, por exemplo, que NÃO irão ganhar dinheiro, ou ganharão pouquíssimo, em dissonância com o que foi prometido nos eventos e pelas ‘lideranças’ da empresa?” (dado que o MMN possui prazo de validade), ou mesmo ligada a essa pergunta, a seguinte:

    2) “A AGEL pode ser capaz (assim como Herbalife, AMWAY, Teleextreme etc) de dar condições, ESTRUTURALMENTE, para TODOS os distribuidores terem sucesso dentro dela?”

    Essas perguntas não são utilizadas pra “bater”, pra “malhar” vocês, mas sim pra tentarmos iluminar essas questões. Só que qual é sempre o comportamento de quem é questionado? Tenta desqualificar, ignorar, desviar do assunto… dificilmente encaram de frente essas questões, dificilmente tentam dar uma explicação racional pra “coisa”: sempre reforçam crenças, sofismas, preconceitos, dissociações, ou mesmo posições ideológicas. Provavelmente a maioria das pessoas que lêem não faz isso deliberadamente, e sim porque está condicionado pelo seu modelo de mundo: neste não existe espaço para a penetração dessas idéias. É como se a mensagem “batesse e voltasse” pra pessoa que a emitiu, pelo fato do receptor estar ‘blindado’ pelos filtros neurológicos, pelas restrições sociais (tomando emprestado termos de Blander, são a nossa língua, os meios aceitos de percepção, e todas as ficções socialmente aprovadas – crenças), e as restrições individuais, que envolvem costumes, hábitos de pensar, gostos, regras Exemplos:

    1) “EXISTEM PESSOAS QUE NASCERAM PARA TER SUCESSO, PRA MANDAR, E OUTRAS NUNCA TERÃO ISSO”. Essa expressão é largamente utilizada pra justificar, de forma velada e implícita, o que acontecerá com pessoas que entram nessas empresas, tanto em sua fase de ascensão, maturidade, quanto em sua fase de declínio. Pode ser contestada através da seguinte pergunta: “por que algumas pessoas nasceram pra ter sucesso e outras não?”. Ela ignora/omite que a maioria das pessoas não terá o sucesso que por essas empresas é vendido (sucesso material/dinheiro, diga-se de passagem) por deixarem de seguir a “lei da atração”, do sucesso editorial “O Segredo”, ou por terem vocação para receber ordens etc, mas porque a estrutura do sistema econômico, institucional e cultural não permite que isso ocorra. Isso tem a ver justamente com aqueles tais “padrões” que existem independentemente de nossa vontade. São características recorrentes que se reproduzem ao longo do tempo. Um exemplo é a estrutura altamente concentrada da renda nos países subdesenvolvidos/em desenvolvimento/emergentes, em geral (dê-se o nome que se queira dar), e no Brasil, em particular, e o alto índice de desigualdade, que remonta épocas da formação dos Estados Nacionais e que se reproduzem com o passar dos anos. Esse é um dos fatores impeditivos da expansão do negócio e da realização das promessas dessas empresas de MMN agressivo, para a maioria das pessoas que deles participe. Percebe, então, como essa de “mandar X obedecer” é uma generalização tosca? Temos também algumas expressões que você utilizou:

    2) “A PARTE MAIS IMPORTANTE PARA MIM É SABER QUE SOMOS LIVRES DE ESCOLHER O QUE CONCLUÍMOS SER O MELHOR” (…) “CADA UM ESCOLHE O QUE É MELHOR PARA SI”. Eu diria que escolhe sim, desde que tenha escolhas disponíveis na sua maneira de ver o mundo e condições materiais para realização destas escolhas. No caso dos multiníveis agressivos, não adianta falar e persuadir/manipular um pedreiro com ideais de riqueza e melhora de vida que serão ‘conquistados’ através do trabalho com suplementos alimentares, se ele não tiver vocação pra vendas, se ele vende um produto muito caro para a realidade de seu país/região, se os costumes dessa região não são propícios ao consumo desse produto. OU SEJA, além da pessoa ter de superar seus próprios limites (aprender a vender, ter “jogo de cintura” nessa área), ela tem que superar limites dados pelos costumes, pela configuração da economia, pelos hábitos dos consumidores nesse local, limites esses que são exógenos ao vendedor e que o afetam em cheio, quer ele queira, quer não, quer ignoremos, quer não.

    Aqui, então, a seguinte distinção é crucial: a lógica de crescimento da empresa é diferente da dinâmica do crescimento do vendedor, individualmente falando. Elas não seguem o mesmo fio condutor, o mesmo paradigma. E essa idéia de que somos livres para escolher o que concluímos ser melhor é no mínimo parcial: será mesmo, será que não somos reféns de nosso modelo de mundo, com nossos pensamentos, crenças, distorções da realidade?

    3) “DEIXE O PILANTRA SER FELIZ – ELE VAI PAGAR O SEU KARMA – O QUE ELE FAZ AO OUTROS LHE VOLTARÁ EM DOBRO!!”. Essa frase ajuda a legitimar a pilantragem, em nome de uma punição futura através do mundo do desconhecido, do além!! Ou seja, uma distorção baseada na pressuposição de que uma força externa maior o punirá. Uma típica CRENÇA!! Ué, mas não é melhor agir para evitar que a pilantragem e o pilantra façam das suas? Então, ficam as perguntas: como o pilantra pagará com seu Karma, e como nós saberemos que o que ele fez voltará pra ele em dobro? E voltará de forma negativa, pressuponho eu!! Quem fará isso? O “Universo”?
    4) “NÃO É A COMPANHIA, SÃO PESSOAS MAL INTENCIONADAS (QUE PREJUDICARIAM OUTRAS PESSOAS E FARIAM A CAVEIRA DA EMPRESA)”. Novamente, quando focamos a questão no “eu” individual, esquecemos dos processos que estão por trás da configuração da estrutura do negócio, da própria cultura organizacional da empresa e de valores universais (como o individualismo, o narcisismo etc) que pairam sob esses processos, e que proporcionam a essas pessoas “mal intencionadas” a possibilidade de agir e ter sucesso em seu intento. Uma maneira de elucidar essa questão é perguntando o seguinte: existem mecanismos de controle que não permitam que essas pessoas “mal intencionadas” ajam? Resposta: não. Aliás, a falta de mecanismos de controle é duplamente benéfica: benéfica à empresa e benéfica às “lideranças” vendedoras. Nesse sentido, o fato do sistema ser legal não faz com que os desdobramentos de sua utilização sejam uma maravilha. No Brasil, por exemplo, não existe regulamentação específica para as empresas de marketing multinível. Ele segue a mesma legislação das empresas de vendas diretas não MMN’s. Pra isso, é necessário estar cadastrado na ABEVD (Associação Brasileira de Vendas Diretas), para que o “negócio” ganhe contornos de legalidade. O Sérgio Buaiz, por exemplo, foi sócio-fornecedor (não sei se ainda é. Creio que sim) da ABEVD, hoje promove o negócio da Herbalife…. perceba o conjunto de interesses que existe por trás dessas promoções do MMN!! Como é interessante ter costas quentes em alguns lugares…. eles estão desesperados para “comprarem” maior credibilidade para seu “negócio”.

    E tome cuidado ao comparar objetos diferentes: MMN – legalidade – forma de comércio – Coca-Cola. A Coca-Cola faz parte de um oligopólio (estrutura industrial que possui grande fatia de mercado da indústria de refrigerantes. Nessa estrutura, poucas empresas detêm a esmagadora parte dessa fatia de mercado, o MARKET SHARE) com mais de 100 anos de idade. Como ela cresceu e se expandiu? Primeiramente, ocupando nichos de mercado virgens, inexplorados. Uma vez que a maior parte do mercado tenha sido ocupada, existiriam mais duas maneiras dela crescer: através do crescimento do próprio mercado específico (esse depende do crescimento econômico e da capacidade da economia para absorver o novo produto, em cada país e região dos países – nível de investimentos, geração de emprego e renda), e roubando fatias de mercado de suas concorrentes. Como isso é feito? Dado que a estrutura interna da empresa funcione bem, isso é feito través de uma estratégia de distribuição do produto muito bem fundamentada e pelas campanhas de marketing. As tubaínas amazonenses que você citou, por sua vez, estão limitadas, em sua maior parte, ao mercado local; elas fazem parte do conjunto das pequenas empresas pertencentes a esse segmento de mercado, e ganham espaço geralmente nas classes sociais com baixo nível de renda. Nesse sentido, realmente há o aumento da base de escolha dos consumidores, que ao se verem comedidos a consumir uma Coca-Cola, consomem a tubaína, com preço mais adequado ao seu bolso. Entendeu o que eu quero dizer? A AGEL, Herbalife etc e a Coca-Cola utilizam-se de formas de distribuição diferentes, e temos de ter cuidado ao compará-las. Existem semelhanças e diferenças, que trazem consigo PADRÕES de funcionamento. Imagino (e aí é mais uma suposição minha) você quis dizer, pelo fato da Coca-Cola seguir as normas legais e estar a tanto tempo no mercado, é só a AGEL seguir as normas legais (seja lá o que signifique legalidade) que estará tudo certo também, não foi isso?

    5) “MUITAS COISAS QUE FORAM DITAS NESTE BLOG, NÃO SOMENTE SOBRE A AGEL, MAS SOBRE OUTRAS COMPANHIAS, SIMPLESMENTE NÃO SÃO FATOS VERDADEIROS. EU ESTAVA NO BRASIL QUANDO UMA COMPANHIA, NÃO ME LEMBRO O NOME, QUE FAZ O “SUCO NONI” FOI PEGA OPERANDO ILEGALMENTE (FUNDO DE QUINTAL). ACREDITO QUE ESTA COMPANHIA NÃO AGIU CORRETAMENTE DE ACORDO COM A LEI. TENHO QUE CONDENAR ATITUDES COMO ESTA, SEM DÚVIDA”. Mais uma vez, uma falácia. Você introduziu fatos irrelevantes no assunto discutido, desviando a atenção e chegando a uma conclusão diferente. A conclusão não segue a premissa inicial. Quer dizer, ao invés de justificar porque várias coisas que foram ditas no blog não são verdadeiras, você desviou do assunto pra falar do suco Noni e de ilegalidades pontuais, novamente ligadas a pessoas, não ao sistema em si ou a processos constitutivos da lógica do sistema. Talvez você quis associar (e aí é suposição minha, novamente, pois você não respondeu uma de minhas perguntas) que existe ilegalidade em qualquer lugar, e que ela é pontual, é levada a cabo por pessoas, sustentando implicitamente uma moral privada e individual.

    SEGUNDO: a despeito de sua frase “Bom para começar você misturou filosofia – conceitos de bem e negativo… com psicologia, comercio, e outras matérias”, eu não misturei nada!! As perguntas são claramente independentes umas das outras na sua expressão, embora ao mesmo tempo estejam todas interconectadas. Em outras palavras, se essas esferas estão interconectadas, uma possui rebatimento sobre a outra!! E o que você fez? Novamente levou para o lado pessoal/individual, escorada no reducionismo e na fragmentação do modo de pensar: existe sim uma diferença útil que usamos pra compreender os fenômenos (a analítica “separação de matérias” – filosofia, economia, comércio, psicologia etc), mas isso NÃO exclui o fato de existirem relações de causa e efeito entre eles. Ou seja, a separação analítica é útil para nosso entendimento, mas tendo em mente que todas essas “partes” estão ligadas umas às outras.

    Senão vejamos:

    “NO MEU TRABALHO COMO PSICÓLOGA EU NÃO ENVOLVO NENHUMA OUTRA ATIVIDADE. AS PESSOAS QUE PROCURAM O MEU TRABALHO GERALMENTE ESTÃO NUMA CONDIÇÃO MUITO VULNERÁVEL E QUALQUER OUTRA ATIVIDADE QUE NÃO SEJA O TRATAMENTO TERAPÊUTICO SERIA ABUSO”.

    “No meu” isso, “eu” aquilo…. em nenhum momento eu disse ou insinuei que você ofereceria AGEL às pessoas da terapia. Eu chamei atenção para a possibilidade real de oferecer produtos a outras pessoas utilizando-se de algumas técnicas implícitas na terapia, e reproduzidas consciente ou inconscientemente por quem delas lance mão.

    Então o terapeuta, quando trabalha, necessita focar o paciente, mas o método para compreender o MMN NECESSITA DE ESTATÍSTICAS e PESQUISAS. Percebe o que estou querendo explicar? A metodologia terapêutica, ou mesmo de marketing, não é apropriada pra se compreender todas as relações que envolvem o MMN em geral e o plano de marketing particular de cada empresa. Dito de outra forma: transportando da terapia para o MMN o foco no indivíduo, esse “olhar” para o cliente ajudará pouco a entender as relações do MMN específico com os seus vendedores e consumidores. Aliás, essa forma de enxergar a realidade tapa os olhos para o fato de que a ilegalidade e os casos de distribuidores mal intencionados pode estar ligado à própria estrutura do MMN, à maneira como a empresa utiliza-o (que faz dele agressivo ou não), e não a distribuidores isoladamente. Diferentemente daquilo que você diz “O que se tem que distinguir é a companhia e pessoas sem escrúpulos que fazem parte de uma companhia. Um meio de comércio e o abuso que indivíduos fazem. Duas coisas bem diferentes”. Então, a companhia pode ser sim responsável por um sistema nocivo e sem escrúpulos. Ela pode sim fazer com que o MMN, como forma de distribuição de produtos, libere seu potencial prejudicial e nocivo. Você conversou com alguém de fora da AGEL, ou seja, pessoas neutras, sobre seu funcionamento?

    TERCEIRO: como o objetivo do BLOG é racionalizar a apreensão do que diz respeito ao seu objeto, falar de crenças e opiniões individuais tende a acrescentar muito pouco ao debate. Eu não duvido de você e das suas intenções, e que dentro de seu conceito de honestidade, você realmente é honesta, não é pilantra nem enganadora. Realmente, como você disse, eu não posso julgar sua integridade (não é e não foi esse meu objetivo), mas posso questionar seus argumentos, sua maneira de pensar, e mostrar aonde se encontram seus pontos ambíguos, suas falácias, suas pressuposições “soltas”. Portanto, embora eu admire e apóie o trabalho terapêutico, o que eu acredito aqui ou deixe de acreditar, a respeito de você, não faz diferença. Eu não quis atacar a sua pessoa, mas fazer perguntas para entender melhor como você vê e sente a realidade do MMN. Assim, você não é inocente nem burra. O problema é que as distinções que você faz da realidade, o seu “mapa da realidade” pra essa questão não capta algumas faces da questão. Essa foi uma distorção, baseada na pressuposição de que eu poderia achá-la burra ou não. Ah, e a despeito do que você pressupôs, eu não possuo todas as respostas na ponta da língua!!

    Pra você reparar, Regina e demais leitores do blog, como são engraçadas, no mínimo, as percepções centradas primordialmente na auto-ajuda e no foco intra-pessoal…. acabei de me lembrar do filme “O Segredo”, em que um dos caras que são remunerados pra falar e defender a abstrata idéia da “Lei da Atração” reproduz o seguinte diálogo: “James, eu preciso estar bem informado”… daí o James, defensor da Lei da Atração em seu ‘estado puro’, responde: “TALVEZ precisemos estar informados, mas não precisamos ser inundados com informação”!! Ou seja, enxergar totalidade das coisas pode nos colocar em pior situação…. quer dizer, um tanto bom de ALIENAÇÃO não faz mal a ninguém!!! “Você tem que aceitar que as coisas que funcionam daquela maneira é porque funcionam daquela maneira, ora bolas!! Você não precisa saber COMO funcionam, pois aí estará saindo de seu foco e gastando energia inutilmente. Só precisa saber que funciona. As coisas sempre foram assim, e sempre serão!! Acredite em si mesmo, pois nós acreditamos em você”. “Aceite as coisas como são, viva e seja feliz”!! Esses mantras são bem engraçados…. como se não fosse possível ser feliz buscando saber como a realidade funciona!

    E essas são orações baseadas no foco exclusivo da esfera individual, de si próprio, como explicativo de todas as coisas e da realidade!!

    Portanto, não tenha medo de responder as perguntas, por achar que tenho a resposta na ponta da língua, ou medo dos desdobramentos das perguntas. O aprendizado pra mim, pra você e pra quem mais participe de um debate ocorre justamente com perguntas, que nos levam a aprofundar as distinções que fazemos acerca da realidade!!

    Abraços

  37. Andre permalink
    09/11/2007 3:04

    Oi Pessoal

    Li a maior parte dos textos aqui publicados acerca das companhias de mmn, e estou achando a discussão muito interessante e gostava de contribuir com a minha experiência pessoal com o mmn. Mas este tema é tão simples que a maior parte das pessoas o torna tão complicado mesmo as pessoas que trabalham no mmn à algum tempo como eu. Tentando ser simples cá vai.
    A maioria das criticas que se fazem sobre o mmn nada tem haver com o próprio mmn mas sim, com distribuidores ou vendedores de mmn. A maior parte das criticas que se fazem estão ligadas à personalidade ou ao estilo desses agentes de mmn que são tão criticáveis como outros agentes economicos pouco éticos que bombardeiam com publicidade enganosa querem um exemplo que li hoje num Semanário EXPRESSO de referencia em Portugal: “Associação internacional premeia empresas que usam reputação para abusar da confiança dos consumidores:…No caso do prémio atribuído à Kellog’s, o que esteve em causa foram as campanhas de publicidade dirigidas a crianças, que promovem cereais de pequeno-almoço com elevados níveis de açúcar e sal. Ao atribuir este prémio, a CI assume o compromisso de lutar contra a publicidade a «junk food» para crianças…”
    Como referi trabalho com uma empresa de mmn à 6 anos e a unica coisa que faço é comprar os produtos na companhia, que preciso para vender aos meus clientes, ou seja compro por 50 e vendo por 100, tal como o meu pai tem um supermercado que compra fruta por 10 e vende por 20. Só compra quem quer, no supermercado do meu pai é igual.
    E a outra coisa que faço é encontrar pessoas que queiram fazer o mesmo trabalho que eu que é comprar um produto por 50 e vender por 100. tal e qual um Franchising (benetton, mcdonalds,Remax…) E aí a empresa de mmn paga-me uma pequena percentagem de comissões sempre e só quando essa pessoas que eu trouxe para a companhia compram produtos para vender aos seus clientes.
    Não é por trazer pessoas às dezenas que se tem um negócio de mmn estável, sério e etico; mas sim trazer pessoas que queiram fazer parte de um projecto empresarial como outro qualquer que por vezes dá certo outras não.
    Aliás como outro negócio tradicional qualquer; quem não tem um ou mais conhecidos que se deram mal e outros bem com negócios tradicionais. O mmn nessa parte não é diferente.

    Cumprimentos para todos

  38. 20/11/2007 14:15

    Viva,

    Eu gostaria de deixar uma pequena explicação, que julgo que ainda ninguém referiu, e que de facto separa um négocio MMN honesto de um que seja fraudulento (normalmente referenciado como “esquema em pirâmido”).

    1) a) Quando as comissões pagas pela empresa mãe são calculadas sobre as VENDAS de produtos feitos para FORA da rede, o negéocio é honesto.

    2) a)Quando as comissões pagas pela empresa mãe são calculadas sobre as COMPRAS de produtos de outros colcaboradores (os que estão abaixo na pirâmide) DENTRO da rede, então o negócio é desonesto.

    1) b) As vendas para fora da rede de colaboradores implicam que os colaboradores tenham de se esforçar por vender o produto no mercado normal, em concorrência com outros produtos semelhantes que estejam à venda nas lojas. Implicam também que os colaboradores não possam ser explorados pela empresa mãe, porque esta só lucra QUANDO houver uma venda por parte do colaborador (ganha um e ganha o outro). Há uma recompensa para quem conseguir juntar novos colaboradores à rede, mas os novos que entram (os que estão no fundo da pirâmide), não têm nada a perder – não estão a comprar nada.

    2) b) As vendas para dentro a rede são garantia, à partida, da desonestidade da empresa. Há uma obrigatoriedade imposta ao colaboradores para comprarem o produto todos os meses, independentemente se o vão vender a seguir ou não (para todo os efeitos, até o podem deitar para o lixo, que não faz quqlquer diferença). As comissões são calculadas sempre em relação às compras efetuadas pelos que estão abaixo na hierarquia. O produto não tem de competir com mais nenhum produto no mercado porque não é vendido nas lojas. O pessoal que fica no fundo da pirâmide, como não tem ninguém abaixo de si, nunca ganha nada – só paga. Sempre podem tentar vender o produto, mas isso torna-se complicado porque a maior parte não tem loja aberta, e os que têm podem não conseguir vender nada.

    Se conseguirem perceber isto, então está tudo dito.

    Milena, peço desculpa mas não concodo consigo quando diz que a única coisa que sapara um esquema do outro é a existência de um produto. O produto pode existir também no esquema desonesto. Normalmente o que acontece é ser utilizado para servir de fachada.

    André, li o seu post, e não consegui chegar a um conclusão sobre o seu negócio… parece-me que é uma mistura dos dois esquemas. Atendendo ao praágrafo:

    “E aí a empresa de mmn paga-me uma pequena percentagem de comissões sempre e só quando essa pessoas que eu trouxe para a companhia compram produtos para vender aos seus clientes.”

    Por um lado, as comissões são calculadas em função das compres (o que indicia trafulhice), mas por outro não parece haver uma obrigatoriedade para fazer compras mensais (ou periódicas).

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  39. Alonzo permalink
    22/11/2007 6:22

    Este site é interessantíssimo, com comentários e análises inteligentes. Os meus parabéns a generalidade dos participantes pela qualidade dos seus testemunhos.

    O último post é muito esclarecedor, e de uma forma mais lúcida que a minha primeira intervenção, Pedro Menard consegue de uma forma rápida, simples e eficaz fazer uma distinção importante entre o MMN legal e o ilegal.

    Mais uma vez reforço a ideia (já que não tenho preconceitos relativamente a qualquer tipo de negócio…desde que seja legal!) que tanto no MMN como nas empresas tradicionais, vence quem tiver mais atitude, motivação, quem estudar (produto, concorrência, mercado…).

    Não estou de acordo com o preconceito de alguns participantes que afirmam simplesmente que o MMN é uma farsa por blá blá blá (que é assim que se referem ao MMN).

    Digo-vos, trabalho na Indústria Farmacêutica há 9 anos, e já vi muita lavagem cerebral, muita chantagem, muita corrupção, e no entanto todos consideramos as Farmacêuticas como empresas modelo e os médicos e farmacêuticos como profissionais exemplares. Puro engano… As tais comissões pagas no MMN e o “canto da sereia” que atrai tanta gente para negócios MMN, está em muitas empresas que diáriamente nos vendem produtos enganosos e que há alguém que ganha comissões com essas vendas. Porque é que nesses casos não é considerado fraude? Independentemente de ser MMN ou não. O MMN é só mais uma forma, violentamente atacada aqui.

    Porque não se critica a Coca-Cola por estar a vender água da marca Dasani, tendo ficado provado que é água da torneira (já foi retirada em Inglaterra)? Quem ganha as comissões nestes casos? Quem é enganado? A Coca-Cola fez uma lavagem cerebral aos seus vendedores para venderem água da torneira numa linda garrafa? As comissões pagas sáo sérias? Mas não é uma empresa MMN, então não se pode atacar…

    A miséria está em saber que o Brasil é o segundo país do Mundo a transplantar orgãos. De onde vêm esses orgãos? Qual o seu preço? A quem são pagas as comissões? Não é MMN? É pior…

    É excelente ver estes assuntos debatidos num site brasileiro, onde existem tantas pessoas boas e inteligentes mas onde proliferam os piores esquemas de corrupção, sequestro, roubo, chantagem, droga, agentes económicos cujo único interesse é fazer dinheiro sem olhar ao desenvolvimento da comunidade, etc

    É óptimo saber que há um grupo de pessoas inteligentes dispostas a expôr estas situações. Mas o MMN não é ilegal. Pode ser tão decepcionante como qualquer outra actividade mas não é ilegal. Tenho pena porque se fosse, o vosso blog seria brilhante, assim estamos a discutir o ovo de Colombo…

    Digam-me quais as vossas profissões que eu digo-vos onde estão a ser enganados…

  40. Tiago permalink
    23/11/2007 1:13

    Aloha!

    Li tudo com muita atenção e estou mt baralhado.
    Foi-me hoje apresentado a AGEL por 1 amigo meu e combinei ir com ele a uma apresentação amanhã, será q vou ser enganado?!

  41. Reis permalink
    23/11/2007 20:01

    Já agora os vossos rendimentos sao tributados ???
    Mais um esquema para enganar o proximo vivemos num mundo triste o desprevenido é logo entalado
    o zé manel que trabalha 10 horas por dia para ganhar 750€ por mês leva com estes gajos a venderem a banha da cobra com a probabilidades de ganhar mt dinheiro, fica logo com um entusiasmo doido so de pensar que poder ganhar 1500€ sem fazer nenhum isto para nao falar em 11000€ como eu ja ouvi alguns, detesto estes semhores nem os posso ver, ja atropelei um
    sejam inteligentes de certo os directores regionais e mais dois ou tres imediatamente abaixo na hierarquia de certo que ganham, mas ganham à custa dos borregos dos zés maneis deste mundo. ACORDEM PRA VIDA

  42. Milena permalink
    24/11/2007 18:54

    Pedro
    Em momento algum eu disse que a diferença está na existência de um produto, muito pelo contrário, é por isso que enquadramos Herbalife, AGEL e similares como esquema pirâmide. O que disse é que a lei brasileira (não sei a de Portugal) define o esquema pirâmide apenas pela ausência de um produto. Obviamente que está lei está utrapassada, já que os golpes de pirâmide hoje em dia todos utilizam um produto ou serviço de fachada.

    Excelente sua complementação!

  43. 25/11/2007 22:11

    Meus caros e caras,

    Vim hoje de uma apresentação do tal Agel ( assunto que amigos meus me andam a chatear pelo menos 3 vezes por semana neste ultimo mês) mais me fazem lembrar os atingos Padres por aqui que nos anos que já lá vão nos chateavam por preferirmos ficar a jogar a ir para a igeija.

    Não quis deixar de ouvir da boca de amigos meus a prática de algo que estudei na Faculdade.

    Durante 2 horas disseram que eu era “sortudo” ( por estar aqui neste momento), “tinha encontrado a possibilidade de deixar de trabalhar”, poder ganhar tanto num mês como ganho num ano ( gostava de saber quem lhes disse quanto ganho eu), teria acesso a produtos “exclusivos”, “patenteados” autorizados em Israel (pais com maior dificuldade em aceitar novos produtos).

    A forma como estavam a falar ( e digo-vos que se trata de amigos meus) … nunca os tinha visto assim, parece o desespero, querem que eu fique rico á força.

    Agora pergunto eu, se foi criado um produto, unico no mercado o melhor , o mais eficiente com a sua “TECNOLOGIA DE SUSPENSÃO EM GEL”, que aparentemente poderia acabar com todos os seus concorrentes, porque será que os donos desta dita empresa não o comercializam directamente no mercado, como todos os que criam novos produtos o fazem?

    Será que estes senhores são a salvação da pobreza do mundo desde que se queira?

    Algum de vós imagina a “coca-cola” por exemplo ( que é um produto de consumo) a dizer nos: ” meus amigos, comprem, e promovam o “vosso” produto aos vossos amigos, só precisam de arranjar 5, que consumam coca-cola todos os dias, voçês daqui a 3 meses já não precisam de trabalhar mais!!!”

    Ou até mesmo o Sr. Bill gates, usem o Windows, convençam os vossos amigos ater tambem, não precisam de vender, cada um só tem de ter o seu, e voçês vão conseguir ser tão ricos como eu!!”

    Por favor, não brinquem com as pessoas, isto é um esquema que vai acabar mal,estragar amizades, vai levar a situações muito complicadas na economia de familias aderentes, e até mesmo destruir algumas familias que irão de facto acreditar.

    Penso que é mais uma seita, á qual vou chamar-lhes de AGELICOS, lol…

    Tudo o que desejo é que ponderem bem, muito bem antes de se meterem nisto.

    Agradeço aos autores deste BLOG, o que li aqui foi instrutivo e ajudou-me a formular melhor as razões e explicações que amanhã vou dar aos meus amigos para lhes explicar, que só desejo que sejam muito ricos e que isto nunca lhes dê problemas.

    Abraços!!!

  44. pedro permalink
    29/11/2007 1:47

    Ola a todos,
    tambem foi recentemente que ouvi falar da Agel. Resolvi hj pesquisar e encontrei este blog, que tem opiniões diferentes e contrárias bastante interessantes e construtivas. Bem, na verdade só me serviu para baralhar mais, pois a minha opinião inicial era bastante positiva, e neste momento já só é positiva eheh. Li algumas opiniões negativas acerca de Agel, que me fizeram pensar, pois estou indeciso se vou aderir ou não. Mas por outro lado, não estou de acordo com comentários que dizem que poderá levar familias à desgraça, etc, pois existe o investimento inicial sim, mas não será assim tão grande. Existe também a obrigação mensal que até se pode considerar para consumo próprio(pelo que entendi, só existem estes 2 tipos de investimento). A parte em que estou menos esclarecido é em relação à legalidade. Todos os ganhos que recebemos têm que ser declarados, ou só a partir de algum valor? Gostaria que alguém mais entendido na matéria esclarecesse as minhas duvidas.
    Cumprimentos

  45. Paulo Costa permalink
    30/11/2007 9:54

    Viva;

    Os meus parabéns aos promotores deste ‘blog’ pelo seu conteúdo e lucidez. Li todos os comentários com todo o interesse e desde já confesso (como se fosse preciso) que estou do lado dos que gostariam de ver as empresas MLM fechadas. A ‘Agel’ parece ser o ‘esquema’ da moda aqui em Portugal, depois de já termos visto passar por nós a Amway, Homcare, Herbalife e alguns esquemas de pirâmide puros e obscuros como o ‘Joker88’.
    Sem querer fazer análises ao que é o MLM e suas consequências – até porque muitos aqui estão mais habilitados a fazê-lo do que eu, demonstrado em muitos dos anteriores posts – não deixa de ser curioso como o MLM tem aspectos em comum com todas as vigarices com que o compararmos e mesmo assim as pessoas abraçam-no: todos prometem dinheiro fácil e todos tiram partido da avidez (e muitas vezes, necessidade) das suas vítimas por dinheiro…
    Alguém, num ‘post’ anterior, disse que o pior cego é o que não quer ver – Eu concordo…

    Cumprimentos

  46. Mário Santos permalink
    02/12/2007 19:16

    Excelente debate, lamento não ter ainda nem opinião formada nem capacidade de acrescentar algo de válido.

    No meio de algumas acusações pessoais desnecessárias e ofensivas, fico triste com a vulgaridade atingida por um membro que se saiu com esta “pérola”:

    “E os portugueses só querem saber de trazer esqueminhas americanos pra ganharem dinheiro fácil.”

    Lamentável…

  47. Paulo Costa permalink
    04/12/2007 13:07

    Caro antimmn;

    Compreendo o seu azedume para com “àqueles que só querem saber de trazer esqueminhas americanos pra ganharem dinheiro fácil”, mas como chegou à conclusão que “essa tem sido a trajetória clássica do MMN… nasce nos EUA, vai pra Europa, e dai os portugueses trazem pra cá”? Não lhe parece descabido que um esquema desses fizesse 40000 kms sobre o Atlântico para aí chegar? Seguramente que os “enterpeneurs” americanos não descuram o mercado a sul e encarregam-se eles mesmos de fazer aí chegar as suas maravilhas.

    Não julgue que por não existir entre nós a barreira linguística, que nós portugueses somos os primeiros a ‘impingir-vos’ tamanho ‘filão’… Até que me seja demonstrado o contrário, encararei as suas afirmações como resultado de um estado de alma…

    Cumprimentos

  48. antimmn permalink
    05/12/2007 21:59

    Paulo Costa
    vc está coberto de razão. Relendo meu comentário eu percebo que escrevi algo totalmente agressivo, tolo e desnecessário. Eu vou apagar aquele comentário, e meu comentário anterior ao seu último comentário. Realmente eu exagerei e acabei escrevendo coisas imbecis. Peço desculpa a vc e a todos os portugueses que leram o comentário e se sentiram ofendidos. Mil desculpas, e prometo que isso não vai se repetir. Muito obrigado por ter me mostrado de forma educada e sensata o quão errado eu estava. Volte sempre ao nosso blog.
    Abraço,

  49. J Rato (lx - Portugal) permalink
    06/12/2007 10:17

    E será que os MMN’s não poderão servir apenas para complemento do rendimento actual?
    Eu acho que sim. Por mim não espero deixar de trabalhar para me dedicar de corpo e alma à Agel. Se ganhar 500€/mês já será óptimo. Até porque é lógico que rendimentos fenomenais serão sempre só para alguns… e até conheço uns quantos.

    Por isso, mente aberta para ambos os lados.

    Já agora, os rendimentos são tributáveis, pelo menos em Portugal há essa hipótese (não conheço o sistema tributário brasileiro…). Mas claro que depende de cada um declará-lo. Pessoalmente declaro tudo o que ganho porque acredito que assim é que deve ser, apesar de essa não ser a mentalidade predominante…

    B&A
    JR

  50. antonio permalink
    09/12/2007 19:42

    Parabéns a todos aqueles que tentam aqui pòr a descoberto o Grande Engano dos Esquemas Perfeitos e já agora parabéns também pelo nome ‘Industria da Decepção’!
    Eu também já fui assediado para esses esquemas, desde a ‘velha Herbalife’ até à novel Agel. Sempre respondi com uma frase do grande Agostinho da Silva: o negócio é a negação do ócio.
    A que ponto a humanidade chegou! Que esquemas inventam! E sempre armados em bonzinhos…. Suplementos alimentares, não me façam rir! Trata-se apenas de suplementos de capital para todos aqueles que defendem que dinheiro é energia e que têm na falta de escrúpulos a sua arma principal. Desejo a todos eles que fiquem ricos depressa mas que tenham em mente um simples pensamento dum chefe indio do passado século: Quando o Homem Branco cortar a última árvore, envenenar o último rio e matar o último animal, descobrirá que não se poderá alimentar com dinheiro.
    Todas as pessoas são personas, os portadores de máscaras. Os vendedores de felicidades instantaneas são portadores do virus da mentira calculada.
    Antonio, um simples caminhante do Tao.

  51. gonçalo permalink
    14/12/2007 9:42

    Bom dia.
    Tomei conhecimento dessa “empresa” há cerca de dois meses.
    Cedo desconfiei da bonomia da sua actividade.
    É certo que o core bussiness desta empresa não são os produtos que “vende” mas antes a forma como os vende.
    Na minha opinião existem dois tipos de venda de produtos: uns que estão nas lojas/prateleiras dos supermercados e ou outros que nos vêm parar a casa…via vendedor de rua que nos bate à porta ou pior do que isso através de amigos/familiares.
    Na loja ou supermercado tu tens escolha; podes comprar a cenoura crua ou enlatada da marca x ou y e pelo preço que lá está marcado. E tens ceneoura para vários preços: há a de 1ª categoria e a de 2ª…
    Tu se quiseres nem compras cenoura, compras batata e ninguém tem nada a ver com isso. É a tua liberdade que está em jogo.

    No ouotro tip+o de venda não há liberdade pura…é sempre condicionada.
    Acho, sinceramente falta de ética uma empresa crescer ou fazer escoar os seus produtos à custa da confiança/amizade das relações entre as pessoas…

    Estou a pensar nos aspiradores da rainbow, kirby, vorwerk etc…

    e outros produtos, como a bimby, que até é um bom produto…eu tenho uma e estou satifeito com ela.
    A questão é que o aparelho custou-me 900 euros… o seu custo de produção há-de ser para aí uns 90 e não há concorrência na oferta (pelo menos, ao nível da distribuição) para que o produto baixe de preço…

    Se queres compras à tua prima ou à amiga da prima e recebes uns bónus se a tentares impingir a 5, 10 ou 20 pessoas…

    Esta é a essência da coisa..

    Este tipo de empresa procura a proximidade das relações entre as pessoas para obter o lucro. Não sei porquê mas mexe comigo.

    Com estas brincadeiras, já tive 4ou 5 demonstrações dos mais diversos aparelhos para me serem impingidos a preços exorbitantes. O último foi um purificador de água.

    Com o Agel, a questão parece-me um pouco pior.
    O envolvimento da pessoal é de tal forma que quase forças os teus amigos a entrar num turbilhão…sem saber para onde vais…e sempre com a luz do sucesso ao fundo do túnel…

    Disseram-me inclusive que eu posso fazer do produto aquilo que eu quiser…até posso deitar para o lixo???!!!???

    Ora, o que está em jogo não é o produto, mas sim a forma como a pessoa entra no esquema… e se obriga a comprar mensalmente x euros daquilo para não sair do jogo?

    Não contem comigo.

    Deixo um aviso à navegação…olho vivo e pé ligeiro.

    Não há almoços grátis !!! Esta á a maxima que dever reger a nossa mente antes de nos metermos em sarilhos.

  52. Gina permalink
    16/12/2007 10:56

    Bem pessoal, só gostaria de saber se existe um posicionamento médico/científico, embassado em pesquisas de algum órgão ou especialista sobre estes produtos da AGEL? Alguem analisou e comprovou se eles são bons mesmos, se a composição que diz que tem, tem mesmo, se não contem nada mais misturado, aldo tipo proibido, cancerígeno? Algum órgão médico ou de saúde validou estes produtos, comprovou sua eficacia a curto, médio ou longo prazo??

    Obrigado

    Gina

  53. 17/12/2007 9:11

    Viva,

    À parte da equipa médica da AGEL (uns tipos que se autodenominam Ageldocs), não há qualquer outro estudo feito/publicado por qualquer entidade autónoma, isenta, e reconhecida internacionalmente.

    A Agel já existe há dois anos, mas o trabalho dedicado ao recrutamento de pessoas para as pirâmides deve ser tanto que ele nem têm tempo para mais nada. É a única desculpa que encontro para não terem submetido o produto a quem compete analisar a sua real valia.

    Por outro lado eu não critico, por enquanto, o valor do mesmo. Não tenho bases para isso. Critico é outra coisa: é a criação de uma necessidade nos consumidores que realmente não existe. Os produtos Agel são, na sua maioria “suplementos alimentares” feitos à base de vitaminas. Há uns tempos atrás pratiquei desporto, não a nivel de competição, mas a nível amador, de desenvolvimento pessoal. Durante as três épocas em que o fiz, consultei por diversas vezes um nutiricionista, para fazer o acompanhamento da minha dieta – em nenhuma altura me foi sugerido que tomasse “suplementos alimentares” – a ideia era construir uma limentação saudável à base da comida “normal” e através do cumprimentos de horarios rigorosos. A questão que fica no ar é: Será que estes “suplementos alimentares” são de facto necessários para alguma coisa? Será que temos de gastar 60€ ou 120€ por mês num produto que não nos faz falta para nada?

    Como o Gonçalo muito bem afirmou: o negócio “core” da AGEL não é a venda de “suplementos alimentares”. É o recrutamento de pessoal para as pirâmides, como forma de criar uma obrigatoriedade de compra para os mesmos. Pelo meio deste negócio fraudulento, eles conseguem criar a ilusão de estarem a promover uma vida mais saudável por consumirmos os produtos deles, quando de facto a única coisa que bastava era termos um melhor controlo sobre a alimentação.

    Cumprimentos,

    Pedro

  54. antimmn permalink
    18/12/2007 0:42

    Bem, Gina, o que estamos discutindo aqui não é a eficácia dos produtos, já que os produtos só servem de embuste pra pirâmide financeira. Você tem que observar que daqui há alguns as pessoas que entrarem na Agel só vão entrar pra perder dinheiro. Pode ser que algum conhecido, ou amigo seu seja uma dessas vitimas. MMN não foi feito pra funcionar para os distribuidores, e sim para os donos e o pessoal do topo da pirâmide. Hoj em dia o pessoal anda montando MMN pra vender qquer coisa, porque para os donos de MMN o lucro é garantido, e sempre sai do lombo das pessoas que entraram na base da organização.

  55. 18/12/2007 3:37

    olá a todos
    e desde já obrigado aos fundadores deste espaço onde pude contactar com opiniões sobre um tema que me interessa (mesmo porque volta e meia me convidam para ir a uma apresentação…)

    queria tb dizer desde já que já fui a duas apresentações de herbalife (uma no ano passado e outra à uns dez anos atrás). deu para notar uma evolução – melhor dizendo, mudança- nos conceitos apresentados e na forma de os apresentar. talvez vá a mais alguma pois sempre capto e aprendo alguma coisa a par de ser presenteado com o show dos mais hilariantes personagens que não se cansam de dizer que ali chegaram de porche ou ferrari e estão na rede à umas dezenas de meses! os tipos são bons oradores! Depoois aparece um tipo todo emocionado a falar da festa dos maiorais da herbalife para a qual tinham cointratado o elton jonh pra lhes cantar umas musicas! e com umas fotos lá ele nos mostrava como tudo era verdade e como “era a força da herbalife”! ali respira-se sucesso, é tudo maravilha, é só abrirmos as portas à ‘oportunidade’ ! esta sensação é misturada com uns certos calafrios do género que eu senti quando fui a uma sessão da igreja universal do reino de deus – na minha percepção à qualquer coisa de assustador ali.

    diria que a igreja universal é o supermercado da fé, e a herbalife a distribuidora que não precisa dos supermercados. ambas as entidades parecem ter muita fé no negócio!

    concordo com alguém que aqui já disse que o pessoal vira tipo seita. Parece que muitas pessoas vivem ali momentos de epifania. sempre fiquei apreensivo com algumas das mudanças comportamentais das pessoas que me levaram a estes meetings. não estranhei, por isso, um post de 1 nov em que sergio diz “fico admirado pela pessoa que ele era e agora sua desenvoltura , ajudou pessoas daqui do meu bairro em muitas coisas ajudou as ganhar dinheiro , perde o medo do mundo , a encarar a vida com coragem e garra olha fiquei atraido mesmo”. parece tb que neste caso descrito foi uma mudança positiva, mas na verdade algum do pessoal torna-se muito aborrecido – já foi aqui muito bem dito “querem fazer de nós ricos à força”

    no entanto esta estória da tuperware, da agel, herbalife etc apresenta uma ideia de distribuição que sempre achei interessante e me fazia lembrar o mesmo principio das férias em time-sharing que deram por aí muita bronca… na verdade a ideia de partilhar uma casa de férias com outras pessoas parece boa ideia pois quando a casa é nossa e é de férias acaba por ficar muito tempo vazia, representa despesa de manutenção etc… então essa ideia de tu comprares e distribuires produtos num esquema deste género, em que cada um é um é um consumidor, um armazenista e um distribuidor parece que pode criar um sitema mais fluido e quem sabe mais justo.

    ou seja, acho que partindo de ideias interessantes estes esquemas acabam por ter a sua maior expressão em grupos que vendem estes produtos de nutrição que acho absolutamente um engano. usam sempre o argumento da comida do ar e da água que estão cada vez pior e oferecem uma solução que vem em pilulas e batidos supostamente fruto das mais altas investigações e processos tecnologicos de fabrico. pois esta parte é que me aborrece pois eu achava lindo que eles ficassem todos ricos mas era por promover a agricultura biológica que nos fornece alimentos com mais vitalidade ao mesmo tempo que promove um uso equilibrado dos recursos da mãe terra. ou seja comigo não pega pois eles funcionam numa lógica consumista, baseiam-se numa imagem de sucesso que não me cativa. no final não é alimentação o seu interesse, é dinheiro, muito dinheiro. quantidade parece ser para eles o mais importante, qualidade é só usada como argumento para poderem cobrar caro os produtos.

    achei muito interessantes os comentários que fizeram sobre a sustentabilidade do processo e sobre a importância de combinarmos uma análise do sistema em geral (como descrito num dos posts de augustohf) com a análise das oportunidades que para certos elementos individuais. Dizendo de outra forma acho importante que se analisem se as vantagens para uns não são feitas em detrimento directo ou indirecto de desvantagens para outros.

    e precisamente por causa disto gostaria de rederecionar os argumentos que vêm sido esgrimidos para uma análise do que estamos a fazer como civilização… será que a forma como estamos a depradar o nosso planeta dará hipotese aos nossos filhos de sobreviver condignamente? será que todos nós não fazemos parte de um grande esquema de pirâmide só que numa escala de evolução temporal diferente da que podemos observar em herbalifes e ageles. nesta piramide civilizaacional estamos a ver que quando a china e a india quiserem ter o mesmo poder de compra (destruição e esbanjamento) que nós, então vamos precisar de mais uns planetas. e tal como se diz que no esquema de piramide daqui a uns tempos o pessoal de baixo não terá nada assim é com o nosso mundo~, em que o pessoal que vem abaixo de nós (tal como na piramide somos nós que os trazemos para a rede ao fazermos filhos e os educarmos na mesma lógica de consumo crescente!) já não vai ter acesso a nada -não vão ter água nem petróleo, e água e energia são a base de tudo….

    Por isso faço minhas as perguntas do augustohf, mas mudando algumas palavras

    ) “E as outras pessoas que virão depois, como é que ficam? Como justificar para os que entrarem, daqui a 5, 10 anos, por exemplo, que NÃO irão ganhar dinheiro, ou ganharão pouquíssimo, em dissonância com o que foi prometido nos eventos e pelas ‘lideranças’ dos governos dos países deste planeta?”

    2) “o nosso modelo de consumo e crescimento económico pode ser capaz (assim como Herbalife, AMWAY, Teleextreme etc) de dar condições, ESTRUTURALMENTE, para TODOS os seres vivos terem sucesso dentro dela?”

    Quando faço esta comparação perco o moral para estar a criticar este pessoal das herbalifes pois no fundo o esquema é o mesmo mas a uma escala diferente e com técnicas corporativas diferentes. e na verdade o bill gates tb não está no topo de uma outra piramide a ganhar muito mais que todos os outros? e será que na sua empresa não vai haver despedimentos? e será que ele pode garantir que daqui a 5 ou dez anos….?

    vejo aqui tb uma polaridade entre argumentos aqui já escritos sobre o ter que estudar muito, trabalhar muito para se ter sucesso pintando um quadro de pessimismo, muito esforço e dificuldades para algum traço de empreendedorismo que alguém tenha (aqui em portugal sente-se que temos todos de ser doutores e engenheiros para termos direito a um minimo de auto-estima e sensação de capacidade para realizar! este sintoma é bem evidente pois quando acabamos um curso superior perdemos o nosso nome próprio- passamos a ser chamados de “õ doutor, ó sr inginnheiro), e argumentos muito focalizados na capacidade (exclusivamente) pessoal e um discurso que oferece um acesso quase garantido ao sucesso. quase de repente, na herbalife, já és um consultor de nutrtição.

    nem tanto ao mar nem tanto à terra!

    mas percebo que quem vive massacrado pela gigantesca piramide que é a nossa sociedade dita desenvolvida, veja aqui uma oportunidade de fazer parte de uma piramide em que tem mais possibilidades de estar numa posição confortável! ainda por cima as regras do jogo são as mesmas, e nos encontros elas são teatralizadas e bem explicadas e por isso muitos veem uma oportunidade que agarram. e de facto desde que não te enterres todo lá, que tens a perder? Como tudo na vida… há quem vá ao casino e meta lá o guito todo e se desgraçe. Nos encontros a que fui, e as pessoas que conheci ligadas a estes esquemas (alguns deles ficaram mesmo chatos, insistentes etc…) a comunicação sempre foi no sentido de isto começar por ser uma renda extra, ou seja, algo para completar uma ocupação existente.

    como alguém disse um dia “bem ou mal o que interessa é estar na boca do povo”
    e pelos vistos isso eles estão a conseguir!
    bem faz o paulo aboim em agradecer toda a publicidade.

  56. Mia Soares permalink
    19/12/2007 20:45

    Parabéns pelo Blog. Para além de estar bem construído considero que o tipo de informação aqui contida é extremamente útil (para além da publicidade para a própria Agel e seus seguidores). Há cerca de 2 meses tive conhecimento deste esquema através de uma pessoa que partilhava o meu local de trabalho.
    Quando expressei a minha opinião (semelhante às que o Gonçalo e o Pedro expressaram) fui acusada de ser preconceituosa, pessimista e baixo astral (talvez não quisessem mesmo dizer estas coisas, pois são puros disparates). Ri da situação até me cansar do assunto (devido à insistência) e ignorar simplesmente.
    Desagrada-me profundamente a forma ardilosa como utilizam as palavras para convencer as pessoas (inclusive, de que podem “sair” quando quiserem), o facto de pretenderem passar a imagem de seriedade do esquema, de facto praticamente denegrirem a opinião das pessoas que não aceitam o jogo (e apresentam uma crítica bem construída e imutável, como foi o meu caso).

  57. 21/12/2007 11:16

    Viva,

    Esta mensagem do Rui Pedro vem mesmo a calhar com as informações que gostaria de partilhar convosco.

    Em primeiro lugar, a conversa dos cultos religiosos e das semelhanças entre este e os negócio de MMn e equemas em pirâmide: parece uma espécie de evidência para toda a gente (a mim, em particular, atingiu-me a reunião a que fui assistir da Agel).

    Eis um link para um livro de uma pessoa que trabalhou durante anos para a Amway, subiu bastantes degraus na hierarquia da empresa, e que acabou por ter de fazer uma escolha, literalmente, entre a alma e o dinheiro:

    http://www.amazon.com/Amway-Cult-Enterprise-Stephen-Butterfield/dp/0896082539/ref=ed_oe_p

    Leiam os comentários feitos pelos leitores para compreenderem o que estou a dizer.

    ———————

    Eis um outro link, desta vez para um estudo feito por um criminalogista que compara a Amway à mafia e que apresenta um quantidade enorme de argumentos que de facto fazem sentido (é um texto longo, para quem tiver paciência de o ler):

    http://www.cs.cmu.edu/~dst/Amway/blakey_report.pdf

    ————————

    A respeito desta mensagem que tem por título “AGEL: outra nova Herbalife no mercado brasileiro?”, gostaria de acrescentar um subtítulo: “AGEL: outra nova AMWAY/QUIXTAR/ALTICOR no mercado mundial?”

    Neste último mês tenho feito um enorme esforço de pesquisa sobre tudo o que é assunto relacionado com esquemas em pirâmide. Em Portugal, como não fomos ainda atingidos à séria por nenhum grande escândalo (o último foi o da Afinsa/Fórum filatélico, que passou relativamente despercebido quanto ao representar uma pirâmide), os dados disponíveis são escassos e muito pouco informativos.

    Portanto, a minha fonte de informações principal, neste momento, é a “Internet estranjeira”.

    Na “Internet estranjeira”, decobri que a Amway é a empresa que mais vezes foi posta em tribunal desde sempre (tem um processo no Reino Unido, conduzido pelo governo Inglês, que ameaça fazê-la fechar as portas nesse país, tem um processo na Índia onde vai pelo mesmo caminho, e tem ainda um processo na Califórnia que vai dar muito que falar nos próximos tempos), mas não obstante continua a operar como se nada fosse, pertencendo inclusivamente à DSA, uma organização inernacional sobre “vendas directas” que comprova a honestidade e legalidade de quem lá tiver inscrito. Alegadamente. Supostamente. Há quem já esteja a acusar essa associação de operar um esquema milionário de subornos políticos relacionados com a Amway.

    A AMWAY/QUIXTAR/ALTICOR e a Agel têm muitas semelhanças em comum, mais do que a as que a Herbalife tem com a Agel, e muito concretamente quanto ao modelo de negócio e ao resultado final desse negócio.

    Embora a Amway comercialize uma gama muito maior de produtos (entre os quais, pasme-se, um gel desportivo de alto rendimento), o método de angariação de novos “distribuidores” é semelhante ao da Agel: prometem-se mundos e fundos, diz-se que “aquilo vende que nem pipocas no cinema” e impingem-se os produtos ao novo membro, que tem de os comprar a preços altos. A partir daí ele “só tem de os vender”. Este produtos podem ser encontrados no mercado normal a preços muitas vezes mais baixos que os praticados pelos “distribuidores” Amway. A Amway tem um esquema de compensações/comissões também semelhante ao da Agel,embora seja bastante pior, na prática. Milhares de pessoas, um pouco por todo o mundo, já perderam grandes quantidades de dinheiro com este negócio e a Internet é um local previligiado para encontrar blogs e locais de “descasca”.

    Por ex: http://www.cs.cmu.edu/~dst/Amway/

    A Agel é uma varição mais inteligente do esquema da Amway: “oferece”,por um lado, um plano de compensações realmente muito bem pensado – quem olhar para aquilo, e à primeira vista, tem a sensação imediata de poder vir a ganhar rios de dinheiro; e por outro, as eventuais perdas que os “distribuidores” alguma vez venham a ter, são potencialmente muito mais baixas – não vão deixar ninguém sem casa nem carro.
    Isto é, à partida, razão suficiente para ninguém alguma vez vir a colocar e empresa em tribunal por eventuais danos causados por “lavagem cerebral” e “prejuízos no negócio”.

    De resto, os alicerces são os mesmos: um esquema em pirâmide – que anuncia no seu regulamento a venda directa e que na prática verifica o consumo próprio – em que os únicos que ficam sempre a ganhar são os de topo. 50% dos inscritos nunca terão acesso a receber comissões (a única forma de ganharem dinheiro passa por vender um produto caro e de difícil penetração no mercado) e outros 40% virão a ganhar umas migalhas, nunca acima dos custos suportados.

    Termino com um link com alguns números/precentagens indicados no processo que a Amway tem a decorrer no Reino unido:

    http://www.webraw.com/quixtar/archives/2007/12/numbers_from_amway_uk_case.php

    Se isto não é uma pirâmide, não sei o que será.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  58. 21/12/2007 16:32

    Queria deixar uma última contribução antes de me desligar do assunto para o período de Natal, uma notícia que saiu na edição do “The Times” online, há cerca de vinte dias, e que apresenta de forma sucinta o caso da Amway VS the UK Government:

    http://business.timesonline.co.uk/tol/business/industry_sectors/media/article2951266.ece

    Saliento estas partes:

    “The Government investigation claims to have revealed that just 10 per cent of Amway’s agents in Britain make any profit, with less than one in ten selling a single item of the group’s products. It claims that Amway’s main activity is encouraging other people to join its salesforce so that they pay the registration fee and buy marketing materials.

    Mr Cunningham said that Amway attracted new agents, known as Independent Business Owners (IBOs), by offering “substantial financial rewards or easy money”. He said that promise of wealth was “illusionary” and amounted to “dream selling”. ”

    —————-

    “Agents were encouraged to buy instructions on how to grow their businesses by attracting new agents. The material contained images of success such as luxury cars, boats and foreign holidays”

    —————–

    “The investigation discovered that 71 per cent of agents made no income from Amway in the year 2005-06 and that 90 per cent had made a loss after paying the £18 fee to renew their registration. In fact, just 101 of the agents shared 75 per cent of the bonuses.

    —————–

    “The reality of being an IBO is that a substantial majority make minimal financial returns,” Mr Cunningham said. “Our case is founded on the selling of the dream on one hand and the loss or minimal financial return on the other.”

    Mr Cunningham told the court that Amway operates a “pernicious” scheme, which encourages agents to recruit family, friends and colleagues to the group so that they themselves could move up to “that very narrow group that makes any money”. ”

    ———————

    Com a Agel estamos na presença de um clone um pouco mais bem comportado e discreto a Amway, mas as semelhanças são mais que notórias. São evidentes.

    A Agel está neste momento em Portugal em fase de expansão explosiva, o que significa que ainda vai demorara um tempo até o mercado estabilizar, até começarem a haver desistências em barda e pessoal irritado – ou seja: ainda estamos no início de mais um enorme “conto do vigário” e ainda muita água vai correr debaixo da ponte até a opinião pública ficar alertada para a trafulhice. E o Brasil é um dos próximos mercados, segundo aquilo que já li algures.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  59. antimmn permalink
    22/12/2007 17:54

    É, tem mta gente de olho grande no Brasil, pq sabem que aqui tem um monte de gente querendo enriquecer rápido e sem muito esforço.

  60. 24/12/2007 11:43

    Somente vivenciando dentro dos bastidores para saber a realidade do multinível…

    Qual uma das profissões que mais podem beneficiar um maior número de pessoas ? A política certo? mas o que acontece?
    O sistema político é utilizado por pessoas de diversos tipos e de diversas éticas…
    O que acontece pelo menos aqui no Brasil? Os políticos são considerados corruptos, inescrupulosos etc.
    Serão todos os políticos corruptos?
    Voltando ao assunto do blog em questão…
    Serão os profissionais de Multinivel Anti-éticos e pilantras?
    Façam suas conclusões…

    Sabe? è difícl argumentar com pessoas que não entendem do assunto mas passo aqui minha mensagem para as pessoas que desenvolvem o MMN e que estão em busca de realizar os seus objetivos:

    Faço multinivel numa empresa nacional aqui no Brasil…
    Tenho sucesso de forma ética e profissional. Ganho muito bem para a realidade nacional…
    Ajudo milhares de pessoas que tambem têm sucesso…
    Pessoas de minha equipe ganham dinheiro e continuarão a ganhar dinheiro mesmo daqui há alguns anos, pois o sistema de rede independe de posicionamento…
    Ninguem que participa de nossa organização faz estoque desnecessário ou faz investimentos altos sem que tenha um maior retorno financeiro…
    Não induzimos ou utilizamos métodos de PNL para persuadir candidatos…
    Oferecemos sim uma verdadeira oportunidade para qualquer pessoa ser bem sucedida, o que o capitalismo selvagem mundial, normalmente, não proporciona para os menos privilegiados da sociedade.

    Agora, por favor! Não coloquem todas as farinhas no mesmo saco!

    Muito obrigado pelo espaço e felicidade à todos!

  61. Fernando Neto permalink
    31/12/2007 4:49

    Prezados amigos,

    Vejo que há boa intenção de todos quando apresentam seus argumentos esclarecedores. E é sempre bom expor idéias. Parabéns ao autor do blog.

    Pelo que se vê, essas empresas são uma espécie de “franchising” com pessoas físicas: o objetivo é recrutar pessoas abaixo de você, e, claro, vender os produtos.

    O cerne MESMO da questão é saber mesmo se há ilicitude ou não nessa atividade; porque, de fato, o MMN pode (veja bem, ‘pode’) proporcionar grande fonte de renda; e SE NÃO FOR ILEGAL a discussão se resume apenas na ÉTICA.

    No próprio blog há a informação de que a atividade é LÍCITA. Logo, a discussão é meio inócua. Senão vejamos:

    Tem razão em parte o autor do texto quando diz que há aplicação de diversas técnicas de recrutagem nos eventos, pois, vendo os vídeos indicados, percebe-se sim forte sugestão às pessoas a ingressarem no sistema;…. mas pára por aí. Não obstante o esforço do Sr. Augusto, que expôs com brilhantismo seu ponto de vista, não vejo nenhuma quebra de regras naqueles vídeos. Induzimentos ao consumismo e propostas mercantis todos nós estamos sujeitos diariamente, e todas são falarão em virtudes. Como não há dúvidas que num MMN é possível ganhar muito dinheiro, cabe ao pretendente antes de ingressar (aliás, como em qualquer outro negócio), analisar o risco, o potencial do mercado, e principalmente perguntar a si mesmo se com ele o negócio irá prosperar. Porque não é o vendedor da uma loja que irá lhe dizer se o aparelho de celular com internet, câmera, mp3, ralador de côco, etc., serve às suas necessidades. Cabe a você analisar se vai ouvir música no aparelho ou ralar côco. Senão, vai aplicar mal seu dinheiro.

    O alerta feito pelo autor do texto do blog é sim válido e tem que ser lido com extrema atenção. Só deve tomar cuidado o autor com excessos, como generalizar dizendo que quem trabalha com tal Agel (confesso que nunca tinha ouvido falar) ou Herbalife são “golpistas” porque trabalham no sistema MMN (que é lícito). Aí sim é crime (calúnia, difamação).

    Bom, amigos, a lição que fica é sempre estar alerta e aplicar seu dinheiro com inteligência se decidirem ingressar no ramo comercial, seja num negócio tradicional, ou em MMN. Ambos podem proporcionar independência financeira, desde que trabalhados com inteligência e pés no chão.

    Abraço.

  62. antimmn permalink
    01/01/2008 15:04

    Não lembro de nenhum de nossos colaboradores ter chamado as empresas de MMN de golpe, ou seus distribuidores de golpistas. No mais, a sua critica é muito bem vinda, e realmente sempre estamos tomando cuidado pra não colocar tudo num mesmo saco.

  63. antimmn permalink
    01/01/2008 15:11

    Ao rgasparian
    Sabemos que muitas empresas de MMN fazem um trabalho sério. Se a tua empresa não vende ilusões, não obriga as pessoas investirem milhares de reais pra comprarem uma posição no plano de marketing e vende produtos a preços similares ao dos concorrentes, pode ter certeza que sua empresa jamais será citada em nosso blog. Às vezes erramos e acabamos generalizando as coisas em certos textos, mas saiba que isso é força de expressão e do hábito apenas.

  64. Aline e Renato permalink
    02/01/2008 19:57

    Olá pessoal do site.
    Gostaria de me apresentar sendo uma ex-Herbalife, e atualmente trabalhando forte com a Agel, que vem sim para detonar o brasil em MMN.
    Primeiro queria esclarecer para aqueles que nada conhecem sobre a Herbalife e Agel, ou só ouviram falar, pois : Dá para ganhar SIMMMMM muito dinheiro tanto com uma ou com outra > Todo MMN que seja descentemente apresentado, e antes de tudo estudado por quem vai entrar, sua situação financeira, sua aprensentação ao mercado, seu produto, seu marketing , ( bonus, royalties etc ), enfim, antes de tudo e ´preciso saber, estar dentro da empresa para falar alguma coisa. Eu sempre fui cética, e a 2 anos venho trabalhando com a Herbalife, larguei um emprego dos sonhos nA MERCEDES-BENZ DO BRASIL LTDA, e ganhei e ganho muuuuuuuuuito dinheiro com MMN. Se fosse mentira, nao teria largado um emprego e naõ defenderia uma coisa que só faz enganar as pessoas, se eu vi com meus próprios olhos que o MMN funciona sim, e antes de falarmos mal devemos conhecer.
    Convido a todos para entrarem no meu site : www.***.com e qualquer dúvida podem me escrever, meu email é : ***.com , eu e meu marido renato estamos já com muitas pessoas na Agel e ela nem chegou aqui no brasil ainda, ou seja…… se eu não ganhasse dinheiro com MMN nao ficaria neste mercado , of course!
    E para esclarecer, mudei para a agel , justamente pois nao precisa-se vender, na HBL tem que vender muito e recrutar muito, se é para recrutar muito entao , que seja sem vender, é mais fácil mais lucrativo, mas os produtos continuarão sendo maravilhosos e continuarei vendendo para quem se adapta. para profissionais desta área, sempre se vê o melhor local, posição de mercado , ainda mais quando a empresa está só começando e tem tudo para estourar no MMN, no lado positivo é claro.
    Desejo sucesso a todos, e um Feliz 2008 !
    Eu sou AGel ? e vocÊ? vai continuar sendo contra?
    Abraços, Namastê;
    Aline e Renato SP

    *** nenhum tipo de publicidade é permitida em nosso blog.

  65. 02/01/2008 20:36

    Ah para defender a REgina, eu tbém falo 4 línguas e sou formada , bacharelada etc… e faço MMN pois tenho visão de mercado, e não culpo os céticos como EU era, em achar o contrário.
    Tudo na vida está em processo de mudança, quando o novo chega, muitos ficam com medo e continuam na sua vidinha medíocre, que significa, MEDIANA< MEDIA< , ao passo que outros que tem o real desejo no coração de ter uma vida mais digna e feliz, e ao mesmo tempo poder ajudar outros a abrirem os olhos ao MMN , e mudarem suas vidas tbém.
    Liguem no DPTo da mercedes-benz do brasil e falei meu nome, encontrarão minah ficha de ex-funcionária junto com meu CV, e descobrirão se queremos nós do MMN enganar um monte de gente ou queremos ajudar aqueles de BOA VONTADE.
    Marketing é Marketing, quem não sabe a respeito que vá estudar sobre com o novo livro do Donald trump e Kyosaki, procurem na internet, onde eles inclusive juntos indicam MMN para ter uma vida melhor…2 mega bilionários, será que neles vocês acreditarão????
    Enfim, quem nasce para ser empregado será até morrer. Pagando a conta de água , luz e telefone.
    Desculpem pessoal, mas eu ja´ouvi tanta coisa quando estava na HBL< que hoje naõ tenho muito o que falar. Eu vi que dá sim para ganhar dinheiro e depende só de mim, não depende do outro que vou colocar abaixo da minha rede, agora na AGEL.
    Enfim, abraço a todos, felicidades mil, e espero que meus coments, sejam publicados, afinal, todo mundo está aqui para ser mais feliz não é mesmo ?
    ENTãO SORRIA……..
    besos , baci, kisses ! baiser ! ,Good Luck
    Aline Gaspari.

  66. 02/01/2008 22:54

    Ok!
    Fiz apenas o mínimo que poderia fazer diante do debate que era mostrar que existem empresas e pessoas sérias trabalhando nesse mercado de multinível.
    Se cada um fizesse a sua parte corretamente, não teríamos tantos problemas…

    Ótimo 2008 a todos!

  67. antimmn permalink
    03/01/2008 0:36

    “Primeiro queria esclarecer para aqueles que nada conhecem sobre a Herbalife e Agel, ou só ouviram falar, pois : Dá para ganhar SIMMMMM muito dinheiro tanto com uma ou com outra”

    Se vc for topo da organização toda ai sim é possivel ganhar muito dinheiro. Claro que mesmo depois do mercado estar completamente saturado os lideres vão continuar pregando que é o momento certo de entrar, que quem entrar vai enriquecer e tals. Pelo tanto de gente que eu já conheci que trabalharam na Hbl eu te garanto que a possibilidade de lucrar algo é minima, a chance de ganhar mto dinheiro então…

    Todo MMN que seja descentemente apresentado, e antes de tudo estudado por quem vai entrar, sua situação financeira, sua aprensentação ao mercado, seu produto, seu marketing , ( bonus, royalties etc ), enfim, antes de tudo e ´preciso saber, estar dentro da empresa para falar alguma coisa

    Precisar estar dentro pra entender? Por que? Por que vcs omitem mtas informações na hora de recrutar? Considerando que a maioria dos colaboradores do blog já estiveram dentro de algum MMN, então temos autoridade pra falar sim. Aliás, teu raciocionio só demonstra o qto de transparência falta no processo de recrutamento.

    Eu sempre fui cética, e a 2 anos venho trabalhando com a Herbalife, larguei um emprego dos sonhos nA MERCEDES-BENZ DO BRASIL LTDA, e ganhei e ganho muuuuuuuuuito dinheiro com MMN. Se fosse mentira, nao teria largado um emprego e naõ defenderia uma coisa que só faz enganar as pessoas

    Vc fala no começo que está trabalhando com a Agel, e isso só corrobora nossa tese-mãe: ganham os do topo, e por isso vc já está se antecipando na Agel. Isso me lembra outra empresa super fantástica que iria arrasar no Brasil, a tal de Telextreme. Pense bem antes de sair da hbl.

    , se eu vi com meus próprios olhos que o MMN funciona sim, e antes de falarmos mal devemos conhecer.

    Ah sim, os criticos não entendem nada de MMN. Explique em quais pontos estamos equivocados, já que vc deixa implicito que não somos conhecedores da causa. Prove que nós somos ignorantes em relação ao assunto MMN, ou ao menos pare de usar argumentos pasteurizados.

    E para esclarecer, mudei para a agel , justamente pois nao precisa-se vender, na HBL tem que vender muito e recrutar muito, se é para recrutar muito entao , que seja sem vender, é mais fácil mais lucrativo, mas os produtos continuarão sendo maravilhosos e continuarei vendendo…

    Bem, aqui já vemos todo o jabá publicitário. A Hbl, que no começo do comentário era defendida, aqui já está sendo escrachada, tudo isso pra promover a Agel. Claro que seu comentário é um super jabá pra promover a Agel, e eu só aprovei pra mostrar para as pessoas o quão “fiéis” são certos distribuidores, e disso já dá pra imaginar o quanto estão preocupados em “ajudar” os outros.

    sempre se vê o melhor local, posição de mercado , ainda mais quando a empresa está só começando e tem tudo para estourar no MMN, no lado positivo é claro.

    Isso já sabemos. Ganha quem está no topo da pirâmide, ou rede; mas eu prefiro o primeiro termo. Vc tb sabe disso, e nós tb. Só espero que daqui a 5 anos mais pessoas saibam disso antes de entrarem na Agel.

    Eu sou AGel ? e vocÊ? vai continuar sendo contra?

    com certeza.

  68. antimmn permalink
    03/01/2008 1:03

    faço MMN pois tenho visão de mercado, e não culpo os céticos como EU era, em achar o contrário.
    Tudo na vida está em processo de mudança, quando o novo chega, muitos ficam com medo e continuam na sua vidinha medíocre

    Tem tanta visão que já está mudando da Hbl pra Agel. E vem cá, novo? Vc sabe a qto tempo existe o MMN? Isso não é novidade nenhuma.

    ao passo que outros que tem o real desejo no coração de ter uma vida mais digna e feliz, e ao mesmo tempo poder ajudar outros a abrirem os olhos ao MMN , e mudarem suas vidas tbém.

    Esse é o nosso caso, pois nós tb abrimos os olhos das pessoas em relação a certas empresas de MMN.

    Liguem no DPTo da mercedes-benz do brasil e falei meu nome, encontrarão minah ficha de ex-funcionária junto com meu CV

    Tá, e ligue na GM e pergunte por Jack Welch. Sou eu.
    Pára com isso. Não estou duvidando de vc, mas na Internet qquer um pode ser qquer coisa. Esse tipo de raciocionio não leva a lugar algum. Nem sei seu nome.

    Marketing é Marketing, quem não sabe a respeito que vá estudar sobre com o novo livro do Donald trump e Kyosaki, procurem na internet, onde eles inclusive juntos indicam MMN para ter uma vida melhor…2 mega bilionários, será que neles vocês acreditarão????

    Eu li o livro do Trump & Kyiosaki, por causa do Trump, e pra começar o Kyosaki não é bilionário. Segundo, a parte sobre MMN o Trump deixa explicito que a pessoa deve entrar para o MMN apenas se tiver um ótimo circulo social e habilidade com vendas e com pessoas, algo totalmente diferente do que pregram os distribuidores, de que o MMN é pra qquer um e tals. O Kyosaki tb elogia apenas a parte motivacional e recomenda MMN para q as pessoas adquiram habilidades com vendas. Em momento algum do livro qquer um deles fala que o MMN é o futuro, ou uma oportunidade pra ficar milionário. O Trump pelo menos não fala.

    Enfim, quem nasce para ser empregado será até morrer. Pagando a conta de água , luz e telefone.

    Se após engressar na Agel eu não precisar mais pagar essas contas, por favor eu entro agora mesmo. Quer dizer que só os empregados pagam contas. Os patrões não precisam pagar. Eita visão limitada.

    Desculpem pessoal, mas eu ja´ouvi tanta coisa quando estava na HBL< que hoje naõ tenho muito o que falar. Eu vi que dá sim para ganhar dinheiro …

    Vc viu ou vc ganhou? Ver os figurões de Ferrari é uma coisa, agora mostrar que o negócio pode promover ganhos a todos é outra complemente diferente.

    … e depende só de mim não depende do outro que vou colocar abaixo da minha rede, agora na AGEL.

    Se for assim, então tá demonstrado por A+B que Agel é praticamente uma pirâmide financeira, já que depende de novos associados entrando para se ganhar algum dinheiro.

    Enfim, abraço a todos, felicidades mil, e espero que meus coments, sejam publicados, afinal, todo mundo está aqui para ser mais feliz não é mesmo ?

    publicado.

  69. 03/01/2008 8:43

    O que eu gosto mais nestas tentativas de charlatanismo é de ver as pessoas compromentem toda a lógica daquilo que dizem através de contradições evidentes nos próprios argumentos que usam.

    Só para ficarem como uma pequena ideia: MMN/MLM feito através de recrutamento, sem vendas para fora da rede = ESQUEMA PIRAMIDAL.
    Porquê? Porque quando não houver mais pessoal para recrutar, os três ou quatro últimos níveis da pirâmide ficam sem NENHUMA HIPÓTESE de ganharem dinheiro. Já agora, a quantidade de membros nesses três ou quatro últimos níveis ascende a cerca de 90% do total de inscritos no negócio. E não estou a contar com todos aqueles que foram desistindo pelo caminho, e que de certa forma também são os que ficaram no fundo da pirâmide, pois não conseguiram “vender” o negócio a terceiros.

    Uma pergunta muito concreta para a Sra. Aline, que “fala 4 línguas, é formada e bacharel, e faz MMN porque tem visão de mercado”: a Sra. diz que na Agel não tem de vender nada a ninguém para ganhar dinheiro, certo?, então explique-me, por favor, porque é que a própria Agel especifica no contrato que a forma principal de ganhar dinheiro é precisamente através das vendas a terceiros? (ver no contrato, ponto 8.4 – A new Team Member’s primary source of business income is derived from SELLING THE PRODUCTS at the suggested retail price. The retail profit is the difference between the Retail Price and the Team Member price of the product, less shipping costs.”)

    A isto chama-se GATO ESCONDIDO COM O RABO DE FORA. Por outras palavras, isto é a Agel a tentar passar-se por empresa legítima aos olhos da opinião públida e da lei. Isto é a Agel a tentar dizer que é uma empresa fundamentada nas “VENDAS DIRECTAS” (grande mentira, na prática). Isto é a Agel a mentir com todos os dentes que tem na boca. Isto, meus senhores, é a Agel em toda a sua glória.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  70. 03/01/2008 12:24

    Ola´Pedro e Rim tim tim, !
    Bom eu não vou ficar aqui discutindo, não gosto de fazer inimigos, acho que não precisamos disso na vida.
    Primeiro, esclareço que a HBL é uma ótima empresa como a agel tbém.
    A diferença Sr. Pedro já foi explicada acima por outras pessoas, que na HB vc teria que pontuar todo mes 2.500 pontos de vendas que dá em média 5.000,00 reais que vc tem que gastar por Mes, claro que vc terá lucro pois tem 50% e anhará então seus 10.000,00 com vendas /mês? correto?
    Ok, eu sempre consegui esta meta, porém eu digo que não é qualidade de vida que as empresas de MMn presam, ter que vender tudo isso por mes certo ? OK … vamos raciocinar juntos ao invés de irmos contra uns aos outros….
    Bom, na Agel queridos, não é preciso vender 10.000,00 de produtos para vc ganhar os ROYALTIES, que na herbalife se vc tem equipe abaixo tem que pontuar os tais 2.500 pra ganhar os royalties da equipe que produz / vendas abaixo de vc, capite ?
    Sim, na Agel é preciso vc consumir somente 200 dólares ao mês que são 2 cx.de produtos pequenas, para ganhar os royalties das pessoas que vc convida abaixo, convida, vende a idéia, que todo mundo quer ganhar um dinheiro se não tiver que ter estoque, fazer muitas vendas..
    Não vamos ter que ter estoque, pois a empresa é e-commerce, tanto é se vc quiser consumir o produto vai se cadastrar no site e a empresa se entrega e EU QUE TE INDIQUEI O SITE ganho comissão , understand now ? Eu nao te entrego produto, não sou vendedora… de produtos, esta é a diferença da Herbalife e Agel….a pontuação, e a forma de entrega de produtos, e seu MKT que é mais atrativo, eu nao pulo de galho em galho meus caros, eu só analiso que é prefirível e mais fácil para mim e todos, uma empresa nova, do que uma que está saturada, as pessoas falam muito mal da HBL eu gosto pra caramba dos produtos , mas é queimada a empresa, pois já tem 30 anos, e muita gente fez errado, querendo iludir as pessoas etc, quanto ao MKT.
    Eu nunca iludi ninguém da minha equipe tanto é que todos entenderam o processo novo agora da AGEL, e então todos migraram comigo pois entenderam o que eu quis exemplificar acima meus caros.
    Eu peço desculpas por ter divulgado meu site e email, pois queria que tivessem meu contato caso queiram tirar dúvidas enfim, me desculpo aqui por ter divulgado.

    ‘”e depende só de mim, não depende do outro que vou colocar abaixo da minha rede, agora na AGEL.”” ( eu falei isso correto ? )

    Se for assim, então tá demonstrado por A+B que Agel é praticamente uma pirâmide financeira, já que depende de novos associados entrando para se ganhar algum dinheiro. ( falas de attimmm )

    vc entendeu a minha frase? pois respondeu totalmente errado…leia de novo…
    resumindo: eu falei que depende só de mim meus caros, SÒ DE MIM< SÒ DE MIM… e não das pessoas que eu vou colocar abaixo, eu vou trabalhar forte, na divulgação e na Agel entra quem quer, nao tem pressão nao tem nada.. o MKT é auto-explicativo, total e-commerce, quem assiste ao dvd que mostra a empresa, o mkt e produto, resolve se quer ou não, se achou atrativo ou não , pois foi bem estruturado. Não tem trapaças nem mentiras, ninguém de fERRARI DO PEDRO CARDOSO HB, por exemplo… o ( Pedro ganha tudo isso sim, pois ele foi o 1. que trouxe a HBL aqui para o Brasil,…a 12 anos atras) façam as contas, e vejam… enfim, não falei mal em momento algum da HB, e nao estou puxando só a sardinha para AGEL, a minha vida eu decido o que eu achar melhor gente.
    Se vcs querem continuar não acreditando, queria saber a real verdade então :
    Por que vcs tem tanta raiva em vossos corações? Já perderam dinheiro mesmo com estes MKTS?
    Nem Jesus conseguiu agradar a todos, quanto mais um MMN , ha ha ha !!!!!
    Gente, vamos ser feliz vai… nada de encrencas, eu me arrependi de ter falado tanta coisa aqui pois não é minha intenção, naõ quero ferir a opnião de ninguém, so queria que vcs tentassem entender o lado bom, do MMN, tudo tem seu lado bom e seu lado ruim…como tinha o ruim e bom da MERCEDES… tem na GM do sr. Jhon nao sei do que… enfim… pessoal, a AGEL não é pirâmide…nem a HBL , piramide era a AWAY… enfim, são tantas coisas que são boas e ruins em casa empresa, pois naõ existe lugar perfeito… isso eu era contra na HB pois eles pregaram ser a melhor do mundo e os melhores produtos, eu sempre estive no MKT mas nunca preguei isso pessoal…Existem pessoas e pessoas, carater e carater e marketing e marketing…por isso, acho que vcs me acusam sem provas, eu nao perderia meu tempo falando que dá simpara ganhar sendo que eu ja ganhei e ganho, mas não vou morrer por naõ provar isso para vcs, !
    Eu não seria ridicula de ficar aqui horas escrevendo tentando defender algo que eu sei que pode ser bom para vocês. OU NAO tudo depende da visão de cada um, da criação, das crenças, das limitações, pois vcs nao são errados por nao aceitarem, gente, pera ai…estamos em 2008…tanto um lado como outro precisa ser maleável…por isso to escrevendo novamente…
    Bom, resumindo, convido quem for de SP , e quiser fazer uma reunião com meu pai, amigos etc, onde mostramos o dvd da agel e vcs poderão tirar dúvidas, ( não é para entrar em nada gente ) é para vcs conhecerem bem o oque é , do que se trata e enquanto não entenderem a forma do MKT , como dá para ganhar enfim, sem prejudicar ANYBODY !!!!!!!!! ai vcs quem sabe, mudem de opniao ou não, o meu convite é apenas para ESCLARECER, E MOSTRAR UM LADO PARA VCS, A OPNIÃO SERÁ SEMPRE VOSSA, E NÃO QUEREMOS MUDAR, SÓ QUEREMOS MOSTRAR AS CLARAS.
    Se o dono do blog e seus acompanhantes, quiserem… me mandem e-mail ou deixem o email aqui para eu mandar o endereço e data. Só quero esclarecer… PRESTEM BEM ATENÇÃO: NÃO QUERO CONVENCER NINGUEM, QUERO ESCLARECER, MOSTRAR O QUE TEMOS DE MATERIAL E A OPNIÃO DE VCS FICARÃO PARA VCS MESMO, NINGUÉM VAI QUESTIONAR.
    UM ABRAÇO PARA VOCÊS, E ESPERO QUE NÃO SEJA CRIADA MAIS UMA MENSAGEM REBAIXANDO OU DISCRIMINANDO O COMENTÁRIO, VAMOS TENTAR ENTENDER ? DA MESMA FORMA QUE ESTOU TENTANDO ENTENDER O LADO DE VCS …POR ISSO CONVIDO PARA UMA REUNIÃO QUE TEMOS TOD QUINTA -FEIRA EM SANTO ANDRÉ- sp… OK ?
    UM FORTE ABRAÇO, NAMASTÊ;
    ALINE GASPARI.

  71. gap permalink
    03/01/2008 13:05

    Ok, talvez a frase tenha ficado fora de contexto, portando vou reproduzir o trecho inteiro:
    Desculpem pessoal, mas eu ja´ouvi tanta coisa quando estava na HBL< que hoje naõ tenho muito o que falar. Eu vi que dá sim para ganhar dinheiro e depende só de mim, não depende do outro que vou colocar abaixo da minha rede, agora na AGEL.

    Me desculpa, mas sua frase deixa claro o seguinte: na HBL vc depende do próprio esforço, obviamente por tratar-se de vendas, já na Agel vc depende da sua rede, por tratar-se de consumo. Talvez não tenha sido sua intenção dizer isso, mas é o que dá pra extrair dessa parte de seu texto.

    E outra coisa: os produtos da Agel já receberam aval das autoridades competentes pra serem comercializados por aqui?

  72. 03/01/2008 13:27

    Peço desculpa, minha cara Aline, as a Sra. só está “dizendo baboseiras” a propósito da Agel. Estou com uma forte impressão de que não sabe minimamente de que é que está a falar (para além de que não responde à minha pergunta sobre o ponto 8.4 do contrato). Idem aspas para o MMN/MLM e Esquemas em Pirâmide. Acho que a Sra. ainda precisa de ir tirar mais uns cursos para figurarem no seu curriculum, de ler mais uns livros de Marketing a enaltecerem o MMN – pode ser que estas actividades aumentem a sua capacidade para pensar.

    Prometo que vou perder algum do meu tempo a dissecar a sua última (e longa) entrada, mas não o posso fazer neste momento. Aguarde, por favor.

    Cumprimentos,

    Pedro

  73. Fernando Neto permalink
    03/01/2008 17:28

    Prezados colegas,

    Vamos evitar sarcasmos e ataques pessoais. A discussão aqui é apenas acerca de uma atividade comercial, como várias outras, e não precisamos baixar o nível.

    A ótima questão colocada pelo autor do blog é saber se a Agel é ou não outra Herbalife.

    O blog levanta a questão sobre a tal Agel porque suspeita que a HBL é um “GOLPE muito bem arquitetado e aplicado”. É o que está escrito em “Nosso Objetivo” (***) no cabeçalho do blog (é só clicar lá em cima).

    Logo, a única questão levantada pelo blog é a seguinte: “AGEL = HBL = GOLPE?”

    Pois bem. Como dito, o MMN não é prática definida como crime, pelo que consta no próprio blog. Registre-se que todo ‘golpe’ pressupõe uma prática criminosa contra alguém. Se a prática, ao que parece, não é enquadrada como atividade ilícita, NÃO PROCEDE a desconfiança colocada pelo blog de que tais empresas que trabalham com MMN são “golpistas”.

    Assim, para não fugir do foco da discussão (como pediu o autor do blog nos seus comentários), a questão levantada (se agel e hbl são golpistas) a única resposta tecnicamente cabível é NÃO.
    .
    .
    .
    (***) Após meu primeiro comentário acima, foi questionado pelo ‘antimmn’, onde, no blog, as empresas foram chamadas de golpistas (antimmm: “Não lembro de nenhum de nossos colaboradores ter chamado as empresas de MMN de golpe, ou seus distribuidores de golpistas”). Só para lembrar, então, está lá em “Nosso Objetivo”.

    Abraço a todos.

  74. 04/01/2008 10:18

    Como diria o Jack, o estripador, vamos por partes…

    “Bom eu não vou ficar aqui discutindo, não gosto de fazer inimigos, acho que não precisamos disso na vida.”

    >>> Para quem não queria discutir, a Sra. não se esforçou nada, a julgar pelo tamanho da sua resposta. Eu também não gosto de fazer inimigos, mas não estou aqui propriamente para fazer novos amigos.

    ——-

    “Primeiro, esclareço que a HBL é uma ótima empresa como a agel tbém.”

    >>> É um juizo de valor, uma informação pessoal completamente subjectiva.
    O meu juizo de valor, acerca dessas duas empresas, é contrário ao seu: são péssimas empresas do ponto de vista ético e do ponto de vista da estrutura de negócios. Para além disso, os seus modelos de vendas acabam por prejudicar muito mais pessoas do que aquelas que beneficiam, como já foi demonstrado por inúmeras vezes; isto leva à dedução implícita de que a publicidade que fazem a uma suposta vida de luxo é na prática uma grande mentira.

    ———-

    A diferença Sr. Pedro já foi explicada acima por outras pessoas, que na HB vc teria que pontuar todo mes 2.500 pontos de vendas que dá em média 5.000,00 reais que vc tem que gastar por Mes, claro que vc terá lucro pois tem 50% e anhará então seus 10.000,00 com vendas /mês? correto?

    >>>> So far, so good.

    ———

    Ok, eu sempre consegui esta meta, porém eu digo que não é qualidade de vida que as empresas de MMn presam, ter que vender tudo isso por mes certo ?

    >>>> Certíssimo, aqui concordo totalemente consigo. Acrescento ainda a informação de que muito pouca gente consegue enriquecer à custa de um sistema de vendas directas. MUITO POUCA GENTE.

    ————

    “OK … vamos raciocinar juntos ao invés de irmos contra uns aos outros….”

    >>> Raciocinar juntos não significa que tenhamos de concordar em todos os pontos ou sequer seguir a mesma lógica de ideias, certo? Acho até que os meus raciocínios, quando juntos aos seus, vão gerar antagonismos.

    ————

    “Bom, na Agel queridos, não é preciso vender 10.000,00 de produtos para vc ganhar os ROYALTIES, que na herbalife se vc tem equipe abaixo tem que pontuar os tais 2.500 pra ganhar os royalties da equipe que produz / vendas abaixo de vc, capite ?”

    >>>> Capito.

    ___________

    “Sim, na Agel é preciso vc consumir somente 200 dólares ao mês que são 2 cx.de produtos pequenas, para ganhar os royalties das pessoas que vc convida abaixo, convida, vende a idéia, que todo mundo quer ganhar um dinheiro se não tiver que ter estoque, fazer muitas vendas..”

    >>>> Correcto. Na Agel, para de poder ganhar dinheiro a partir daquilo que você chama de “royalties”, é necessário fazer uma encomenda mínima mensal que ronda os 200 USD. Para além disso, obviamente, é necessário ter uma catrefada de membros abaixo de si, no downline; mais concretamente – 4 níveis hierárquicos na sua perna mais curta. Adicionalmente, todas estas pessoas têm de estar a fazer encomendas mensais para a Sra. Poder ganhar alguma cosa.

    ————–

    “Não vamos ter que ter estoque, pois a empresa é e-commerce,”

    >>> Que estranho raciocínio este. O ter ou não ter stock não depende de o negócio ser E-commerce ou Normal-Commerce. O ter stock depende mesmo da quantidade de produtos que a Sra. encomenda. Já agora, na Agelm a encomenda mínima de inscrição é de 4 caixas de produtos (120 pacotes de gel), e a encomenda para o plano Executivo é de 16 caixas de produto (480 pacotes de gel). Se isto não é ficar com Stock, então não seo o que é.

    ———-

    ” tanto é se vc quiser consumir o produto vai se cadastrar no site e a empresa se entrega e EU QUE TE INDIQUEI O SITE ganho comissão , understand now ? ”

    >>> Certo. Quem for patrocinador de novos membors GANHA UMA COMISSÃO ===> INDICIA POSSIBILIDADE DE ESTE SER UM ESQUEMA EM PIRÂMIDE

    ———

    “Eu nao te entrego produto, não sou vendedora… de produtos, ”

    >>> Continuo ser ter a sua resposta face ao ponto 8.4 do contrato da AGEL, de que, muito sucintamente, que a forma PRINCIPAL DE GANHAR DINHEIRO NA AGEL É VENDER O PRODUTO A TERCEIROS.
    Ou seja, ou a Agel anda a tentar vender gato por lebre, ou a senhora está muito enganada quanto ao que está a dizer. Qual destas verdades é de facto a verdade?

    ———-

    “esta é a diferença da Herbalife e Agel….a pontuação, e a forma de entrega de produtos, e seu MKT que é mais atrativo, eu nao pulo de galho em galho meus caros, eu só analiso que é prefirível e mais fácil para mim e todos, uma empresa nova, do que uma que está saturada,”

    >>> Na prática, já muitas mais diferenças entre a Agel e a Herbalife, mas duvido que a Sra. as conheça de facto.

    ———–

    ” as pessoas falam muito mal da HBL eu gosto pra caramba dos produtos , mas é queimada a empresa, pois já tem 30 anos, e muita gente fez errado, querendo iludir as pessoas etc, quanto ao MKT.”

    >>> Concordo com o que diz aqui. Quanto aos produtos, não tenho uma opinião formada.

    ———

    Eu nunca iludi ninguém da minha equipe tanto é que todos entenderam o processo novo agora da AGEL, e então todos migraram comigo pois entenderam o que eu quis exemplificar acima meus caros.”

    >>> TODOS MIGRARAM CONSIGO???? Interessante… Duas empresa MLM fraudulentas as disputarem o mercado dos membros.
    Um coisa é certa: por este andar a Herbalife vai à falência (segundo esta perspectiva, a Agel não é tão má quanto isso :D )

    ———–

    ‘”e depende só de mim, não depende do outro que vou colocar abaixo da minha rede, agora na AGEL.”” ( eu falei isso correto ? )”

    >>>>> Mentira. Se não houver ninguém por baixo de si, a Sr. não tem a mínima hipótese de ganhar dinheiro (bem… sempre pode tentar vender o produto, que tem um preço exorbitante e não faz falta ao consumidor final; SEMPRE PODE TEMTAR VENDER O PRODUTO CONTRARIAMENTE AQUILO QUE A SRA. DIZ LÁ MAIS ACIMA, que na AGEL NÃO SE VENDE O PRODUTO…).

    ——–

    “vc entendeu a minha frase? pois respondeu totalmente errado…leia de novo…
    resumindo: eu falei que depende só de mim meus caros, SÒ DE MIM>>>Repetição da mesma mentira. Se não houver downline a Sra. não ganha dinheiro de comissões/recrutamento. Logo, não depende só de si. Logo, mais um forte indício de uma organização em PIRAMIDE.

    —————

    eu vou trabalhar forte, na divulgação e na Agel entra quem quer, nao tem pressão nao tem nada.. o MKT é auto-explicativo, total e-commerce, quem assiste ao dvd que mostra a empresa, o mkt e produto, resolve se quer ou não, se achou atrativo ou não , pois foi bem estruturado. Não tem trapaças nem mentiras, ninguém de fERRARI DO PEDRO CARDOSO HB, por exemplo… o ( Pedro ganha tudo isso sim, pois ele foi o 1. que trouxe a HBL aqui para o Brasil,…a 12 anos atras) façam as contas, e vejam”

    >>>> Trapaças, infelizmente, o marketing enganador, está cheio delas, incluido o mostrar de alguns carros de luxo, de algumas paisagens tropicias, e ainda de famílias cor um ar de felicidade total (FELICIDADE BASEADA NA ILUSÃO DO DINHEIRO FÁCIL). Quanto ao Ferrari do Pedro Cardoso, é mais um dado para juntar àqueles que indiciam que A Herbalife é uma pirâmide: mostre-me quantas das pessoas que estão inscritas na HBL têm um carro de luxo, por favor (se chagar a 5% do total de inscrito, eu como o meu chapéu).

    ———-

    “… enfim, não falei mal em momento algum da HB, e nao estou puxando só a sardinha para AGEL, a minha vida eu decido o que eu achar melhor gente.”

    >>> Nada a dizer. Cada um fala daquilo que lhe interessa.

    ————-

    “Se vcs querem continuar não acreditando, queria saber a real verdade então :
    Por que vcs tem tanta raiva em vossos corações? Já perderam dinheiro mesmo com estes MKTS?”

    >>> Raiva? Qual raiva? Estamos a tentar denunciar uma situação que consideramos fraudulenta, desonesta e ilítica em alguns casos. Pessoalmente, nunca pertenci a nenhuma organização de Vendas Directas/MLM/Pirâmide, e nunca fui directamente lesado por um esquema destes. Felizmente.

    ——-

    “Nem Jesus conseguiu agradar a todos, quanto mais um MMN , ha ha ha !!!!!”

    >>> Boa saida!

    ———–

    “Gente, vamos ser feliz vai… nada de encrencas, eu me arrependi de ter falado tanta coisa aqui pois não é minha intenção, naõ quero ferir a opnião de ninguém, so queria que vcs tentassem entender o lado bom, do MMN, tudo tem seu lado bom e seu lado ruim…como tinha o ruim e bom da MERCEDES… tem na GM do sr. Jhon nao sei do que… enfim… pessoal, a AGEL não é pirâmide…nem a HBL , piramide era a AWAY… ”

    >>>> Hahaha. De boas intenções está o inferno cheio (informação não comprovável). Com que então a pirâmide era a “AWAY” (!!!???). Isto demonstrs ignorância. Estude lá melhor o modelo da Amway e compare-o com o da Agel. Depois diga qualquer coisa.

    ————-

    “por isso, acho que vcs me acusam sem provas, eu nao perderia meu tempo falando que dá simpara ganhar sendo que eu ja ganhei e ganho, mas não vou morrer por naõ provar isso para vcs, !”

    >>>> A única prova que tenho contra si é a da sua ignorância. Se ganhou ou perdeu dinheiro, e se está ou não a perder o seu tempo, isso já não sei.

    ———–

    Eu não seria ridicula de ficar aqui horas escrevendo tentando defender algo que eu sei que pode ser bom para vocês. OU NAO tudo depende da visão de cada um, da criação, das crenças, das limitações, pois vcs nao são errados por nao aceitarem, gente, pera ai…estamos em 2008…tanto um lado como outro precisa ser maleável…por isso to escrevendo novamente…”

    >>> Bla, bla, bla… (aguma coisa de relevante?)

    —————

    “Bom, resumindo, convido quem for de SP , e quiser fazer uma reunião com meu pai, amigos etc, onde mostramos o dvd da agel e vcs poderão tirar dúvidas, ( não é para entrar em nada gente ) é para vcs conhecerem bem o oque é , do que se trata e enquanto não entenderem a forma do MKT , como dá para ganhar enfim, sem prejudicar ANYBODY !!!!!!!!! ai vcs quem sabe, mudem de opniao ou não, o meu convite é apenas para ESCLARECER, E MOSTRAR UM LADO PARA VCS, A OPNIÃO SERÁ SEMPRE VOSSA, E NÃO QUEREMOS MUDAR, SÓ QUEREMOS MOSTRAR AS CLARAS.”

    >>>> Para vermos mais um video EXTREMAMENTE EXCLARECEDOR E TRANSPARENTE de um negócio fraudulento? Não obrigado. De mentiras já estou eu farto.

    ————–

    “Se o dono do blog e seus acompanhantes, quiserem… me mandem e-mail ou deixem o email aqui para eu mandar o endereço e data. Só quero esclarecer… PRESTEM BEM ATENÇÃO: NÃO QUERO CONVENCER NINGUEM, QUERO ESCLARECER, MOSTRAR O QUE TEMOS DE MATERIAL E A OPNIÃO DE VCS FICARÃO PARA VCS MESMO, NINGUÉM VAI QUESTIONAR.”

    >>>> A minha opinião já está dada. Pode questionar se quiser. Eu não me importo nada de rebater os vossos argumentos.

    ———

    “UM FORTE ABRAÇO, NAMASTÊ;
    ALINE GASPARI.”

    Um grande abraço para si também, minha colega de raciocínio.

    Pedro Menard

  75. gap permalink
    04/01/2008 11:24

    em nosso objetivo estah escrito:
    “Suspeitamos que:

    1. O negócio Herbalife é um golpe muito bem arquitetado e aplicado, embora tenha respaldo em lei;”

    Repare que estamos nos referindo ao negócio Hbl e não à empresa. Sim, há uma diferença. A empresa simplesmente fabrica o produto e vende aos seus distribuidores, que na prática são consumidores da empresa. A falcatrua está no negócio Hbl, mais precisamente no sistema de treinamento do negócio, onde o principal ator é o STS, que serve como palco para os lideres da Hbl venderem ilusões de riquezas impossiveis, dada todas as limitações de mercado e de penetração de um produto, ofertaXdemanda, dentre outros fatores. Sem contar todo o apelo para os novos recrutas investirem 10 mil reais na compra da supervisão. Enfim, falar de todos os abusos desse sistema dá pra escrever um livro, e é o que faremos.

    Se a prática, ao que parece, não é enquadrada como atividade ilícita, NÃO PROCEDE a desconfiança colocada pelo blog de que tais empresas que trabalham com MMN são “golpistas”.

    Se deixamos isso implicto, ou explicito, em algum lugar foi equivoco de nossa parte. Não podemos condenar toda e qualquer empresa de MMN, sendo que o que diferencia uma empresa “golpista” de uma empresa séria é o plano de marketing, e não temos como estudar o plano de mktg de todas as empresas de MMN do mundo, portanto não podemos afirmar em hipótese alguma que todas empresa de MMN são “golpistas”, como já disse, nem mesmo a empresa Hbl podem ser assim considerada, dado que a empresa joga o “trabalho sujo” para seus lideres. A página nosso objetivo se refere a empresas de MMN que trabalham com o mesmo estilo motivacional-sensacionalista da Hbl, e não a todas as empresas de MMN. Existem empresas de MMN que realmente oferecem uma oportunidade séria de negócio, e não podemos condená-las por causa dos erros das demais empresas.

  76. 04/01/2008 13:47

    Caro Fernando Neto,

    O Sr. levanta aqui, e no meu ponto de vista, uma das questões essenciais no meio desta discussão toda: saber se a Agel (ou o seu modelo de negócio) e a Herbalife (e o seu modelo de negócio) são GOLPES / DESONESTIDADES / ESQUEMAS FRAUDULENTOS / ILEGALIDADES.

    Proponho-me de seguida dar a minha versão do caso, como de resto o Sr. tem a sua, e as outras pessoas têm as delas.

    O Sr. diz o seguinte:

    “Logo, a única questão levantada pelo blog é a seguinte: “AGEL = HBL = GOLPE?”

    >>> Não será essa a única questão levantada por este blog, embora essa seja uma espécie de somatório de todas as outras, sim.

    ————–

    “Pois bem. Como dito, o MMN não é prática definida como crime, pelo que consta no próprio blog. Registre-se que todo ‘golpe’ pressupõe uma prática criminosa contra alguém. Se a prática, ao que parece, não é enquadrada como atividade ilícita, NÃO PROCEDE a desconfiança colocada pelo blog de que tais empresas que trabalham com MMN são “golpistas”.

    >>> Corroboro tudo o que diz neste ponto, mas ponho uma reserva específica no que respeita ao seguinte: o MMN, SEGUNDO A DEFINIÇÃO DEFINIDA NA LEI, e DEFINIDA SEGUNDO AS ORGANIZAÇÕES DE VENDA DIRECTA, é perfeitamente lícito, legal e até pode passar como honesto para os membros da rede. Os esquemas de negócio desvirtuados e manipulados por algumas empresas como a AGEL, por exemplo, por forma a serem mostrados como MMN pode conter aspectos ILEGAIS, DESONESTOS e FRAUDULENTOS, muitas vezes revelando práticas piramidais.
    Que esses negócios se processam tal e qual segundo os fluxos de comissões de um MMN lícito, isso não haja dúvidas, mas para alguém ganhar dinheiro num esquema desses, algumas regras identificativas de um Esquema em Pirâmide têm de se cumprir.

    Para ter uma ideia acerca das definições exactas a que me estou a referir, consulte no meu blog o último artigo que lá coloquei (“Multinível VS Pirâmide”).

    Só para ficar com uma ideia, um negócio lícito de MMN é:

    Um sistema de venda directa de produtos de consumo e serviços, por meio de uma rede de distribuidores individuais independentes, sem estabelecimento, isto é, sem loja onde mostrar os produtos, ao mesmo tempo que vendem aos seus clientes particulares: familiares, vizinhos, amigos. Os canais de venda a retalho que usam distribuidores independentes não só para comprar e vender produtos a retalho, mas também para recrutar novos distribuidores para uma rede em constante crescimento. As comissões e prémios recebidos pelos distribuidores incidem, não só nas suas VENDAS pessoais (actividade retalhista), mas também nas VENDAS realizadas por vários níveis de “downlines” na sua rede.

    Por outro lado, todos este negócios (Agel, Herbalife, Amway) podem passar por lícitos/legais, mas isso não quer dizer que não sejam GOLPES bem arquitectados. Basta consultar, para todos os efeitos, os dados que de vez em quando saltam cá para fora, mostrando que a grande maioria dos membros inscritos (90%) não ganha sequer para cobrir os custos. Veja o caso da Amway no Reino Unido. Faça as contas ao negócio da Agel para entender o que se vai passar daqui a uns tempos.

    ————

    “Assim, para não fugir do foco da discussão (como pediu o autor do blog nos seus comentários), a questão levantada (se agel e hbl são golpistas) a única resposta tecnicamente cabível é NÃO.”

    >>> Como não apresentou nenhum argumento credível que leve a esta conclusão, a seu ver “a única tecnicamente cabível”, e baseou-se apenas no pressuposto que de tudo o que é MMN é lícito, vou considerar que o Sr. se esqueceu de o fazer e vou ficar à espera que o faça. Diga-me o que entende por MMN e de que forma a Agel, aos olhos desse modelo, é uma empresa lícita.

    Pelos argumentos que apresentei, considero como provado que nem todos os negócios que se apresentam como MMN o sejam de facto. Considero que algumas das variação apresentadas fogem à definicação de Ética e Honestidade no mundo dos negócios, e que a maior parte dos membros inscritos nessas redes vai acabar por ter prejuizo.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  77. Gina permalink
    04/01/2008 15:20

    Obrigado ao Pedro Menard e ao antimmn por terem respondido às minhas questões. Fui convidada por um amigo, que mora em Portugal, para ingressar na AGEL. Como nada sabia a respeito deste “nome” fui em buca no local que achei mais adequado: Internet. Achei este blog, que por sinal adorei e achei muito esclarecedor.
    Li todos os comentários, analisei todas as opiniões e, dentro dos meus critérios, daquilo em que acredito, vou declinar do convite. A questão não é dinheiro. Preciso dele, é claro, mas não tanto a ponto de fazer algo em que minhas dúvidas não foram esclarecidas. Também não vou entrar para esclarece-las porque não sei se sairia facilmente sem ter aquela pressão em cima e criar uma situação constrangedora. E, não estou a fim de ter na cabeça uma leve idéia de que posso não estar sendo honesto com alguem, ou justo, ou me aproveitando, etc…Não tenho esta vocação, senão seria política neste meu amado país. Brasil.
    Ter carrões, muuuiiitttaaa grana e outras amostras (muitas vezes falsas) de se estar bem de vida, não me seduz. Meus valores são outros e estão satisfeitos.
    Obrigado, continuem com estes blogs. Acho esclarecedor e muito válido para os desavisados como eu.
    E antes que alguem possa pensar, não sou analfabeta, nem ignorante, nem acéfala, nem sem ambição, nem sem visão empresarial ou de marketing, ou… ou… ou…
    Mas não preciso discorrer sobre minhas qualificações pessoais e profissionais para expor minhas idéias. Basta saber que as tenho. Até porque a ignorância não esta nas linguas que não se fala, ou nas viagens que não se fez, ou nos livros que não se leu, ou nas peças de teatro que não se assistiu… Ignorância esta na nossa falta de idéias ou opiniões e na falta da ferramenta para expressá-las.

    Obrigado pelo espaço

    Gina

  78. Fernando permalink
    05/01/2008 19:13

    Gap e Pedro e demais editores,

    Vejo a seguinte situação:

    1) o blog tem como objetivo “suspeitar” (nunca vi alguém ter como objetivo ‘suspeitar’, mas tudo bem) que empresas como a Hlf são golpistas.
    2) aqui, o foco é saber se a Agel é outra Herbalife: AGEL = HLF = GOLPE?

    O problema é que o próprio blog é um paradoxo. Diz tratar-se de ‘golpe’ mas não é um crime, o que não tem sentido algum. Mas isso corrobora com a resposta dada no meu último comentário: se concordam que não há golpe, não há crime, a única resposta técnica à questão (AGEL = HLF = GOLPE?), é ‘NÃO’.

    Ao explicar o item 1 do ‘objetivo do blog’ o Sr. “gap”, ingenuamente diz que a suspeita do blog recai sobre o ‘negócio’ da HBL e não à ‘empresa’ HBL, como se isso fosse justificar alguma coisa. Amigo, uma empresa é responsável por seus atos, pelas suas ações, pela sua atividade. ELA é a responsável; a distinção feita é irrelevante. É como afirmar que o Fernandinho Beiramar não é um criminoso, mas sim os atos dele… Tem lógica isso?

    Caso ainda não concorde, o item 2 do “objetivo do blog” joga uma pá de cal nessa discussão, contrariando o Sr. “gap”, afirmando objetivamente que a EMPRESA é golpista: “TODAS as empresas de MMN que seguem o estilo marketeiro do negócio Herbalife, TAMBÉM são EMPRESAS GOLPISTAS…”. Ou seja, serão golpistas como a Hbl.

    Não acho o blog ignóbil, pelo contrário, são informações riquíssimas. Certamente há gente fazendo mau uso desse sistema, e o alerta tem que ser feito, sempre, como dito por vocês, sem generalizar.

    Uma crítica que espero seja construtiva é não execrarem os leitores e os participantes de MMN como estão reiteradamente fazendo, tratando-os com ironia e ofensas pessoais simplesmente porque trabalham com MMN. Em postagens mais emocionadas dos editores, no afã de provar a tese, entram num campo perigoso desferindo palavras como “trabalho sujo” e até “charlatanismo” (sem tomar o cuidado até em saber o significado da palavra). Acho desnecessário e uma falta de respeito enorme esse tipo de atitude, que atingem a imagem de pessoas que trabalham sério e de forma correta. Isso sim é crime, chamar as pessoas que participam de tais empresas de trouxas, ou a empresa de golpista.

    Bom, os leitores não precisam explicar nada. A acusação parte do blog. Sendo todos inocentes até que se prove o contrário, se o blog fala em “golpe”, o dever de provar é de quem alega, de quem acusa. Seus responsáveis é que devem provar a existência do golpe que ‘suspeitam’, não os leitores. E todos, eu acho, estão aguardando a resposta.

    Interessante também seria os editores do blog identificarem-se, como nos outros blogs sérios que existem por aí.

    Abraços.

  79. gap permalink
    05/01/2008 21:28

    1) o blog tem como objetivo “suspeitar” (nunca vi alguém ter como objetivo ‘suspeitar’, mas tudo bem) que empresas como a Hlf são golpistas.

    Cara, lá diz NEGÓCIO HERBALIFE. E isso me leva a tua outra parte do texto:

    Ao explicar o item 1 do ‘objetivo do blog’ o Sr. “gap”, ingenuamente diz que a suspeita do blog recai sobre o ‘negócio’ da HBL e não à ‘empresa’ HBL, como se isso fosse justificar alguma coisa.

    Aqui vc demonstra total ignorância em relação ao assunto Herbalife, além de cinismo e arrogância. Qualquer pessoa que entende o minimo de hbl sabe que o negócio hbl é responsabilidade de seus distribuidores e não da empresa, aliás, tem um post chamado ‘buemba, buemba, buemba’ onde a própria deixou isso claro num email. Tem posts e comentários do Augusto que explicam isso mto bem. Isso tá no manual de negócios da empresa. Isso a própria empresa faz questão de deixar claro, manda um email pra eles e confirma. Leia e se informe antes de chamar os outros de ingênuo, porque assim vc acaba fazendo papel de bobo.

    Caso ainda não concorde, o item 2 do “objetivo do blog” joga uma pá de cal nessa discussão, contrariando o Sr. “gap”…

    Ainda bem que lá na página “nosso objetivo” foi utilizado o termo SUSPEITAMOS e não o termo AFIRMAMOS, não sei se te avisaram mas existe uma enorme diferença entre os dois. Me diga o que vc entende por “empresas de MMN que seguem o estilo marketeiro do negócio Herbalife”.

    Uma crítica que espero seja construtiva é não execrarem os leitores e os participantes de MMN como estão reiteradamente fazendo…

    Vc chama os outros de ingênuos, sendo que demonstrou não ter lá mtos conhecimentos sobre a HBL, e ainda quer fazer uma critica desse calibre? Os comentários são respondidos no mesmo teor em que o comentário foi feito, a prova disso é que num outro post sobre a Agel, o JPRAM da Agel está discutindo na boa e nós respondemos na boa. E agora, vc, caro sujeito, vem aqui com toda essa arrogância, demonstrando falta de conhecimento no assunto Herbalife, e ainda querendo pagar de bonzão. Afff, obviamente será execrado. Engraçado que eu nunca vi membros da Bálsamo perfumes, da Inspiração perfumes, da Crescenet, ou da Orolix, empresas sérias de MMN, reclamando dos comentários do blog, com exceção do rgasparian, que aliás fez uma alerta bem educado.

    Em postagens mais emocionadas dos editores, no afã de provar a tese, entram num campo perigoso desferindo palavras como “trabalho sujo” e até “charlatanismo” (sem tomar o cuidado até em saber o significado da palavra).

    Ah sim, nós não sabemos o que significa “trabalho sujo” ou charlatanismo, e realmente utilizamos esse termos por sermos sensacionalistas baratos, que é o que vc acabou de nos chamar, mas de forma elegante. Cara, teu comentário tá mto arrogante.

    Bom, os leitores não precisam explicar nada. A acusação parte do blog. Sendo todos inocentes até que se prove o contrário, se o blog fala em “golpe”, o dever de provar é de quem alega, de quem acusa.

    Eu coloquei o termo SUSPEITAMOS lá na página de objetivo do blog, mas acho que vc ainda não entendeu o significado disso. Já falei, me mostre onde nós afirmamos EXPLICITAMENTE que a hbl é golpe. Vc demonstrou não saber a diferença entre empresa HBL e negócio HBL. E esses termos que vc utilizou, “acusação”, “inocente”, “provar”. Cara, nós estamos em um tribunal por acaso? Estamos abrindo um processo contra a empresa através do blog? Tudo bem que vc tem dificuldade pra entender a diferença entre SUSPEITAMOS e AFIRMAMOS, mas acorde, isso aqui é um blog, não um tribunal.

    Seus responsáveis é que devem provar a existência do golpe que ‘suspeitam’, não os leitores.

    De onde vc tirou isso? Qdo foi pedido isso aos leitores?

    Interessante também seria os editores do blog identificarem-se, como nos outros blogs sérios que existem por aí.

    Interessante seria vc estudar um pouco mais sobre hbl antes de vir criticar nossos editores, ou qualquer outra coisa do blog; aliás nossos editores já conhecem a hbl há alguns anos. Se não acha nosso blog sério é só não ler.

  80. Renata permalink*
    06/01/2008 12:35

    “Bom, os leitores não precisam explicar nada. A acusação parte do blog. Sendo todos inocentes até que se prove o contrário, se o blog fala em “golpe”, o dever de provar é de quem alega, de quem acusa.”

    Com relação ao trecho acima, informo que o “dever” de provar NEM sempre é de quem alega. Quando há lesão a consumidores, há a inversão do ônus probatório, figura jurídica instituída e sacramentada pelo Código Consumerista. Este blog não é autor de nenhum processo contra empresas de MMN, como já mencionado (Espero que surjam vários processos…). Mas se o blog é visto como “acusador” de um golpe, acho que provou contundentemente o mesmo, ainda que, analogicamente, não tenha o dever ou o ônus de provar nada.

    Faltou conhecimento da matéria. Sobrou razão. Isto geralmente resulta em posts/comentários desarrazoados e fracos.

    Abraços a todos,

    Renata

  81. Fernando neto permalink
    06/01/2008 18:48

    Prezados gap e outros editores,

    Solicitei mais de uma vez um nível educado nas respostas, mas pelo jeito é pedir demais, então, não vou insistir, se esta é a linguagem que se comunicam.

    Sobre definições de ‘negócio Hbl’, e de ‘empresas golpistas’, já expus meu ponto de vista e, como não sou nenhum masoquista psicológico pra explicar tudo de novo, então aconselho consultar um profissional acerca do tema ‘responsabilidade civil’, ‘dever de vigilância’, significados de ‘negócio’, ‘golpe’, ‘crime’ e outras definições dadas pelo blog, e nas implicações legais que alegações deste nível acarreta.

    Veja se a palavra ‘suspeita’ se sustenta, MESMO, com os comentários aqui feitos pelos editores (Título X Conteúdo). Se fosse mesmo ‘suspeita’, porque ofender quem discorda? Se o sr se informar melhor, verá que não sou cínico, nem arrogante e muito menos ignorante, como acho que o senhor também não é.

    Aqui, nenhum leitor ‘suspeita’ mas sim ‘tem certeza’ que o blog profere acusações seríssimas a terceiros (golpistas, charlatanismo, trouxas, trabalho-sujo, etc). O sr. Pedro me pediu, ‘gap’, para que eu explicasse o porquê é lícito. Seria bom o sr ler as respostas antes de dizer que ninguém solicitou isso aos leitores. Ora,… já há no blog que é lícito. Com tamanhas acusações (acusações, não ‘suspeitas’), quem deve explicações não sou eu. Se é o blog quem acusa é ele quem deve provar. Se a lei diz que é lícito, a nova teoria dos senhores é que deve provar o contrário. Isso é ser, no mínimo, coerente.

    Assim, reitero a pergunta não respondida até o momento: Expliquem a associação AGEL = HBL = GOLPE, se já concordam paradoxalmente que não há crime.

    Por fim, se os senhores têm absoluta certeza do que dizem, não deveriam ter receio de se identificarem. Todo blog sério assim o faz. Isso é ter responsabilidade e caráter. Até porque, proferir ofensas e acusações pessoais levianas sob o manto do anonimato é mais crime do que o suposto ‘golpe’ que sustentam.

    Os leitores estão no aguardo.

    Abraços.

  82. 06/01/2008 22:11

    Caro Fernando,

    Eu entendo a sua posição. Não entendo é a sua argumentação, que não tem ponta por onde se lhe pegue.

    Quer um exemplo?

    Recapitulemos o que o Sr. disse mais atrás:

    “2) aqui, o foco é saber se a Agel é outra Herbalife: AGEL = HLF = GOLPE?

    O problema é que o próprio blog é um paradoxo. Diz tratar-se de ‘golpe’ mas não é um crime, o que não tem sentido algum. Mas isso corrobora com a resposta dada no meu último comentário: se concordam que não há golpe, não há crime, a única resposta técnica à questão (AGEL = HLF = GOLPE?), é ‘NÃO’.”

    Só para esclarecer melhor: “GOLPE” ou “FRAUDE” ou “DESONESTIDADE” não é igual a “CRIME”. Será o Sr. assim tão ingénuo a ponto de não ver essa evidência?

    Será que mentir é um crime? (em Portugal, que eu saiba, não é); será que enganar o próximo é crime (em Portugal, que eu saiba, não é); será que mostrar determinada informação enganosa a outrem, com o intuito de o levar a praticar determinado acto, é um crime? (em Portugal, que eu saiba, e na maior parte dos casos, não é).

    Portanto, ponto um, eu, em conjunto com os autores deste blog, estamos a acusar a Herbalife e a Agel, entre outras empresas (e/ou os seus modelos de negócio) de serem FRAUDULENTAS, DESONESTAS E GOLPISTAS; ponto dois, eu, em concreto, estou também a acusar a AGEL de operar segundo procedimentos ilegais/criminosos perante a legislação da comunidade europeia que dizem respeito a VENDAS EM PIRÂMIDE.

    Ficou esclarecido? Espero que sim.

    Agora, por favor, responda à questão que lhe coloquei antes: “Diga-me o que entende por MMN e de que forma a Agel, aos olhos desse modelo, é uma empresa lícita.”

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  83. 07/01/2008 18:19

    Pela última vez agradeço a Fernando Neto, por tentar argumentar algo para estes seres incabíveis , que só estão aqui para tentar , ( coitados) rebaixar alguem publicamente com falas bonitas corretíssimas, porém sem fundamento de causa.
    Me retiro desta energia negativa que se dá estas discussões e desejo boa sorte para todos, naõ perderei meu tempo tentando “converter” como vcs dizem, a ninguém.
    Sr. PEdro Menard, o Sr. é de uma falta de respeito absurda e leva tudo para o lado pessoal, deve ser uma pessoa frustrada e sem nenhum tipo de felicidade na vida, pois não sabe conversar adequadamente sem querer ferir a oposição.
    paciência né ! Vamos vivendo cada um na sua, discutir sem noção , e só querer provar por críticas negativistas, eu não vou ganhar dinheiro assim !

    O dia que provarem alguma coisa a um governo, país etc… ai a gente conversa. È tudo tão ilícito com vcs malucos falam, que a maioria dos mkts estão em mais de 60 países, etc e etc…tudo o mais que vcs já sabem…prêmios nobel de medicina, ex-presidente da Disney no comando ( no caso da Herbalife ) …e a Agel tá só começando meu caro Sr. Menard. e Cia. limitada. !

    Quando conseguirem provar algo, ai eu volto a procurar na internet se este BLOG Ainda estiver vivo né… rs r rs , como isso não vai acontecer, pois não tem nada ilícito e tem produtos agel já aprovados na ANVISA, , bom…vou viver meu 2008 e deixar vcs se acabarem de discutir aqui e não terem vida saudável nenhuma, ao inves de fazer amigos vcs ficam querendo discutir o sexo do padre, num blog que só atrai energia ruim para a vida de vocês.
    Já que são os sabichões, publiquem este recado então e vão estudar mais sobre energia, ENERGIA, Leitura corporal, astrologia, vão entender um pouco mais da vida e assistam algo que lhes façam crescer , e naõ afundar !
    QUem sabe vocês entendendo mais sobre energia, parem de tratar mal as pessoas que entram aqui para defender a empresa que trabalham. So isso.
    E tentem futuramente ter um blog de paz ! De aceitação e de bons tratos ao semelhante.
    SEm mais, desejo sorte a todos , independente do que fazem , ou falam !
    Atc.
    Aline.

  84. Alonzo permalink
    07/01/2008 22:59

    Se a fraude é tão grande porque é que a HBL ou a Agel ainda existem? Não há mecanismos legais para encerrar estas empresas?

    Se a Agel e a HBL praticam MMN legal, a questão é meramente ética.

    E não é novidade para ninguém que há falta de ética na generalidade dos negócios. Ou é?

    Se são pirâmides, deveriam ser encerradas pelas autoridades competentes. Mas pelos anos que a HBL ou Amway levam, é mais seguro acreditar que se tratam de negócios legítimos que ilegítimos…a argumentação é muito boa, mas a evidência é que estas empresas continuam a operar…sem grandes problemas…questões em tribunal todas as empresas têm (tabaqueiras e farmacêuticas à cabeça).

    A mim o problema parece-me mais ético do que legal, salvaguardando os casos que as autoridades identificarem como esquemas de pirâmide. Pode ser que arrasema Agel, mas a HBL parece que veio para ficar…

  85. Alonzo permalink
    07/01/2008 23:07

    Pedro Menard,

    Em Portugal, felizmente, é crime o que o Pedro afirma não ser:

    – enganar o próximo (apesar da afirmação ser vaga)
    – mostrar determinada informação enganosa a outrem, com o intuito de o levar a praticar determinado acto (em Portugal não se pode vender gato por lebre. Vende-se, mas é punível por lei)

    Falta saber se é o que a Agel e a HBL fazem…

  86. gap permalink
    08/01/2008 9:16

    Sobre definições de ‘negócio Hbl’, e de ‘empresas golpistas’

    Sugiro que procure mais informações sobre o escopo do negócio hbl, e as responsabilidades da empresa sobre o mesmo. É óbvio que a empresa hbl não é golpe nenhum, pois está presente em 60 paises, o que criticamos aqui é o sistema de negócio hbl, o qual não é de responsabilidade da empresa, e sim de seus distribuidores. Te recomendo um texto chamado herbalixo, vc encontra facilmente na internet, e o autor realmente passa mais detalhes sobre o sistema hbl, sobre o que na prática o negócio hbl acabou se transformando, e é nisso que batemos aqui.

    O sr. Pedro me pediu, ‘gap’, para que eu explicasse o porquê é lícito. Seria bom o sr ler as respostas antes de dizer que ninguém solicitou isso aos leitores.

    Mas o Pedro tb é leitor, então quem pediu pra vc foi um leitor, e isso nada tem a ver com o blog, representado pelos seus posts.

    Expliquem a associação AGEL = HBL = GOLPE, se já concordam paradoxalmente que não há crime.

    Não estamos falando de crimes já previstos em lei, pois se assim fosse essas empresas estariam fora do mercado. A única coisa em lei no momento, tanto aqui qto em Portugal, terra de Pedro Menard, são as leis q distinguem uma pirâmide financeira de MMN apenas pela ausência de produtos/serviços. Obviamente que isso é insuficiente, pois no caso Agel, não fica dificil perceber que depois de certo tempo os distribuidores da base manterão os distribuidores do topo com seu prejuizo. Nesse ponto entram treinamentos pra manter pessoas entrando no negócio, mesmo que seja pra terem prejuizo. A Amway funcionou assim, a Hbl funciona assim. As leis devem ser repensadas nesse sentido, levando em consideração outros parâmetros, coisa que pretendemos estudar mais a fundo e sugerir a nossos senadores e deputados, ou quem estiver disposto a nos ouvir. Pra vc ter uma idéia a China proibiu qquer tipo de venda direta, exatamente por causa da Amway e HBL, mas achamos que proibir geral não é boa solução. Resumindo: o que estamos batendo aqui não é novidade, os problemas desse estilo de MMN que a Amway, HBL e outras adotaram já rendeu vários livros, e até um filme, chamado Believe.
    O nosso amigo Pedro Menard tem um blog onde explica com clareza os percalços do negócio Agel e mto mais, recomendo que vc acesse -> http://esgotocapitalista.blogspot.com/ .

  87. gap permalink
    08/01/2008 9:36

    O dia que provarem alguma coisa a um governo, país etc… ai a gente conversa.

    Não tenha tanta certeza, no Reino Unido a Amway já está com a corda no pescoço, isso pode abrir precedentes contra a Amway, ai depois não vai ficar dificil de mostrar a correlação com Hbl, Agel e outras que andam por ai. Ai um dia abrem os olhos por aqui tb. Lembrando q a Omni acabou graças a uma simples denuncia do Jornal Hoje, não precisa o governo acabar com essas empresas. Lembrando tb que o famoso texto herbalixo causou um grande estrago na imagem da hbl, que até aquele momento passava por santa.

  88. 08/01/2008 16:09

    Cara Aline,

    A Sra. continua a evadir-se incrivelmente às perguntas que lhe faço, e continua com uma postura de “energia positiva” que não serve absolutamente para explicar nada. Quando questionada ou posta em causa, prefere assobiar para o ar e responder a nada em concreto. Dessa forma, é mesmo melhor que se retire. Não está a contribuir em nada para a discussão.

    Caro Alonzo,

    O Sr. tem uma grande dose de razão. Reconheço.

    “Se a fraude é tão grande porque é que a HBL ou a Agel ainda existem? Não há mecanismos legais para encerrar estas empresas?”

    >>> Não. Não há. Ou então há e ninguém faz nada para os implementar.

    “Se a Agel e a HBL praticam MMN legal, a questão é meramente ética.”

    >>> Se…se… mas sim, há uma grande parte da questão que passa pela ética e moralidade.

    “E não é novidade para ninguém que há falta de ética na generalidade dos negócios. Ou é?”

    >>> Cá em Portugal, concordo em absoluto… apenas nuns mais do que noutros.

    “Se são pirâmides, deveriam ser encerradas pelas autoridades competentes. ”

    >>> BIG PROBLEM -> provar que são pirâmides. Outro BIG PROBLEM, levar as autoridades a olharem para o caso. De vez em quando lá há um bónus, mas é sempre difícil. Veja o caso da Afinsa/Fórum Filatélico, um negócio “sólido”, “credível”, “prestigiado”. Durou décadas. Foi fechado pelas autoridades espanholas por não dar garantias reais de retorno do investimento (era uma pirâmide disfarçada – os que entravam pagavam os rendimentos dos que já lá estavam).

    “Mas pelos anos que a HBL ou Amway levam, é mais seguro acreditar que se tratam de negócios legítimos que ilegítimos…a argumentação é muito boa, mas a evidência é que estas empresas continuam a operar…sem grandes problemas…questões em tribunal todas as empresas têm (tabaqueiras e farmacêuticas à cabeça).”

    >>>> É um facto. A Amway, creio, começa agora a ter os processos mais difíceis da sua longa história. Vamos ver no que dão.

    “A mim o problema parece-me mais ético do que legal, salvaguardando os casos que as autoridades identificarem como esquemas de pirâmide. Pode ser que arrasema Agel, mas a HBL parece que veio para ficar…”

    >>>> A HBL também me parece que não vai acabar. A não ser, claro, que a Agel lhe roube os membros todos. O Plano de compensação, sejamos exactos, é bem mais atractivo.

    “Em Portugal, felizmente, é crime o que o Pedro afirma não ser:

    – enganar o próximo (apesar da afirmação ser vaga)
    – mostrar determinada informação enganosa a outrem, com o intuito de o levar a praticar determinado acto (em Portugal não se pode vender gato por lebre. Vende-se, mas é punível por lei)”

    >>>> Mostre-me o decreto lei que afirma que “enganar o próximo” é ilegal. É uma informação propositadamente VAGA porque é dessa vacuidade que se compõe o grosso da informação prestada pelas empresas piramidais. Não estão a enganar o próximo, mas de facto estão.

    Quanto à segunda afirmação, devo dizer que concordo consigo em casos específicos, mas não na generalidade. Por exemplo, no caso da Agel, é-nos mostrada publicidade relativa a uma vida de luxo que na prática só pode ser alcançada por cerca de 10% do total de inscritos. É uma espécie de publicidade enganosa, porque não mostra as probabilidades de sucesso reais (antes pelo contrário, até as esconde) aos interessados no negócio.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  89. Alonzo permalink
    10/01/2008 7:25

    Bom dia,

    Mais uma vez elogio o conteúdo deste blog.

    Sou céptico em relação a este tipo de empresas e seu modo de operar, mas reconheço que haverá um fundo de legalidade para que uma empresa como a HBL possa operar há tantos anos, seja cotada em bolsa, patrocine equipas de futebol…

    Pedro, as suas exposições são inteligentes (e a dos responsáveis pelo blog), mas não podemos critiar “lavagens cerebrais” com argumentações, por vezes, demasiado irónicas ou ,por outro lado, demasiado duras para com os que exercem este tipo de actividade e que aqui a defendem.

    A riqueza inquestionável deste excelente espaço está, não só, na qualidade dos vosso comentários, como também na argumentação (mesmo que por vezes débil e pouco consistente) dos defensores do MMN.

    Deixem-nos argumentar um pouco mais, dêm um pouco mais de espaço e até pode ser que algum “tubarão” do MMN se disponha a colocar aqui o seu comentário, mais fundamentado, mais detalhado.

    Claro que o MMN cheira a jogada suja. Mas há tanto negócio assim…

    Não necessitam de colocar este post.

    Um abraço

  90. 10/01/2008 9:59

    Caro Alonzo,

    Pelas suas anteriores afirmações, percebi que a sua posição era um pouco ambígua em relação ao assunto (ou, por outras palavras, eu não conseguia deduzir uma conclusão de parcialidade face ao que o Sr. dizia).

    ————-

    “Sou céptico em relação a este tipo de empresas e seu modo de operar, mas reconheço que haverá um fundo de legalidade para que uma empresa como a HBL possa operar há tantos anos, seja cotada em bolsa, patrocine equipas de futebol…”

    >>> Eu aceito esse raciocínio – e de facto verifica-se na realidade. Mas também não podemos desligar a outra face da verdade – aquela que diz tenta ser encomberta por estas empresas, que raramente vem a público, e que diz que a grande maioria perde dinheiro e foi induzida em erro por que as recrutou.

    ————-

    “com argumentações, por vezes, demasiado irónicas ou ,por outro lado, demasiado duras para com os que exercem este tipo de actividade e que aqui a defendem.”

    >>> Também aceito o que diz aqui. Por vezes exagero na dureza das repostas. Há muita gente enganada e convencida de certas inverdades, que aparece por aqui e que, quando começa a falar, revela um desconhecimento total face às sua situação (coisa que só ajuda na nossa tarefa). Veja o caso da Aline, que afirma preto no branco que a Agel é uma rede de consumo (algo insustentável na prática, se alguém pensar um bocadito – algúem tem de trazer dinheiro para a rede -> logo, alguém anda a mentir). Vou tentar moderar a minha actuação daqui em diante.

    —————-

    “Deixem-nos argumentar um pouco mais, dêm um pouco mais de espaço e até pode ser que algum “tubarão” do MMN se disponha a colocar aqui o seu comentário, mais fundamentado, mais detalhado.”

    >>> Isso seria ouro sobre azul! Gostaria mesmo de contar com participações mais sustentadas. Duvido que isso vá acontecer na prática. Quem tem nome no mercado pode ficar queimado em discussões desta natureza.

    ————-

    “Claro que o MMN cheira a jogada suja. Mas há tanto negócio assim…”

    >>> Uma semelhança entre todos os negócios sujos (e então em Portugal já se sabe o que é que a casa gasta) é a impunidade generalizada que se sente no ar. Que á desonestidade em todo o lado parece consensual, mas muito pouca coisa é feita para travar a maioria.

    Já agora, e sobre a Agel, acho que tenho uma ideia sobre a estratégia no Brasil. Eles aindfa só não entraram porque necessitam de mercados para sustentar os que começam a ficar saturados: logo Portugal (mercao pequeno) em primeiro, e o Brasil (mercado imenso) para colocar por baixo… é só uma ideia, em analogia daquilo que a Herbalife quer fazer com a China.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  91. gap permalink
    10/01/2008 10:14

    Esse interesse imenso no Brasil, como demonstrado pelos primeiros comentários da sra. Regina e do sr. Paulo Aboim mostram com clareza a natureza desse negócio. É preciso botar mais e mais pessoas no negócio, independente delas ganharem ou não algum dinheiro, contanto que venham a consumir os produtos da Agel. Claro que os distribuidores tardios vão bancar o estilo de vida dos que estão no topo. Isso é parecido com o que acontece com a Hbl no Brasil, assim como nos EUA e acredito que em Portugal tb, eles não ganham dinheiro vendendo produtos, eles ganham dinheiro botando supervisores no negócio. E como a maioria dos brasileiros acreditam nesses contos de fada, provavelmente a Agel vai recrutar muito por aqui. Tem um monte de empresas de MMN por aqui focadas na venda, e que não prometem riquezas absurdas e impossiveis para seus membros, e o gozado é que poucas pessoas buscam essas empresas pra trabalhar.

  92. luis filipe permalink
    10/01/2008 15:35

    Oi, pessoal
    O grande problema e unico problema da agel é haver pessoas que apenas tomam uma posição ou outra. Ou seja, estão totalmente contra ou cegamente a favor.

    É preciso saber ver quando é uma boa oportunidade de negócio ou não. Se a pessoa se identifica ou não.

    Muitas das questões colocadas e dúvidas nem se deveriam colocar caso visem e soubessem realmente de como se processam estes negócios, vantagens e desvantagens de todos eles.

    Pelo menos tentem abrir os olhos antes de os fechar definitivamente.

    Abraço

  93. 11/01/2008 9:13

    Oi, Luís Filipe,

    “O grande problema e unico problema da agel é haver pessoas que apenas tomam uma posição ou outra. Ou seja, estão totalmente contra ou cegamente a favor.”

    >>>> Pura especulação. Sabe porquê? Porque nem toda a gente que tem uma opinião, seja ela “totalmente contra”, “cegamente a favor”, ou ainda “nem sim nem sopas”, se manifesta. Acredito que apenas um pequeno número de pessoas vêm para aqui discutir o assunto (também estou a especular, na verdade).

    Por outro lado, não vejo em que é que esse seja o “grande” e “único” problema da Agel. Esse deve ser dos poucos problemas que não fazem grande diferença à Agel – antes pelo contrário, gera falatório sobre o tema.

    —————–

    “É preciso saber ver quando é uma boa oportunidade de negócio ou não. Se a pessoa se identifica ou não.”

    >>>> Também é preciso, de acordo. No meu caso, por exemplo, a oportunidade não só era boa, como parecia ser excelente. Mas houve um outro factor que pesou mais do que a parte monetária, a honestidade da Agel. Quando vi revelado aquele charlatanismo todo, não me inscrevi.

    ————–

    “Muitas das questões colocadas e dúvidas nem se deveriam colocar caso visem e soubessem realmente de como se processam estes negócios, vantagens e desvantagens de todos eles.”

    >>>> A que questões e dúvidas se refere ao certo? É que está a ser completamente vago neste assunto. Pode-nos dizer? Eu vi (e vejo) e sei realmente como se processa o negócio da Agel, e também analisei a fundo as vantagens e desvantagens do mesmo. Conclusão: negócio em pirâmide.

    Quanto aos outros, não analisei a fundo, mas pelas provas entretanto apresentadas, cheiram-me a mais do mesmo – pirâmides disrfarçadas de MMN que lesam todos os anos milhões de pessoas por todo o mundo.

    —————-

    “Pelo menos tentem abrir os olhos antes de os fechar definitivamente.”

    >>>> Mais uma vez: especulação. Como sabe que não o fazemos?
    Eu diria até que, pelo que normalmente aqui escrevemos, até o fazemos melhor que a maioria dos que são enganados por estes esquemas.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  94. permalink
    11/01/2008 21:18

    Bem minha gente!… Vim aqui parar porque pesquisei sobre o assunto após um telefonema relâmpago de um amigo meu… que me ditou um site na internet (adivinhem?… sim o agel) e disse muito despachado, para eu ver com atenção e lhe ligar amanhã…
    Segunda questão…: Será que lhe vou ligar?… Sim… Para lhe mandar “dar uma curva!” :P
    Nos dias que correm, já não existem negócios super velozes para te transformar em rico… milionário ,.. ou trilionário (lol… esta expressão até me faz rir…!)
    E mais nem digo… nem sequer vou gastar mais tempo com isto… Mas atenção: Respeito todos e as opiniões de todos! Votos de Sucesso para todos Vocês… seja qual for a Vossa opção ou filosofia de vida! :)…
    Deixo-vos com uma frase daquele que considero o maior poeta de todos os tempos em “língua de Camões”: … “Não adianta olhar para o céu… Com muita fé e pouca luta!…” – Gabriel, o Pensador.

    Abraço a todos…

    Zé (Açores – Portugal) :)

  95. permalink
    11/01/2008 21:20

    Ah.. é verdade… Gostei muito do Blog! :D Voltarei de certeza! :) Continuem!

  96. Marco Fernandes permalink
    15/01/2008 11:19

    Boas
    Quando li algumas msg aqui presentes revi-me num passado presente.
    A minha opinião mudou um pouco em relação às empresas multinivel quando li um pouco sobre a AGEL.
    De facto, como em todos os sectores económicos, só os mais fortes sobrevivem. A concorrência é brutal e as empresas fazem de tudo para venderem e obterem o máximo de lucros.
    A Agel não é diferente a uma marca de refrigenrante, de chocolate, ou bebidas alcoolicas, ou de pasta de dentes: TODAS QUEREM VENDER UM PRODUTO.
    A forma como nos apresentam esse produto é que é diferente!
    Porque é que a Mc Donald´s tem tanto sucesso? ou a Coca-cola?, ou a Nike?, ou a Pepsi, ou a Fanta? ou a Pizza Hut? Ou a Red Bull?, ou a Martini?…..
    PUBLICIDADE E MARKETING de grande “qualidade”, visando as grandes massas. Produtos apelativos, com embalagens sedutoras apresentados por artistas e desportistas famosos…..
    Resultado: Milhões de Vendas Anualmente
    A Agel Não Procura enganar ninguém, como todas as marcas anteriormente referidas. Quem compra e consome Agel, fa-lo porque quer. A empresa Agel apenas tem um objectivo muito simples: VENDER UM PRODUTO.
    A forma como o fazem é que é diferente: sem grandes campanhas de marketins e anuncios publicitários que nos entram em casa pela TV, sem nós pedirmos….

  97. Marco Fernandes permalink
    15/01/2008 13:47

    continuação,

    o que realmente interessa a uma empresa è a fidelização de um cliente.
    Ou seja, que um cliente experimente e volte a consumir esse produto, porque gosta, porque está na moda, porque os amigos e familiares consomem,… Não interessa. O que importa é O CONSUMO.

    Já se perguntaram quantas vezes por mês consomem um determinado produto, sem sequer saber porque o escolhem e o elegeram como o preferido?

    Por exemplo a NIKE, ou a LEVIS?
    Já se perguntaram quem é que faz estas sapatilhas ou estas roupas?
    Em que condições de trabalho e de remuneração???

    Qual é a principal diferença entre a Agel e as outras empresas como a HBL??
    Encontro duas ou três diferenças:
    — Nova no mercado. (Quer queiram quer não vão aderir milhões de pessoas, à semelhança de outras empresa num passado próximo…)
    — Nesta fase apenas se pede para que as pessoas CONSUMAM UM PRODUTO e não que VENDAM esse PRODUTO.
    — Plano de compensações mais fácil de atingir: com alguma rapidez (2 a 3 meses) se consegue subir um pouco na hierarquia ao ponto de se ter 20 a 40 pessoas na nossa Árvore ou seja (150 a 600 euros MÊS).

    Quem conhecer as pessoas certas e quem tiver um pouco de experiência de marketing, vai convencer pessoas a associarem-se a ele.

    Mas no fundo, não é isso que todos fazemos diariamente, quando através das nossas escolhas e preferências por diversos tipos de marcas, influenciamos (indirectamente) quem nos rodeia?????….

    Um abraço
    Marco Fernandes

    Ou seja quem se associar neste momento vai apenas consumir o seu produto. Eu disse CONSUMO. São cerca de 100 euros mês, (pesadote para a maioria dos orçamentos familares), de COMPRA online de um produto.

    Pela experiência que tenho em marketing de vendas, não seria arriscar muito dizer que quem entrar para a Agel terá algum lucro: (300 a 1500 euros mensais) dependendo do empenho e dedicação.

  98. Marco Fernandes permalink
    15/01/2008 14:10

    Continuação
    Desculpem
    Esqueci-me de Referir duas coisas?
    Sou Português.
    E já sou Agel.

  99. Fábio permalink
    15/01/2008 14:11

    Olá…Antes de tudo gostaria de parabenizar o Vosso blog, gostei muito do conteúdo e pude ampliar os meus conhecimentos.
    Sou brasileiro mas moro em Lisboa a 6 anos, estive presente em duas apresentações da Agel aqui em Cascais, devo afirmar que as duas apresentações estavam lotadas. Não sou preconceituoso e respeito todas as religiões mas a sensação que eu tive foi que estava no meio de uma sessão de exorcismo da igreja universal…O palestrante afirmava de forma extremamente convincente que todos que aderirem a Agel vão enriquecer rapidamente…. chegou até a mostrar o extrato bancário e confesso que saí de lá convencido. Como nunca acreditei no dinheiro fácil não entrei no esquema da Agel mas muitos amigos ( quase todos) entraram e passado 8 meses perderam os 900€ investidos no plano executivo, fiquei feliz por ter escapado por pouco dessa enrolação e ao mesmo tempo triste por ver a desilusão de grandes amigos. Me afastei praticamente de quase todos eles porque já não falavam em outro assunto a não ser “AGEL” pareciam zumbis bombardeando meu email com essa ideia milagrosa de enriquecimento.
    …muitos nunca ouviram falar em esquemas de pirâmides ,MMN. Herbalifes etc….. e posso afirmar com todas as palavras que a Agel está realmente fazendo a cabeça de Portugal inteiro…. e a grande frase que está sendo utilizada por eles é a abertura da Agel no Brasil.
    Nas apresentações o “Pastor” palestrante faz a seguinte pergunta:
    “imaginem quando a Agel abrir para o Brasil????” , ” Voces estarão no topo da piramide”….
    Tenho medo pois sinto falta do meu país, acredito plenamente que o meu povo é batalhador e que não mereçe ser iludido por mais uma empresa americana capitalista e mercenária.
    A ida da Agel para o Brasil é inevitável e muitos estão fazendo planos de largar carreiras para ir para o Brasil difundir a Agel.
    Por isso conto com a Vossa ajuda para desencantar o povo brasileiro e difundir a verdade por trás desses esquemas todos.
    Aviso desde já que o marketing usado pela Agel é muito convincente…por isso preparem-se e pq eles estão chegando com todo o gás.
    É isso…. fica aqui o meu alerta
    Cumprimentos a todos meus compatriotas

  100. 15/01/2008 15:34

    Caro Marco Fernandes,

    Posso comentar as suas afirmações?

    “Quando li algumas msg aqui presentes revi-me num passado presente.
    A minha opinião mudou um pouco em relação às empresas multinivel quando li um pouco sobre a AGEL.”

    >>> Qual era a sua opinião acerca das MLM?

    ————–

    “A Agel não é diferente a uma marca de refrigenrante, de chocolate, ou bebidas alcoolicas, ou de pasta de dentes: TODAS QUEREM VENDER UM PRODUTO.”

    >>> Do ponto de vista da venda, tem toda a razão. A Agel só quer vender um produto.

    “A forma como nos apresentam esse produto é que é diferente!
    Porque é que a Mc Donald´s tem tanto sucesso? ou a Coca-cola?, ou a Nike?, ou a Pepsi, ou a Fanta? ou a Pizza Hut? Ou a Red Bull?, ou a Martini?…..
    PUBLICIDADE E MARKETING de grande “qualidade”, visando as grandes massas. Produtos apelativos, com embalagens sedutoras apresentados por artistas e desportistas famosos…..”

    >>> Dada de errado com essa publicidade, desde que respeite algumas regras de concorrência. A própria Agel também faz essa mesma publicidade nos sites dos seu membros: Publicidade e Marketing de Grande qualidada, com imagens polidas e famílias felizes a conduzirem carros de luxos como pano de fundo, e com produtos apelativos, com embalagens sedutoras, embora ainda não tenham utilizado ainda nenhum desportista famoso.

    ———-

    A Agel Não Procura enganar ninguém, como todas as marcas anteriormente referidas.

    >>> Mas as marcas anteriormente referidas querem enganar alguém? Não sabia. Eu consumo algumas delas e não me sinto enganado. Onde está a tentativa de engano, pode-me dizer?
    Já a Agel anda de facto a tentar enganar muita gente, a começar pela tentativa de se fazer passar por uma legítima MLM, quando de facto é apenas um simulacro do conceito com práticas piramidais à mistura.

    ——–

    “Quem compra e consome Agel, fa-lo porque quer.”

    >>>> Qual é a diferença para as outras empresas/produtos? Quer compra e consome Coca-Cola, fá-lo porque quer. Não vejo a lógica deste argumento.
    Já agora, quem compra e consome Agel, fá-lo porque tem em perspectiva poder vir a ganhar dinheiro através do recrutamento de mais membros (um processo também conhecido por “vendas em pirâmide”, previsto e sancionado pela lei portuguesa).

    ———

    A empresa Agel apenas tem um objectivo muito simples: VENDER UM PRODUTO.

    >>> O objectivo é simples, de facto. A implementação do objectivo é que é muito mais complexa – recorre a prática desonestas encobertas . Resultado: Milhões de Vendas Anualmente

    ———-

    “A forma como o fazem é que é diferente: sem grandes campanhas de marketins e anuncios publicitários que nos entram em casa pela TV, sem nós pedirmos….”

    >>> Eu não pedi a ninguém que me viesse impingir um esquema em pirâmide e no entanto estive uma tarde toda à volta do assunto com dois amigos meus. Em contrapartida, os anúncios publicitários que eu SEI que vou ver na televisão quando a ligo, só entram quando eu dou autorização.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  101. gap permalink
    15/01/2008 16:10

    Fábio.
    Faz tempo que eu percebi o interesse de alguns lideres da Agel no Brasil. Óbvio, são alguns milhões de pessoas a serem ludibriadas nessa história toda. No entanto, é bom lembrar que depois de Herbalife e Omni, a imagem desse tipo de negócio ficou bastante prejudicada aqui no Brasil. Hoje as pessoas quando querem pesquisar algo vão ao Google, e nosso blog estará sempre lá na primeira página, mostrando a outra face do negócio Agel, aquela face que os lideres da empresa escondem nas reuniões. Acho que essas pessoas que vão largar emprego e familia pra virem ao Brasil atrás do Eldorado, podem acabar se dando muito mal. Aposto que muitas dessas pessoas se inspiram no Pedro Cardoso da Herbalife, que veio de Portugal e hoje dirige Ferraris em Florianópolis. O detalhe é que o Pedro Cardoso veio em 95, época em que a Internet não tinha chegado às massas, e o MMN era pouco conhecido por aqui, e a própria Herbalife ainda não sido exposta negativamente, hoje a história é outra.

  102. gap permalink
    15/01/2008 16:20

    Qual é a principal diferença entre a Agel e as outras empresas como a HBL??
    Encontro duas ou três diferenças:
    — Nova no mercado. (Quer queiram quer não vão aderir milhões de pessoas, à semelhança de outras empresa num passado próximo…)
    — Nesta fase apenas se pede para que as pessoas CONSUMAM UM PRODUTO e não que VENDAM esse PRODUTO.
    — Plano de compensações mais fácil de atingir: com alguma rapidez (2 a 3 meses) se consegue subir um pouco na hierarquia ao ponto de se ter 20 a 40 pessoas na nossa Árvore ou seja (150 a 600 euros MÊS).

    Há dois anos atrás uma empresa chamada Telextreme também possuia essas três vantagens sobre a Herbalife. E deu em nada, não ouvi falar de ninguém que ficou milonário com a Telextreme.

    Pela experiência que tenho em marketing de vendas, não seria arriscar muito dizer que quem entrar para a Agel terá algum lucro: (300 a 1500 euros mensais) dependendo do empenho e dedicação.

    Deve ser por isso que já vi pessoas em fóruns de Portugal reclamando que não conseguiram sequer recuperar o investimento inicial.

  103. 15/01/2008 23:48

    Marco,

    Esqueci-me de referir duas coisas:
    Sou português.
    Leia o meu blog, e comente a parte onde diz: “Uma rede de consumo interno”, por favor.

    Cumprimentos,

    Pedro

  104. Marco Fernandes permalink
    16/01/2008 22:24

    Caro
    Pedro Menard
    Em primeiro lugar a impressão que me dá é que você deve ter um problema cerebral grave com empresas de MMN e certamente já foi enganado por alguma… O seu ódio é tal que me dá vontade de rir.

    Respondendo às suas “duvidas” sobre o meu comentário:

    “Qual era a sua opinião acerca das MLM?”

    »»»»» A minha opinião era e continua a ser a mesma na maioria das empresas. Apenas considero a Agel, mais vantajosa para quem pretende obter algum rendimento extra de FORMA LEGAL, porque a LEI assim o PERMITE.

    Se não repare:
    A lei permite a existência de empresas que usem MMN e pune as que usam sistema em pirâmide:

    1 – A primeira diferença entre elas é que eu terei que declarar no meu IRS TODOS os meus rendimentos obtidos com a AGEL. No fim do ano a Agel envia-nos uma declaração de rendimentos para esse efeito.

    2 – Para declarar esses rendimentos tenho que estar coletado nas finanças, como já estou, e aliás já estava, devido à actividade profissional que exerço.
    Eu PAGO IMPOSTOS pelos rendimentos que tenho com a AGEL.

    3 – A Agel oferece um produto, oferece um serviço, coisa que empresas em pirâmide ILEGAIS não o fazem.

    4 – Com a Agel “os ganhos são proporcionais à produtividade” ou seja, quem trabalhar mais, vai ter mais Ganhos. Ao contrário nas empresas em pirâmide que dessiminam a ideia de que todos vão ganhar uma fortuna.

    5 – A AGEL é controlada por uma empresa. Negocios em piramide sabe tão bem como eu que são controladas por PESSOAS, que nunca niguém sabe quem são e nunca niguém declara e paga impostos por esses rendimentos.

    Quando diz:
    “Nada de errado com essa publicidade, desde que respeite algumas regras de concorrência. A própria Agel também faz essa mesma publicidade nos sites dos seu membros: Publicidade e Marketing de Grande qualidada, com imagens polidas e famílias felizes a conduzirem carros de luxos como pano de fundo, e com produtos apelativos, com embalagens sedutoras, embora ainda não tenham utilizado ainda nenhum desportista famosos”.

    »»»»» Só me está a dar razão. A Agel é igual a todas as outras empresas e a todos os outros produtos. Só compra e consume quem quer e quem for inteligente…

    “A Agel Não Procura enganar ninguém, como todas as marcas anteriormente referidas. ”
    »»»» Eu comparei a Agel a todas as outras marcas. A Agel não engana, como todas as outras empresas anteriormente referidas também não enganam.

    “Qual é a diferença para as outras empresas/produtos? Quer compra e consome Coca-Cola, fá-lo porque quer. Não vejo a lógica deste argumento.
    Já agora, quem compra e consome Agel, fá-lo porque tem em perspectiva poder vir a ganhar dinheiro através do recrutamento de mais membros (um processo também conhecido por “vendas em pirâmide”, previsto e sancionado pela lei portuguesa).”

    »»»»» E voce a dar-lhe, com vendas em pirâmide.
    Convença-se de uma coisa: a Agel não é uma empresa de “vendas em pirâmide”.

    “O objectivo é simples, de facto. A implementação do objectivo é que é muito mais complexa – recorre a prática desonestas encobertas . Resultado: Milhões de Vendas Anualmente”

    »»»»» Concordo com tudo menos a com a parte de “práticas desonestas”. E acrescento: Resultado de milhões de vendas distribuido por milhões de consumidores.

    “Eu não pedi a ninguém que me viesse impingir um esquema em pirâmide e no entanto estive uma tarde toda à volta do assunto com dois amigos meus. Em contrapartida, os anúncios publicitários que eu SEI que vou ver na televisão quando a ligo, só entram quando eu dou autorização.”

    »»»» Um conselho: se se sentiu incomodado com eles passe é a escolher amigos como escolhe os canais de TV. E cuidado com esses dois amigos, porque eles parecem-me bem mais inteligentes do que você. Porquê? Porque
    neste momento estam a ganhar dinheiro honesto com a Agel e voce aqui perder tempo com uma causa inutil !!!

    “Já a Agel anda de facto a tentar enganar muita gente, a começar pela tentativa de se fazer passar por uma legítima MLM, quando de facto é apenas um simulacro do conceito com práticas piramidais à mistura.”

    Conselhos:
    »»»» Dê provas do que acabou de dizer?
    »»»» Denuncie a AGEL às autoridades Portuguesas!!
    »»»» Faça greve de fome no TERREIRO do PAÇO!!
    »»»» Exija justiça!!
    »»»» … Melhor processe a Agel por supostamente “enganar” pessoas e ganhe milhões com isso.
    LOLLOL

    DEIXA DE SER PARVO e para de agir como se fosse a Madre Teresa de Calcutá, defensor de causas nobres e justas e inúteis.
    ACORDE PARA O MUNDO!!!!!
    Há milhões de pessoas a morrer à fome todos os dias. Os cidadãos dos países desenvolvidos vêm isso todos os dias no jornal da noite e diz: “que horror e continua a jantar como se nada fosse”, os presidentes das grandes potências cagam e continuam a fabricar armas nucleares….

    Gastam-se mais milhões de euros na descoberta de novos cremes para o anti-envelhecimento da pele do que para a descoberta da cura para o cancro.

    E tu preocupado com a Agel e a honestidade de empresas semelhantes!!!

    POR FIM
    Um último conselho
    Liga aos teus dois amigos, pede desculpa, deixa de ser um perfeito idiota e CONSOME AGEL.

  105. gap permalink
    17/01/2008 18:31

    esse ai vai se dar bem com a Agel, já que demonstra ser um espirito de porco que acha que todos devem “cagar” para o mundo, como ele faz.
    Bom, Pedro, se não tiver afim de responder esse idiota é só avisar que eu apago o comentário dele.
    Abraço.

  106. 18/01/2008 11:02

    Gap,

    Apague não. O comentário que o Sr. colocou é mesmo ideal para demonstrar
    a ignorância que os próprios membros da Agel têm em relação aos conceitos que defendem.

    “Prometi que não ia ser agressivo nas repostas, e por isso não vou comentar os ataques directos e os insultos à minha inteligência.

    Passo a responder e a demonstrar onde é que o Sr. Marco Fernandes está enganado/baralhado:

    “A minha opinião era e continua a ser a mesma na maioria das empresas.”

    >>> Estranho: Anteriormente o Sr. afirmou o seguinte: “A minha opinião mudou um pouco em relação às empresas multinivel quando li um pouco sobre a AGEL.”

    Então mudou de opinião ou não mudou de opinião? Se sim, em que aspectos?
    ——————————-

    “Apenas considero a Agel, mais vantajosa para quem pretende obter algum rendimento extra de FORMA LEGAL, porque a LEI assim o PERMITE.”

    >>> Vamos esclarecer uma coisa: a lei define aquilo que é legal e aquilo que é ilegal (acho que concordamos neste ponto). Alguns procedimentos do plano da Agel são LEGAIS, outros são ILEGAIS. O Sr. pode escolher, na sua actividade individual, e como membro da Agel, quais é que vai usar. Se se meter a recrutar pessoas, garanto-lhe que está a cometer uma ilegalidade, como terei oportunide de lhe mostras mais abaixo.

    —————–

    “Se não repare:
    A lei permite a existência de empresas que usem MMN e pune as que usam sistema em pirâmide:”

    >>> Atenção a uma coisa: os conceitos não são exclusivos, caso não tenha pensado no caso. Um sistema de recompensas MLM pode incluir procedimentos piramidais.

    ——————

    “1 – A primeira diferença entre elas é que eu terei que declarar no meu IRS TODOS os meus rendimentos obtidos com a AGEL. No fim do ano a Agel envia-nos uma declaração de rendimentos para esse efeito.”

    >>> Errado. O que declara de rendimentos não tem nada a ver com a legalidade ou ilegalidade do esquema MLM. E tambémnão tem nada a ver com a identificação de um sistema em pirâmide. O que declara de rendimentos apenas o coloca a si, em relação ao dinheiro que recebe da Agel, em situação de conformidade com a lei.
    Portanto, aqui não está a estabelecer nenhuma diferença entre os dois conceitos. Está a falar de um outro assunto completamente diferente – que, já agora, está de facto em cumprimento da lei.

    ———————

    “”2 – Para declarar esses rendimentos tenho que estar coletado nas finanças, como já estou, e aliás já estava, devido à actividade profissional que exerço.
    Eu PAGO IMPOSTOS pelos rendimentos que tenho com a AGEL.”

    >>> Idem aspas. Continua a não haver qualquer relação entre a sua situação profissional e as questões relacionadas com o MLM e as Pirâmides.

    ——————-

    “3 – A Agel oferece um produto, oferece um serviço, coisa que empresas em pirâmide ILEGAIS não o fazem.”

    >>> Errado. O Sr. não só demosntra não conhecer o conceito e a essência de esquema em pirâmide, como também prova não estar a par da lei portuguesa.

    O Sr. disse, contudo, uma coisa acertada no meio disto tudo: uma empresa que opere em Pirâmide pode não estar ilegal (assim como também pode estar). – espero não o baralhar com este raciocínio, mas é que já estudei o assunto de tantas maneiras que já conheço os conceitos de trás para a frente.

    ———————-

    “4 – Com a Agel “os ganhos são proporcionais à produtividade” ou seja, quem trabalhar mais, vai ter mais Ganhos. Ao contrário nas empresas em pirâmide que dessiminam a ideia de que todos vão ganhar uma fortuna.”

    >>>> Quarto ponto errado. Na Agel, eu posso não fazer nada e ganhar dinheiro à mesma (basta para isso que o meu upline vá colocabndo pessoal por baixo de mim). Por outro lado, posso-me esfalfar a trabalhar e não ganhar absolutamente nada com isso, basta que ninguém se queira juntar à rede nem comprar produtos nenhuns. Portanto, face aos dois pontos indicados acima, na Agel não há uma correspondência directa entre o trabalho investido e o lucro retirado (ao contrário de um emprego normal, onde troco horas de trabalho por parcelas de dinheiro). Na Agel, não há qualquer garantia ou segurança de que o esforço investido venha a gerar um lucro. Para mais, entramos logo a perder dinheiro.

    Já agora, a Agel também dessimina a ideia de que toda a gente vai ganhar uma fortuna. Olhe para os videos promocionais e diga-me o contrário.

    —————————

    “5 – A AGEL é controlada por uma empresa. Negocios em piramide sabe tão bem como eu que são controladas por PESSOAS, que nunca niguém sabe quem são e nunca niguém declara e paga impostos por esses rendimentos.”

    >>> Errado. Mais uma vez o Sr. demosntra desconhecimento em relação ao conceito de Esquema em Pirâmide. Implementações de esquemas em pirâmide há-os às centenas. Alguns deles sejam fruto do trabalho de uma pessoa individual, outros têm empresas de “fato e gravata” a operá-los. Já sei que o Sr. não fez o trabalho de casa como deve ser, mas se investigar melhor a história referente ao assunto, verá que há empresas MLM que foram fechadas por operarem segunto procedimentos piramidais.

    —————-

    Quando diz:
    “Nada de errado com essa publicidade, desde que respeite algumas regras de concorrência. A própria Agel também faz essa mesma publicidade nos sites dos seu membros: Publicidade e Marketing de Grande qualidada, com imagens polidas e famílias felizes a conduzirem carros de luxos como pano de fundo, e com produtos apelativos, com embalagens sedutoras, embora ainda não tenham utilizado ainda nenhum desportista famosos”.

    Só me está a dar razão. A Agel é igual a todas as outras empresas e a todos os outros produtos. Só compra e consume quem quer e quem for inteligente…”

    >>> Estranho raciocínio este. Eu comparo a publicidade feita entre empresas e o Sr. responde-me que estou a dizer que a Agel é “igual a todas as outras empresas e a todos os outros produtos”.

    Considero que não. Que a Agel é completamente diferente de todas as empresas que operam no mercado das Vendas a Retalho, e que sim, em termos de publicidade há pontos de contacto.

    —————–

    “Qual é a diferença para as outras empresas/produtos? Quer compra e consome Coca-Cola, fá-lo porque quer. Não vejo a lógica deste argumento.
    Já agora, quem compra e consome Agel, fá-lo porque tem em perspectiva poder vir a ganhar dinheiro através do recrutamento de mais membros (um processo também conhecido por “vendas em pirâmide”, previsto e sancionado pela lei portuguesa).”

    E voce a dar-lhe, com vendas em pirâmide.
    Convença-se de uma coisa: a Agel não é uma empresa de “vendas em pirâmide”.”

    >>> Não basta o Sr. dizer que não é para isso ser verdade. Deixe-me então apresentar-lhe a lei que proíbe as “vendas em pirâmide” em Portugal e dizer-lhe o porquê da Agel estar a operar procedimentos piramidais:

    Decreto-Lei (143/2001. de 26 de Abril) – Artigo 27º

    Vendas «em cadeia», «em pirâmide» ou de «bola de neve»

    1 – É proibido organizar vendas pelo procedimento denominado «em cadeia», «em pirâmide» ou de «bola de neve», bem como participar na sua promoção.

    2 – Para efeitos do disposto no número anterior, considera-se venda «em cadeia», «em pirâmide» ou de «bola de neve» o procedimento que consiste em oferecer ao consumidor determinados bens ou serviços fazendo depender o valor de uma prometida redução do seu preço ou a sua gratuitidade do número de clientes ou do volume de vendas que, por sua vez, aquele consiga obter, directa ou indirectamente, para o fornecedor, vendedor, organizador ou terceiro.

    —-

    Face a este conceito, como está a Agel em incumprimento da lei?

    De duas formas, se não mais ainda:

    1º forma – O recrutamento de novos membros.
    Quando nos inscrevemos na Agel, temos de pagar um valor mínimo de cerca de 260€ no plano básico (que diz respeito a uma taxa de inscrição e mais à compra de 4 caixa de produtos), e 960€ no plano executivo (16 caixas de produto). Mais tarde, quando recrutamos alguém, ganhamos um bónus chamado “comissão de início rápido”, que varia conforme consigamos aliciar um alguém para o plano básico (35€) ou para o plano executivo (200€).

    Aos olhos da lei, isto pode ser visto assim:

    (A Agel) oferece ao consumidor (nós, como membros da Agel) determinados bens ou serviços (as tais caixas que pagámos com a inscrição) fazendo depender o valor de uma prometida redução do seu preço ou a sua gratuitidade do número de clientes (os novos recrutas) que por sua vez, nós (como membros da Agel) consigamos obter, directa ou indirectamente, para o fornecedor / vendedor / organizador / terceiro (Agel).

    As contas relativas à redução de preço/gratuitidade são fáceis de fazer, basta calcular a diferença entre o que pagámos pelos produtos quando fizemos a nossa inscrição e o valor que ganhámos por recrutar novos membros. Por exemplo, se pagámos 260€ pelas compras da inscrição e recrutarmos 2 novos membros plano básico, obtemos uma “redução no preço” das compras (- 260€ + 35€ + 35€ = – 190€); se por acaso tivermos conseguido recrutar 2 novos membros plano executivo, obtemos uma “gratuitidade” e a ainda uma margem de lucro (- 260€ + 200€ + 200€ = + 140€).

    Um membro da Agel pode, de facto, viver apenas à custa de uma cadeia infindável de novos membros recrutados, sem nunca ter de efectuar uma única venda para ganhar dinheiro ou pagar o investimento inicial. Isto é a lógica base de um Esquema em Pirâmide, qualquer que ele seja: pagar o investimento através do recrutamento de novos membros; basicamente é passar a bola ao próximo para não sermos nós os lesados.

    2ª forma – A obrigatoriedade de fazer compras para ganhar prémios/comissões.

    À semelhança do recrutemento, em que obtemos um desconto em relação à nossa inscrição por metermos novos membros na rede, com as comissões passa-se o mesmo fluxo/mecanismo. Quando a Agel faz depender a possibilidade de recebermos comissões (vindas do downline) da obrigatoriedade em encomedar produtos, está-nos a oferecer um desconto ou a gratuitidade nesses produtos que encomendamos. Nada que saber, é fazer contas de somar e subtrair.

    Reparem que num negócio legal, por exemplo num stand de automóveis ou numa loja de telemóveis, para citar os exemplos mais falados, o vendedor não tem de fazer nenhuma compra à loja onde trabalha para poder ganhar comissões das vendas que faz. Inclusivamente, pode ganhar prémios com as vendas que os outros vendedores fazem, quando há um bónus de produtividade para o grupo todo. Nesse caso, TODOS os vendedores ganham o bónus, e não apenas o upline (porque NÃO há upline nem downline nessas empresas, os vendedores estão todos ao mesmo nível, o que há são hierarquias profissionais, com diferentes níveis de responsabilidade/rendimentos). À mesma, ninguém tem de fazer compras à empresa para ganhar essas comissões. É um procedimento totalmente legal, ao contrário dos apresetnados no plano de compensações da Agel.

    ——————————

    “Já a Agel anda de facto a tentar enganar muita gente, a começar pela tentativa de se fazer passar por uma legítima MLM, quando de facto é apenas um simulacro do conceito com práticas piramidais à mistura.”

    Conselhos:
    »»»» Dê provas do que acabou de dizer?”

    >>> Leia com atenção o conceito de MLM (segundo as associações de Vendas Directas) e perceba a diferença entre o mesmo e o esquema operado pela Agel. Em alternativa, e se quiser um resumo do assunto, consulte no meu blog os artigos com o título “Multinível VS Pirâmide”

    Vai encontrar provas que cheguem e sobrem.

    ————-

    “Denuncie a AGEL às autoridades Portuguesas!!”

    >>> Estou a tratar do assunto, não se preocupe.

    ————–

    Deixe alertá-lo, por último, para uma coisa: a falta de conhecimentos que o Sr. demonstra sobre os assuntos (nomeadamente no que concerne aos conceitos fundamentais que estão e causa, MLM, Pirâmide, e Vendas Directas), serve como amostra do panorama de conhecimentos dos membros reecrutados para a Agel. Eu já estive na sua posição – era completamente cego para a realidade, completamente ignorante – não entedia nem conhecia os conceitos. Se fosse seguir aquilo que me impingiram na apresentação Agel, por exemplo, estaria neste momento convecido que num esquema em pirâmide não há produtos transacionados, tal como o Sr.
    Isto é só um exemplo. Há muitos mais. Não vou maçã-lo com mais conversa porque é inútil – espero que estude e aprenda por si antes de vir dizer as coisas que disse, que apenas provam que não sabe de que é que está a falar.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  107. 18/01/2008 15:13

    Fábio,

    Será que pode entrar em contacto comigo? O assunto é importante.

    menard.pedro@gmail.com

    Obrigado e cumprimentos,

    Prdro

  108. 25/01/2008 7:06

    bom dia rapaziada.

    este tipo de discussão só torna agel mais forte.

    abraço

  109. 25/01/2008 13:12

    Caro JP,

    Quer elaborar melhor a sua afirmação?

    É que eu estou farto de puxar pela cabeça e não consigo chegar a nenhuma conclusão.

    Será por haver muita gente a “dizer mal da Agel” nestas discussões? Muita gente a dizer mal da Agel torna-a mais forte? Se for assim, então porque não se junta ao protesto, para ver se a torna AINDA mais forte?

    Será pela manifesta falta de argumentação e constantes contradições por parte dos membros da Agel que a empresa se torna mais forte?

    Será porque o simples “falar no assunto” atrai as atenções? Se for esse o caso, então pode sempre contar com o meu apoio, que não vai ser por falta de falatório que a Agel vai à falência.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  110. marcelo permalink
    28/01/2008 13:12

    Sinceramente esse pessoal só defende o MMN com unhas dentes por tem as questões financeira por trás…usam de técnicas de lavagem cerebral que volglariam apenas o SUCESSO é igual a dinheiro!!!!!!!!!!!!!!!!

    Dinheiro não é tudo mesmo…. essas pessoas em sua maioria que estão no MMN são de fato fracassadas em sua profissão de origem ou um bando de maria vai com as outras………..

  111. patricia permalink
    28/01/2008 17:08

    Pelo que percebi da discussão o melhor é ficarmos todos pela vidinha que temos, a trabalhar 8 horas diarias a fazer crescer empresas que não nos dão o devido valor, que abrem falencia por isso ser o melhor para elas e não para ois funcionarios, em que nos cortam as promoçoes porque estamos gravidas ou porque os nossos filhos pordem adoecer a qualquer altura, que não nos pagam as ferias não gozadas mas quando as tentamos tirar nunca é boa altura, empresas que não nos pagam horas extras mas se chegarmos 10 minutos atrasados levamos uma rebocado do big boss…. sim é melhor do que a AGEL!
    para todos os cépticos que acham que só os sonhos dos outros é que se realizam!
    A AGEL não descobriu a polvora, não encontrou nenhuma mina de ouro, simplesmente investe e remunera os que verdadeiramente trabalham e divulgam o produto. A AGEL tem todos os certificados e está inscrita da liga de empresas multinivel tendo estado 1 ano à espera dessa aprovação para iniciar a sua actividade, e todo o dinheiro da AGEL é tributavel, ou seja a AGEL paga os seus impostos, agora expliquem-me como é que uma empresa ilegal paga impostos! Portugal está a passar uma fase bastante critica mas ainda não chegamos a esse ponto.

  112. Helmo permalink
    28/01/2008 20:06

    Excelente blog .
    Trabalho com MMN , mas confesso que não gosto nem um pouco da maneira como grande parte dos líderes divulgam o negócio , vendendo ilusões inacessíveis à grande maioria . Também não respeitam o ritmo de cada pessoa . Pode ser até legal pregar que todos podem ficar ricos , mas não é moralmente correto . Se faço rede é porque tenho um produto muito bom e não porque mexo com a avareza das pessoas.

  113. conversa de pato permalink
    30/01/2008 0:00

    Partilho da opinião do Helmo mas é importante perceber que não são as empresas que se disvirtuam, são sim alguns lideres que o fazem ! Aliás estes só demonstram que não entendem a essencia dos projectos e em vez de serem mensageiros querem ser a mensagem….. Infelizmente é um problema da condição humana : a ânsia e ganância do poder.

  114. 30/01/2008 19:05

    Ao Conversa de Pato,

    Permita-me que discorde numa coisa essencial: se há desvirtuamento do modelo proposto pelas empresas, entáo elas são as principais responsáveis por esse desvirtuamento.

    A acção de “desvirtuar” pode partir da actividade no terreno por parte de “alguns líderes”, e nisso eles têm de facto uma quota parte da responsabilidade, mas a utilização de um sistema que permita abertamente, como é o caso da Agel, abordagens menos correctas ao plano, é da total responsabilidade da empresa. Se não há preocupação em delinear as regras exactas de actuação dos distribuidores (o contrato e o plano de compensações são dois documentos contraditórios) e ainda menos preocupação em controlar as actividades no terreno, então eu diria que esse desleixo todo é propositado. Ainda para mais havendo meios para tal.

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  115. Helmo permalink
    05/02/2008 1:13

    As empresas tem culpa sim , elas nada fazem ( com raríssimas excessões ) para impedir esses líderes inescrupulosos de venderem suas ilusões . Eu só conheci uma empresa que não permite esses abusos , é a Nu Skin .

  116. Sara permalink
    05/02/2008 15:15

    as empresas nao tem culpa mas sim as pessoas em si, da sua vida cada um sabe e faz dela o que acha bem, disse um dia Henry Ford: “Existem mais pessoas que desistem do que pessoas que fracassam”.
    hihihi assim como permitem pessoas que criticam os MLM’s tb devem permitir msg de quem os defende… a vida é o resultado das nossas acções, se alguém entra num MLM e fica sentado a espera nada cai do ceu mas quem luta e trabalha alcança realmente o sucesso. Agora o que é bom para mim, não quer dizer que o seja para outros, ai sim esta uma grande difrença.

    Beijinhos, e sejam felizes pois é isso que importa nesta vida

  117. Ana Maria permalink
    08/02/2008 13:03

    Boa Tarde a todos,
    Gostaria de expor o meu comentário.
    A Agel nunca será como qualquer outro empresa de MMN legal. Tenho pesquisado um pouco e algo me chamou muita ateção. A Agel veem trabalhando em cima de pessoas cadastradas já em outros MMN trazendo uma solução para a falta de disciplina e trabalho .
    Tenho acompanhado um MMN ha 8 anos e nunca vi em ocasião nenhuma eles (os líderes) falarem mal ou mostrarem alguma caracteristicas para cadastrarem pessoas de outro MMN. E sim, vi um mercado todo aberto onde mais ou menos 90% (desculpe não tenho a porcentagem certa) da população brasileira não conhecem o MMN ou não distribuim nenhum produto desses.
    Quando acessei esse site abaixo , percebi a falta de etica e a clara promoção em cima da empresa HBL.

    Adeus cápsulas, pastilhas ou comprimidos. Agora é Agel!

    Renda Extra??? Nunca mais!!!
    Tenha sua Independencia Financeira

    Obrigada

  118. Isabel permalink
    19/02/2008 12:04

    olá, muito boa tarde a todos os participantes do blog, especialmente aos seus criadores! vim aqui para dar o meu testemunho real da situação que se passa actualmente com o meu namorado. Ele decidiu entrar este mês para a agel, depois de ter assistido a uma apresentação e de ter sido “massacrado” , DE REFERIR, ele e os pais, por um colega a entrar neste negócio de sonho como eles referenciam. É de lamentar, que em pleno século XXI, ande meio mundo a enganar a outra metade! Quem é que hoje em dia dá algo a alguem sem ser á custa de muito trabalho e esforço.

    O meu namorado desde que entrou para este negócio que nao vê mais nada á frente, e só espero que mais tarde nao se venha a arrepender. Subiu-lhe a ambição á cabeça, e acredita plenamente que vai enriqueçer de um dia para o outro. Massacra os amigos com mensagens a tentar convence-los a entrar no negócio, mas ainda bem que ainda há pessoas com um minimo de inteligência e nao entram em “esquemas pirâmidais”. Sou uma leiga na matéria, mas como estudante de publicidade, nÃo tenho dúvidas em afirmar que o que a AGEL pratica é claramente publicidade subliminar que visa unicamente captar os seus possíveis clientes através de métodos que actuem no seu subconsciente. Concluindo, fazem uma lavagem ao cérebro que só visto é que se acredita.

  119. Jean Alex permalink
    21/02/2008 0:21

    Olá Isabel,
    Lí seu comentario e não pude deixar de dar minha opinião. Se estudasse a vida de Glen Jensen, CEO e fundador da Agel, veria que a Agel é uma empresa ética e muito séria. Infelizemente, alguns métodos utilizados por agumas pessoas quando as primeiras empresas de MMN entraram no Brasil, mancharam aimagem do MMN no Brasil. Muitos desses estão correndo para Agel, e estão aplicado esses mesmo metodos , individualmete para promover seu suposto negocio Agel. Deixe seu namorado ir em frente com o negocio Agel, mas vai aqui alguma sugestões para voce comentar com ele. O MMN é uma profissão e em tempo breve haverá formação regular para este profissional. Até temos livros e sites que falam sobre o assuto. Peça a ele que estude muito sobre MMN. Este é um trabalho que deve ser desenvolvido com calma, com moderação, com planejamento e estudo, e não desferindo chutes a esmo,na tentativa de afiliar pessoas. Enquanto ele não estiver ganhando o suficiete com MMN que lhe agrade, ele terá que fazer isso em seu tempo livre, mas com planejamento. Ou seja, tem que conciliar, afial ele tem amigos, familia, ou seu trabalho e voce. Há tudo tempo para tudo. Pés no chão, essa é frase. O negocio Agel é um projeto de negocio muito bom. Mas o MMN deve ser aprendido. Eu estou na Agel. Sucesso para voce e seu namorado!

  120. Pedro Menard permalink
    21/02/2008 7:01

    Caro Jean Alex,

    Peço desculpa por discordar totalmente da sua opinião, mas a Agel não tem nada a ver com MMN (ou MLM, como lhe queira chamar).

    O conceito de MMN tem a ver unica e exclusivamente com as “Vendas Directas”. É o seu sistema de recompensas – uma pessoa pode ganhar dinheiro com as suas próprias vendas a terceiros E com as vendas que o donwline efectua a terceiros (qualquer outra definição de MMN está deturpada, e se quiser pode informar-se junto das entidades que promovem e regulam este conceito).
    Ora, a Agel, se não estou em erro, não tem por primeira finalidade vender os produtos para fora da rede. Toda a base de sustento de comissões é originada nas COMPRAS (e não nas vendas) que o dowline faz. Isto, apesar de não ser por si só uma ilegalidade, levanta uma série de questões – a mais importante das quais a impossibilidade dos que ficam no final da rede ganharem dinheiro (não têm pessoas por baixo e não têm uma filosofia de “vender o produto a terceiros” – e mesmo que tivessem , os preços dos produtos são proibitivos e pouco competitivos) . Já agora, estes que ficam no final da rede representam “apenas” 90% ou mais do total de inscritos.

    Quando o Sr. nos pode para “estudar o MMN” não pode, de consciência tranquila, vir dizer que a Agel é MMN. Gostaria de ouvir a sua opinião sobre o que de facto é o MMN e o que de facto a Agel anda a fazer.

    A”tentativa de afiliar pessoas” é a única coisa que realmente interessa neste negócio – sem o recrutamente, não há possibilidades de evolução na Agel. Para se começar a ter lucro, é necessário ter um downline volumoso – cerca de 70 pessoas por baixo de nós. Para se começar a ganhar o equivalente ao ordenado mínimo nacional, é necessário ter pelo menos o triplo.

    Quanto à parte onde o Sr. diz: “é um trabalho que deve ser desenvolvido com calma, com moderação, com planejamento e estudo”, a minha pergunta é a seguinte: QUAL É O TRABALHO QUE NÃO EXIGE ESTAS APOSTAS? Será só o MMN que pede isto? (e nem vou mencionar a parte dos oportunistas, que recrutam a torto a direito e depois se deitam a dormir à sombra da bananeira e ganham com o recrutamento dos que entretanto meteram por baixo – é o chamado “convite a não fazer nada”, como referia a reportagem do Expresso sobre a Agel).

    Um vulgar esquema piramidal (com ou sem produtos à mistura), exige calma, moderação, planeamento e estudo para ser bem sucedido.

    Cumprimentos.

  121. 21/02/2008 9:20

    Mas quem disse que na Agel não existe vendas directas??? Clientes preferenciais nao passa disso mesmo a venda directa. Simplesmente a maioria das pessoas, e bem pois como é um MLM com 3 anos +/- prefere criar primeiro as sua rede de auto consumo para futuramente explorar o mercado de vendas directas. O que me parece é que muita gente entra na agel, e depois senta se a sombra de uma bananeira a espera que o dinheiro caia do céu, mas as coisas não sao assim isto é um negocio de pessoas, basta falar com pessoas umas dizem que sim, outras dizem que não e a gente vai levando a vida, acima de tudo o que mais me agrada é a excelente qualidade e benefícios que os produtos tem. Sou uma apaixonada? Sou :D amo os produtos Agel, tomo-os e tem me feito muito bem, especialmente as dores de costas que tinha e desapareceram. Sou maníaca a “massacrar” pessoas tal como foi aqui referido, para entrarem para o negócio? Não, mostro aos que mostram interesse, a partir dai está nas mãos de cada um. se vocês reclamarem das atitudes de cada um, opá a maioria até tem razão sem duvida. agora reclamarem da empresa vão pelo caminho errado, é MLM é legal é segura e tem uma equipe espectacular por traz.

    Beijinhos

  122. Pedro Menard permalink
    21/02/2008 9:52

    Cara Sara Cepeda,

    “Mas quem disse que na Agel não existe vendas directas??”.

    Não sei. Não fui eu. O que eu disse foi “Ora, a Agel, se não estou em erro, não tem por primeira finalidade vender os produtos para fora da rede.”

    ————–

    “Simplesmente a maioria das pessoas, e bem pois como é um MLM com 3 anos +/- prefere criar primeiro as sua rede de auto consumo para futuramente explorar o mercado de vendas directas”.

    Ah sim? Acho estranho. Acho estanho por duas razões:

    1) O contrato, mais uma vez, diz precisamente o contrário. Sugiro-lhe que leia com atenção o que diz a cláusula 8.4:

    A new Team Member’s primary source of business income is derived from selling the products at the suggested retail price. The retail profit is the difference between the Retail Price and the Team Member price of the product, less shipping costs.

    Se tiver alguma dúvida em relação a este ponto, faça favor de a expor.
    Portanto, se “a maioria das pessoas prefere criar primeiro uma rede de autoconsumo”, essas pessoas todas estão em situação de incumprimento para com a Agel. Mas, mais uma vez, digo-lhe que o contrato é para inglês ver, e nada mais.

    2) Quanto a clientes preferênciais, desafio-a a expor aqui a percentagem de vendas que é feita da Agel para os supostos “clientes preferênciais”, e a percentagem que é feita para dentro da rede. O que se passa é o seguinte: entre alguém ser um cliente preferêncial e ser um membro da rede, e se o objectivo é utilizar o produto, então compensará sempre mais entrar para a rede. Não sei quantos clientes preferênciais haverá por aí espalhados em Portugal, mas se chegarem a 200 ou 300 (contra os 6000 membros inscritos) até me espantaria.

    Bottom Line: Vendas Directas existem e estão contempladas no plano. No entanto, é uma opção marginal – NUNCA SERÁ A FILOSOFIA BASE DA EMPRESA, mesmo que tal venha enunciado no contrato e na promoção que fazem à DSA, à legitimidade, etc. e tal. O que interessa mesmo é o recrutamento e o subsequente autoconsumo (com ou sem qualidade nos produtos).
    É uma abordagem hipócrita ao conceito de MLM/MMN. Uma abordagem que se aproxima demasiado do conceito de pirâmide.

    Cumprimentos.

  123. gap permalink
    21/02/2008 10:56

    Se estudasse a vida de Glen Jensen, CEO e fundador da Agel, veria que a Agel é uma empresa ética e muito séria

    Se há 10 anos atrás vc estudasse a vida de Jeff Skilling também ficaria impressionado. Com 16 anos Jeff Skilling era produtor chefe de uma TV, primeiro aluno em Harvard, considerado visionário pela Fortune, pela Forbes e por todos os americanos. Em 2007 foi condenado a 24 anos de prisão por ter dado o maior golpe empresarial da história moderna: Enron, lembra? Culto a lideres é a maneira mais rápida de perder o senso critico, e de entrar pelos canos. O que deve ser analisado é o negócio Agel, e não a vida do CEO da empresa, pois o Jeff Skilling também tinha um curriculo invejável e era considerado modelo por toda a América.

    Infelizemente, alguns métodos utilizados por agumas pessoas quando as primeiras empresas de MMN entraram no Brasil, mancharam aimagem do MMN no Brasil

    Novamente o papo do Brasil. Lembrando que as denúncias mais pesadas contra o MMN estão vindo dos EUA, com filmes, documentários, livros, sites e blogs.

    Muitos desses estão correndo para Agel, e estão aplicado esses mesmo metodos , individualmete para promover seu suposto negocio Agel.

    Nisso eu concordo com vc. São sempre os mesmos e eles ficam pulando de MMN em MMN pra tentarem a riqueza da noite pro dia. Tem neguinho promovendo 10 MMNs ao mesmo tempo. E no mais eu concordo contigo também, ter pé no chão é uma boa pedida. Agora, nas reuniões dessas empresas o que menos se vê é o famoso “pé no chão”, já que a maioria delas tenta imputar na cabeça dos membros que eles devem recrutar, recrutar e recrutar. O comportamento do namorado dela provavelmente foi adquirido numa dessas reuniões e por toda essa filosofia do “tem que ser agora, tem que aproveitar a chance”, ai o fulano vira um chato de galocha tentando recrutar todo mundo. A maioria das empresas já fornecem esses treinamentos sensacionalistas.

  124. Pedro Menard permalink
    21/02/2008 12:13

    “Muitos desses estão correndo para Agel, e estão aplicado esses mesmo metodos , individualmete para promover seu suposto negocio Agel.”

    Uma pergunta que considero das mais pertinentes/importantes possíveis de serem colocadas e respondidas:

    DE QUEM É A CULPA QUE ESTAS SITUAÇÕES ACONTEÇAM? SERÁ SÓ DESSAS PESSOAS OPORTUNISTAS (e que, mesmo sendo oportunistas, vingam no negócio seguindo as regras propostas e ganham milhões)?

    De quem é a responsabilidade por permitir…?

    Responda-me só a isto, Sara, que eu fico contente.

    Cumprimentos.

  125. 21/02/2008 17:03

    Pedro Menard
    ao criar a sua rede esta a criar uma rede de auto consumo. e quando falo em vendas directas refiro me aos clientes preferenciais, que compram quando e se quiserem sem a “obrigação” por explo que eu tenho para me qualificar. Quanto a precentagem de vendas, é simples eles compram as caixas exactamente ao mesmo preço que eu compro, simplesmente contam como VC’s para mim.

    Pedro Menard quanto essas palavras que refere na sua ultima msg não sao minhas por isso não tenho que as opinar Contudo na Agel somos donos do nosso negócio. A Agel não tem culpa da forma como cada um o conduz. No meu caso é a primeira vez que faço algo relacionado com MLM sempre trabalhei para mim e sempre detestei ter patrões :D estou muito satisfeita com os resultados e ainda mais satisfeita pelas pessoas que encontro satisfeitas ;)

    Mas como costumo dizer mal era se todos gostasse mos do mesmo, onde estariam os lixeiros, os trolhas, os cozinheiros, os advogado, os médicos, etc, etc, etc.

  126. 03/03/2008 13:08

    Cara Sara,

    Peço desculpa pelo atraso na resposta, mas só agora é que reparei na sua mensagem (as vezes sou mesmo muito distraído…).

    “ao criar a sua rede esta a criar uma rede de auto consumo. ”

    >>> Certíssimo, o que equivale a dizer: “ao criar a sua rede, está a expandir a pirâmide de auto-consumo”.

    ——————-

    “e quando falo em vendas directas refiro me aos clientes preferenciais, que compram quando e se quiserem sem a “obrigação” por explo que eu tenho para me qualificar. Quanto a precentagem de vendas, é simples eles compram as caixas exactamente ao mesmo preço que eu compro, simplesmente contam como VC’s para mim.””

    >> De acordo. De certa maneira até concordo que esse tipo de vendas sejam consideradas “Vendas Directas” – o produto está a ser canalizado para fora da pirâ… oooops… da “rede de auto-consumo”. Gostava mesmo era de ver a percentagem de vendas que é feita nesse moldes. A sério que gostava. Essa informação deveria de ser publicada todos os meses pela Agel, como fonte facultativa de decisão para quem entra na rede.

    —————

    “A Agel não tem culpa da forma como cada um o conduz. No meu caso é a primeira vez que faço algo relacionado com MLM sempre trabalhei para mim e sempre detestei ter patrões :D estou muito satisfeita com os resultados e ainda mais satisfeita pelas pessoas que encontro satisfeitas ;)”

    >>> Certo… a Agel não tem culpa de nada. Não são eles anda metidos em ilegalidade… Certo! Desculpe-me por não partilhar todo o seu optimistmo em relação ao negócio, mas é que há quatro meses que ando convencido que a coisa é um esquema de vendas em pirâmide. Para primeira vez no MLM, eu diria que escolheu mesmo a empresa certa…

    Cumprimentos,

    Pedro Menard

  127. Renata permalink*
    07/03/2008 16:09

    Recomendo a todos os leitores a leitura ATENTA do ultimo post do blog do Pedro Menard. Segue o link (ja recomendado na pagina inicial)

    http://esgotocapitalista.blogspot.com/

    Parece-me que duas associacoes portuguesas reconhecem que a Agel constitui um esquema de piramide.

  128. Paulo Fonte permalink
    10/03/2008 8:48

    Só posso dizer que consumo os proutos da AGEL e estou extremamente satisfeito. Sou Mestre em Ciências do Desporto- especialização em Treino de Alto Rendimento e depois de uma vida de 18 anos como atleta de alta competição, posso dizer que são dos melhores produtops que até hoje consumi. De tal forma que tenho vários familiares e amigos a tomar os produtos da Agel e com resultados muito bons.
    Parabens Agel e obrigado port o que fizeram para o meu bem estar

  129. 10/03/2008 8:58

    Caro Paulo,

    O seu comentário merece alguns escalrecimentos, creio.

    Em primeiro lugar, o produto não está sob ataque por parte de ninguém. O que está debaixo de fogo é o modelo de negócio, que está ilegal em Portugal.

    Em segundo lugar, e relativamente ao desporto de alta competição, a que produtos ao certo é que se refere? Que produtos da concorrência tomou para poder comparar os resultados?

    Em terceiro lugar, quando menciona “familiares a amigos a tomar produtos Agel”, que produtos é que eles estão a tomar e, mais importante de tudo, QUE RESULTADOS SÃO ESSES MUITO BONS de que fala?

    Esclareça tudo mais em concreto, por favor, é que continuamos, como sempre, no reino do “vago absoluto” – é tudo muito bom e há grandes resultados, só que depois não há dados concretos para o comprovar.
    Que dados científicos tem para sustentar as suas afirmações????

    Eu também posso tomar vitaminas Centrum e dizer que os resultado são muito bons!

    Espero que compreenda, como leigo que sou na matéria, a minha desconfiança em relação àquilo que o Sr. diz. Está na altura de provarem as vossas afirmações! Senão ninguém acredita no que vocês dizem!

    Cumprimentos.

  130. Renata permalink*
    10/03/2008 13:34

    Os produtos podem ser os melhores do universo, mas a Agel opera em ilgalidade em Portugal, conforme a ASAE e a DECO.

  131. Geraldo Callegari permalink
    15/03/2008 13:17

    Prezados Srs.

    Com relação ao sistema de MMN eu considero semelhante a qualquer empresa dentro de um sistema capitalista.
    Em uma empresa tradicional temos normalmente a figura do Presidente, no topo da organização ganhando muito dinheiro jutamente com dos Diretores. Logo abaixo ganhando menos temos Gerentes, Supervisores, etc… e na base da pirâmide os funcionários menos qualificados que podem ficar trabalhando uma eternidade na empresa que nunca vão ganhar, por mais que se esforçem, nem a décima parte que ganha o presidente.

    Sob este aspecto até considero os sistemas de MMN mais democráticos, uma vez que as possibilidades estão disponíveis até para os menos letrados, e isto vai depender mais do esforço pessoal. Apesar de não trabalhar com Herbalife eu conheço pessoas que são somente vendedoras de produtos (não têm rede) e ganham valores próximos a US$ 10.000 /mês, algo que, com certeza, não conseguiriam fazer como funcionários de empresas tradicionais.

    Creio que muitas pessoas que criticam os sistemas de venda de MMN tentaram se desenvolver neste tipo de negócio e não obtiveram sucesso e este é principal motivo de serem extremamente críticos em relação ao MMN

  132. augustohf permalink*
    15/03/2008 14:55

    “Em uma empresa tradicional temos normalmente a figura do Presidente, no topo da organização ganhando muito dinheiro jutamente com dos Diretores. Logo abaixo ganhando menos temos Gerentes, Supervisores, etc… e na base da pirâmide os funcionários menos qualificados que podem ficar trabalhando uma eternidade na empresa que nunca vão ganhar, por mais que se esforçem, nem a décima parte que ganha o presidente”.

    Olá Geraldo

    Não é somente na empresa tradicional que temos a figura do Presidente, ganhando dinheiro com os Diretores, gerentes, supervisores etc. Nas empresas de MMN, como Herbalife e AGEL, também existe essa hierarquia, meu caro!! A diferença entre as duas está na esfera da distribuição/circulação dos produtos!! Em outras palavras, temos a esfera da administração, da produção e da circulação. Esta “casta hierárquica” é que cuida da esfera da administração, produção, e constroem as estratégias para a esfera da distribuição!! E é na esfera da circulação/distribuição que a coisa muda de figura. Numa empresa “tradicional”, as vendas são feitas para o consumidor final, através de canais de distribuição específicos, marketing/publicidade e propaganda etc. Ou seja, quem compra tá interessado no CONSUMO. Já numa empresa de MMN como a Herbalife ou AGEL, os intermediários/distribuidores acabam sendo os próprios consumidores!! E repare bem: eles são incitados a comprarem os produtos não pra consumirem, e sim para sustentar posições no plano de marketing, com o intuito de transmitir uma imagem positiva para seus downlines e futuros recrutas downlines. Vender aqui é SECUNDÁRIO PARA O DISTRIBUIDOR, QUE ESTÁ NA BASE DA CADEIA DE CONSUMO DA EMPRESA.

    Esse é o ponto de vista do distribuidor/consumidor. Para a EMPRESA, o consumidor acaba sendo o próprio distribuidor!! Isso é ótimo pra ela!! Ela passa os riscos da atividade para o distribuidor/consumidor, responsável por vender produtos, recrutar e difundir a marca!! Se o distribuidor vendeu ou não os produtos, não interessa para a empresa, pois seu lucro já foi realizado!! (empresas de MMN trabalham no seguinte esquema: dinheiro pra cá, produtos pra lá. Nada de vendas no cheque ou a prazo) É o melhor dos mundos para a empresa!! Dê uma olhada nos posts abaixo que vc entenderá melhor o que quero dizer:

    https://industriadadecepcao.wordpress.com/2007/10/12/a-herbalife-e-conivente-com-a-pilantragem-de-varios-de-seus-distribuidores/

    https://industriadadecepcao.wordpress.com/2008/01/21/os-lideres-mentem-os-numero-nao/

    Quanto aos funcionários menos graduados que nunca conseguirão ganhar o mesmo que um executivo, temos tbém outra diferença pra empresas de MMN: no caso da HBL, mais de 98% das pessoas não ganharão nada com trabalhando na empresa. Terão prejuízo e sairão em pouco mais de um ano!! É isso que vc considera um sistema “democrático”?

    Agora vejamos um operador de máquinas de uma empresa como a Petrobrás. O cara vai trabalhar e num mês ganhará seus R$ 3000,00, 3000 e pouco LÍQUIDOS, faça chuva ou faça Sol!! É dinheiro garantido na mão do cara, mesmo que não seja na quantidade que ganha um Executivo.

    Consegue entender a diferença? No caso de empresas de MMN como HBL e AGEL, a estrutura do sistema foi feita para os distribuidores PERDEREM dinheiro, pra ficarem no prejuízo (menos praqueles distribuidores que se encontram no topo da pirâmide)!! No caso de uma empresa “tradicional”, o cara pode ganhar pouco, mas ganha… aí vale o ditado: é melhor pingar do que secar!!

    Portanto, o desempenho no sistema de MMN está mais ligado às características específicas do plano de compensação/marketing do que do esforço pessoal!! A distribuidora Top de vendas da HBL ganha aproximadamente 14000 de lucro bruto, o que equivale a R$28.000,00 em vendas brutas. Mas ela é exceção, um caso raríssimo dentro desse sistema de distribuição, e dizer que tem gente que ganha isso apenas camufla a verdadeira realidade do sistema!!

    Só mais uma coisa: quanto à sua afirmação final “Creio que muitas pessoas que criticam os sistemas de venda de MMN tentaram se desenvolver neste tipo de negócio e não obtiveram sucesso e este é principal motivo de serem extremamente críticos em relação ao MMN”, nós editores deste blog não estamos aqui pq temos raiva ou não tivemos sucesso neste “negócio”. Estamos aqui pra estudar o MMN, as empresas que dele se utilizam e alertar a população a respeito desses esquemas fraudulentos que lesam pessoas. Nossa função aqui é de utilidade pública.

  133. Geraldo Callegari permalink
    15/03/2008 16:15

    Caro Augusto,

    eu entendo a sua argumentação e na verdade a mensagem que eu pretendia passar é a de que felizmente ou infelizmente o mundo capitalista é assim mesmo. Por exemplo, hoje em dia é muito comum a contratação de pessoas para a área comercial como Pessoas Jurídicas, isto é, a pessoa para trabalhar como representante comercial é obrigada a abrir uma empresa de representação – (no meu caso eu trabalho com autopeças) – normalmente esta pessoa tem que trabalhar em torno de 2 ou 3 anos para conseguir uma carteira de pedidos e conseguir ter rendimentos acima de R$ 10.000, e olha só que durante este período todas as despesas correram por conta dele, ai quando os rendimentos começam a chegar próximos de R$ 20.000 a empresa chega e diz: ” Olha precisamos fazer uma redistribuição de clientes, de área, etc…” e normalmente o rendimentos voltam a patamares de R$ 10.000.
    Desta forma o representante é obrigado a conseguir novas representadas para que indiviudalmente os rendimentos não sejam muito altos, então o intuíto do meu comentário tem como base a experiência de representante comercial, e se temos que ser críticos em relação aos MMN também temos que ser críticos com relação as empresas que se utilizam de representantes comerciais da forma como relatei acima.

  134. augustohf permalink*
    15/03/2008 17:46

    Ah Geraldo, agora entendi melhor o que vc quis transmitir como representante comercial. Nessa atividade específica, como vc bem sabe a maior parte dos riscos cai no lombo do representante, que funciona quase que como um”ente terceirizado” da empresa contratante. Mas mesmo assim, dependendo do tipo de contrato que vc faça com a empresa, vc consegue algum Toddy no final de um período de trabalho. E vc não sai falando pra todo mundo que tem a “melhor representação do mundo”, que outras pessoas devem virar representantes, pois isso seria contraproducente para seus proprios ganhos… virariam seus concorrentes!!

    Realmente quem possui poder econômico é que dita as regras no capitalismo. No nosso caso, são os grandes oligopólios, o setor financeiro e empresas que globalmente não possuem grande poder de monopólio, mas que regionalmente tem considerável aporte de capital e poder pra ditar regras. Quem depende delas para sobreviver sempre estará em desvantagem financeira, óbvio. É maioria da população, que é obrigada a vender sua força de trabalho em troca de um salário pra sobreviver, pra entrar, mesmo que de forma marginal, no mercado interno de consumo.

    Mas como eu já disse: essa população ganha seu dinheirinho, mesmo que não seja uma graaande quantidade. Vc como representante também ganha seu dinheiro. Vc gasta, mas ganha no mínimo para sobreviver, pois senão não seria ainda representante comercial. Agora um distribuidor de MMN agressivo/piramidal, em que o foco é o recrutamento e não as vendas (que perfaz mais de 99% dos MMNs), o destino é a perda de dinheiro, independentemente dele se esforçar, trabalhar pra caramba, dar o sangue (exceto para os pioneiros, que já estão no topo da hierarquia da rede). E o pior: o distribuidor/consumidor é induzido desde o início a acreditar que está numa excelente empresa e que ganhará muito dinheiro com a atividade, bastando pra isso trabalhar muito. Essa é a diferença.

  135. Layr Cruz permalink
    22/03/2008 13:34

    è lamentável tanta besteira que eu tenho visto neste post. O MMN é uma forma de trabalho, não garante sucesso, mas sim uma ferramenta para se construir uma renda expressiva e progressiva. De fato há uma massa de pessoas oportunistas que fazem mal ao sistema. Sem contar que não trabalham o plano de marketing de cada uma. Fui distribuidor Herbalife, através da empresa e dos treinamentos aprendi muito sobre a visão do MMN.

    Podemos escolher uma carreira, podemos prestar concursos públicos, podemos ter diversos diplomas, podemos nos aposentar no INSS.

    Faça sua escolha, O MMN é de fato para poucos, meus melhores amigos eu conheci no MMN. Hoje paralelamente a minha atividade principal eu desenvolvo o MMN. Estou criando minha base de consumidores pois os melhores produtos estão nesse mercado.

    Com herbalife eu emagreci mais de 20 kilos há cerca de 10 anos e continuo satisfeito com o resultado, é melhor shake do mercado. Minha esposa tomou durante a gravidez de meus dois filhos, eles nasceram com saúde e dificilmente ficam doentes, consumimos os produtos até hoje.

    Com a Forever Living minha familia tem obtido excelentes resultados, através da Aloe Vera meu pai com mais de 70 anos está sendo curado de sérios problemas de prostata. Isso é fato e temos documentos para isso. Da Forever tem-se a melhor pasta de dentes que eu já usei. Escovo os dentes de meu filho de 1,5 de vida. Nossa qualidade de vida está muito melhor.

    Com o cartão mega bonus do Unibanco estou criando uma receita extra.

    Sou teólogo, não tenho pressa de criar uma fortuna, pois os meu conceitos de riqueza e felicidade não estão baseados somente no dinheiro. Eu que tenho como certo é criar uma aposentadoria digna. Dar oportunidade para quem não tem. Criticar é muito fácil. Fazer é uma opção. Conheci pessoas comuns com resultados incomuns. Conheci um homem da Forever Living que era catador de papéis e puxador de carroça, hoje ele tem uma vida digna. Sua familia não depende mais das migalhas que lançamos em nossos lixos.

    tenho analizado o Plano da Agel, faz quem quer. Eu vou fazer. Para quem se esforça em criticar o MMN eu tenho uma resposta simples. Escolha uma empresa e trabalhe, senão vai ler bíblia, vai ler o talmud, o corão, Dai Lama, Zibia Gaspareto, jogar bola de gude, vai ler qualquer coisa e se aposente com o INSS.

    Ah… porque parei com Herbalife ? Por que eu quiz. Eu não tenho tempo livre para fazer o acompanhamento necessário do pós-venda e na prática os gordos são preguiçosos e sem força de vontade, compram os produtos, deixam em cima da geladeira ou armário, se entopem de macarronada, chocolates, biscoitos e se satisfazem dizendo que o produto não funciona e que é tudo uma porcaria.

    A grande marioria das pessoas querem o resultado mas não querem trabalhar, querem ser felizes sem esforço.

    Como profissional, pai de família, eu deixo minha experiência de MMN.

    Escolha uma empresa que lhe dê treinamento do produto, de vendas e marketing. Escreva seus objetivos de vida. Detalhe aquilo que você quer deixar para seus descendentes e TRABALHE. O INSS é uma questão de tempo.

  136. augustohf permalink*
    22/03/2008 18:38

    “é lamentável tanta besteira que eu tenho visto neste post”.

    Que besteiras, especificamente? (já começa com o sofisma da desqualificação)

    “”O MMN é uma forma de trabalho, não garante sucesso, mas sim uma “ferramenta para se construir uma renda expressiva e progressiva”.

    Dá uma olhada nos escritos do John Taylor, pra vc entender um pouquinho melhor isso que vc chama “renda progressiva”.

    http://www.mlm-thetruth.com/

    “De fato há uma massa de pessoas oportunistas que fazem mal ao sistema. Sem contar que não trabalham o plano de marketing de cada uma”.

    Siiiim, o velho argumento das maçãs podres em meio ao sistema que é uma mãe… o problema é sempre individual, nunca tem a ver com o “sistema”, que se apresenta como “perfeito ou quase perfeito”. Vc já se perguntou que, mesmo trabalhando o plano de marketing individual de cada uma, existe uma taxa de “fracasso” que é intrínseca ao próprio sistema? Quer dizer, independe do distribuidor? Dê uma olhada aqui pra entender melhor isso:

    https://industriadadecepcao.wordpress.com/2007/10/12/a-herbalife-e-conivente-com-a-pilantragem-de-varios-de-seus-distribuidores/

    https://industriadadecepcao.wordpress.com/2007/10/19/evidenciando-relacoes-entre-distribuidores-e-supervisores-da-herbalife-3/

    https://industriadadecepcao.wordpress.com/2008/01/21/os-lideres-mentem-os-numero-nao/

    “Fui distribuidor Herbalife, através da empresa e dos treinamentos aprendi muito sobre a visão do MMN”.

    Ah sim…. a visão deles sobre o MMN… eheheheh, vc tá de brincadeira conosco, né? Reitero os posts acima, e mais outros, e ainda te faço a pergunta: que tal trocar a “visão” pela REALIDADE? Ou melhor, o outro lado da realidade, que vc foi treinado para não enxergar?

    “Podemos escolher uma carreira, podemos prestar concursos públicos, podemos ter diversos diplomas, podemos nos aposentar no INSS”.

    Correto em parte. Pois isso vale apenas para aqueles que estão minimamente ligados a esse universo e possuem essas escolhas. Um carroceiro mirim dificilmente se tornará um advogado. Ele cresce ralando pra ajudar a colocar comida em casa. E senti uma ponta de ironia nesse argumento de “aposentar pelo INSS”. Aqui vc trás a velha discussão sobre mercado de trabalho “formal” X “informal”, além do sonho dos rendimentos vitalícios? (o velho sonho ligado ao MMN…). Ah, não posso esquecer de dizer que cometeu o sofisma Ignoratio Elenchi, ao deixar a ironia “aposentar no INSS”.

    “Faça sua escolha, O MMN é de fato para poucos, meus melhores amigos eu conheci no MMN. Hoje paralelamente a minha atividade principal eu desenvolvo o MMN. Estou criando minha base de consumidores pois os melhores produtos estão nesse mercado”.

    Sim. Para aqueles dispostos a jogar com as pessoas. São poucos que encontram uma linha boa, ou um nicho de mercado relevante (é claro que aqui não estamos falando dos pioneiros, que sempre ganham dinheiro com a atividade). E parece que vc terá de virar um Tutancamon pra construir sua base de consumidores. Já pulou em vários “galhos” de MMN!!

    E de onde vc tirou essa de que os melhores produtos estão nesse mercado? Da sua “experiência”? Eu poderia escrever um monte sobre essa parte específica, mas simplesmente farei uma pergunta: aonde é que estão as fontes de sua afirmação? Cite-as, por favor.

    “Com herbalife eu emagreci mais de 20 kilos há cerca de 10 anos e continuo satisfeito com o resultado, é melhor shake do mercado. Minha esposa tomou durante a gravidez de meus dois filhos, eles nasceram com saúde e dificilmente ficam doentes, consumimos os produtos até hoje”.

    Ah, que bom que funcionou pra vc. Mas “o melhor shake do mercado” é só por sua conta (eita, mais uma publicidade gratuita pra empresa…). Já que vc é um cara visual, vc já VIU o estudo da Proteste, dos shakes que são desequilibrados nutricionalmente, e que o da Herbalife está no meio? Não? Procure no Google e dá uma olhadinha…

    Ah, e mais uma Evidência Anedótica!!

    “Com a Forever Living minha familia tem obtido excelentes resultados, através da Aloe Vera meu pai com mais de 70 anos está sendo curado de sérios problemas de prostata. Isso é fato e temos documentos para isso. Da Forever tem-se a melhor pasta de dentes que eu já usei. Escovo os dentes de meu filho de 1,5 de vida. Nossa qualidade de vida está muito melhor”.

    Mas esses produtos não são suplementos alimentares? Agora vc quer atribuir propriedades terapêuticas/de cura a eles? Isso é charlatanismo e curandeirismo… (eita sofisma da evidência anedótica, heim?)

    “Com o cartão mega bonus do Unibanco estou criando uma receita extra”.

    Ué, mas a HBL não proibia seus distribuidores trabalharem em outro MMN? Ah, desculpe-me: parece que vc é mais daqueles que fica pulando “de galho em galho”…

    “Sou teólogo, não tenho pressa de criar uma fortuna, pois os meu conceitos de riqueza e felicidade não estão baseados somente no dinheiro”.

    E não espere conseguir ganhar isso com o MMN!! É mais fácil vc ganhar o prêmio principal da Lotofácil, Lotomania ou Quina do que ficar rico com o MMN!!

    “Eu que tenho como certo é criar uma aposentadoria digna. Dar oportunidade para quem não tem”.

    Sim, através da idéia da renda vitalícia, baseada na interminável rede de downlines… tá bom… e eu vou ganhar na Mega-Sena… o coelhinho da Páscoa veio me avisar….

    “Criticar é muito fácil. Fazer é uma opção. Conheci pessoas comuns com resultados incomuns. Conheci um homem da Forever Living que era catador de papéis e puxador de carroça, hoje ele tem uma vida digna. Sua familia não depende mais das migalhas que lançamos em nossos lixos”.

    Mais um sofisma da evidência anedótica. Das tantas parábolas de “pessoas de sucesso” que saíram do nada. Desejo ver vcs discutirem a natureza do sistema, mas sei que isso será meio complicado, pois vcs foram adestrados a acreditar que esse mesmo sistema não possui problema algum!! “O problema está somente nas pessoas”. E dá-lhe material de auto-ajuda!!!

    “tenho analizado o Plano da Agel, faz quem quer. Eu vou fazer. Para quem se esforça em criticar o MMN eu tenho uma resposta simples. Escolha uma empresa e trabalhe, senão vai ler bíblia, vai ler o talmud, o corão, Dai Lama, Zibia Gaspareto, jogar bola de gude, vai ler qualquer coisa e se aposente com o INSS”.

    Para aqueles que possuem sua mesma “visão” do MMN, faz quem acha que vai tirar alguma vantagem do pioneirismo, ou do jogo que está por trás da atividade. Mas para quem não tem sua “visão”, quem é verde no “conhecimento aobre o MMN, faz quem é INDUZIDO a fazê-lo!! E mais uma vez o lance do INSS… mais uma falácia do espantalho somada a uma falácia da pressuposição e Petitio Principii!!

    “Ah… porque parei com Herbalife ? Por que eu quiz. Eu não tenho tempo livre para fazer o acompanhamento necessário do pós-venda e na prática os gordos são preguiçosos e sem força de vontade, compram os produtos, deixam em cima da geladeira ou armário, se entopem de macarronada, chocolates, biscoitos e se satisfazem dizendo que o produto não funciona e que é tudo uma porcaria”.

    Sem comentários!! Que desculpa esfarrapada!! Os produtos de nutrição interna da Herba não são recomendados pra quem quer perder peso, manter peso com saúde (café-da-manhã ideal) ou ganhar peso? Vc saiu só por conta de um segmento de consumidores da Herba? E os produtos de nutrição externa? A linha NouriFusion não é a melhor do mercado? Tsssssssss…..

    “A grande marioria das pessoas querem o resultado mas não querem trabalhar, querem ser felizes sem esforço.
    Como profissional, pai de família, eu deixo minha experiência de MMN”.

    Recomendo vc não apelar pra adjetivos pessoais, como “pai de família”, só pra tentar dar mais credibilidade para aquilo que vc tá escrevendo. A credibilidade já foi perdida quando vc escreveu seu texto repleto de sofismas.

    Mas de qualquer maneira, saúde pra sua família!!

    “Escolha uma empresa que lhe dê treinamento do produto, de vendas e marketing. Escreva seus objetivos de vida. Detalhe aquilo que você quer deixar para seus descendentes e TRABALHE. O INSS é uma questão de tempo”.

    Pela terceira vez vc cita o INSS!! E vc elenca as mesmas recomendações manjadas para se ter “sucesso”, derivadas de material de auto-ajuda. Vc só se esqueceu de recomendar às pessoas colarem esses objetivos escritos em todos os cantos da casa. Pois assim vc os veria por todos os lados, e não se desviaria deles!! Seria uma poluição visual engraçada!!

    Vc defende as mesmas idéias de vários outros MMNlóides que postam aqui: tentam desqualificar o argumento sem colocar argumento para tanto!! Aliás, argumentam sim, mas ARGUMENTOS-SOFISMAS (Non Sequitur, Petitio Principii, falácia do espantalho, falácia da pressuposição, Ignoratio Elenchi, Desqualificação, evidência anedótica etc).

    https://industriadadecepcao.wordpress.com/2007/11/02/sofismas-e-mais-sofismas-utilizados-nos-%E2%80%9Ctreinamentos%E2%80%9D-e-scripts-da-herbalife-reproduzidos-pelos-seus-vendedores-e-de-mmn%E2%80%99s-agressivos-similares/

    Ao invés de refutar alguns argumentos do texto, resolveu dar sua “visão pessoal” e ainda por cima promover o MMN. Assim vcs fazem um papel rídiculo!! Eu poderia apagar seu post, pelo fato de vc ter violado uma das regras para se escrever (ater-se ao assunto do post), mas vou deixá-lo no ar como mostra dos argumentos sofismas utilizados por vcs pra defenderem seus “pontos de vista” (será que realmente esses são de vcs?)

  137. Layr Cruz permalink
    22/03/2008 21:43

    Lamento e peço desculpas pelos meus sofismas e pelo meu papel ridículo. Estou sendo sincero, quer acredite ou não. Talvez você tenha razão e eu ainda não tenha visto aquilo que você compreende claramente, e quando eu disse sobre o meu pai, eu comprovo, não sou mentiroso e não faltei o respeito para com ninguém, porém eu me sinto desrespeitado, pois publicamente você está me chamando de mentiroso. O fato é que o PSA dele estava muito acima e com Aloe Vera está praticamente normal. Não prometi nada sobre cura, relatei um fato, com ele aconteceu dessa forma.
    Eu gostaria de parar por aqui. Mais uma vez, peço desculpas e acredito que nós poderemos ser bons amigos independente daquilo que acreditamos ou defendemos.
    Um abraço

  138. augustohf permalink*
    23/03/2008 12:18

    Ok. A questão aqui não é ser sincero ou não (até acredito que vc e alguns outros que possuem opiniões semelhantes são sinceros, de acordo com os limites dados pelas CRENÇAS que vcs carregam). O que “pega” aqui é a atitude de atribuir um caso particular a matiz de possibilidade de verdade universal. Isso ocorre quando vc endeusa esses suplementos alimentares, utilizando para isso sua experiência pessoal. Os sofismas neste caso são instrumentos que vc utiliza p/ estruturar o pensamento e sustentar seu modo de captar a realidade. Eles são filtros que moldam sua maneira de ver o mundo (existem outros filtros que tbém moldam nossa percepção da realidade externa a nós, mas que não vêm ao caso agora). Ou quando vc dá o exemplo de seu pai. Vc disse agora que não promete nada sobre cura, mas olha só o que vc próprio disse:

    “através da Aloe Vera meu pai com mais de 70 anos está sendo CURADO de sérios problemas de prostata”.

    Viu? Vc mesmo disse que ele está sendo CURADO em virtude dos efeitos da Aloe Vera!! Curado de problemas de próstata, um mal que acomete cada vez mais homens em dada faixa etária!! E o post inteiro foi uma promoção às maravilhas que as empresas de MMN podem provocar na vida das pessoas!! Isso causa um impacto grande para quem está lendo, pois induz a um leitor desavisado tomar uma decisão baseado num caso pessoal que tem um suposto grau de sucesso!! (“Nossa, encontrei a solução praquele problema de meu parente: a ALOE VERA curará seu Câncer”).

    Como esse não é um experimento (estudo científico), não há como dizer que a melhora de seu pai foi exclusivamente ou parcialmente devido à substância em questão. Quantos outros fatores podem estar envolvidos com a melhora, fatores esses que vc não tenha percebido? Ótimo que a saúde de seu pai tenha melhorado, mas daí a inferir essa melhora devido a uma só substância, promovendo indiretamente essa substância é no mínimo irresponsabilidade!!
    Irresponsabilidade porque organismos diferentes possuem necessidades diferentes, e algum desavisado que leia seu post e que decida tomar a substância sem auxílio de um profissional, baseado somente na sua experiência contada, mesmo que sincera (pois se trata DA SUA CRENÇA), pode se dar muito mal!! Repito: não vou questionar aqui a melhora de seu pai.

    A questão aqui é extrapolar a melhora de UM indivíduo associando-a a matizes de cura num fórum público, lido por milhares de pessoas!! Sua intervenção parece inofensiva, mas na verdade se configura como uma defesa baseada num caso pessoal e numa indução a um comportamento que, apesar de ter uma intenção positiva, pode provocar efeitos deletérios a outras pessoas. Esse é o ponto. E esse comportamento é o mesmo da maioria de vendedores de marketing multinível. Pergunte-se porque.

    No mais, tudo certo. Vc continuará sendo bem-vindo a esse fórum.

    Feliz Páscoa

  139. Renata permalink*
    23/03/2008 19:34

    Layr

    você mencionou que fez Herbalife, faz forever e Mega Bônus…..e pretende ingressar na Agel….

    Por quê apostar em tantas empresas distintas? Uma só não seria suficiente? Ou você vive, basicamente, do que usufrui através de marketing multinível?

    Desculpe-me, apenas uma curiosidade. Confesso que acho estranha esta atitude de vários MMners, de apostar em várias destas empresas e nunca fixar-se por um bom tempo em nenhuma.

  140. Layr Cruz permalink
    23/03/2008 22:04

    Prezados Amigos desse Forum. Temos que lidar com os fatos. Eu reitero o meu pedido de desculpas pelos sofismas, compreendo que ao agir de boa fé não fui feliz em algumas colocações.

    Vou responder a Renata e aos demais:

    Herbalife: Fui distribuidor. hoje apenas consumo
    Forever Living: Apenas consumo, sou cadastrado para comprar com desconto.
    Mega Bonus: Estou desenvolvendo: não ocupa meu tempo, faço via anuncio google.

    Agel: Estou interessado em voltar ao MMN. Vou estudar melhor.

    Minha ocupação: Trabalho no ramo editorial mais 10 horas por dia, estudo teologia, Não tenho tempo para reuniões e reuniões e acompanhamentos e demais coisas.

    Respondendo especificamente à Renata: Eu não estou apostando nessas empresas. A unica que eu estou desenvolvendo nesse momento é o megabonus que não me requer praticamente nada de tempo.

    Um abraço a todos

  141. Renata permalink*
    23/03/2008 22:38

    Obrigada pela resposta!

  142. 10/04/2008 0:58

    Caros amigos o Brasil é o 4 pais, mas bem sucedido nesse mercado de mmn, em 2005 gerou, mas de R$12 bilhões, e existe muita gente que tinha uma vida qualquer e hoje pode ser dizerem que é rica que geraram fortunas com o mmn, porem você entra em um negocio como este sabendo de tudo o que acontece, e digo mais como todos negócios tem seus riscos, e eu creio que este seja um que tenha menor investimento e maior possibilidade de gerar riqueza. e quanto a o fato de pessoas terem gastado dotas as suas economias e se frustraram, e algo lamentável mesmo, mas é um risco que todos correm em tomar uma atitude como de tentar gerar o pró pio negocio, como poderia ter perdido todas as suas economias em uma lanchonete etc., mas eu vou ser bem sincero a respeito do mmn, eu era um pessoa que tinha a mesmo opinião sobre o mmn achava que era uma pirâmide, e que só quem era o primeiro ganhava, mas hoje com um executivo da agel eu vejo uma possibilidade de mudar de vida, pois sou um militar que ganha R$1.200,00 por mês e mal consigo viver e na agel com apenas uma semana de trabalho estou com um cheque de U$800,00, isso esta me proporcionado uma mudança de vida futura.

  143. Renata permalink*
    10/04/2008 10:56

    Daniel

    Como você já ganha participando da Agel?

    de duas uma: ou a Agel está operando ILEGALMENTE no Brasil, pois os produtos sequer foram aprovados pela Anvisa, ou esta de que você ganhou 800,00 é balela.

    No mais, MMN definitivamente, não é um negócio como outro qualquer. Condena mais de 90% dos participantes ao fracasso (fonte: .http://www.mlm-thetruth.com). Prove-nos o contrário.

  144. 10/04/2008 11:30

    Caro Daniel,

    A Renata já levantou a questão principal: como está você ganhando
    dinheiro com um produto que não está legalizado no Brasil? (e já agora, como está o Sr. a promover um negócio Agel no Brasil quando a própria empresa proíbe a actividade em mercados que ainda não foram abertos?).

    Outra coisa, relacionada com as “ferramentas de trabalho”: não será que o seu site está ilegal no Brasil? (em Portugal nem pergunto, visto que todos os sites da Agel estão ilegais).

    É que eu vejo logo na página de abertura uma imagem com os produtos em gel todos alinhados para a foto… algo que a Anvisa também não autoriza, como se calhar não sabe (ou então sabe e faz vista grossa).

    ——————–

    “Caros amigos o Brasil é o 4 pais, mas bem sucedido nesse mercado de mmn, em 2005 gerou, mas de R$12 bilhões,”

    >>>> Acredito. Mas a questão que há aqui a perguntar é a seguinte: para onde foram esses R$12 biliões? Como foram distribuidos pelas empresas promotoras e pelos milhares de pessoas que participaram em esquemas de MLM? (uma dica: metade desse valor foi parar aos bolsos das empresas, a outra metade foi para a menos de 10% do total de inscritos nas redes).

    Dê uma olhada neste link para perceber onde quero chegar:

    http://www.mlm-beobachter.de/mlm/mlmwachstum_e.htm

    ——————

    “e existe muita gente que tinha uma vida qualquer e hoje pode ser dizerem que é rica que geraram fortunas com o mmn,”

    >>> Também acredito. E também acredito noutra coisa: muitas mais pessoas perderam dinheiro e ficaram em situação pior do que o que estavam antes. O rácio é o seguinte: em cada 100 pessoas que se inscrevem, entre 1 e 10 ganham dinheiro, e entre 90 a 99 perdem dinheiro.

    É uma hipótese real de ganhar dinheiro? Sim, de facto é!

    É uma hipótese real de ficar rico? Sim, de facto, também é!

    Estas duas questões aplicam-se ao MLM e à lotaria.

    ———————–

    “mas eu vou ser bem sincero a respeito do mmn, eu era um pessoa que tinha a mesmo opinião sobre o mmn achava que era uma pirâmide, e que só quem era o primeiro ganhava, mas hoje com um executivo da agel eu vejo uma possibilidade de mudar de vida, pois sou um militar que ganha R$1.200,00 por mês e mal consigo viver e na agel com apenas uma semana de trabalho estou com um cheque de U$800,00, isso esta me proporcionado uma mudança de vida futura.”

    >>> Eu vou ser também bem sincero consigo: o Sr. tem algo de errado com a sua lógica de pensamento. O Sr. afirma que dantes pensava que o MLM era uma pirâmide. E agora? Já não acha o mesmo porquê ? É que esse USD800 de que o Sr. fala correspondem certamente a bónus de recrutamento de outras pessoas (só dessa forma, na Agel, o Sr. consegue ganhar tanto dinheiro na primeira semana, ainda que ele só lhe seja pago mais tarde – essa do “cheque” na mão é uma pura mentira). Ora, se o Sr. está a fazer dinheiro derivado do recrutamento, significa que o Sr. está a actuar segundo os princípios de uma pirâmide. É tão simples quanto isso.

    O que é uma pirâmide para si e o que é MLM legítimo?

    Cumprimentos,

  145. renata24 permalink*
    10/04/2008 12:06

    Pedro

    fiquei tão surpresa com a questão do cheque que simplesmente me ESQUECI de comentar os números do MMN apresentados pelo Daniel!!!!

    De todo modo, também concordo com ele: o Brasil é um próspero mercado de MMN e gera bilhões.

    Não tenho como NÃO concordar contigo acerca do destino destes bilhões. Nas mãos de menos de 1% dos participantes.

    Incrível o Sr Daniel mudar de opinião (sobre pirâmide) justamente com a Agel.

    Aguardo o conceito dele sobre pirâmide e a justificativa sobre o recebimento de valores antes da entrada da Agel no Brasil (informação que pode até gerar mais denúncia perante a Anvisa, quiçá Polícia Federal).

  146. Alex permalink
    26/06/2008 20:34

    Sem dúvida alguma vocês são pessoas bem inteligentes, não pude ler todos os comentarios aqui descritos mas o que puder ver me chamou a atenção, sou brasileiro e vivo no México, onde a Agel esta começando, não trabalho, não trabalhei e quem sabe no futuro trabalhe ou não com empresas MMN. Brasil, pais que reclama de falta de emprego, falta de oportunidade, exclusão social, vendo com bons olhos talvez estas seja a única oportunidade de pessoas que não tem com que comprar um butijão de gás, pagar a conta de luz atrasada, por falta de um emprego, por ter sido demitido, coisa que acredito os senhores não padeceram e peço a Deus que não passem por isso. Talvez seja a única oportunidade que tenha de regressar a uma vida financeira “normal” trabalhando em uma Herbalife, Agel…. o MMN que seja. Infelizmente nossa sociedade esta 24 horas com o dedo apontado para julgar seus atos, exemplo disso são os senhores debatendo este assunto, ao invés de ajudar ao seu proxímo que talvez bem proximo de vocês esteja passando dificuldades. Minha intensão não é ser agressivo ou critica-los, mas concientizar-los que alem do sonho de estar em um lancha super potente, coisa que obvio muita gente não estará, é poder comprar o básico para sobreviver. Um grande abraço a vocês e estamos em contato.

  147. augustohf permalink*
    27/06/2008 1:55

    “Infelizmente nossa sociedade esta 24 horas com o dedo apontado para julgar seus atos, exemplo disso são os senhores debatendo este assunto, ao invés de ajudar ao seu proxímo que talvez bem proximo de vocês esteja passando dificuldades”.

    ———– Entendo sua posição e desabafo. Todavia, o que nós fazemos neste blog é exatamente ajudar o próximo!! Ajudar ALERTANDO o público a respeito de esquemas fraudulentos que tentam transmitir uma imagem de idoneidade, de grande negócio, de empresa acima de qualquer suspeita. Esquemas esses que jogam a esmagadora maioria de seus participantes no lamaçal de perdas devido sua própria configuração estrutural. A possibilidade do trabalhador de sua explanação regressar a uma vida financeira normal é irrisória nesses esquemas. Pelo contrário: se ele, ao entrar numa dessas empresas tinha dificuldade de comprar um butijão de gás, pagar a conta de luz atrasada ou não ter um emprego por ter sido demitido, sua situação financeira piorará mais ainda após sua entrada para desenvolver o “negócio” nesse tipo de empresa.

    Em outras palavras, escrevemos tanto para aqueles que estão em empresas de marketing de rede fraudulentas, quanto para aqueles que ainda não entraram em nenhuma mas tiveram algum contato, ou para aquelas pessoas que desejam conhecer um pouco mais sobre esse “mundo”. E fazemos isso através de uma poderosa ferramenta, de largo alcance: a Internet”. Com isso visamos “cortar o mau pela raiz”.

    Ah, e isso não exclui a possibilidade de ajudarmos aqueles que estão bem próximos de nós!!

    Cumprimentos

  148. 27/06/2008 6:10

    Alex,

    Com o devido respeito, aquilo que o Sr. afirma é uma apelo directo às emoções humanas e um desrespeito total pela realidade dos números. É de quem pensa que sabe alguma coisa sobre estas empresas (que pelos vistos poderão ser a salvação financeira de muita gente), e na realidade nunca olhou para os número que de vez em quando vêem a público.

    Citado o seu comentário:

    “Brasil, pais que reclama de falta de emprego, falta de oportunidade, exclusão social, vendo com bons olhos talvez estas seja a única oportunidade de pessoas que não tem com que comprar um butijão de gás, pagar a conta de luz atrasada, por falta de um emprego, por ter sido demitido, coisa que acredito os senhores não padeceram e peço a Deus que não passem por isso. Talvez seja a única oportunidade que tenha de regressar a uma vida financeira “normal” trabalhando em uma Herbalife, Agel…. o MMN que seja.”

    >>>> Talvez seja a sua única oportunidade de SONHAR, nisso eu concordo consigo. Depois, se formos olhar para os estudo feitos, PARA OS NÚMEROS CONCRETOS NO TERRENO, eles dizem que 99% dos inscritos nessas redes FICAM MAIS POBRES do que quando começaram.

    A minha pergunta para si é a seguinte: assumindo que estes números são verdadeiros (e não lhe estou a pedir que acredite que são, estou só a colocar essa hipótese), o Sr. ainda defende que este é uma boa maneira de ajudar o “problema social”?

    (e já agora, não acha estranho que o Governo não subsidie estas empresas e as promova activamente, uma vez que pelos vistos representam uma boia de salvação bem real?)

    Cumprimentos.

  149. gap permalink
    27/06/2008 10:35

    Brasil, pais que reclama de falta de emprego, falta de oportunidade, exclusão social, vendo com bons olhos talvez estas seja a única oportunidade de pessoas que não tem com que comprar um butijão de gás, pagar a conta de luz atrasada, por falta de um emprego, por ter sido demitido…

    e bla bla bla… odeio essas hipocrisias. Pra começar, se Herbalife, Agel e empresas de MMN que atuam nos mesmos moldes dessas empresas citadas fossem realmente uma boa oportunidade de renda, nós seriamos os primeiros a defendê-las. Empresas do tipo Avon, essas sim são uma oportunidade de renda, seja principal ou secundária, porque vendem produtos a preços justos e não apenas a oportunidade do século. Discordo de vc, pois, principalmente o Brasil, é o país que tem que ficar em alerta contra essas empresas, como Agel, Herbalife e etc. Exatamente por existirem tantas pessoas com dificuldades financeiras é que o Brasil se torna presa fácil desses esquemas.
    E o problema é ainda pior porque os brasileiros possuem uma visão romântica dos estrangeiros, a maioria dos brasileiros pensa que todo sueco é milionário e que todo canadense é gênio. Ai quando os gringos trazem os esquemas pra cá, pronto, todo mundo caindo feito patinho.

  150. Josélia permalink
    21/07/2008 8:28

    Pessoal, vcs ganham dinheiro para ficar aqui discutindo se essa empresa é boa, se não é??? Se o MMN presta se não presta??? Que absurdo, deixe cada um fazer o que bem entende, vão cada um cuidar da sua própria vida, seguir o que acreditam e pronto. Não se se sabem existe em todos nós a PODER DE ESCOLHERMOS NOSSOS CAMINHOS . Vocês todos também estão querendo fazer uma lavagem cerebral, convencendo o povo do contrário que estas empresas estão. Portanto, creio ser uma inutilidade. Vamos cada um cuidar da nossa vida e deixar que cada um cuide da sua, repito!!!

  151. gap permalink
    21/07/2008 10:59

    Josélia

    Que absurdo, deixe cada um fazer o que bem entende, vão cada um cuidar da sua própria vida, seguir o que acreditam e pronto.

    Bastaria as empresas de MMN fornecerem os dados de suas taxas de sucesso e insucesso no negócio, que nosso blog sequer existiria. E outra, diga isso para as pessoas que, graças ao nosso blog e similares, evitaram essas armadilhas financeiras como Herbalife, Forever e Agel. É óbvio que vc defende o falso discurso moralista de livre arbitrio, porque isso é bom para o MMN, pessoas desinformadas sobre as grandes taxas de fracasso de sistema é o que alimenta o sistema, então entendo tua posição de “deixem as pessoas decidirem sozinhas”. Ótimo, e deixaremos, assim que as empresas de MMN começarem a mostrar em suas reuniões de negócios todos os números de fracasso, sucesso, taxa de desistência, retenção, gastos reais e todo tipo de informação necessária para que os interessados tomem uma decisão racional, e não um decisão baseada em achismos do tipo “nossa, fulano era catador de papel e agora ganha tantos mil reais por mês”, mas não contam que o fulano tá no topo da organização e ganha aquilo graças ao prejuizo da base.

  152. 21/07/2008 12:58

    Josélia,

    “Pessoal, vcs ganham dinheiro para ficar aqui discutindo se essa empresa é boa, se não é???”

    >> É verdade. Nós somos pagos pelo FBI para denunciar situações de fraude que eles nã podem, abertamente, condenar. O meu salário ascende mensalmente a várias centenas de milhares de reais, só por conta dos meus comentários aqui. E uma vez que ganho um valor fico mais um valor variável por cada letra que escrevo, por esta altura já tenho mais dinheiro na conta bancária do que se fosse membro sénior da Agel.

    ———–
    “existe em todos nós a PODER DE ESCOLHERMOS NOSSOS CAMINHOS . ”

    > Mas será que alguém lhe está a negar o direito/poder de escolher o seu caminho? Nós estamos mostrando o outro lado do MLM para as pessoas. Elas que investiguem o que quiserem por sua conta se não acreditarem em nós. Pense nisso, está bem? Pense em quem é que realmente pressiona os outros a aceitarem informações distorcidas.

    Cumprimentos.

  153. 20/08/2008 19:00

    Boa Noite
    Muito se tem falado da Agel e da Herbalife mas o que são estas duas empresas?
    As duas são quase iguais com produtos diferentes, para quem fala que a AGEL é uma piramide digo que primeiro pesquisem sobre o que falam pois Piramide é onde se dá dinheiro sem nada em troca na AGEL vc está comprando um produto e se quiser pode fazer o negocio senão quiser toma só os produtos , tão simples como isto, vc vai numa ervanaria e compra um produto paga e traz o produto, isso é piramide??? acho que não, ná AGEL ou Herbalife ou outros MMN vc compra o produto e pode ganhar dinheiro, que mal há ou mesmo ilegalidade existe nisso?? Desde que faça os descontos para o estado e pague os seus impostos é bem legal e além disso trata de sua saude.

  154. Renata permalink*
    20/08/2008 21:04

    “As duas são quase iguais com produtos diferentes, para quem fala que a AGEL é uma piramide digo que primeiro pesquisem sobre o que falam pois Piramide é onde se dá dinheiro sem nada em troca na AGEL vc está comprando um produto e se quiser pode fazer o negocio senão quiser toma só os produtos , tão simples como isto, vc vai numa ervanaria e compra um produto paga e traz o produto, isso é piramide???”

    Concordo que são empresas quase iguais mesmo. Com produtos superfaturados e de eficácia não comprovada pela comunidade científica internacional.

    Pesquise você, digo eu. É sabido e “sacramentado”: a presença de produto não impede configuração piramidal de empresa nenhuma de mmn.
    O que mais se vê em mmn é a estrutura piramidal – na qual os produtos servem apenas como subterfúgio para fins de legalização. Portanto, sim, Agel e Herbalife são duas pirâmides legalizadas e muito bem disfarçadas.

  155. 21/08/2008 5:28

    Caro Marco Paulo,

    Gostei do seu site. É dos mais interessantes que vi de todos os da Agel que consultei até ao momento, apesar da estafada e necessária repetição das mesmas ideias. A imagem é limpa, quase cristalina. O que é pena é estar a publicitar um negócio ilegal.

    O Sr. diz-nos para pesquisar sobre assuntos que não conheçamos antes de falar sobre eles. Pois eu sugiro-lhe a si precisamente a mesma coisa. O conceito de pirâmide não está limitado aos sistemas que não ofereçam produtos ou serviços. De facto, neste momento o que se passa é exactamente o contrário: o Sr. não encontra nenhuma empresa que se arrisque a lançar uma pirâmide nesses moldes. Seria o caminho mais rápido para se ser apanhado, multado e fechado.

    Para a minha conversa não cair em saco roto, sugiro-lhe que pesquise informações sobre as seguintes (grandes) empresas de MLM que foram fechadas por serem pirâmides disfarçadas nos Estados Unidos (a “terra” de onde a Agel é originária, pasme-se): Equinox, Omnitrition e Burnlounge.

    Sugiro-lhe ainda que consulte o documento seguinte, publicado pela Comissão Europeia à uns anos atrás, e que às páginas tantas refere o seguinte:

    “”Os Sistemas de Pirâmide modernos são planeados de forma a escaparem à aplicação de estatutos anti-piramidais. A sua estrutura assemelha-se à de um Sistema de Marketing Multinível. (…) Tais sistemas (piramidais) vendem produtos ao consumidor final que são geralmente de boa qualidade. (…)”

    fonte: http://ec.europa.eu/consumers/cons_int/safe_shop/door_sell/sur10_02.pdf

    —–

    Acerca da Agel em concreto, sugiro de passe atentamente os olhos pelo meu blog ( http://esgotocapitalista.blogspot.com/ ). É a fonte não-oficial mais completa que vai conseguir arranjar sobre a empresa. É também o local onde vai encontrar opiniões da DECO e da ASAE sobre a (i)legalidade do negócio em território português.

    Cumprimentos.

  156. Ana permalink
    19/02/2009 16:08

    que aconteceu a Agel em Portugal? Ruiu tudo?

    • Renata permalink*
      20/02/2009 21:46

      Boa indagação Ana. Averiguarei. Acredito (pessoalmente) em saturação mercadológica.

  157. ricardo leitão permalink
    08/03/2009 12:53

    Obviamente a Agel, depois de milhares de pessoas terem investido muito $$$, fechou em Portugal. Tb eu entrei na Agel, investi cerca de 2000 Euros, e tb eu como a maioria fiquei a arder mas sabem uma coisa? Não me arrependo, e sabem pq? Pq fiquei vacinado contra ageis e herbalifes, ao menos a herbalife tem produto bom segundo dizem várias pessoas, a agel é como um virus, por onde passa destroi enquanto pode e depois passa para outro país. Quem ganhou com a agel em Portugal? 10 ou 20 pessoas, os 1ºs a entrar, e agora até os carros , que compraram na altura estão a vender e isto tudo para milhares de pessoas terem ficado a arder. Resumindo a agel em um unico adjectivo? VIRUS, por onde passa destroi.

  158. 26/09/2014 15:01

    eu realmente acho uma enorme piada :-)
    esses membros dizem que ganham fortunas na internet, com sites da Herbalife e Agel, mas o site deles é sempre alojamento grátis com um sub-domínio web feioso :-)) lool

    se ganhassem dinheiro, será que não teriam 10 ou 15 euros $ para pagar um alojamento web e domínio próprio?

    ehehehe :))

  159. 26/09/2014 15:05

    Já repararam na página Wikipedia sobre a “Agel” ?
    Foi fundada no UTAH , em E.U.A :-)

    ehehe

    O Utah é o estado onde existe maior número de seitas, de todos os tipos, e onde existem os Mórmons.

    coincidência???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: