Skip to content

Governo Espanhol recomenda cautela na utilização de produtos Herbalife

21/04/2008

Os produtos da empresa Herbalife estão sob investigação na Espanha, conforme divulgado em veículos de comunicação como o jornal EL MUNDO.

Algumas fontes:

Matéria no jornal “Diário Digital”
Matéria no “IOL Diário”
Blog Alimentarte

Dois importantes veículos de comunicação social portugueses também noticiaram o alerta:

Matéria no “Público” de Portugal

Matéria no “TSF Online” de Portugal

Outros casos de hepatotoxicidade foram relatados na Suíça e em Israel, conforme noticiado no “Journal of Hepatology”.

Agora, foram relatados casos na Espanha. O primeiro alerta feito pelos especialistas não era isolado, pode-se concluir.

Embora as conclusões sejam no sentido de recomendar precaução e a associação entre os casos analisados e a ingestão de produtos seja de difícil prova (“Por outro lado, o facto de a Herbalife vender os seus produtos directamente ao domicílio, sem ter lojas abertas ao público, transformando-se muitas vezes os próprios consumidores em distribuidores, “dificulta muito o acompanhamento dos produtos, que legalmente deveria abranger toda a cadeia alimentar desde o início até ao consumo”, explicou o Ministério da Saúde.) deve-se levar em consideração que nem tudo é recomendável para todos. E a grande maioria dos distribuidores da Herbalife não tem conhecimento nutricional para identificar, entre a rede, os que não podem consumir tais produtos.

Embora nosso objetivo seja alertar os leitores sobre o modelo de negócio praticado pela Herbalife (e de muitas empresas de marketing multinível), não podemos deixar de levar ao conhecimento dos leitores o fato de que há possibilidade de que o consumo dos produtos pode sim, ter feito mal a saúde de algumas pessoas.

Se assim não fosse, não haveria uma preocupação endossada pelo alerta emitido pelo Governo Espanhol.

Além das fontes citadas anteriormente, a notícia foi veiculada no canal Rádio e Televisão de Portugal, a famosa RTP (que inclusive faz parte dos canais de Tv por assinatura aqui no Brasil).

“Espanha detecta problemas com produtos Herbalife

O Ministério da Saúde e Consumo de Espanha alertou, esta segunda-feira, para a existência de um total de nove casos de toxicidade hepática (doenças do fígado de manifestação diversa), presumivelmente associados ao consumo de produtos dietéticos Herbalife. Fruto desta situação, o organismo recomendou já «cuidado» no consumo de suplementos desta marca. De acordo com a imprensa espanhola, os primeiros casos terão sido detectados no Principado de Astúrias, entre 2003 e 2007.

Ainda segundo as mesmas fontes, todos os produtos comercializados pela Herbalife estão, neste momento, dentro da legalidade, embora o facto de serem comercializados directamente ao domicílio dificulte, segundo a Ministério da Saúde espanhol, a verificação e rastreamento dos mesmos.”

“Casos de toxicidade hepática investigados em Espanha

Nove casos de toxicidade hepática registados entre 2003 e 2007, em pessoas que tomavam o produto dietético Herbalife, levaram as autoridades espanholas de saúde a investigar se há um nexo de causalidade entre a toma desse produto e a toxicidade verificada.”

Notícia veiculada no canal português RTP

Dia 21/04/2008

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

E mais:

Herbalife garante que não são conhecidos casos em Portugal

A Herbalife Portugal reage com “surpresa” às investigações e garante que em Portugal não há qualquer caso conhecido de toxicidade pela toma dos produtos.

A Direcção-Geral de Saúde refere que não há casos de toxicidade notificados em Portugal.”

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Um dia depois dessa noticia, o governo português também resolveu alertar seus consumidores para que tenham cautela ao consumirem produtos dietéticos, como Herbalife.

.

Leia também:

.

Entrevista com o especialista em fraudes do MMN – Jon Taylor

Entrevista com a especialista em fraudes do MMN – Tracy Coenen

À procura do MMN perfeito

Sofismas e falácias dos distribuidores de MMN

Eneida Bini deixa o cargo de diretora da Herbalife

Herbalife é atentado à saúde pública, alertam os nutricionistas

FDI retira acusações contra a Herbalife

Herbalife, Agel, Amway: MMN legítimo ou MMN pirâmide?

Herbalife: lavagem cerebral na prática – parte 1

Herbalife: lavagem cerebral na prática – parte 2

Um olhar psicanalítico acerca de grupos de distribuidores das empresas de marketing de rede e de fiéis de várias instituições religiosas

Intoxicação do fígado pela Herbalife

Algumas relações entre supervisores e distribuidores da Herbalife

Herbalife: todo mundo fora de controleee

Herbalife conivente com a pilantragem de seus distribuidores

Depoimento: O Show de Truman

Herbalife: um negócio como outro qualquer?

Meu contato com Herbalife e MMN

Monavie: Os números de um bom negócio?

Teste para avaliar se uma empresa de MMN é ou não é pirâmide

Scripts para recrutar trouxas – parte 1

Scripts para recrutar trouxas – parte 2

Scripts para recrutar trouxas – parte 3

Scripts para recrutar trouxas – parte 4

8 Comentários
  1. 21/04/2008 15:12

    A reacção da Directora Geral da Herbalife em Portugal foi esta:

    http://www.tsf.pt/online/vida/interior.asp?id_artigo=TSF191085

    Eu não vou nessa conversa. Pura e simplesmente não acredito que a manda-chuva do negócio nunca soube dos relatos no “Journal of Hepatology”.

    Aos poucos e poucos, a verdade vem ao de cima.

    Cumprimentos.

  2. Quebrado permalink
    21/04/2008 21:24

    fantástico…. to gostando, ta esquentado!!! daqui a pouco racha a empresa e tomara que leve o restante todo com ela.

  3. 22/04/2008 13:14

    Interessante matéria!

  4. 22/04/2008 18:26

    No seguimento da reacção das autoridades espanholas, e em conformidade de atitude, o Ministro da Saúde portugûes desaconselhou, publicamente, o consumo de produtos dietéticos sem controlo.

    http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1326629&idCanal=62

    Vejam só as reacções dos Herbalóides à notícia, nos comentários de reposta…

    Cumprimentos.

  5. renata24 permalink*
    22/04/2008 20:01

    Pedro

    o mesmo teor dos comentários que os herbalizados geralmente postam aqui…..agora é o Ministro que não sabe que a Herbalife está há 28 anos no mercado, em 65 países, blablabla………..

    Sobre a hepatotoxicidade???? Nada. Alguma manifestação consistente por parte da empresa? Também não….

    Acho que esta notícia (aliada as descobertas do FDI) trará um imenso desgasta a esta empresa.

    Abraços

  6. 23/04/2008 19:15

    Por engano chamei de Ministro da Saúde ao Ministro da Agricultura (lol).

    Já repararam no silêncio da trupe da Herbalife, no que respeita a essas notícias? Parece que caiu uma bonba de hidrogénio. Nem pio.

    Onde estão as vossas provas científicas de que os produtos resultam?

    Cumprimentos.

  7. renata24 permalink*
    23/04/2008 20:34

    bom, esta questão sobre hepatotoxicidade pode “render”…considerando-se aquele artigo publicado no Journal of Hepatology em outubro/2007…..

    então, vou indicar o link contendo a resposta que a Herbalife deu quando foi publicado o artigo sobre os casos apurados na Suíça em Israel….muito provavelmente, a Herbalife (caso se dê ao trabalho de responder nesta hipótese…) fará um pronunciamento semelhante.

    http://www.hepato.com/p_tratamentos_alternativos/herbalife_20080109.html

    É esperar para ver.

  8. Renata permalink*
    26/04/2008 11:39

    Resposta da Herbalife, postada por um distribuidor da empresa no orkut:

    “On April 21, 2008, the Ministerio de Sanidad Y Consumo, Spain’s Ministry of Health, issued a “Recommendation of precaution when consuming products of the Herbalife brand.” The company is in an ongoing discussion with the agency and is providing the final section of its dossier on April 23, 2008 as previously agreed. As the company has noted in its previous public filings, from time to time it receives inquiries such as the one from Spain and cooperates fully with the authority involved. Herbalife will continue to cooperate with Spanish authorities to help them more fully understand the scientific issues involved and the safety of our products.

    The alert cites caution due to “suspicious cases” of “hepatic toxicity presumably associated with the consumption of products from Herbalife.” No specific product or ingredient that might have contributed to liver problems is named in the alert. Herbalife has an adverse event reporting procedure that deals with the small number of queries we receive from doctors and consumers and we have an open dialogue with the medical community. All adverse event reports are investigated thoroughly in consultation with the consumer and the physician (if available) to fully understand the facts. In the United States, Herbalife strongly supported legislation mandating the submission of all dietary supplement and over-the-counter drug serious adverse events to the Food & Drug Administration. That law took effect in December 2007.
    For more than 28 years, tens of millions of Herbalife consumers worldwide have been safely using Herbalife products with an extremely low incidence of serious adverse event reports citing liver function abnormalities.
    Herbalife operates in 65 countries and has in excess of 400 products in its product range. In Spain, the company sells 48 products, including products for skin and hair care such as facial creams, shampoo and soap. In its recommendation, the Spanish Ministry of Health also questioned whether the company’s distribution model would hinder its ability to trace the sales of its products. The company believes that its business model actually enhances its ability to follow up on product sales since it is able to contact its network of 1.7 million distributors worldwide in the event of a product issue, who in turn can contact their customers. Retail stores or other sales methods may not have records of individual consumer purchases.

    “Our 1.7 million Herbalife Independent Distributors are aware of the benefits of our products,” said Michael O. Johnson, chairman and chief executive officer of Herbalife. “Along with our scientific and medical staff and advisors, they are confident in our science. For more than 28 years, our Distributors have worked closely with their customers to achieve healthier lives by combining the use of our products with moderate exercise and a healthy, active lifestyle.”

    http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=30733085&tid=2582801731177985306&na=2&nst=38

    Bem, implicitamente, a empresa afirma que pode vir a ter controle sobre a cadeia final de consumidores (conclui-se que atualmente, a Herbalife não tem controle algum, o que torna a apuração dos casos extremamente difícil) e assume que há casos de hepatotoxicidade.

    No restante, típica resposta herbalóide. Temos 1.7 milhões de distribuidores satisfeitos, estamos no mercado há 28 anos, em 65 países…….o que todos já leram por aqui.

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: