Skip to content

Herbalife: os líderes mentem, os números não (2)

26/05/2012

Para visualizar o 1º post sobre o assunto, clique aqui.

Há tempos nosso blog vem alertando sobre a lesividade do MMN em geral e do sistema da Herbalife em particular. O plano de marketing da HBL tem como característica principal uma lógica que incita não a venda de produtos (que já possuem preços bem superiores a similares no mercado), mas o recrutamento de novos distribuidores, provocando alta rotação na base de seu sistema – mais de 60% de seus distribuidores saem após um ano, após sofrerem perdas financeiras e não renovarem seu status no plano de marketing -, perdas para mais de 95% de seus participantes no prazo de 2 anos e meio, e de 99,8% para distribuidores com 5 anos de “casa”, concentração dos ganhos para os distribuidores situados na hierarquia superior do plano de marketing (GET’s, Millionaires e Presidentes). Isso tudo faz com que ela efetivamente tenha poucos clientes no varejo (clientes FORA da rede), sendo sua marca maior a transferência de dinheiro dos novos recrutas para os uplines, condenando mais de 95% a perdas financeiras.

As perdas totais dos participantes das empresas de MMN contidas no estudo de Robert FitzPatrick perfazem 5 bilhões de dólares anuais, se computadas as taxas de adesão, despesas para se fazer o negócio e para promover a “fantástica oportunidade”.

Como bem nos lembra FitzPatrick, estas prerrogativas não são exclusivas da HBL, mas são encontradas em relatórios consolidados de outras gigantes do MMN, como NuSkin, Usana, Amway. São dados numéricos, OFICIAIS, que confirmam que quase 100% dos participantes dessas gigantes, em especial a HBL, recebem menos de 10 dólares (20 reais) por semana em comissões, sem incluir aí no bolo as despesas para se fazer o “negócio”, o que no caso da HBL inclui, por exemplo, gasolina, material promocional, viagens, eventos de adestramento – HOM’s, Seminários, STS’s, Extravaganzas –  etc.

A receita total das onze empresas de seu estudo ultrapassa os US$ 12 bilhões. Aproximadamente 9 milhões de consumidores em todo o mundo gastam nestes esquemas a cada ano, embora poucos produtos comprados são realmente revendidos aos usuários finais. Os distribuidores recém-contratados se tornar de fato e involuntariamente os usuários finais do esquema. Suas próprias compras diretas e pagamentos de outras taxas representam quase a totalidade das receitas dessas empresas.

Contra esses fatos, a HBL sempre se defende com as mesmas falácias: “porque somos uma das maiores empresas de MMN do mundo”, “temos uma oportunidade de negócios fantástica e compensadora calcada em produtos de qualidade para quem quiser ter uma vida saudável”, “3,5 bilhões de dólares em faturamento em 2011 no mundo inteiro”, “um prêmio Nobel assina nossos produtos”, “temos o CEO do ano conosco”, “estamos em 79 países com mais de 2,7 milhões de distribuidores”, e outros clichês mais. Essas falácias são utilizadas para convencer novos recrutas acerca da suposta oportunidade de negócios, mas também convencê-los de que seu prejuízo financeiro aconteceu exclusivamente por sua culpa; isso de certa forma legitima a substituição desses recrutas “inúteis” por “sangue novo”, que desconhecem os dados de perdas financeiras que confirmam que o problema não está na pessoa, mas na falha estrutural inerente a esse sistema de distribuição.

Porém, essas mesmas táticas estão ficando surradas. David Einhorn, da Greenlight Capital, em entrevista reproduzida no site de Tracy Coenen, resolveu fazer perguntas (as mesmas que fazemos há tempos aqui, no Indústria da Decepção) numa conferência em que a HBL apresentava seus números (obviamente, os números que a interessavam). E causou desconforto, dúvidas e ceticismo sobre a pujança que a HBL tenta demonstrar em suas reuniões e relatórios. Mais do que isso: suas questões e a maneira com a qual foram colocadas na conferência ajudaram a provocar uma queda de 20% das ações da HBL!

Se serve de alerta aos distribuidores da HBL, como consta na reportagem de Louis Basenese, David Einhorn tem faro apurado para detectar fraudes. Em julho de 2007, por exemplo, ele afirmou que o Lehman Brothers estava usando práticas contábeis duvidosas. E pouco mais de um ano depois, o Lehman pediu ajuda para não falir: a maior ajuda a um Banco de Investimentos na história dos EUA! Separaremos algumas perguntas feitas por Einhorn e depois faremos alguns comentários a respeito.

1) Primeira rodada de perguntas

David Einhorn: Eu tenho duas perguntas para você. Primeiro, quanto em termo das vendas finais é consumido fora da rede de distribuição e quanto é consumido dentro da rede de distribuição?

Primeiro o representante da HBL enrola, falando dos clubes de nutrição, equipes comerciais e sobre o crescimento do negócio. Daí então Einhorn insiste novamente:

David Einhorn: Então, qual é a porcentagem que é vendida aos consumidores que não são distribuidores?

Desmond Walsh (representante HBL): Então David, não temos uma porcentagem exata, porque não conseguimos enxergar nesse nível de detalhe.

David Einhorn: Você tem uma aproximação?

Desmond Walsh: acreditamos que é um número por volta de 70% ou mais.

Essa é uma regra sem utilidade, pois eles não a acompanham, monitoram ou aplicam. O mais correto é, no mínimo,o consumo de 70% pelos próprios distribuidores da HBL. A Herbalife, na verdade, conforme consta no texto da Tracy, admite que não tem ideia de quantos dos produtos são vendidos  para distribuidores e quantos são vendidos para clientes reais, versus quantos estão sendo estocados por distribuidores que compram os produtos para se qualificar e auferir comissões. Eles mesmos admitem que não possuem maneiras de saber com precisão quantos são os consumidores situados fora da rede.

FitzPatrick traz provas cabais que refutam o choramingo de que a HBL venderia, através de seus distribuidores, uma boa quantidade de produtos para clientes FORA da rede. Resumindo seu estudo,

  • A Herbalife não pode oferecer provas concretas de que tem muitos clientes fora da rede, pois ela mesma diz que não acompanha esses.
  • a Herbalife não possui praticamente nenhum cliente fora da rede, transferindo assim o dinheiro das compras de novos recrutas para os uplines, condenando mais de 90% a sempre perder.
  • A alta rotação na base do sistema tornaria muito difícil para seus distribuidores formar uma rede de vendas para fora da rede.
  •  As compras médias globais de todos os distribuidores são de apenas 190$ de um mês, que significa, com 25% de margem bruta, US$ 12 por semana, sem deduzir as despesas para se fazer o “negócio”.
  • Por isso é que o recrutamento é baseado em grandes compras feitas pelos “novos líderes de visão”, sendo que até 33% do dinheiro das compras vai direto dos recrutas para seus uplines, na forma de bônus e royalties. Em cima desse esquema, a Herbalife ganha quase metade de sua receita anual total a partir das grandes compras iniciais resultante da persuasão de consumidores que para participarem do esquema como “líderes”. As recompensas vindas do recrutamento são muito mais lucrativas do que aquelas vindas das vendas. Resumindo, a Herbalife ainda pode operar por anos, apenas a partir das compras de distribuidores que não vendem para fora da rede. O modelo de negócios e o plano de remuneração baseiam-se nas entradas de dinheiro com as compras de novos distribuidores e no pagamento de comissões bônus pelo recrutamento, e não pela geração de vendas para fora da rede de distribuição.

2) Segunda rodada de perguntas

Einhorn então passou a perguntar sobre recrutamento versus vendas:

David Einhorn: Estou tentando entender isso claramente. Se eu vender a um cliente – eu sou um supervisor, compro com desconto de 50%, eu vendo para um cliente no intuito de fazer 50 pontos percentuais de lucro, uma vez que ele pague o preço total do produto. Se ele se inscreve como um distribuidor e adquire o produto de mim, ele recebe um desconto de 25% e eu tenho 7 pontos percentuais relativos a royalties, é assim que funciona?

Desmond Walsh: Não. Você tem direito aos outros 25%.

David Einhorn: Vou pegar os 25% mais os 7%.

Desmond Walsh: você está ganhando royalties e a diferença na venda. Então, com um desconto de 50%, você vende a ele com um desconto de 25%. E assim a diferença entre os dois é o seu lucro sobre essa venda.

David Einhorn: Certo. Então, se ele se inscreve como um distribuidor e compra por si mesmo da Herbalife o produto, eu ainda obtenho os 25%?

Desmond Walsh: Isso é correto.

Como diz a Tracy, poucas informações são fornecidas aqui. A questão principal é que a HBL está interessada no recrutamento de novos distribuidores, pois ela vive disso e pra isso, como já explicamos aqui. Para ela, o produto é só o invólucro, um eufemismo para as atividades de recrutamento, com vistas a dar legitimidade ao negócio.

Seus distribuidores possuem grandes dificuldades para vender seus estoques, sendo quase impossível reunir uma grande base de clientes para viver das vendas do produto; por isso, os distribuidores vão tentar recrutar outros distribuidores, na esperança que estes recrutem mais distribuidores, e dessa maneira os primeiros possam auferir comissões e bônus inerentes ao recrutamento de sua rede, numa cadeia interminável de recrutamento. A lógica para os downlines é a mesma: sustentar a cadeia infinita de recrutamento. Aí está inserida a alta rotação na base, e o alto índice de fracasso inerente ao sistema que é pago pelos seus clientes/consumidores. Através disto vemos a verdadeira face desse sistema: uma pirâmide com produtos (Teste Taylor), um esquema lesivo à sua maioria, como também atestou recentemente um tribunal belga, que vaticinou que a Herbalife é um esquema de pirâmide que vive do recrutamento de novos distribuidores, e não da venda de produtos para clientes quem se situam fora de sua rede de distribuição.

3) Terceira rodada de perguntas (Potenciais líderes de vendas – supervisores)

Pra finalizar, Einhorn pergunta:

David Einhorn: Ok, muito bom. Uma última pergunta. De acordo com o último relatório 10-K (relatório entregue à SEC – Comissão de Valores Mobiliários dos EUA), foram divulgados 3 grupos de distribuidores situados na base do sistema (para aqueles que fazem a primeira compra). Vocês os chamaram de compradores com desconto (29%, que compra com desconto de 25%), varejistas de pequeno porte (57%, que compra com desconto de 35%) e os outros 14%, que compram com desconto de 42%, os construtores de sucesso. Então eu tenho duas perguntas. Primeiro, como você controla e como você caracteriza e sabe quem é quem? E segundo, por que vocês pararam de divulgar esses números no último 10-K? É algo que vocês pararam de rastrear ou simplesmente pararam de divulgar?

John DeSimone (representante da HBL): Os critérios para o agrupamento de distribuidores em diferentes classes foi baseada em seu volume de compras. E nós fazemos a suposição de que os recrutas situados na base não faziam o negócio, somente comprando para consumo próprio. Eu não me lembro dos valores exatos, mas posso fazê-lo após a conferência. Um dos motivos pelos quais tiramos do 10-K é que não o vemos como uma informação valiosa para a empresa ou aos investidores. No entanto, podemos facilmente fornecer essa informação, se quiser. Eu posso enviá-la para você e para os nossos investidores. Novamente, eu não me lembro da delimitação exata entre as 3 classes, mas eu certamente posso obtê-la para você. Nosso objetivo é sermos completamente transparentes.

A classificação de distribuidores (que não são líderes no plano de marketing) nas categorias de compradores com desconto, varejistas de pequeno porte e construtores de sucesso é importante. DeSimone afirma que a classificação é feita com base nas compras dos distribuidores. Esses montantes de compras muito pequenas são consideradas compras para consumo pessoal. Este número é importante, porque nos dá uma pista sobre como e se muitos distribuidores estão vendendo para terceiros.

FitzPatrick critica a divulgação sobre este tema a partir do 2010 10-K , argumentando que ela é incompleta (e, portanto, sem sentido) por conta do que não diz ao leitor:

Leia o relatório com atenção. Você vai perceber que, enquanto parece esclarecer a natureza fundamental do negócio, a Herbalife não revela nada. Percentagens de “encomendas” – registro dos produtos comprados -, e não da força de vendas, são fornecidas. Mas percentagens (29%, 57% e 14%) de quais encomendas? Todas as encomendas da empresa? As percentagens somadas perfazem 100%. Mas 100% de quê? Obviamente, não pode ser 100% de todas as encomendas, já que elas se referem apenas às encomendas dos “não-líderes”. Então, se a referência for aos percentuais de encomendas entre os não-líderes, esta categoria representa quanto em relação aos pedidos totais? Dados não divulgados. Bem, então, qual o percentual de vendedores existe em cada “categoria” que produziu estas percentagens de encomendas? Não divulgado.

Os dados, numa primeira leitura, parecem revelar uma quantidade precisa de encomendas destinadas ao autoconsumo (e, portanto, produtos não distribuídos para consumidores finais, fora da rede), mas sem revelar o tamanho dessas “categorias” ou a percentagem de encomendas totais à empresa, os dados na realidade não revelam nada.

Mesmo o quantitativo para estas “categorias” – compradores com desconto, varejistas de pequeno porte e construtores de sucesso - não é divulgado (divulgadas as percentagens, mas não o quantitativo). A HBL apenas relata que as categorias são baseadas em seus padrões de pedidos, que por sua vez não são divulgados, o que significa falta de qualquer evidência verificável ou quantificável relacionada ao varejo. No entanto, como lembra Tracy, a decisão do tribunal belga e as ações judiciais anteriores têm demonstrado, este é o fator crítico que determina se a Herbalife é uma empresa de vendas diretas ou um esquema de pirâmide fraudulenta. Esse fator é cuidadosa e habilmente escondido.

Mesmo assim, há pelo menos algo a ser aprendido com esses dados incompletos. Montamos uma tabela com base em dados dos relatórios 10K emitidos a partir de 2007:

Tabela 1: percentual de compras por extrato de distribuidores da base extraída do relatório 10K* (em %)

Categorias da base do sistema/Ano 2007 2008 2009 2010 2011**
Compradores com desconto 52 51 47 29 27
Varejistas de pequeno porte 26 29 36 57 61
Construtores de Sucesso 22 20 17 14 12
Total 100 100 100 100 100

*Dados que excluem as vendas na China.

**Liberados pela Herbalife após a conferência em que Einhorn fez as perguntas.

Daí fica a pergunta cabal: por que a Herbalife não divulgou vários dados no mais recente relatório 10K? Como também já visualizou a Tracy e o FitzPatrick, podemos ver que o número de supervisores potenciais vem caindo a cada ano, para 12% em 2011! Este “supervisor potencial” é o ente do qual a Herbalife depende para crescer. A empresa depende do recrutamento e se o número de supervisores potenciais, que são as pessoas das quais se espera o ímpeto recrutador para os próximos anos, decaiu para pouco mais de 50% em relação a 4 anos atrás (de ano para ano), existe um problema óbvio: a perspectiva para futuros recrutas da Herbalife está diminuindo.

Mas não é só isso. Seguindo o raciocínio da Tracy, do qual também temos conhecimento há longa data, não é a primeira vez que dados importantes foram deixados de lado do relatório 10K. Há muito tempo, a Herbalife divulgava em seus arquivos junto à SEC a taxa de rotatividade de seus distribuidores. Isso inclui os distribuidores que foram “supervisores” ou “construtores de sucesso”. Geramos a tabela abaixo para que o leitor possa ter a exata noção da variação:

 

Tabela 2: rotatividade de supervisores e distribuidores

Categoria/Ano 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011
Supervisores que não se requalificaram   60%   60% 57,5% 59% 59,7% 57% 51% 49%*
Distribuidores que não se qualificaram a supervisores +90% +90%  ___ ____ ____ ____ ____ _____

*Excluindo a China

A divulgação desse dados é DEVASTADORA. Algum distribuidor mais afoito diria que o mercado está melhorando para a HBL, pois o número de distribuidores que está se requalificando está subindo (de 40% em 2004 para 51% em 2011). O afoito distribuidor só teria se esquecido de um “pequeno” detalhe: enquanto a Herbalife berra aos quatro cantos que no final de 2011 – relatório 10K – fechou com 2,7 milhões de distribuidores, com 548.000 deles sendo considerados líderes de vendas (categorias que vão de construtor de sucesso no seu 1º mês de supervisão e supervisor propriamente dito em diante – WT, GET, Millionaire, Presidente, Chairman), ela não diz que mais de 90% dos 2.152.000 distribuidores TÊM QUE SER substituídos em 2012. Ou seja, por volta de quase 2 milhões de distribuidores devem ser renovados para o próximo ano! É algo absurdo! Por isso a estratégia agressiva na busca de novos mercados: nos mercados antigos, como EUA e países da Europa (Brasil quase chegando lá), a saturação é um desafio que atormenta a empresa. E isso nem inclui ainda a quantidade de supervisores, GET’s e WT’s que PERDEM dinheiro com a atividade. O crescimento do número de requalificações pode também ser indício de maior concentração no topo da casta de distribuição.

E não nos esqueçamos que o número de supervisores potenciais (aqueles que Herbalife tem esperanças de que começarão a espiral do recrutamento – os construtores de sucesso) caiu para apenas 12%, vide tabela 1.

Mas como a Herbalife pensa crescer, já que esses números estão caindo?

A Herbalife disse que está se concentrando no chamado “método de negócios de consumo diário”, o famoso Espaço Vida Saudável (EVS), em que são vendidos produtos a granel a consumidores. Eles tentam se concentrar em encontrar distribuidores que queiram ser clientes pelo fato de que, obviamente, os dados que dizem respeito aos distribuidores que querem ser recrutadores estão caindo. Mas por quanto tempo mais a Herbalife pode sustentar seu crescimento através de distribuidores que só são consumidores?

Depois da conferência, a HBL tentou ridicularizar as perguntas de Einhorn. Como podemos ver acima, em vão. Os dados sobre o sistema da gigante são claros, límpidos, cristalinos. Quem não está cego ou sob efeito de PNL vê isso claramente. A situação está cada vez complicada pra ela. E enquanto isso, seus líderes mentem, os números não!!

.

Leia também

.

Herbalife: os líderes mentem, os números não

Entrevista com o especialista em fraudes do MMN – Jon Taylor

Entrevista com a especialista em fraudes do MMN – Tracy Coenen

A procura do MMN perfeito

O que está errado com o marketing multinível?

Sofismas e falácias dos distribuidores de MMN

Herbalife é atentado à saúde pública, alertam os nutricionistas

Herbalife, Agel, Amway: MMN legítimo ou MMN pirâmide?

Herbalife: lavagem cerebral na prática – parte 1

Herbalife: lavagem cerebral na prática – parte 2

Um olhar psicanalítico acerca de grupos de distribuidores das empresas de marketing de rede e de fiéis de várias instituições religiosas

Algumas relações entre supervisores e distribuidores da Herbalife

Herbalife conivente com a pilantragem de seus distribuidores

Teste para avaliar se uma empresa de MMN é ou não é pirâmide

Scripts para recrutar trouxas – parte 1

Scripts para recrutar trouxas – parte 2

Scripts para recrutar trouxas – parte 3

Scripts para recrutar trouxas – parte 4

75 Comentários leave one →
  1. Daniel permalink
    26/05/2012 15:33

    Esse Fernando Augusto dono do blog Industria da Decepção é o mesmo do SGDA?
    ( Sistema de Ganho de Dinheiro Automático )

    • Renata Lima permalink*
      26/05/2012 17:23

      Não, o Fernando não tem nenhuma relação com o SGDA.

  2. 29/05/2012 1:43

    Toda essa questão acima postada é algo que, para mim, é muito claro . Porém, recentemente me vieram questões que, creio eu, seriam protagonistas de uma nova discussão, que a meu ver poriam em xeque (talvez não xeque mate, mas xeque) a atitude agressiva de praticar mmn da Hbl.
    Um dia desses, estava lendo a Veja e me deparei com uma propaganda da Herbalife. Não foi a primeira vez que vi isso, mas nesse momento “zap”, me veio um click, daí então me perguntei:
    Se a Herbalife, que há anos prega que os meios tradicionais de marketing são altamente caros, ultrapassados e ineficientes diante da revolução viral que representa o mmn, porque ela investe tanto em comerciais de tv e revistas, além de investir uma fortuna no seu garoto propaganda, o Messi, melhor jogador do mundo?
    Ora, sendo uma empresa a principal defensora de um tipo completamente “novo” de se fazer marketing, é, no mínimo, contraditório a mesma se posicionar diante dos seus distribuidores utilizando uma metodologia avessa ao princípio fundamental que rege a filosofia dessa empresa.
    Associando esse fato aos números que foram apresentados nas tabelas deste post é possível chegar a, pelo menos, uma conclusão: A Herbalife NÃO está crescendo.
    Ademais, diria que é concebível arriscar uma sugestão acerca dos planos da empresa para o futuro: Focar no varejo. (!!!)
    Isso mesmo. É possivel que essa seja a última alternativa para a sobrevivência da companhia! Não agora. De modo algum eu pensaria isso. Mas no longo prazo, talvez. Pelo menos nos países em que seu mercado já tenha se esgotado.
    Com o mercado saturado, sinceramente, não vejo outra saída (Embora nem essa é infalível).
    Bem, essa é a questão. Tenho uma teoria que elucidaria mais detalhadamente essa ideia.
    Tenho consciencia de que é uma ideia maluca, polêmica e, para alguns, absurda… mas analisando a conjuntura dos fatos, verão que faz algum sentido.

    Obs: Nada disso redime a hbl de todos os pecados cometidos durante anos e anos (e muitos anos que virão). Ela continuará praticando o mesmo marketing enquanto puder. E o que eu sugeri acima só poderá acontecer se a Hbl ainda existir nesse tempo.

    • Renata Lima permalink*
      29/05/2012 10:53

      a hbl tá “escoando” o estoque nos evs – tem pra todo canto.

      não deixa de ser uma boa ideia, já que as vendas ao consumidor final são dificílimas em razão do preço. Um shake da hbl sai por mais de 100 reais, não é para todo mundo.

  3. 31/05/2012 23:12

    Fernando, parabéns pelo artigo, ficou excelente! E obrigado pela honra de faze-lo uma continuação do meu =)

    A Herbalife tá sofrendo é com a concorrência dos outros MMN, que são mais atraentes, mais arrojados (não interpretar como “menos nocivos”), e isso mostra o quanto que no MMN o que vale é a proposta de negócios e não o produto.

    O fato do nosso amigo David tem olho de gavião pra detectar Titanics também preocupa (não eu, eu não invisto na herba, rs).

    E a ironia maior fica por conta da Avon estar comprando um assento nesse Titanic chamado MMN, pois está claro que agora a companhia Herbalife está indo por um terreno pantanoso.

    abs

  4. Guilherme permalink
    11/06/2012 0:12

    Velho!!
    Parabéns!!
    Cara o mundo precisa de gente que divulgue esse tipo de informação!
    Parabéns MESMO!!

  5. joelson hott permalink
    04/07/2012 16:08

    Parabens pelo artigo, gostei muito. Não conhecia o site e gostaria de saber o que vocês sabem sobre a MMN Mister Colibri.

  6. 03/08/2012 23:14

    ixii… mais bombas… a Herbalife assumiu publicamente que o número de vendas feitas pra fora da rede NÃO INTERESSAM a ela. Chamaram uma empresa pra pesquisar quantas pessoas fora da rede consumiam Herbalife nos EUA, e concluiram que só 10%(!!!) das vendas são externas.

    Mais no blog da Tracy http://www.sequenceinc.com/fraudfiles/2012/08/herbalifeimportant-or-not-important/

    Cadê o selinho Bernard Madoff pra Herba??

    • Fernando permalink*
      05/08/2012 19:33

      Pois é, é selinho Bernard Madoff, Dona Branca, Lehman Brothers e u monte mais junto! Às vezes ainda não acredito na desfaçatez com a qual diversas pessoas que desse sistema fazem parte defendem-no.

    • William Borges Penna permalink
      09/02/2013 16:04

      Olá! Gosto desse blog faz MUITO tempo e sempre busquei abrir os olhos das pessoas que estão ao meu redor com relação a esses golpes (até minha esposa chegou a vender a êbalife antes de nos conhecermos). Eu tenho uma dúvida que está me deixando de cabelo em pé faz alguns dias e ainda não consegui a explicação sozinho:
      Esses EVS´s (Espaço vida saudavel) podem funcionar normalmente? Digo, não é necessária NENHUMa fiscalização com relação a forma de preparo e armazenagem de produtos que serão comercializados para clientes? Sem fiscalização, quem garante que não estão usando água do tanque para preparar os produtos? Se é necessária fiscalização, saberia me dizer á qual orgão devo me reportar para fazer as devidas avaliações? Desde já agradeço. Espero que estejam vendo o que o senhor Bill Ackman está fazendo para acabar com essa “empresa” nos Estados Unidos.

    • Renata Lima permalink*
      09/02/2013 18:21

      Vigilância sanitária é competente para fiscalizar isto.

      O blog tem acompanhado sim…mas só vai pronunciar-se se houverem consequências.

      A hbl volta e meia é denunciada, as ações caem, mas não houve resultado prático (condenação, decisão, etc…) ainda. Obrigada pela participação.

  7. Cleiton permalink
    14/08/2012 20:34

    Olá pessoal.
    Entrei num multinível recentemente e gostaria que vocês analisassem também.
    é chamado canal polishop com voce.
    tentei na busca do blog e nao tem nada.

  8. E. Rochgarden permalink
    17/08/2012 4:56

    Muito bacana o post, pessoal.

    Eu sempre visito o blog quando possível e gosto muito das informações explicitadas e esmiúçadas aqui.

    Vocês já tem conhecimento da Dreams & Gold, novo MMN da dissidência do MYTC capitaneado pelo ”querido” Ricardo Figueiró. Pretendem demonstrar seus métodos, aqui?

    Aguardando por mais novidades e sempre pasmo pelos cegos que ainda defendem ferrenhamente o MMN como única defesa do que é puro e belo.

    Abraços!

    • Renata Lima permalink*
      17/08/2012 12:35

      Sim, sabemos sobre a dreams and gold, mas não abordaremos. É a mesma coisa que a my travel, quem quiser saber é só ler o post da my travel que o essencial está ali.

      Obrigada pela participação.

  9. Line permalink
    23/08/2012 15:11

    Olha só o que os recrutadores da herbalife estão fazendo para assediar as pessoas: http://www.stsbrasil.com.br/scripts.php um roteiro para fisgar as vítimas.

    • Renata Lima permalink*
      23/08/2012 15:32

      “APRESENTAÇÃO DO VÍDEO DO DVD (ENTUSIASMO!)
      Durante o vídeo, olhe para a tela, sorria, faça sinal de positivo com a cabeça e JAMAIS pare a reunião para responder perguntas. Faça de conta para seu amigo que é a primeira vez que está assistindo”

      Ui! Eu já tinha visto isto..
      Por isto todo mundo de herbalife tem o mesmo discurso – a empresa sugere até a postura que o distribuidor deve adotar na hora do video.

      Por estas (e várias outras) afirmamos com convicção que distribuidor de mmn não é (e nunca será) empreendedor. Não há criação de nada. Quanto mais eles falam “fora de controleeee” mais fica óbvia a existência do controle que os scripts da empresa exercem sobre os distribuidores.

    • 21/05/2013 22:26

      Vc alguma vez já foi uma distribuidora? Você pode flar daquilo que não sabe? já esteve diretamente ligada a tudo isso? já esteve em um EVS? Responda essas perguntas e te direi se concordo contigo ou não…..vc não sabe nada…não entende nada…como pode ficar ai jogando na cabeça das pessoas lixo…

    • Renata Lima permalink*
      22/05/2013 15:31

      cada vez que um asno como você vem a este forum, MUITA GENTE lê e constata qual o perfil do distribuidor médio….e acaba optando por não investir em produto caro.

      Herbalife, mais de 90% de perdas financeiras.

      Produtos caros, críticas numéricas IRREFUTADAS ( alias, este post é um exemplo da roubada que é a empresa, conforme dados que ela mesma apresentou), defensores irracionais, desarrazoados. Passa longe de ser um negócio bom.

      Negócio péssimo, MESMO SE eu fosse uma pessoa frustrada com hbl (o que não condiz com a verdade, btw, mas o pensar é livre).

  10. Veronica permalink
    02/09/2012 22:22

    Nossa to chocada com o ódio desse site…tomei herbalife por quase 3 anos e acho os produtos maravilhosos, eu estava sempre disposta e no meu peso ideal. Ás vezes ainda vou em lugares em que preparam o shake e os chás em uma refeição. Depois que parei fiquei sempre naquele esforço pra manter o peso, que foi aumentando gradativamente com o passar dos anos. O motivo de eu parar foi o preço. Esse ano comecei com o Forever Living que é praticamente a mesma coisa, mas possui produtos mais baratos. Gostei tanto que estou indicando para minhas amigas, pois acho que esse é o tipo de coisa que todos deveriam saber, existe sim maneiras de emagrecer e manter o peso com saúde e não to vendo “maldade” em ganhar algum dinheiro, se for pra ficar satisfeita como eu.

    Sobre o vídeo do entusiasmo, acho que todo negócio, MM ou não, oferece cursos de vendas. Se você vai fazer o perfil do vendedor que mente ou fala a verdade, isso é só uma questão de caráter. Assim como a pessoa que te dá o treinamento, se for vendedor mentiroso te ensina táticas desse tipo, mas a decisão é sempre sua. “A empresa sugere até a postura que o distribuidor deve adotar na hora do video”. Me desculpem, mas não lembro de trabalhar em nenhuma empresa que não tenha sido orientada a sorrir para novos clientes ou adotar uma postura otimista para um novo time que entra! Acho que o valor da empresa está em seus produtos, não nas pessoas que distorcem a verdade pra tentar vender seu peixe.

    Espero que a minha opinião valha de alguma coisa. Att,

    • Renata Lima permalink*
      03/09/2012 16:04

      MMN não é analisado neste blog com nenhum sentimento (“ódio”, “maldade”). Fazemos uma análise numérica e provamos que, nestas empresas, mais de 90% vai perder dinheiro. Simples, uma pena que você personalizou uma crítica a NEGÓCIO fazendo menção a produtos (coadjuvantes) que funcionaram para VOCÊ.

      Boa sorte com forever e arrisco dizer que vc encontrará produtos similares com preços mais baixos (aqui no blog tem vários links sobre o assunto)….mas só que vc não ganhará dinheiro com formação de rede (e é aí que está o problema do mmn).

    • Vyctor Pavelski permalink
      05/04/2013 12:55

      Concordo com você Veronica. É engraçado como pessoas se reunem pra falar mau do MMN ou melhor, da Herbalife, ooou pra ‘abrir os olhos das pessoas”, como diz a Sra. Renata. Sinceramente, eu acho uma perda de tempo fazer um artigo deste tamanho sobre o futuro da Herbalife, sem falar que essas pessoas que criticam a HBL nem se quer usaram alguma vez os produtos ouuuu talvez usaram, gostaram e “tentaram” fazer o negócio, porém, na HBL não caí dinheiro do céu, não existe atalho pra riqueza em qualquer ramo, você tem que trabalhar duro, correr atras e ter foco nos seus objetivos. Os produtos da herbalife são excelentes, isso eu digo porque já uso a 6 meses, fiz exames de sangue e de algumas vitaminas que faltavam no meu corpo antes de começar a usar os produtos e após, realmente teve muita mudança e pra muito melhor. Os produtos herbalife da mesma forma que vocês dizem que arruinaram vidas de pessoas, eu digo que ajudaram, não só na saude, como no financeiro! Reuniões motivacionais e etc, tem em qualquer empresa PROFISSIONAL e que quer crescer no mercado, o STS é simplesmente um evento de 2 dias que explica como funciona o plano de marketing e pra que servem os produtos. Neste evento é escutado tambem as pessoas que estao desenvolvendo o negocio, elas falam quanto tempo estão na HBL, os seus ganhos e o que mudou. Gente, tudo é mostrado em relatorios não só de banco, como também levam seus cheques caso alguem tenha duvidas. Não estou aqui pra dizer se é ou não piramide, estou aqui pra falar que as pessoas aceitam entrar no negocio por livre e espontanea vontade, repito, dinheiro não caí do céu, temos que ralar, e quanto mais se trabalha mais voce ganha, não tem limite para seus ganhos. Sendo que na minha empresa que eu trabalhava antes, eu me esforçava, batia meta e o maximo que eu ganhava era o famoso tapinha nas costas e um obrigado, as vezes nem isso acontecia. Acho que antes de falar de qualquer coisa, temos que saber realmente a fundo, des do produto até o plano de marketing.Médicos como o Dr. Claudio Luottemberg Presidente do Hosp. Israelita Albert Einsten de São paulo e o Dr. Nataniel Viunisk não iriam sujar seus respectivos nomes por qualquer empresa ou produto. Fica um famoso ditado “A lingua é o xicote da bunda”.
      E até dia 31/12/2013, o “ultimo dia da herbalife”.

    • Renata Lima permalink*
      05/04/2013 16:56

      “Sinceramente, eu acho uma perda de tempo fazer um artigo deste tamanho sobre o futuro da Herbalife, sem falar que essas pessoas que criticam a HBL nem se quer usaram alguma vez os produtos ouuuu talvez usaram, gostaram e “tentaram” fazer o negócio, porém, na HBL não caí dinheiro do céu, não existe atalho pra riqueza em qualquer ramo, você tem que trabalhar duro, correr atras e ter foco nos seus objetivos.”

      O artigo não é “sobre futuro” de herbalife, é sobre NÚMEROS de hbl. Números que provam que o negócio privilegia….quase ninguém.

      Pode ter o foco que tiver, pode acreditar que só de olhar shake vai perder peso que a MAIORIA vai se ferrar. Fato, estatística, número. Digam o que quiserem dizer, hbl é esquema de recrutamento com produto como coadjuvante, ainda que queiram dar a estes produtos uma aura alienígena de eficácia.

      Vai que na sua cola tem bastante gente que acha que se trabalhar em hbl vai ficar que nem pedro Cardoso ou aqueles dois do sul, esqueci os nomes…kkkk. Boa sorte.

    • 21/05/2013 22:32

      Acho que essa tal de Renata é uma pessoa fracassada que tentou crescer com mmn da hbl e se achou a bolacha do pacote e não conseguiu nada…conheço um monte assim…minha filha vai rachar uma lenha…..critica a HBL mas aposto que vc é uma pobretona que tem que trabalhar de sol a sol pra ganhar uma merreca…..vai catar coquinho….

    • Renata Lima permalink*
      22/05/2013 15:26

      Sorry, não tenho culpa do fato de herbalife prejudicar quase todo mundo, seus produtos serem superfaturados e desnecessários e seus distribuidores (ao menos a maioria que dá as caras por aqui) serem grosseiros, despreparados, desinformados.

      Mas é disto que esta empresa precisa. De gente que, como você, não pensa e não analisa NEM OS NÚMEROS da empresa. Nem adianta desejar boa sorte, não adianta. Fique na base do esquema e REZE pra não perder muito dinheiro e muitos amigos. De minha parte, vou orar também (pouco….kkkkkk).

    • Fernando permalink*
      24/05/2013 11:04

      Hahahah, hoje consigo achar graça nos escritos desses ANIMAIS ACÉFALOS, com pouca capacidade de raciocínio e de discernimento. Adotam a negação da realidade e a manutenção do ego recém inflado como mantras de vida, e passam a atacar e xingar, pois os números dão uma porretada precisa no que agora passa a ser a razão da vida do sujeito. Os números atacam o mapa mental da realidade recém aceito pelo infeliz. No fundo a maioria dos Herbalóides são assim, pois foram adestrados para serem assim. Só que alguns tem coragem de dizer o que outros não tem. Eu adoro quando uma criatura como essa vem aqui e fala dessa maneira. Por trás desse comportamento está a verdadeira essência da coisa, manifestado com variações.

      E isso mesmo leitor, fique atento: esse tipo de esquema, além de fazer o recruta perder dinheiro, amizades e o respeito de outras pessoas, provoca regressão mental. É uma escola em que o curso principal é a formação de ignorantes.

  11. Silvio permalink
    03/09/2012 17:32

    OFF: não encontrei um ‘faleconosco’…
    Queria saber se vcs conhecem algo sobre g3w, tem gente me importunando com isso.

    grato
    Silvio

    • Fernando permalink*
      03/09/2012 21:22

      Bem, já ouvi dizer, mas não dei uma olhada em seu plano de marketing. Se vc puder postá-lo aqui damos uma olhada.

      Atenciosamente

      Fernando

  12. Pedro Ramos permalink
    05/09/2012 23:35

    Fernando e Renata, adorei o blog. Muita gente precisa desse tipo de orientação e informação. Parabéns.

    Eu particularmente sempre desconfiei de esquemas do tipo “Get rich quick” que prometem muito retorno para pouco investimento e nunca participei de esquemas MMN, MML ou pirâmide, mas conheço pessoas que se ferraram nesse mesmo esquema da Herbalife exposto aqui.

    Gostaria de pedir, caso seja possível, que vcs analisassem a empresa UP Essência (acho que esse pedido já foi feito em algum outro post) que tem crescido muito na minha região (RJ-capital) e conheço amigos que tem se metido nessa e insistido fortemente para que eu entre também.

    Abraços e parabéns pela iniciativa.

    • Fernando permalink*
      06/09/2012 9:37

      Obrigado Pedro. Vc pode postar aqui o link do plano de marketing da empresa (ou links) pra que possamos dar uma olhada? A insistência que vc disse que há é um forte indício que o recrutamento é quem manda na atividade, e não a venda dos perfumes (são perfumes, né mesmo?)

      Cumprimentos

    • Pedro Ramos permalink
      08/09/2012 2:37

      Fernando, são perfumes principalmente e também alguns outros cosméticos. Esse vídeo aqui foi o que me mandaram quando tentaram me recrutar para ser um downline:

      Da minha parte eu já percebi algumas coisas suspeitas, como por exemplo, o valor não tão competitivo do produto (usei como base de comparação o perfume que eu uso e fazendo o calculo preço/ml vi que o produto da Up fica mais caro do que onde eu compro normalmente) e também o altíssimo valor que os uplines ganham com recrutamento (somando o “bonus de primeira compra” + bonus de consumo dá 20% do valor de venda do produto)

      Fiz o calculo (levando em consideração a quantidade de vendas mínima de 1 perfume/mês, o número de downlines e o valor repassado ao upline que são utilizados no próprio video) e percebi que a pessoa que está no topo da piramide ganha quase 90% do valor real arrecadado com as vendas, o que me leva a crer que a pessoa que está na parte mais baixa está literalmente trabalhando para os uplines; fato este que justifica a tamanha insistência no recrutamento.

      Que vc acha? Estou certo nas minhas suspeitas? Vc, com sua experiência, consegue indentificar outros problemas? Ou estou errado?

      Abçs

    • Fernando permalink*
      11/09/2012 12:56

      Olá Pedro

      Vi apenas 8 minutos do vídeo, contudo pelo que você disse estás certo. Produto não competitivo (mais caro que os vendidos nas prateleiras, justamente para remunerar a rede), esmagadora parte dos rendimentos da rede indo para o topo, recrutamento sendo incentivado a todo o custo. Sintomas clássicos de esquemas lesivos à maioria, ou piramidais, se preferir. Verei o restante hoje e emitirei uma melhor opinião.

      Cumprimentos

  13. Pedro Amorim permalink
    06/09/2012 19:17

    Ano passado (2011) eu conheci este blog. Estava entrando, aliás… tinha acabado de entrar em um MMN na Monavie. Realmente os produtos encantam alguns consumidores. O problema realmente está no negócio. E fico chateado porque sempre tem alguém que fala: “Se não deu certo é porq vc não foi profissional, não teve foco!”

    “FOCO” é uma palavra muito pronunciada dentre dos distribuidores.

    Se o negocio fosse baseado em vendas, realmente, dava para ter algum dinheiro extra sim, porém, não enriqueceria tbm, claro… mas essa de convidar pessoas para ganhar mais… é frustrante. Uma pessoa que estava “acima” de mim hoje trabalha como atendente numa locadora de DVD’s.
    Para quem dizia-se ser Black Diamond… é…

    Ainda bem que não tive algum prejuízo com o negócio… e saí a tempo.
    Mas bem que deveria ter esses produtos no mercado tradicional…

    Desculpe, o post foi sobre HerbaLife, mas eu quis deixar minha contribuição sobre o tema em geral.

    Parabéns pelo blog!

    P.S. Ainda tenho meus cartões personalizados na gaveta da cômoda.. alguém ai vai querer? rsrs

    • Renata Lima permalink*
      06/09/2012 21:35

      Eu liberei este comentário no post “errado” porquê o depoimento de ex “mmner”, após sair do negócio (por constatar a dificuldade INERENTE ao mmn) é importante pro blog e estimula ex participantes a darem seus depoimentos também. Sabemos que a IMENSA maioria não “avança” mas poucos dão seu depoimento.

      Obrigada pela participação.

  14. Raquel permalink
    26/09/2012 12:34

    Olá,
    O que você diz da Belcorp? Já ouviu falar?
    Essa empresa não me parece ter os problemas que você cita.

    • Renata Lima permalink*
      28/09/2012 11:16

      http://www.somosbelcorp.com.br/maximos-rendimentos

      Ganhos sobre “vendas” até quinta geração (leia-se, quanto maior a rede, maior o lucro)

      Ganhos sobre rede direta (até segunda geração) – leia-se ganha sobre quantidade de gente que recruta

      Vc “ganha” ao comprar com desconto de até 60%

      Tradução – o LUCRO mesmo vem com recrutamento. MMN típico. Verifique estas marcas que eles vendem e compare preços, as vezes vale a pena vender isto. Mas a questão da lesividade está estruturalmente presente = foco em recrutamento. Boa sorte.

  15. Ícaro Moitinho permalink
    27/09/2012 4:44

    Gostaria de saber se a Telexfree http://www.telexfree.com/ também é fraude?
    Tenho 2 amigos que estão empenhados em investir nessa empresa, que se diz dos EUA desde 2002.

  16. Anonimo permalink
    01/10/2012 1:06

    O que vcs acham da Omni Life? Me interessei pelos produtos e pela proposta, mas fico muito inseguro justamente por se tratar de MMN…

    • Renata Lima permalink*
      01/10/2012 19:10

      Bom, se você leu um pouco o blog vai entender nossa crítica ao modelo de negócio. Até o momento, as empresas dividem-se em 1) lesivas, 2) pirâmides.

      Creio que a Omni enquadra-se na primeira opção.

  17. Icaro permalink
    22/11/2012 10:00

    Galera, eu tinha 16 anos quando olhei o plano da herba life e o produto e vi que não tinha mercado ( pelo menos aqui no brasil ) de longe eu vi que era furada, tempo passou e completei 18 anos e me chamaram para uma tal de GW3 Concept, olhei o plano e vi que era furada, o produto não tem mercado é uma lavagem do caramba também. A empresa que eu vi que os produtos tem mercado é a Up Essencia, tenho amigos nela e eles não procuram recrutar ninguem, apenas vendem o produto e tão tendo resultados, atualmente estou olhando o plano da empresa e pelo que vi não tão forçando o recrutamento, tão focando na venda do produto. Até agora é isso galera, abraço.

  18. 11/02/2013 9:12

    Gente, vocês viram que a Herbalife está para ser investigada pela FTC? Vi na CNN esses dias, (no site tem um artigo falando sobre http://buzz.money.cnn.com/2013/02/04/herbalife-ftc-investigation/ )

    P.S.: um comentarista de negócios da CNBC produziu um documentário bem interessante sobre a Herbalife, pena estar em inglês, mas quem quiser conferir vale a pena http://www.cnbc.com/id/100359541

    abs

    • soniamara permalink
      11/02/2013 12:16

      oLA Giovani, tambem soube que faleceu uma das primeira presidentas da herbalife, a simone frota, primeira linha do pedro cardoso. Tão fazendo o maior suspense sobre a morte dela, ninguem fala nada, alguem sabe do que essa mulher morreu?
      Por que será que tão escondendo tanto, como fazem com o mark hughes? Sera que foi cancer, o shake não cura tudo? A mulher tava tomando o shake a 15 anos, me parece. o que será que aconteceu?

  19. Dirceu Oliveira permalink
    07/06/2013 7:08

    Pra iniciar, a informação prestada neste site está carregada de ignorância. Vamos aos números não citados aqui.

    Supondo que um shake (um dos diversos produtos fabricados pela Herbalife) seja R$100,00 (para facilitar as contas no exemplo). Como é feita a distribuição deste valor?
    Utilizando um supervisor como exemplo, visto que este tem 50% de desconto na compra do produto da Herbalife os valores ficariam:

    R$60,00 pago pelo shake à Herbalife (inclusos impostos + frete).
    R$50,00 ficam para a Herbalife.

    Lucro do supervisor = R$100 – R$60 = R$40,00 (detalhe que não é 50% de lucro e sim ~67% de lucro, visto que o valor investido foi de R$60 e o retorno representa ~67% do valor investido).
    Do dinheiro que fica para a Herbalife:

    R$15,00 são distribuídos em Royalties sendo R$5,00 para cada supervisor na linha ascendente (ou seja, apenas os 3 supervisores da linha recebem R$5,00 cada).

    R$2,00 ao GET da linha ascendente.
    R$4,00 ao Milionaire da linha ascendente.
    R$6,00 ao Presidente da linha ascendente.
    Totalizando em R$27,00 distribuídos às pessoas participantes do plano de marketing.

    R$23,00 ficam de posse da Herbalife para custear a fabricação do produto.
    Total – R$100,00.

    Sendo assim a maior parte do lucro da venda de um produto fica em 1º lugar com o Supervisor e subindo a linha ascendente, ou seja, EXATAMENTE o contrário do que você expôs.

    Porque então os Presidentes ganham mais? Pela quantidade de pessoas no trabalho! Se eu, como supervisor, sou capaz de vender 10 shakes eu tenho um lucro de R$400,00. Enquanto se houverem 1.000 supervisores ganhando R$400,00 o presidente acima delas estará ganhando R$60.000,00. Não precisa ser muito inteligente pra entender isto.
    Porque é fruto do trabalho? Porque cada um destes 1.000 supervisores é fruto do trabalho de recrutamento do Presidente e então é justo que uma pequena parte seja revertida ao mesmo.

    Não vou me prolonogar mais pois acho que a quantidade de informações numéricas já foi o suficiente mas, outros dados:

    Segundo o próprio artigo de vocês, um esquema Piramidal se sustenta no recrutamento de novos participantes do esquema. Neste ponto já temos um diferencial na Herbalife que, o valor do cadastro não é revertido à rede, ficando exclusivo para Herbalife. O valor do cadastro é irrisório comparado à outros MMN (hoje o valor do cadastro é de R$135,00 sendo que o valor do shake ao cliente final é R$107,00 e o cadastro vem com um shake além dos materiais instrucionais e uma bolsa logotipada da Herbalife). Ou seja, mesmo que os cadastros parem totalmente, o que sustenta todo o sistema da Herbalife é a venda dos produtos e não os novos cadastros.

    Só para enriquecer ainda mais meu argumento, hoje existem milhões de clientes (cadastrados ou não, pessoas que consomem os produtos) super satisfeitos com os resultados adquiridos. Além disto, os produtos tem tão alto rigor de qualidade que tem aprovação do órgão regulamentador de cada país no qual é revendido (pela Anvisa, no caso do Brasil, sendo inclusive o único da categoria regulamentado).

    Sobre a promessa de dinheiro fácil, isto nunca foi citado em palestras da Herbalife. Você pode se cadastrar e não ganhar nenhum centavo! O que há é que o percentual de lucro na venda é atraente (já mostrado) e o produto tem um mercado incrível pela frente. O que é citado nos seminários é que não é fácil ficar rico, mas o que temos que fazer para alcançarmos a riqueza é simples! É utilizar os produtos com o fim de termos EXPERIÊNCIA no que ele faz e compartilhar esta experiência. Inúmeros clientes apenas utilizam e compartilham esta experiência sem lucrar absolutamente nada com isto. Optando por se cadastrar, ao compartilhar e encontrar alguém interessado em consumir os produtos este já está habilitado à vender e, consequentemente, lucrar.

    E, por fim, para desmentir o que vocês disseram de que quem entra perde dinheiro e sustenta os ricos da “pirâmide”, eu hoje sou um Supervisor. Isto porque decidi trabalhar com um Espaço Vida Saudável, que atende pessoas, e mantenho um volume de compras mensais na Herbalife que me qualificaram automaticamente Supervisor.

    Sirvo uma refeição da Herbalife com o custo de R$9,00 para o cliente sendo R$4,50 meu custo total e R$4,50 meu lucro sobre a refeição. Atendendo 50 clientes por dia eu tenho um lucro de R$225,00 por dia. Considerando que eu atendo 22 dias por mês meu lucro mensal é de R$4.950,00. Isto, sem precisar do cadastro de ninguém abaixo de mim e sem contar Royalties e bônus de ninguém!

    Pelo menos na minha região, este é um salário no mínimo interessante. Faço isto gastando entre 3 e 4 horas por dia. Através deste trabalho posso (ou não) conseguir pessoas interessadas em repetir o trabalho, atendendo outros clientes e tendo ganhos parecidos. Isto encrementa meu volume mensal consumido na Herbalife (visto que a compra dos cadastrados abaixo de mim, geralmente contam para meu volume pessoal também, além de contar para eles mesmos). Isto me eleva nos níveis do plano de carreira e, consequentemente, aumenta meu percentual de ganho. Desta forma, independência financeira, é receber seu salário por ter ensinado pessoas a fazerem o ganho vendendo os produtos. Ao atingí-la eu não preciso mais, necessariamente (opcional), desenvolver a atividade de venda, sendo os lucros indiretos compensatórios.

    Enfim. Quer falar, se informa. E mais, descreva seu artigo de forma imparcial e informacional, não ocultando os números que não interessam para embasar a sua própria opinião e sua própria pesquisa infundada.

    • Fernando permalink*
      11/06/2013 13:45

      Pra iniciar, a informação prestada neste site está carregada de ignorância. Vamos aos números não citados aqui.

      ——————————- é mesmo? É f**** quando nego vem aqui e não trata de NENHUM dado que o post traz, advindos dos PRÓPRIOS balanços da empresa, e tenta refutar os dados com SEUS próprios números ou ideias. Vejamos então quem bufa besteiras aqui.

      Supondo que um shake (um dos diversos produtos fabricados pela Herbalife) seja R$100,00 (para facilitar as contas no exemplo). Como é feita a distribuição deste valor?
      Utilizando um supervisor como exemplo, visto que este tem 50% de desconto na compra do produto da Herbalife os valores ficariam:
      R$60,00 pago pelo shake à Herbalife (inclusos impostos + frete).
      R$50,00 ficam para a Herbalife.
      Lucro do supervisor = R$100 – R$60 = R$40,00 (detalhe que não é 50% de lucro e sim ~67% de lucro, visto que o valor investido foi de R$60 e o retorno representa ~67% do valor investido).
      Do dinheiro que fica para a Herbalife:

      —————————— Isso já estamos carecas de saber. Inclusive que os 50% não são na realidade 50% de desconto.

      http://industriadadecepcao.wordpress.com/2007/10/19/evidenciando-relacoes-entre-distribuidores-e-supervisores-da-herbalife-3/

      R$15,00 são distribuídos em Royalties sendo R$5,00 para cada supervisor na linha ascendente (ou seja, apenas os 3 supervisores da linha recebem R$5,00 cada).
      R$2,00 ao GET da linha ascendente.
      R$4,00 ao Milionaire da linha ascendente.
      R$6,00 ao Presidente da linha ascendente.
      Totalizando em R$27,00 distribuídos às pessoas participantes do plano de marketing.
      R$23,00 ficam de posse da Herbalife para custear a fabricação do produto.
      Total – R$100,00.

      —————————– Disso até meus cachorros tem conhecimento. E a fio da meada é tão sutil que você não percebeu o que mostrou aqui: claramente a concentração dos rendimentos está no topo da hierarquia, justificado por ti como legítimo no seu comentário mais à frente pelo fato do Presidente ter mais pessoas na rede, ou seja, recrutamento neles! E ainda diz que o foco da atividade GLOBAL é a venda direta! Só se for no fantástico mundo do Dirceu (que parece é uma exceção, pois ganha alguns trocados com o EVS).

      Sendo assim a maior parte do lucro da venda de um produto fica em 1º lugar com o Supervisor e subindo a linha ascendente, ou seja, EXATAMENTE o contrário do que você expôs.

      —————————– Opa, aqui começa a ficar interessante.O que é dito no texto é que há fortes indícios de que a maioria das vendas da HBL fica presa DENTRO da rede, o que de cara já a levaria a ser cabalmente taxada como pirâmide financeira (por isso esses dados são cuidadosamente camuflados), e que o QUANTITATIVO de supervisores potenciais (construtores de sucesso) vem diminuindo ano após ano, mesmo que as qualificações tenham pulado de 40% em 2007 para 51% em 2011. Motivo? Nego entrando direito como supervisor, comprando 4000 pontos de volume. Ou entrando em linha e comprando menos pontos de volume. Em outras palavras, o que os dados DA PRÓPRIA HERBALIFE dizem é que aquele neguinho que vai comprando pouquinho até chegar a construtor de sucesso e assim, “naturalmente” se tornar supervisor está DIMINUINDO. Mais um ponto que mostra que o recrutamento é o cerne da atividade.

      Porque então os Presidentes ganham mais? Pela quantidade de pessoas no trabalho! Se eu, como supervisor, sou capaz de vender 10 shakes eu tenho um lucro de R$400,00. Enquanto se houverem 1.000 supervisores ganhando R$400,00 o presidente acima delas estará ganhando R$60.000,00. Não precisa ser muito inteligente pra entender isto. Porque é fruto do trabalho? Porque cada um destes 1.000 supervisores é fruto do trabalho de recrutamento do Presidente e então é justo que uma pequena parte seja revertida ao mesmo.

      —————————– Realmente, até um monte de pedras é capaz de perceber isso. Só que não percebe que os ganhos para a MAIORIA daqueles que estão na base são ínfimos, como demonstra FitzPatrick através dos dados da PRÓPRIA HBL. Só não percebe que a atividade de recrutar como a principal da HBL, e não a venda direta, se admitida ou claramente confirmada, trará a ruína para a empresa. Só não percebe que é um sistema CONCENTRADOR ao extremo, que leva a perdas mais de 99% de seus participantes no decorrer de 4, 5 anos.

      Não vou me prolonogar mais pois acho que a quantidade de informações numéricas já foi o suficiente mas, outros dados:

      —————————- As informações do fantástico mundo de Dirceu, relativa à realidade do Dirceu, que desconsidera os dados para o sistema COMO um TODO e prefere extrapolar sua visão pessoal para explicar a dinâmica desse sistema.

      Segundo o próprio artigo de vocês, um esquema Piramidal se sustenta no recrutamento de novos participantes do esquema. Neste ponto já temos um diferencial na Herbalife que, o valor do cadastro não é revertido à rede, ficando exclusivo para Herbalife. O valor do cadastro é irrisório comparado à outros MMN (hoje o valor do cadastro é de R$135,00 sendo que o valor do shake ao cliente final é R$107,00 e o cadastro vem com um shake além dos materiais instrucionais e uma bolsa logotipada da Herbalife). Ou seja, mesmo que os cadastros parem totalmente, o que sustenta todo o sistema da Herbalife é a venda dos produtos e não os novos cadastros.

      —————————- Sim, um esquema piramidal se sustenta com o recrutamento de novos participantes. Adesões utilizadas para pagar os recrutas são uma das características de esquemas Ponzi, que é um tipo de esquema piramidal. A Herbalife não é Ponzi; na verdade, conforme consta no texto da Tracy, ela admite que não tem ideia de quantos dos produtos são vendidos para distribuidores e quantos são vendidos para clientes reais, versus quantos estão sendo estocados por distribuidores que compram os produtos para se qualificar e auferir comissões. Ou seja, ela se sustenta sim, mas com vendas para DENTRO da rede, e não para fora (movimento que se dá quando o distribuidor vende para terceiros que não tem vínculo com a HBL).

      As compras médias globais de todos os distribuidores são de apenas 190$ de um mês, que significa, com 25% de margem bruta, US$ 12 por semana, sem deduzir as despesas para se fazer o “negócio”.

      E não seja inocente: vc acha que as lideranças pararão de cadastrar ou de incentivar os downlines a cadastrarem para ganhar dinheiro? Vc viajou pra Marte aqui. Se os cadastros cessarem, ela se transforma numa empresa mononível, de venda direta legítima e limpa. Mas isso não acontecerá com ela, pois p MMN está em seu DNA, desde sua fundação por Mark Hugues.

      Só para enriquecer ainda mais meu argumento, hoje existem milhões de clientes (cadastrados ou não, pessoas que consomem os produtos) super satisfeitos com os resultados adquiridos. Além disto, os produtos tem tão alto rigor de qualidade que tem aprovação do órgão regulamentador de cada país no qual é revendido (pela Anvisa, no caso do Brasil, sendo inclusive o único da categoria regulamentado).

      ————————— Enriquecer o argumento não, puxar a sardinha (aviãozinho) pro seu lado. E aqueles que estão insatisfeitos? E o que a Anvisa tem a ver com a discussão acerca da natureza do sistema? Lembre-se, o texto não é voltado para falar de característica de produto.

      Sobre a promessa de dinheiro fácil, isto nunca foi citado em palestras da Herbalife. Você pode se cadastrar e não ganhar nenhum centavo! O que há é que o percentual de lucro na venda é atraente (já mostrado) e o produto tem um mercado incrível pela frente. O que é citado nos seminários é que não é fácil ficar rico, mas o que temos que fazer para alcançarmos a riqueza é simples! É utilizar os produtos com o fim de termos EXPERIÊNCIA no que ele faz e compartilhar esta experiência. Inúmeros clientes apenas utilizam e compartilham esta experiência sem lucrar absolutamente nada com isto. Optando por se cadastrar, ao compartilhar e encontrar alguém interessado em consumir os produtos este já está habilitado à vender e, consequentemente, lucrar.

      ————————– Não colega, aí é que está: a meta-mensagem que entra direto no INCONSCIENTE do potencial recruta através de técnicas de PNL vai no sentido de que ganhar dinheiro na HBL é fácil sim! “Temos os melhores produtos, o melhor negócio, entramos na época certa. Basta ser persistente, consistente, não desistir nunca que os resultados virão”. Uma coisa são as palavras secas, outra coisa é aquilo que está por trás das palavras, nas outras formas de comunicação visual, auditiva e cinestésicas utilizadas nesses eventos.

      http://industriadadecepcao.wordpress.com/2008/02/02/herbalife-lavagem-cerebral-na-pratica-parte-2/

      http://industriadadecepcao.wordpress.com/2007/11/02/sofismas-falacias/

      http://industriadadecepcao.wordpress.com/2009/10/16/um-olhar-psicanalitico-acerca-de-grupos-de-distribuidores-das-empresas-de-marketing-de-rede-e-de-fieis-de-varias-instituicoes-religiosas/

      E, por fim, para desmentir o que vocês disseram de que quem entra perde dinheiro e sustenta os ricos da “pirâmide”, eu hoje sou um Supervisor. Isto porque decidi trabalhar com um Espaço Vida Saudável, que atende pessoas, e mantenho um volume de compras mensais na Herbalife que me qualificaram automaticamente Supervisor.

      ————————— rapaz, se vc realmente ganhar dinheiro com isso, vc é apenas um gato pingado que não denota a dinâmica do sistema, dada por dados advindas da própria HBL, sua amada empresa. Vc pegou uma linha boa, em uma região com renda per capita razoável. Seu argumento é uma ANEDOTA.

      Sirvo uma refeição da Herbalife com o custo de R$9,00 para o cliente sendo R$4,50 meu custo total e R$4,50 meu lucro sobre a refeição. Atendendo 50 clientes por dia eu tenho um lucro de R$225,00 por dia. Considerando que eu atendo 22 dias por mês meu lucro mensal é de R$4.950,00. Isto, sem precisar do cadastro de ninguém abaixo de mim e sem contar Royalties e bônus de ninguém!

      ————————— Isso é vc, rapaz. Vc é gato pingado. Lideranças jamais deixarão de incentivar o recrutamento como mote da atividade, nem a empresa, pois isto está inscrito em seu DNA.

      Pelo menos na minha região, este é um salário no mínimo interessante. Faço isto gastando entre 3 e 4 horas por dia. Através deste trabalho posso (ou não) conseguir pessoas interessadas em repetir o trabalho, atendendo outros clientes e tendo ganhos parecidos. Isto encrementa meu volume mensal consumido na Herbalife (visto que a compra dos cadastrados abaixo de mim, geralmente contam para meu volume pessoal também, além de contar para eles mesmos). Isto me eleva nos níveis do plano de carreira e, consequentemente, aumenta meu percentual de ganho. Desta forma, independência financeira, é receber seu salário por ter ensinado pessoas a fazerem o ganho vendendo os produtos. Ao atingí-la eu não preciso mais, necessariamente (opcional), desenvolver a atividade de venda, sendo os lucros indiretos compensatórios.

      ————————— Essa é a velha balela de sempre, o velho discurso de sempre. Se contar opinião pessoal, e não números OFICIAIS, conheço mais de 10 pessoas que se aventuram com o EVS com esse mesmo discurso seu quando estavam no início da atividade. Tiveram uns que entraram em 2009, outros em 2011 e 2012. Resultado: TODOS deram com os burros n’água, e não querem saber de HBL nem pintada de ouro. Se for vermos por esse ângulo, estamos empatados.

      Enfim. Quer falar, se informa. E mais, descreva seu artigo de forma imparcial e informacional, não ocultando os números que não interessam para embasar a sua própria opinião e sua própria pesquisa infundada.

      ————————— Realmente, números PESSOAIS não nos interessam. O que interessa são dados OFICIAIS.

  20. Isabela permalink
    18/07/2013 16:02

    Sem contar que estes tais “Espaço Vida Saudável” não possuem licenças/ alvarás para estarem em funcionamento. Pq que será ? evitar pagamento de impostos? fiscalização sanitária? eu queria mesmo entender…
    Podem notar que todos funcionam na surdina, em locais sem identificação visual que demonstre do que se trata, nunca fazem divulgação com material oficial, impresso, fica apenas no “boca-a-boca”.
    Meu marido uma vez caiu na lábia desse pessoal e foi em uma reunião de recrutamento, tivemos até uma briga feia por causa disso, pois tenho verdadeira ojeriza a esse tipo de negócio (herbalife, monavie, etc). Ele chegou em casa todo empolgado, disse que até se emocionou em alguns momentos da apresentação.
    Enfim os caras sabem vender muito o peixe deles…
    E nao vejo nada de saudável em você trocar uma refeiçao balanceado por esses shakes e chás. ninguem consegue manter essa rotina por muito tempo. Imaginem como fica dilatado o estomago de quem bebe aquela quantidade enorme de liquido por vez. Depois quando nao aguenta mais tomar aquilo todo dia acaba voltando a engordar, muitas vezes o dobro do perdeu.

  21. adriana permalink
    05/09/2013 22:45

    Gostei muito do blog e dos comentários tanto os a favor como os contra, mas deixo aqui um desabafo e que sirva de alerta aos que defendem veemente esta empresa primeiro não falo como alguém que não conhece os produtos ou que nunca tenha pisado num desses “treinamentos” , caríssimos diga-se de passagem, participei e cheguei até a subir nesses palcos pra contar minha história, fiz tudo o que me mandavam ganhei viagem, chegando a 2º lugar em recrutamento na minha região e NADA. Isso mesmo, nada aconteceu a não ser decepção e raiva pois, é claro que se eu quisesse me qualificar e não perder TUDO o que
    EU consegui, ou seja, cada uma das pessoas que foram colocadas pela minha mãozinha e minha gasolina teria que me requalificar e isso significa comprar minha supervisão novamente mas, é claro se você não conseguiu a culpa é só sua e você não passa de um incompetente. Eu não aceito isso, porque só eu sei o que passei e das coisas que abri mão durante um bom tempo na esperança de que desse certo, não é atoa que ainda hoje tem pessoas da empresa que têm a esperança de um dia poder me “recadastrar” mas, só então percebi que tudo não passava de ilusão pois quem recebia os créditos e o dinheiro claro são os uplines,
    Quero deixar aqui registrado que a leitura deste artigo me deu a certeza de que não estava errada e ainda me deu a oportunidade de lavar a alma.
    Obrigada…

    • Renata Lima permalink*
      06/09/2013 18:48

      Pois é, as pessoas que saem de herbalife são levadas a acreditar que fizeram algo errado. Na verdade, a questão é ESTRUTURAL, a maioria vai se ferrar, seja competente ou não. Os numeros de herbalife não mentem, o negócio só é bom para menos de 5% de todos os que entram.

      Boa sorte e obrigada por participar.

  22. 18/11/2013 22:54

    hum… meus pais estao na Herbalife tem 15 anos…
    uma coisa que meu pai sempre fala e que a Herbalife em si nao pode se responsabilizar pela maneira de que uns e outros fazem o negocio.. existem as pessoas serias no negocio e as que nao sao serias…
    meu pai sempre trabalhou em tempo parcial e ha pouco esta se dedicando em tempo integral… conheco clientes deles que frequentam minha casa ha mais de 10 anos para comprar os produtos… a Cristina, por exemplo, faz uso ha 15 anos e adora…
    concordo que realmente tem gente que forca a barra e faz o negocio de uma maneira muito louca kkk mas tem gente que faz de maneira seria…

    se a herbalife fosse ilegal e ou os produtos ruins, com certeza nao estaria ai ha 30 anos..

    eu sou desenvolvedor de softwares, me mudei pra australia e continuo usando os produtos… uso ha 15 anos.. adoro, me faz bem e eu gosto e pronto…

    o negocio e realmente polemico…

    mas nao e porque e polemico que e ilegal ou que nao existam casos de sucesso!

    meu pai por estar ha 15 anos no negocio, conhece muita gente muito bacana que faz o negocio de uma maneira MUITO seria…

    entao, existe sim um outro lado da moeda…

    abracos

    • Renata Lima permalink*
      19/11/2013 9:24

      O que o post mostra é que o negócio hbl é ruim. Não é ilegal e tempo no Mercado não significa que é bom.

      A hbl vende pra todos uma oportunidade que existe pra menos de 1% dos participantes. É isto. Se você gosta dos produtos…bom para você.

      Obrigada pela participação.

    • 19/11/2013 9:31

      ao meu ver… por ter conhecimento ha 15 anos, mas nunca ter trabalho mas visto o negocio desenvolvido pelo meu pai…
      – o negocio nao e pra todos.. logico… trabalhar por conta propria nao e facil… requer muito esforco…
      – as pessoas que se dedicam conseguem uma renda extra boa… nao vou ficar falando de quanto meu pai ganhava como renda extra ou ganha agora em tempo integral pq nao vem ao caso, mas ganhava como renda extra o salario q ele ganhava tempo integral como gerente de uma empresa ai
      – ele tem gente na equipe dele abaixo dele que ganha mais que ele e ta no negocio tem apenas 5 anos
      – na equipe dele tem um bocado de gente ganhando um salario bem bom pro nivel de brasil…

      mas concordo… tem gente q pira a cabeca e faz loucuras… fica aquele oba oba.. nao e facil nao.. tem gente que vende a ideia que e muito facil e isso e aquilo e acho que isso e um grande erro…

      os produtos sao excelente, me fazem muito bem.. e como disse meus pais tem MUUUITOS clientes que consomem o produto ha mais de 10 anos… ele COMPRA, pra revender, na herbalife em media 6 mil reais por mes de estoque pra clientela…

      nao to falando q oooo negocio ou que e facil… como disse, tem muito oba, oba…
      mas existe um bocado de gente bacana q leva o negocio muito a serio.. e conheco muita gente que gosta do produto…

      meu pai tem 4 imoveis de valor, ele nao teria isso se nao fosse a herbalife…
      mas, ele leva o negocio muito a serio.. ele e japones… kkk nao faz oba oba, faz com muita seriedade…

      enfim…

      entendo muito bem os comentarios negativos e sei pq eles acontecem, mas nao to fazendo propaganda a favor como uma pessoa q faz o negocio porque nao o faco.. mas conheco muita gente, como disse, q leva o negocio muito a serio e e bem sucedida..

      inteeeee mais

    • Renata Lima permalink*
      19/11/2013 9:49

      “mas concordo… tem gente q pira a cabeca e faz loucuras… fica aquele oba oba.. nao e facil nao.. tem gente que vende a ideia que e muito facil e isso e aquilo e acho que isso e um grande erro…”

      em todo lugar tem gente boa e ruim. Mas esta não é razão de hbl ser um péssimo negócio. Há a falha estrutural que induz a maioria (bons e ruins) a perder dinheiro.

      Eu não tenho nenhuma crítica quanto a VENDA DIRETA dos produtos de hbl. Acho caros e superfluos, mas muita gente gosta. Nossa crítica (numerica) é no tocante ao modelo de negócio.

      Não são comentários negativos…são fatos.

  23. 19/11/2013 10:00

    bom.. ja que estamos falando de fatos, eu ja li o manual de distribuidores da herbalife (nao faco o negocio, como disse sou desenvolvedor de softwares)

    esta la escrito, pra todos lerem, que se vc desistir do negocio, vc pode devolver os produtos pra herbalife e ela te paga integralmente o valor…

    ja acontecem algumas vezes na equipe do meu pai…
    se a pessoa desiste, ela devolve os produtos.. no mes seguinte, a herbalife deduz aquele valor dos seus redinmentos de royalties, se seu distribuidor devolveu produtos e a herbalife ressarciu eles…

    nao acho o modelo de negocio ruim…

    todos que conheco que fazem de maneira seria tem um ganho razoavel…

    a herbalife pra mim e um negocio como outro qualquer, os rendimentos sao bons…

    “Conforme pesquisa recente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), de São Paulo, 46% das pequenas empresas vão à falência antes de completar o segundo ano de vida. Mais: apenas 3% dos pequenos negócios ultrapassam a marca dos cinco anos. ”

    tem gente q nao leva jeito pra ter negocio proprio, so isso…

    mas respeito sua opiniao!
    como disse conheco ha 15 anos e acho o negocio polemico sim…
    faz parte!!!

    mas nao acho ruim… nao so pelo meu pai, mas por amigos dele q vivem disso e com uma qualidade de vida excelente.. e ate gente da equipe dele que conquistou coisas que nao conseguiu no seu trabalho anterior… como tambem houve aqueles que tentaram e nao conseguiram…

    e um negocio.. nao e pra todo mundo mesmo que vai dar certo, como qualquer outro negocio…
    aqui na australia mesmo tem lojinha que abre passa pouco tempo fecha…

    sao negocios

    abracos

    • Renata Lima permalink*
      19/11/2013 10:04

      “nao acho o modelo de negocio ruim…”

      desculpa a franqueza, mas numeros são numeros. Acho que você ainda não leu o post, pois não abordou-o diretamente, sugiro que o faça, para assimilar a crítica.

      E o indice do sebrae é infinitamente mais positivo do que a estatística de hbl.

      Você acha o negócio bom, o blog prova que não é. Chegamos num impasse.

  24. 19/11/2013 10:39

    eu nao tinha lido todo o posto pq e muito grande…
    mas OK… vou colocar aqui (nao to querendo convencer ninguem de nada nem recrutar pro negocio pois nem o faco kkk mas vou dar exemplo do que acontece la em casa…

    1) Vendas – Distribuidores X Clientes

    La em casa, como disse antes, meu pai compra diretamente da Herbalife em media 6 mil reais por mes, e o estoque dele.. pra atender os clientes q ele tem…
    CONSUMO PROPRIO LA EM CASA…
    como ele tem 50% de desconto… em media, desses 6000 mil reais, consumimos algo em torno de 400, 500 reais.. pois somos 5 la em casa e todos fazemos uso dos produtos…
    e meus avos tambem usam, pois adoram e fazem bem pra saude deles.. com acompanhamento medico inclusive…

    meu pai tem um Espaco Vida Saudavel, como e conhecido.. no meu bairro em belo horizonte… com uma media de 35 pessoa que vao la fazer uso dos produtos diariamente… fica na savassi, em belo horizonte… fora os clientes dele q tem ha muito tempo etc…

    na equipe dele, pessoas que fazem mais ou menos a mesma movimentacao.. usam os produtos com desconto e mantem essa media de venda…
    Walquiria, em sao luis do maranhao…
    Diane, em sao luis do maranho…
    Dona terezinha, sao luis…
    Claudio.. interior de minas…
    Marilia, sao luis do maranho…
    o pessoal da diane.. em sao luis do maranho.. que nem sei falar pq e muita gente…
    todos tem essa movimentacao mensal… e com uma clientela boa…

    pois fazem o negocio ja ha algum tempo e tem o espaco vida saudavel deles…

    enfim… ninguem e louco de ficar comprando 5, 6 mil reais em produtos todos os meses pra tomar… nem tem como…

    2) ganhos com recrutamento… NAO EXISTE
    o kit para engressar no negocio nem sei o preco pra falar a verdade mas nao se ganha nenhum centavo vendendo ele… a nao ser que o distribuidor esteja fazendo o negocio de forma ilegal…
    meu pai so ganha com vendas no varejo, no atacado e royalties…
    recrutar por recrutar nao da dinheiro algum…

    roaylties so sao pagos quando o distribuidor esta num nivel q tem uma movimentacao mensal que gera roaylties…

    foi mais ou menos isso que li do post…

    a herbalife manda um extrato mensalmente todo dia 10 de cada mes e DETALHA toda a movimentacao da sua equipe com NOME, ENDERECO, PORCENTAGEM DE GANHO EM VAREJO, ROALTIES…

    e um documento mas vou ver se consigo colar um pedaco aqui pra verem como vem tudo detalhado…

    aqui sao os 4 primeiros niveis da equipe do meu pai e a movimentacao em pontos no mes

    Supervisor Level First Name Last Name 10/2013  TV
    0 EMILIO SHOJI HASSEGAWA 3012.1
    Level 0 (TV) 3012.1
    1 KERIN PEDREIRA 2195.6
    1 RAFAEL HASSEGAWA 0
    1 ROSANGELA SILVA LOPES 2032.3
    1 SILVIA AMELIA BATISTA 680.15
    1 WALQUIRIA M N DOS SANTOS 1504.55
    Level 1 (TV) 6412.6
    2 CARLOS HENRIQUE B ROCHA 0
    2 CLAUDIO LUCIO ALVIM 2513.91
    2 FRANCIONEIDA MENDES 309.15
    2 ILNA TORREAO 278.25
    2 MARILIA MARTINS PEREIRA 1404.9
    2 TERESINHA DE JESUS S VIEIRA 2500.3
    2 WELLINGTON DOS S.C. JUNIOR 0
    Level 2 (TV) 7006.51
    3 DIANE SILVA VIEIRA CAMPOS 5003.3
    3 ELIZABETH SILVA 1056.35
    3 MARIA EDNA ARAUJO 676.2
    3 SOLIMAR FILHA*MENESES 0
    Level 3 (TV) 6735.85
    4 CARLOS ROBERTO ALMEIDA 2502.8
    4 HELDON CAMPOS MENEZES 278.5
    4 JANE VIEIRA DA SILVA 0
    4 LEIDA SALES 1089.4
    4 MARCIANE SANTOS MARTINS 2524.45
    4 MARIA CIDALIA AMORIM ARAUJO 0
    4 ONIAS SA*NETO 2511.2
    4 ROGERIO DE JESUS GARCEZ 796.2
    4 ROSANILCE PINTO RIBEIRO 507.35
    4 WOLNEY DIAS 0

    aqui e o extrato.. todo detalhado

    quem recebe royalties do meu pai

    F. Supervisores recebedores de Royalties
    (a) (b) (c) (d) (e) (f)
    ID do Supervisor Nome Nível de
    contrib
    Nível l. ascend País de
    Processamento
    Número de telefone
    431127053 RENATO CONTAGEM ALVARES VILELA
    43010031 RAUL ALVARES SILVA CONTAGEM
    23044553 CENIA CRUZ SALLES

    movimentacao da equipe

    BR Product Regular 73,577.02 5.00 3,678.85 1.000000 3,678.85
    BR Product Roll-Up 622.23 1.000000 622.23
    BR Product Roll-Up 542.83 1.000000 542.83
    BR Promo Regular 44.65 1.000000 44.65
    BR Promo Roll-Up 9.07 1.000000 9.07
    BR Promo Roll-Up 10.02 1.000000 10.02
    Total para BR 37,919.97 1,493.67 124,478.74 4,907.65 4,907.65

    mostra aqui detalhadamento movimentacao 124,478.74 centavos…

    o blog parece citar que nao tem como saber esses numeros?

    vem tudo detalaado no extrato… tem 15 folhas

    nivel de contribuicao 1…

    um exemplo de uma supervisora e os distribuidores com cada percentual e valos a ser pago

    Nível de contribuição 1
    ID# 431755624 SILVIA AMELIA BATISTA Nível de Sup. 1 Patroc./ID 43071649 Nome EMILIO SHOJI HASSEGAWA Novos Distribuidores 0 País BR
    10/07/2013 B805884509 PRISCILA FREIRE BRANJAO BR 0.00 67.70 67.70 0.00 218.86
    10/07/2013 B805887120 PRISCILA FREIRE BRANJAO BR 0.00 58.05 58.05 0.00 181.53
    10/08/2013 B805898236 SILVIA AMELIA BATISTA BR 2.85 227.05 229.90 51.13 733.79
    10/09/2013 B805901247 SILVIA AMELIA BATISTA BR 0.00 210.65 210.65 0.00 626.16
    10/29/2013 B806002312 PRISCILA FREIRE BRANJAO

    enfim…

    pelo que li bo post… o que tenho de informacao e isso…

    entendi que o posto tenta afirmar que os distribudores que consomem os produtos?
    nao…

    a movimentacao e muito alta pra ser para consumo pessoal…

    depois o posto menciona ganhos com recrutamento?

    NAO…

    como mostram esses numeros que copiei do extrato.. so se ganha com suas proprias vendas no varejo.. no atacado.. que sao as comissoes…

    e o exemplo que coloquei ai de royalties…

    o posto tambem cita q a herbalife nao tem como saber cada porcentagem?

    bom, eu nao vou copiar aqui o extrato do meu pai porque e um documento…

    mas tem tudo detalhado com porcentagens, nome de quem comprou, em que nivel ta na equipe.. quanto comprou em centavos, a porcentagem devida…

    enfim…

    o negocio e extremamente serio…

    e acho que so tenho isso pra acrescentar,… acho que ta bom!

    grande abraco

    so lembrando que nao to querendo converter nem recrutar ninguem nao kkk
    nao faco o negocio..

    mas respeito sua opiniao..

    vc concorda com o relato do post, mas os numeros que eu conheco e que te mostrei nao condizem com o post…
    continuo vendo o negocio funcionar e de maneira seria e lucrativa e com tudo nos minimos detalhes e as comissoes sendo pagas todo dia 15 do mes sem erros de centavos…

    grande abraco

    • Fernando permalink*
      22/11/2013 17:08

      Pô amigão, vc não lê todo o post e já vai falando sobre suas impressões acerca do “negócio” baseado na experiência de seu pai e de sua linha num único ponto no tempo? Seu pai ganha comissões sobre as compras dos downlines. Ganhará comissão sobre os próximos downlines. A maioria ENCALHA com os produtos: alguns consomem o que dá, outros querem se livrar logo e devolver tudo. Vá no mercado livre e outros sites e comprove por si mesmo. Seria interessnte ver a movimentação da rede do seu pai de forma detalhada não num mês só, mas ao longo de algumas DEZENAS de meses. Seu pai conseguiu se estabilizar como recruta construindo uma boa linha de downlines e simples consumidores de produtos no Espaço, mas aí que tá: não é isso que ocorre com a maioria dos distribuidores. E é na maioria que estamos interessados.

      Saudações

  25. 23/11/2013 7:20

    Fernando…
    eu sei que o negocio nao e pra todos.. kkk to dando um exemplo…

    mas como disse, existe todo um lado do negocio que e feito por pessoas serias e que e solido ha anos…

    meu pai ta no negocio ha 15 anos.. a valquiria abaixo dele ha 11 anos…
    diane e dona terezinha h[a 6 anos cada…
    rosangela ha 8 anos… claudio ha 9 anos…
    marilia ha 11 anos…
    etc.. etc…

    eu sei que nao e pra todos..
    mas eu tb nao vou colocar aqui toda uma movimentacao de um negocio dele q existe ha 15 anos nem tem pra que..

    eu concordo q nao e facil e nao e pra todos.. existe muito oba oba como disse…

    so quis ressaltar que existe todo um lado serio do negocio baseado em consumo diario e que existe e e fato…

    conheco todo um lado da herbalife que nao e feito de oba oba…

    so quis ressaltar isso.. mais nada…

    :)

    e quero frizar que achei a discussao bem adulta…
    geralmente nao e assim…

    valeu todos

    • Renata Lima permalink*
      26/11/2013 10:05

      “so quis ressaltar que existe todo um lado serio do negocio baseado em consumo diario e que existe e e fato…”

      desculpa, mas nem a hbl sabe o que é vendido pro consumidor FINAL, o exemplo que você dá não reflete o global.

      E o post não fala de “oba oba”, o post informa os numeros do negócio. Já entendi que você tem o exemplo do seu pai. Mas o blog trata da realidade GLOBAL de hbl e esta realidade numérica do negócio desfavorece mais de 80% – talvez seu pai não esteja incluido neste percentual.

    • 26/11/2013 10:29

      Renata, vou deixar meu ultimo comentario aqui porque ja senti o drama no tom do seu post…

      concordemos em descordar AMIGAVELMENTE…

      eu penso de um jeito, vivencio outra coisa.. e voce pensa de outra…

      quem te garante esses numeros?

      eu so sei que a empresa existe ha 30 anos…
      o faturamento vive batendo recordes…
      patrocinamos agora Messi, Cristiano Ronaldo…

      o faturamento no Brasil NAO PARA de crescer…

      logico que a herbalife nao sabe o que e vendido pro consumidaor final:
      na venda direta, os produtos sao adquiridos pelo DISTRIBUIDOR… pois ele tem o seu proprio negocio… e ele e responsavel pela sua revenda… por conquistar seus clientes…
      e logico que a herbalife nao sabe e isso nao e dever dela saber.. pois o modelo de negocio dela nao e igual de um carregour por exemplo…

      so quis dar um ponto de vista e dizer que EU nao acredito nesses numeros.. pois CONHECO MUUUUUUUUUITAS pessoas bem sucedidas no negocio.. nao sao poucas…

      me deixe vivenciar esse lado?

      que cosia…

      fui tato educado em todos meus posts… sejemos ambos adultos e discordemos cordialmente…

      esses numeros pra mim sao intriga da oposicao…
      meu pai inclusive entrou pra herbalife EXATAMENTE na semana depois de ter saido uma reportagem no fantastico ha mais de 15 anos atras detonando a herbalife…
      depois da patrocinadora encher o raio do saco dele por SEIS MESES…
      o pensamento do meu pai foi … HUMMM NAO CHUTAM CACHORRO MORTO…

      e sim, faz sentido…

      respeite meu ponto de vista como ja expressei aqui algumas vezes que entendo o motivo de tanta polemica…

      grato!

    • Renata Lima permalink*
      27/11/2013 11:05

      Como numeros fornecidos pela própria HBL são “intriga da oposição”???

      Respeito seu ponto de vista mas você está errado. ´

      O que distingue um esquema de venda direta e uma pirâmide financeira é, entre outras coisas, o percentual de venda ao consumidor final. Este é um ENORME problema para hbl e desconfio que esta questão ainda será mais polêmica.

      Os demais “argumentos” (30 anos de Mercado, patrocínio, blablabla), foram exaustivamente rebatidos no blog.

      Resumindo, vc ama hbl….e hbl é um péssimo negócio. Isto é provado por DADOS que a PRÓPRIA EMPRESA divulga.

      Encerro aqui de vez, não há como debater com quem “não concorda” com dados que a empresa fornece – amigavelmente ou não. Boa sorte.

  26. Daniel permalink
    24/12/2013 16:02

    É interessante como o sistema da Herbalife é tão visível ser Pirâmide e ainda assim os distribuidores não percebem. Talvez por serem treinados a agir de uma única forma e com o tempo eles falam e agem no automático como robôs programados ou seja realmente a técnica de hipnose e PNL deles sejam tão bons a ponto de cegarem as pessoas. A HBL tem hoje uma quantidade variada de produtos. Frequento de vez em quando uns EVS só mesmo para rever alguns amigos e bater papo e os supervisores NUNCA mostram o seu vasto catalogo de produtos, NUNCA tentam vender os cremes, perfumes, desodorantes e etc… Tem clientes do EVS que nem sabem da existência deles na HBL. A única pergunta automática de TODOS é: iai não tem interesse em abrir um EVS? Ai vem toda aquela falácia de que o Negócio é maravilhoso… Eles estão pouco interessados em vender produtos o foco deles são realmente recrutar pessoas. Os EVS são apenas uma forma que criaram para que o Supervisor consiga manter as metas de pontos de venda exigido por mês para continuar como supervisor. Eles só estão interessado em ter X acesso ao mês no EVS. Além de que nos treinamentos que como já disseram aqui é PAGO eles ensinam que para ser presidente os Supervisores devem consumir os produtos ou seja o vasto catalogo de produtos é somente para uso interno. Na HBL dá para ganhar dinheiro mais todo o dinheiro é voltado para o sistema pois absolutamente TUDO é pago: publicidade, caixa, embalagem, camisa, adesivo, botons, frete, viagens, treinamentos, jantares e etc… E com o EVS os benditos 10 reais do acesso que si fatura é para pagar luz, espaço ( aluguel e condominio ), água, leite em pó e etc… ou seja os cheques gordos da HBL mensais não deve ficar nem um dia na conta. Conheço pessoas que tem EVS a mais de 6 anos. Mas tenho certeza pela cara delas que passam o maior aperto financeiro. O que acontece é que como sempre está entrando dinheiro no acesso eles não percebem ou não conseguem fazer um balanço Despesa x lucros. Para mim é uma pena pois os produtos são realmente bons, si a HBL fosse franquia e tivesse com preços iguais ao mercado estaria com uma.

    • Athos permalink
      10/03/2014 13:46

      Oi Daniel!

      Vou usar seu poste pra falar um pouquinho do que acredito, espero que não se importe.

      Parafraseando você “Para mim é uma pena pois os produtos são realmente bons, si a HBL fosse franquia e tivesse com preços iguais ao mercado estaria com uma” esse é um ponto interessante vejo o MMN como um modelo de “franquia pessoal” só que ao invés de apenas franqueadora ganhar os Royaties ela repassa isso para os Distribuidores junto com a responsabilidade de treinamento e formação de novos “franqueados”.

      Como tudo a vantagens e desvantagens por exemplo o baixo investimento (comparado a uma franquia tradicional) possibilita uma adesão infinitamente maior de pessoas ao sistema e com isso obviamente um numero maior de fracassos.

      Tenho comigo que quem se da bem em MMN se daria bem em qualquer outro investimento e o empreendedor que faz a diferença não o empreendimento.

      O MMN tem a vantagem de ser um sistema pronto, como a franquia, guardada as devidas proporções é logico e por aderirem todo tipo de pessoas também aderem os picaretas.

      Concordo com você sobre a administração dos EVS e do negocio em geral, as pessoas não sabem o que é e como funciona ou deveria funcionar o negocio e muitas das vezes são mau instruídas e é aí no meu ver que está a linha entre piramide e um negocio legitimo.

      Acho que essa discussão nunca ira acabar e vejo isso com bons olhos, ninguém deve iniciar uma atividade sem saber dos números, porém só quem esta dentro é que sabe como funciona na verdade.

      Isso não é uma opinião é um fato!

      Os preços de alguns produtos são justos ao meu ver e outros talvez não, eu por exemplo usava um Whey Protein da Optimun de 2,2kg por R$ 315,00 depois passei a usar um da Milly de 2,2kg por R$ 195,00 praticamente com as mesmas propriedades.

      Porque tamanha diferença no preço? Paga quem quer!

      Quanto a agirem feitos robôs isso é uma das bases da franquia, limitar as decisões para evitar desperdícios de tempo e dinheiro, se tem interesse sobre franquia leia O Mito do Empreendedor é bastante interessante, quem é mais dinâmico e gosta de inventar não vai se dar bem em MMN nem em Franquia.

      A maioria das pessoas que conheço e se envolveram ou estão envolvidas com MMN o fazem de forma superficial, nunca leram nem o manual de normas e procedimento da empresa, focam só na parte técnica e repetem cegamente o que outros dizem, isso é parte da cultura humana.

      Já vi um monte de gente falar que comprou sei lá quantos mil em produtos e ficou com o prejuízo, mas é só ler o manual que lá está claro que os produtos podem ser devolvidos em até 12 meses.

      Esse é só um exemplo da falta de informação.

      Enfim, um cadastro em na herbalife custa em media R$ 300,00 se a pessoa compartilhar os produtos com 10 pessoas do ciclo próximo a ela o consumo dela sai de graça e ainda ganha R$ 700,00. Não acho que seja um mal negocio para se fazer em período parcial.

      Mas é isso aí, tem pontos positivos e negativos, ao meu ver mais positivos vai depender da maneira que a pessoa interpretar o negocio!

      Abraços.

  27. Bruno permalink
    13/03/2014 0:13

    Herbalife anuncia que está sob investigação da Federal Trade Commission (FTC). Ações desabam no mercado.
    FONTES:
    The Wall Street Jornal
    http://blogs.wsj.com/moneybeat/2014/03/12/ftc-to-investigate-herbalife-shares-halted/
    InfoMoney
    http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/3235036/apos-denuncia-gestor-que-apostou-contra-herbalife-comeca-ser-investigada

  28. Renata Lima permalink*
    13/03/2014 18:02

    Se o FTC investigar a fundo a hbl, de duas uma 1) fecha ou 2) hbl vai ter que adequar seu modelo de negócios de modo que ao menos 70% das vendas sejam (comprovadamente) feitas a consumidores finais. Isto, claro, se for uma investigação séria e profunda, sem lobby, sem interesses escusos. Esta resposta padrão deles (“empresa sólida e lucrativa”) não quer dizer NADA. Obrigada pela informação, Bruno.

    • Athos permalink
      13/03/2014 19:40

      Não estou do lado de ninguem, mas na minha opinião e reparem que eu disse opinião o Ackman já perdeu esse 1 Bilhão!

    • Renata Lima permalink*
      14/03/2014 17:18

      Se o ackman conseguir ao menos que investiguem a fundo a hbl, que perca zilhões, problema dele. Espero que a hbl prove pra FTC que opera um esquema legítimo de mmn, com alto percentual de vendas a consumidores finais. O resto é resto.

  29. Renata Lima permalink*
    19/03/2014 16:28

    http://www.theverge.com/2014/3/18/5521402/secret-pyramid-files-what-does-the-ftc-want-from-herbalife
    Artigo informativo, no que tange a postura mais agressiva do FTC no tocante a necessidade das empresas de mmn de controlarem vendas a consumidores finais. Se a FTC fizer com que hbl saia do armário e comece a operar como empresa com foco em VENDA DIRETA ao invés de recrutamento, ponto pro mundo. Reparem que hbl JAMAIS importou-se em provar que vende mais de 70% a consumidores finais. Alias, hbl nunca precisou preocupar-se com a estrutura do seu negócio…até o momento.

    • Athos permalink
      19/03/2014 16:57

      Bom meio bilhão o Ackman já perdeu e mal sabe ele o favor que esta fazendo para o MMN principalmente para gigantes como a Herbalife, que ao meu ver, após toda essa bagunça certamente fará alguns ajustes no modelo de negocio e no fim esse creio que isso tudo vai fazer um bem danado para os distribuidores, consumidores e para a Herbalife!!!

      Meus parabéns ao site pelas informações tô aqui acompanhando.

    • Renata Lima permalink*
      20/03/2014 10:35

      Concordo. Se hbl deixar de ser esta palhaçada de recrutamento que é, valeu a aposta do cara.

    • Renata Lima permalink*
      20/03/2014 10:38

      Obs – se hbl fizer ajustes e focar em venda, muitos pularao fora. Nego entra nisto atrás dos milhões prometidos nos eventos, poucos querem vender Shake tão somente. O buraco e mais embaixo no caso de mudança estrutural. Mas, por ora, tudo especulação.

    • gap permalink
      19/03/2014 17:51

      Valeria um artigo =)

      Os defensores de MMN já contavam o Ackman como carta fora do baralho. Aparentemente alguém que botou um bilhão numa aposta não vai desistir fácil hehe.

    • Renata Lima permalink*
      25/07/2014 18:00

      Quebrou a cara nada, esta de ações subirem vem desde a acusação do cara, não foi a primeira nem última vez que cotacao sobe ou desce. Hbl continua sob investigação do FBI. Se concluírem que não e pirâmide aí sim, o cara se ferra bonito. Obrigada por postar!!!!! :)

Trackbacks

  1. Telex Free: Enganação é denunciada pelo Procon. – Nosso Cariri.
  2. TelexFREE foi denunciada pelo Procon do PE | Italva News

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 454 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: